' '

30 de dez de 2016

COLEÇÃO CARL BARKS DEFINITIVA: imagens de Em Busca do Unicórnio

PATO DONALD: EM BUSCA DO UNICÓRNIO é o volume 8 da COLEÇÃO CARL BARKS DEFINITIVA, um lançamento da Editora Abril — o 3º da coleção, que, assim como nos EUA, não é publicada em ordem numérica. 

Veja aqui imagens de todas as HQs do encadernado, que busca reproduzir as cores e detalhes editoriais da época da primeira publicação, descrição de seu conteúdo extra, uma lista dos volumes que já saíram e dos vindouros, e mais algumas informações.






COLEÇÃO CARL BARKS DEFINITIVA #8 [LANÇAMENTO #3]
PATO DONALD: EM BUSCA DO UNICÓRNIO
Publicação bimestral, formato 16,1 x 23,7 cm, 224+4 páginas cor, lombada quadrada, capa dura com reserva de verniz, miolo off white, R$ 59,90, distribuição em bancas e livrarias. Lançamento dia 3/jan/2017

Nota 1: Esta coleção não é publicada na ordem numérica de seus volumes. A obra, no todo, segue a ordem cronológica da produção de Barks, mas a ordenação das histórias dentro de cada volume é livre.

Nota 2: A Editora Abril chamou essa obra de COLEÇÃO CARL BARKS DEFINITIVA na projeção da apresentação que o Diretor de Redação Sergio Figueiredo fez em evento de lançamento do Manual do Escoteiro Mirim. Daí seu uso aqui pelo Planeta Gibi, ainda que tal título não conste do expediente do livro (similarmente como adotamos DISNEY TEMÁTICO por ser esse o título que a Abril se referia internamente àqueles especiais que lançava, facilitando organização e referência). 

Há um unicórnio solto por aí e o Tio Patinhas quer o bicho de qualquer jeito! Então, Donald e os meninos embarcam em uma busca arriscada rumo a uma terra distante. (Mas, se você captura um animal mítico, o que faz com ele?) De volta a Patópolis... como uma simples cartinha para o Papai Noel poderia provocar não só uma acirrada “guerra de travesseiros de dinheiro” entre Donald e Patinhas, mas também uma estrondosa batalha de escavadeiras a vapor? Decidido a se tornar um homem de negócios vencedor, Donald aceita o desafio de fazer uma venda impossível para os índios mais isolados da América do Norte. O genial Carl Barks mais uma vez nos surpreende e nos delicia com suas desventuras emplumadas de humor ácido e afiado. Confira você mesmo! Prefácio de Jeff Kinney, autor de Diário de um Banana.

Importante:

Além das HQs abaixo, esta edição inclui uma página de Introdução (por Jeff Kinney); 14 páginas do artigo ilustrado "Notas sobre as Histórias"; 5 páginas reproduzindo capas dos gibis originais; 1 página com o artigo ilustrado "A Capa que Nunca Existiu"; 2 páginas de biografias; 1 página com o artigo "Onde estas histórias de patos apareceram pela primeira vez?". 

  

  

  

  

 

 

  

 


 

 

 





COLEÇÃO CARL BARKS DEFINITIVA
título
volume
ago/2016
1
Pato Donald: Perdidos nos Andes
7
out/2016
2
Pato Donald: O Segredo do Castelo
6
jan/2017
3
Pato Donald: Em Busca do Unicórnio
8

?
Pato Donald: O Papagaio Contador
9

?
Pato Donald: O Vil Metal e os Vilões
10

?
Pato Donald: A Cidade Fantasma
15

?
Pato Donald: A Noite das Bruxas
13

?
Pato Donald: O Trenzinho da Alegria
11

?
Pato Donald: Natal nas Montanhas
5

?
Tio Patinhas: Nadando em Dinheiro
12

?
Tio Patinhas: As Cidades do Ouro
14

?
Tio Patinhas: A Coroa Perdida de Gêngis Khan
16


DISNEY DE LUXO: veja aqui tudo sobre essa outra coleção da Editora Abril (incluindo apêndice com informações sobre todos os outros Quadrinhos Disney já publicados e a publicar no Brasil em capa dura).


► Por Rivaldo Ribeiro.
► Fontes: divulgação, Acervo Planeta Gibi, Banco de Dados Planeta Gibi.
► Publicado originalmente em 30/dez/2016.





16 comentários:

  1. Tesouros Disney já teve aumento 😒😒

    ResponderExcluir
  2. Uma dúvida que eu fiquei, no primeiro volume (Perdido nos Andes), as histórias foram divididas entre histórias longas, curtas e piadas (1 página), mas no segundo volume (O Segredo Castelo) não houve essa divisão. Alguém sabe o que aconteceu? Vão seguir sem essa divisão e deixar tudo misturado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não são muitas as piadas de 1 página q o Carl Barks fez. Ele produzia mais, HQs de 10 pgs. pra cima. Por isso, acho q não dá pra ter essa divisão sempre.

      Excluir
  3. A editora Abril acertou em cheio ao republicar este verdadeiro tesouro disney aqui no Brasil. "Barks de novo?" - não, estas histórias sem censura e com esta coloração/letreiramento parecido com o da época, tornam estas histórias ainda melhores do que já são por si. Barks sempre! E neste formato, melhor ainda!

    ResponderExcluir
  4. Pois é Artur Ferreira, e acredito que o pretexto é a famigerada "crise".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas a Abril está segurando o preço desde março de 2015, lá se vão quase dois anos... Vejam as outras editoras, nunca param de aumentar. Não tem jeito, ja foi a época em q dava para segurar o preço de um gibi por quatro anos, hoje tudo está aumentando gradativamente, principalmente o super mercado (menos o salário). Infelizmente tem a ver com a crise sim, pq em outros tempos, esse preço continuaria por mais uns dois anos.

      Excluir
  5. Alguém sabe me dizer, por favor, entre quais dos volumes de O Melhor da Disney se encontra essa histórias do Unicórnio?

    ResponderExcluir
  6. Pra mim esse colecao foi decepcionante, nos EUA ela saiu no tamnaho original das revistas da decada de 40; aqui nesse quase formatinho...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho lamentável essa redução de tamanho nas edições brasileiras. Será que o custo ficaria muito superior se mantivessem o tamanho original das edições americanas? Se até a citação do Jeff Kinney aparece na capa, por que não mantiveram o tamanho original? Não estou comprando por essa razão...

      Excluir
    2. Quanto mimimi, dizer que a coleção foi decepcionante e deixar de comprar porque o formato é um pouco menor que o americano, sendo que a qualidade do produto é tão boa quanto.

      Excluir
  7. Só não curti aquela citação enfeiando o topo da capa e destoando das capas que já saíram. :(
    Pra que aquilo? Tô nem aí para o que o tal Jeff não-sei-o-quê achou...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo... Pra quê isso Editora Abril?

      Excluir
    2. A capa,. assim como todo o conteúdo, reproduz a edição original — que tem a tal citação na capa.

      Excluir
  8. Concordo com vários comentários postados aqui, mais que tem muito mimimi, e uma dose de infantilidade tem.
    Tenho as edições americanas e nacionais e não vejo nenhum problema quanto ao tamanho. Somos um país que está atravessando uma tremenda recessão e dou graças a Deus de temos essa coleção publicada por aqui. Sem falar que temos que lê comentários sem a menor noção.

    ResponderExcluir
  9. Ue... na outra postagem eu explodi sobre esse "mimimi" e acabei sendo quase a Malévola da ocasião...

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.