' '

20 de jun de 2012

ESSENCIAL DISNEY #17 — Tio Patinhas Versus Patacôncio

Por E. Rodrigues & Rivaldo Ribeiro

Patacôncio estreou em 1961 na HQ Gasolina Superzum, de Carl Barks — publicada no Brasil pela primeira vez no ano seguinte, em O PATO DONALD #566. Barks, no entanto, não deu importância à sua criação e não mais a utilizou (como, de resto, Barks pouco explorou as rixas de Patinhas com antagonistas milionários famosos do universo Pato, como Porcolino Leitão e Pão Duro MacMônei — também criações suas). Patacôncio foi então adotado pelos quadrinistas italianos, que desde então produziram com ele centenas de histórias. Quatro delas são vistas neste ESSENCIAL DISNEY #17.                


Tio Patinhas Versus Patacôncio



A Essência do Problema
Roteiro: Riccardo Secchi
Desenhos: Paolo De Lorenzi
Produzida em fevereiro de 2002
O balanço anual das Indústrias Patinhas aponta alguns fiascos – com destaque para a fábrica de perfumes. Fragrâncias como Eau des Pataques e Essência de Ações da Bolsa (as favoritas do sovina) não emplacam junto ao público, que prefere os aromas lançados pelo Patacôncio. Patinhas então se vale da espionagem para descobrir que o rival conta com a sensibilidade olfativa de um misterioso consultor. E decide jogar pesado para reverter as tendências do mercado. Duelo inédito no Brasil.


O Desafio Esportivo
Roteiro: Sergio Badino
Desenhos: Lara Molinari
Produzida em dezembro de 2004
A condessa De Tapis Roulant, empresária do ramo das academias esportivas e entusiasta da boa forma, considera a possibilidade de aceitar um dos dois zilionários como sócio. Tio Patinhas e Patacôncio literalmente suam a camisa para convencer a madame a tomar um dos dois como sócio. Entre corridas a pé e de bicicleta, saltos com vara e provas de esgrima, até mesmo os mordomos Batista e Roque entram no desafio esportivo. Embate inédito no Brasil.


A Licitação Pública
Roteiro: Massimiliano Valentini
Desenhos: Andréa Freccero
Produzida em setembro de 2000
A prefeitura de Patópolis abre concorrência para a construção de um edifício luxuoso, e os dois empreiteiros mais poderosos da cidade apresentam orçamentos equivalentes para a obra. Com o objetivo de desempatar a disputa, eles têm de cortar custos a fim de reduzir suas propostas. Briga inédita no Brasil.


A Batalha das Bonecas
Roteiro: Bruno Concina
Desenhos: Ottavio Panaro
Produzida em janeiro de 2001
Margarida e Brigite inauguram uma loja de bonecas artesanais que andam, piscam e falam. O sucesso da iniciativa desperta o faro do Tio Patinhas para negócios lucrativos. Graças à inventividade do Professor Pardal, o velho muquirana passa a fabricar bonecas cada mais sofisticadas que logo se tornam o sonho de consumo de todas as meninas patopolenses. Tudo vai bem até que Patacôncio entra na história com um brinquedo ainda mais interativo, dando início a uma guerra que, até hoje, era inédita no Brasil.



Editora Abril, coleção em 20 volumes semanais, 100 páginas cor, formato 14,7 x 20,7 cm, R$ 10,00
Editor: Paulo Maffia

Desde que surgiram, nos anos 1930, os quadrinhos Disney foram sendo construídos com personagens e situações marcantes que imprimiram lembranças indeléveis em nossa memória. Formou-se em torno de cada um deles – Mickey, Donald, Patinhas e tantos outros – uma mitologia tão rica e complexa que ela passou a ser automaticamente reconhecida aos olhos do mundo. Com o passar do tempo, tornou-se desnecessário explicar a quem quer que fosse que Mickey namora a Minnie, que seu melhor amigo é o Pateta e que ele tem embates colossais com dois vilões que amamos odiar: Mancha Negra e João Bafo-de-Onça. Igualmente dispensável tornou-se apresentar Donald – sujeito irritado, azarado, que não consegue manter um emprego – ou o Tio Patinhas, sempre acossado pelos terríveis Irmãos Metralha, pelo milionário rival Patacôncio e, principalmente, pela Maga Patalójika, determinada a roubar a primeira moeda do velho muquirana para fazer com ela um amuleto e transformar-se assim na bruxa mais poderosa do mundo. Nesta nova grande coleção da Editora Abril, reunimos os assuntos prediletos que orbitam o universo Disney. Assim, ao se deparar com títulos como Tio Patinhas versus Maga Patalójika, Os Problemas Domésticos do Pateta e Os Infinitos Azares do Pato Donald, você sabe exatamente o que esperar: histórias que mostram a natureza dos personagens, os hábitos, o comportamento recorrente, as brigas, as rixas, os desafios, os laços de família e amizade. A cada volume, um novo tema. Em cada tema, uma formidável compilação de histórias em quadrinhos, clássicas e inéditas, que, acreditamos, serão tão preciosas para você quanto a Número Um é para o Tio Patinhas ou o 313 para o Pato Donald. Mais que preciosas, essenciais. 

A COLEÇÃO:
#1 — 9/mar: Tio Patinhas Versus Maga Patalójika
#2 — 9/mar: Donald e seus Sobrinhos
#3 — 16/mar: Os Problemas Domésticos do Pateta
#4 — 23/mar: Tio Patinhas e a Moeda Número Um 
#5 — 30/mar: Mickey e Minnie
#6 — 6/abr: Donald e seus Primos
#7 — 13/abr: Mickey Versus Mancha Negra
#8 — 20/abr: As Grandes Aventuras do Superpateta
#9 — 27/abr: Tio Patinhas Versus Irmãos Metralha
#10 — 4/mai: Mickey Versus João Bafo-de-Onça
#11 — 11/mai: Donald e Margarida
#12 — 18/mai: Os Passatempos Malucos do Pateta
#13 — 25/mai: As Grandes Viagens do Tio Patinhas
#14 — 1/jun: Mickey e Pluto
#15 — 8/jun: Os Infinitos Azares do Pato Donald
#16 — 15/jun: Pateta e seus Antepassados
#17 — 22/jun: Tio Patinhas Versus Patacôncio
#18 — 29/jun: Donald e seu Carro 313
#19 — 6/jul: O Detetive Mickey
#20 — 13/jul: Donald e seus Empregos que Não Duram








Capa original: SPECIALE DISNEY #51, Itália, out/09, por Andrea Freccero
Imagem: Inducks / Outducks

8 comentários:

  1. Que pena que já tá acabando.

    Não é o espaço, mas queria saber duas coisinhas.

    É verdade que Kit Carson, amigo de Tex, já saiu numa HQ Disney? Onde?

    É verdade que foram impressa duas versões de Tex #300 da Globo?
    Porque e quais as diferenças?

    ResponderExcluir
  2. Oi, Vinicius.

    É verdade sim. E Tex também.

    No segundo quadrinho da página 97 "...A Lei do Velho Oeste", Tex e Kit aparecem no fundo andando a cavalo.
    Agora, de quem foi a ideia da homenagem? Talvez só fazendo uma pesquisa mais a fundo, já que, Giorgio Pezzin foi o roteirista e Massimo de Vita o desenhista.

    http://coa.inducks.org/story.php?c=I+TL+2210-1

    Sobre Tex#300 só existe uma versão.

    A lenda foi criada porque a edição especial de 356 páginas e capa cartonada foi às bancas lacrada, com um marcador de livro personalizado de Tex de brinde, (hoje bem raro).

    E também , há relatos de leitores que compraram, na época, a edição sem lacre/sem brinde.

    Se houve violação ou distribuição da edição sem o brinde, oficialmente, ninguém sabe.

    É isso!

    Abs
    Rivaldo

    ResponderExcluir
  3. Taí. Esse volume tem tudo pra ser bom.

    ResponderExcluir
  4. Mesma ilustração que a Disney Big 2, não é isso?

    ResponderExcluir
  5. Até que em em fim chegou o número 1 ( junto com o nº2) ontem, aqui em Teresina Piauí... só quero ver se vai ter regularidade pras bandas de cá...

    ResponderExcluir
  6. Emfim por aqui também(BA),Jackson!:D

    ResponderExcluir
  7. Apenas parecida, Lisa, na composição dos personagens...

    http://www.guiadosquadrinhos.com/edicao.aspx?cod_tit=di003106&esp=&cod_edc=79841

    ResponderExcluir

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem a opinião do Planeta Gibi.

O comentário NÃO SERÁ publicado quando incluir:

• Quaisquer ofensas, agressões ou termos pejorativos;
• Quaisquer links ou e-mails;
• Qualquer menção a outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
Assunto alheio ao tema da postagem em questão.