' '

1 de dez de 2016

Panini na CCXP: nova fase Marvel, capas variantes exclusivas e mais

Atualização: capas maiores. 

Abaixo, a lista completa dos lançamentos Panini na CCXP, que começa amanhã em São Paulo. Tem estreia da nova fase da Marvel (com direito a capas variantes), edições comemorativas (com capas variantes exclusivas) de TURMA DA MÔNICA JOVEM #100, CASCÃO e CHICO BENTO #700, GRAPHIC MSP ASTRONAUTA: ASSIMETRIA, MULHER-MARAVILHA TERRA UM e muito mais.



◼ FRANK MILLER

A Panini copatrocina a vinda do artista e promove no evento o lançamento oficial de algumas de suas obras: as edições encadernadas de luxo de RONIN e ELEKTRA e o #5 de CAVALEIRO DAS TREVAS III (disponível há um bom tempo, registre-se).

Miller se juntará a Brian Azzarello, coescritor de DKIII, em um painel especial que acontecerá na quinta-feira, 1/dez. Miller estará no evento até sábado para sessões de fotos e autógrafos (cuja distribuição de senhas, atenção, está esgotada; o acesso ao painel está sujeito à disponibilidade de vagas no auditório).

◼ PAINEL PANINI

Na sexta-feira, 2, das 16h30 às 17h30, no Auditório Prime, os editores da Panini apresentarão as últimas novidades e vão anunciar os próximos lançamentos.

◼ CAPAS EXCLUSIVAS CCXP

Serão lançadas edições especiais limitadas de revistas mensais com capas e sobrecapas exclusivas da CCXP, com venda unicamente no estande da Panini no evento.

São elas:

• O ESPETACULAR HOMEM-ARANHA #1 e DEADPOOL #1: ambas com 4ª capa exclusiva também; da nova fase da Marvel. 

• ARLEQUINA #8 (com capa e sobrecapas exclusivas) e LIGA DA JUSTIÇA #50 (com 4ª capa e sobrecapas exclusivas). 

• TURMA DA MÔNICA JOVEM #100 (capa exclusiva); CASCÃO e CHICO BENTO #19 (comemorativas dos 700 números publicados, com capas variantes exclusivas estilo vintage); CHICO BENTO MOÇO #39, com participação do youtuber Pyong Lee (com capa e 4ª capa exclusivas).

◼ CAPAS COMEMORATIVAS

Serão também vendidas no evento edições com capas comemorativas, não exclusivas, mas produzidas em quantidades limitadas, de:

• OS VINGADORES #1 (incluindo a 4ª capa, com arte aberta de Arthur Adams) e O ESPETACULAR HOMEM-ARANHA #1.

• NOVO ESQUADRÃO SUICIDA #8.

◼ RELANÇAMENTOS

O estande da Panini também comercializará títulos relançados, como CAVALEIRO DAS TREVAS EDIÇÃO DEFINITIVA, WATCHMEN, BATMAN ANO UM e DEMOLIDOR POR FRANK MILLER #1 e 2. 

Todos os itens no estande estarão com desconto de no mínimo 25% sobre o preço de capa, podendo chegar a 50%, informa ainda a editora.

◼ ÁREA CONFIDENCIAL

Reproduzimos integralmente a explicação da editora: A Área Confidencial é um espaço interativo ultrassecreto que vai levar os visitantes do estande a uma experiência única e exclusiva, onde vão ter contato – em primeira mão – com os protótipos e artes preliminares de uma coleção inovadora que a empresa está preparando para lançar no ano que vem. O acesso a esta área será garantido por meio de cupons especiais distribuídos por promotores no estande da Panini e pontos estratégicos do evento.

◼ LANÇAMENTOS DC COMICS


 


ARLEQUINA #8
Publicação mensal, formato 17 x 26 cm, 48+4 páginas, lombada canoa, capa couché, miolo lwc cor, R$ 7,20. 
Edição com capa e sobrecapa variante exclusiva CCXP e 75 Anos Mulher Maravilha. 
Arlequina e Poderosa: A mais inusitada saga cósmica da história da DC Comics continua a se desenrolar. E prepare-se para um desdobramento inesperado. A ameaça de Vartox. (Harley Quinn & Power Girl 3-4.)





LIGA DA JUSTIÇA #50 
Publicação mensal, formato 17 x 26 cm, 64+4 páginas, lombada canoa, capa couché, miolo pisa brite cor, R$ 7,60. 
Edição com capa e sobrecapa variante exclusiva CCXP e 75 Anos Mulher Maravilha.
Liga da Justiça: na continuação do épico A Guerra de Darkseid, o destino de todo o universo está em jogo. Será que os maiores heróis da Terra conseguirão deter os planos terríveis de Cálice? Prepare-se para uma hecatombe de surpresas e revelações. (Justice League 49, Justice League 51, Teen Titans 16.)


 

NOVO ESQUADRÃO SUICIDA #8 
Publicação mensal, formato 17 x 26 cm, 64+4 páginas, lombada canoa, capa couché, miolo lwc cor, R$ 8,70. 
Edição com capa variante comemorativa CCXP. 
Esquadrão Suicida: Arlequina está em contato com alguém fora de Belle Reve e planeja mais um de seus insanos e fabulosos golpes. Os Mais Procurados: Só pode haver um Pistoleiro! E Katana vai presenciar o surgimento de uma nova heroína… (New Suicide Squad 17, Suicide Squad Most Wanted: Deadshot and Katana 5.)



O EVANGELHO SEGUNDO LOBO
Publicação avulsa, formato 17 x 26 cm, 208+4 páginas, lombada quadrada, capa dura, miolo couché cor, R$ 64,00. 
Celebrando a vinda de Simon Bisley à CCXP, a PANINI reapresenta ‘O Evangelho Segundo Lobo’ em edição de luxo, com capa dura e ortografia atualizada. Bisley, reconhecido por seus traços no Batman, em Juiz Dread e em John Constantine: Hellblazer, é responsável pela arte dessa obra que reúne as minisséries O Último Czarniano e Lobo Está Morto, ambas com argumento de Keith Giffen (52, Legião dos Super-Heróis) e roteiro de Alan Grant (Juiz Dredd). A alta qualidade e refinamento do trabalho desenvolvido nessas HQs conferiram popularidade ao personagem e contribuíram para difundir o evangelho do Lobo pelo mundo.

Na primeira das histórias, Lobo Está Morto, o Maioral é enviado para capturar aquele que pode ser o mais perigoso alvo que já enfrentou: uma assustadora, terrível e infernal velhinha (com a incrível capacidade de tornar a vida de seu captor muito, mas MUITO miserável). Na sequência, o Último Czarniano finalmente é detonado, mas tem um pequeno problema… nem Céu nem Inferno querem sua alma fétida e impura. E Lobo vai ter que tocar o terror nos dois lugares pra conseguir voltar pra Terra e ter sua vingança.



MULHER MARAVILHA: TERRA UM #1
Publicação eventual, formato 17 x 26 cm, 144+4 páginas, lombada quadrada, capa dura, miolo couché cor, R$ 28,90.
Os 75 anos da Mulher Maravilha e a vinda de Yanick Paquette à CCXP são marcados pelo lançamento de Mulher Maravilha: Terra Um, a mais provocativa das origens da personagem já vista. Uma releitura sem igual das brilhantes mentes de Grant Morrison (Crise Final, Multiverso DC) e Yanick Paquette (Monstro do Pântano, Corporação Batman) que honra a rica história da personagem. Provocadora, mas ainda assim reverente. Moderna, mas ainda assim atemporal. A força e a coragem da maior campeã da Ilha Paraíso – a Mulher-Maravilha – ganha uma nova apresentação nesta graphic novel inédita no Brasil. 

Por milênios, as amazonas da Ilha Paraíso construíram uma próspera sociedade longe da influência maligna dos homens. Uma delas, no entanto, não está satisfeita com sua vida reclusa: Diana, a filha da rainha, sabe que há mais no mundo e quer explorá-lo, mesmo que Hipólita, sua superprotetora mãe, não concorde nada com seus planos. A jovem consegue escapar quando o piloto da Força Aérea Norte-Americana, Steve Trevor (o primeiro homem que ela viu na vida), cai nas praias de sua ilha. Com a vida do militar por um fio, Diana se aventura no há muito proibido mundo do patriarcado. As amazonas a perseguem e a trazem de volta para encarar um julgamento, acusada de violar a lei mais antiga das guerreiras: nunca entrar em contato com o mundo que as prejudicou.



RONIN – EDIÇÃO DEFINITIVA
Publicação avulsa, formato 18,5 x 27,5 cm, 336+4 páginas, lombada quadrada, capa dura, miolo couché cor, R$ 92,00. 
Por meio de seu selo Panini Books, a editora lança a obra que é considerada um marco da disseminação da influência dos mangás na produção de quadrinhos no ocidente, magistralmente escrito e desenhado por Frank Miller: ‘Ronin’ - uma combinação emocionante, perfeita e única de passado e futuro, ciência e magia. Dois anos antes de transformar o gênero de super-heróis para sempre com Batman: O Cavaleiro das Trevas, o aclamado roteirista e desenhista criou uma graphic novel tão original e audaciosa que estava décadas à frente de seu tempo. ‘Ronin’ é uma parábola tão surpreendente quanto as maiores obras de ficção científica. 

Em um passado distante... um importante senhor do Japão antigo é eliminado por uma entidade de puro mal. Um jovem guerreiro jura vingança e torna-se um samurai sem mestre - um ronin - preso em uma luta eterna contra o demônio que assassinou seu patrono. Em um futuro próximo… uma grande corporação da selva urbana de Nova York está se preparando para lançar uma mortal nova tecnologia, e um infantilizado telepata e uma corajosa chefe de segurança são as únicas coisas em seu caminho. Quando esses dois mundos colidem, sonhos e realidade se misturam em uma apocalíptica batalha final – e, no coração desse caos, um solitário guerreiro enfrentará o maior dos testes à sua fidelidade.

◼ LANÇAMENTOS MARVEL: NOVA FASE

A Panini comercializará no evento 4 dos 10 títulos regulares da fase pós-Guerras Secretas. E informa que "mais novidades" serão divulgadas no painel da sexta-feira.

Depois de "Nova Marvel" e "Totalmente Nova Marvel", parece que a editora vai chamar a tal "Totalmente Diferente Nova Marvel" simplesmente de... "Marvel".




DEADPOOL #1
Publicação mensal, formato 17 x 26 cm, 56+4 páginas, lombada canoa, capa couché, miolo lwc cor, R$ 7,60.
Edição com capa e 4ª capa variante exclusiva CCXP.
Wade está de volta e as coisas nunca mais serão as mesmas. Líder e financiador dos Vingadores, Deadpool passa seu tempo praticando o bem, gerindo sua fortuna e ainda liderando seus novíssimos Heróis de Aluguel do Deadpool! Nada pode dar errado, certo?





O ESPETACULAR HOMEM-ARANHA #1
Publicação mensal, formato 17 x 26 cm, 72+4 páginas, lombada canoa, capa couché, miolo lwc cor, R$ 9,40. 
Edição com capa e 4ª capa variante exclusiva CCXP e capa e 4ª capa variante. 
A teia agora é global. As Indústrias Parker trazem ao mercado uma tecnologia inovadora que se torna uma “febre mundial”, e membros do Zodíaco invadem a rede que controla cada conta de usuário ao redor do mundo! Para proteger quem faz uso dela, o Homem-Aranha vai para Xangai, com um novo jingle, um novo Aranhamóvel e uma nova parceira… a Harpia! E ainda: com o fim do Universo Ultimate, Miles Morales agora pertence à Terra 616! Descubra o que aconteceu com Nova York após as Guerras Secretas e veja o que o futuro reserva para Miles! 



UNIVERSO MARVEL #1
Publicação mensal, formato 17 x 26 cm, 152+4 páginas, lombada ?, capa couché, miolo lwc cor, R$ 18,50. 
Um novo começo. A Casa das Ideias tem um novo começo, e aqui você confere tudo que acontece pelo núcleo cósmico da Marvel! Sam Alexander, o Nova, se reaproxima de seu pai, mas algo muito suspeito está acontecendo. Em Fabulosos Inumanos, Raio Negro tenta recuperar seu filho! Venom agora é um Cavaleiro Espacial! Um encontro de guardiões em Guardiões do Infinito! E tem início o Torneio de Campeões!




OS VINGADORES #1
Publicação mensal, formato 17 x 26 cm, 80+4 páginas, lombada canoa, capa couché, miolo lwc cor, R$ 9,60. 
Capa e 4ª capa variantes comemorativas CCXP por Arthur Adams.
O Renascimento das lendas Que tal dar uma rápida espiada no que o futuro reserva para o Universo Marvel após as Guerras Secretas? Eles não estavam assim tão dispostos a se tornar um supergrupo, mas nos mesmos moldes dos Vingadores originais, Miss Marvel, Homem-Aranha, Nova, Visão, Capitão América, Thor e Homem de Ferro foram reunidos ao acaso para enfrentar um adversário em comum e se transformar nos Heróis Mais Poderosos da Terra! Os Novos Vingadores também ressurgem, numa formação totalmente nova e diferente de tudo o que você já viu, e desta vez despertando suspeitas nas autoridades e sendo seguidos de perto pela SHIELD!

Como havíamos listado no checklist de novembro, os demais títulos mensais serão:

AVANTE, VINGADORES
CAPITÃO AMÉRICA E OS AGENTES DA S.H.I.E.L.D.
DEADPOOL EXTRA
GUARDIÕES DA GALÁXIA
HOMEM DE FERRO
X-MEN

◼ LANÇAMENTOS MARVEL: ESPECIAIS



ELEKTRA ASSASSINA
Publicação avulsa, formato 17 x 26 cm, 268+4 páginas, lombada quadrada, capa dura, miolo couché cor, R$ 68,00.
Um clássico de autoria do convidado de honra Frank Miller com arte de Bill Sienkiewicz, que também estará presente na CCXP, será reapresentada, pela primeira vez em capa dura pela PANINI durante o evento: ‘Elektra – Assassina’, com 268 páginas. Uma aventura fascinante, repleta de ação, mistério, pitadas de humor negro e grandes reviravoltas que só a união de dois dos maiores inovadores dos quadrinhos modernos poderiam proporcionar. O enredo promete levar o leitor a uma viagem pelo corpo, mente e espírito da mulher mais perigosa do planeta – a mulher chamada Elektra. 

Ginasta e mestra em combates marciais, Elektra Natchios foi treinada na arte letal do ninjutsu pela organização criminosa conhecida como Tentáculo, tornando-se a mais perigosa arma viva do planeta. Ex-amante de Matt Murdock, o Demolidor, Elektra foi assassinada pelo inescrupuloso Mercenário, e depois trazida de volta à vida pelo mestre Stick e seus Virtuosos. Desde então, a aura de mistério em torno dessa personagem só cresceu. Quando uma estranha mulher chega inconsciente às praias de um pequeno país da América do Sul, eventos terríveis começam a acontecer. Dois policiais são estrangulados. Um diplomata é assassinado. Um agente da SHIELD é brutalmente desmembrado. A ninja está de volta à ativa… e com um sentimento de ódio sem paralelo. (Elektra Assassin 1-8.) 



[COLEÇÃO NOVA MARVEL #26] GAVIÃ ARQUEIRA: VINGADORA DA COSTA OESTE
Publicação eventual, formato 17 x 26 cm, 120+4 páginas, lombada quadrada, capa duramiolo couché, R$ 28,90.
Nota 1: A Panini não identifica oficialmente os encadernados capa dura da linha Nova Marvel sob um título de coleção, tampouco os numera sequencialmente. O título e a numeração atribuídos pelo Planeta Gibi têm finalidade meramente referencial
Nota 2: Consulte aqui o Guia Planeta Gibi que dá detalhes de todos os títulos.
Nota 3: Publicado anteriormente em CAPITÃO AMÉRICA & GAVIÃO ARQUEIRO #13, 15, 17-19 (Panini, out-dez/2014, fev-abr/2015).
Outro destaque muito aguardado pelos fãs que chega à CCXP é o encadernado ‘Gaviã Arqueira: Vingadora da Costa Oeste’. Escrito por Matt Fraction e ilustrado por Annie Wu e Javier Pulido, a HQ traz a saga de Kate Bishop em Los Angeles, numa tentativa de evitar seus problemas de Nova York – especialmente Clint Barton. Ela, no entanto, não vai encontrar toda a tranquilidade que gostaria... A obra, que reúne as histórias originalmente publicadas em Hawkeye 14, 16, 18 e 20 e Hawkeye Annual 1, tem de tudo: personagens, enredo, história, diálogos, tema, sentido, mensagens, ação, uma explosão, fogo, flechas, criminosos, vizinhos, grandes lagos, clientes, policiais que não dão a mínima, um sistema que pune as vítimas, o cachorro - e tudo isso numa cidade perdida no cinismo e na apatia, que fecha suas garras na garganta do cidadão de bem, que só pode confiar na Gaviã Arqueira.

Tentando fugir de sua vida, de Nova York e de Clint Barton, Kate Bishop vai para Los Angeles - mas não consegue se afastar dos problemas. Recém-chegada à Cidade dos Anjos, a Gaviã Arqueira decide ajudar um recluso e traumatizado gênio da música pop dos anos 60 e tem um inesperado encontro com a Madame Máscara, que também está curtindo a vida ao lado dos ricos e famosos. Um “encontro” no qual a vilã deseja realizar um não tão velho desejo: assassinar Kate com requintes de crueldade. Escrito por Matt Fraction e ilustrado por Annie Wu e Javier Pulido. (Hawkeye 14, 16, 18 e 20 e Hawkeye Annual 1. )



GUERRAS SECRETAS — EDIÇÃO ESPECIAL
Publicação avulsa, formato 17 x 26 cm, 360+4 páginas, lombada quadrada, capa dura, miolo couché, R$ 84,00.
Os maiores heróis e vilões do Universo Marvel foram transportados até um mundo estranho criado por uma entidade de poder inconcebível conhecida como Beyonder para se digladiarem em combates letais. Ao vencedor, será concedido tudo aquilo que desejar. Acompanhe o Capitão América, X-Men, Vingadores, Quarteto Fantástico, Homem-Aranha e Hulk lutando contra Doutor Destino, Doutor Octopus, Lagarto, Galactus, Gangue da Demolição e muitos outros supervilões em confrontos memoráveis! E testemunhe também mudanças que assolaram o Universo Marvel por muitos anos, como o uniforme negro do Homem-Aranha e o surgimento da nova Mulher-Aranha. Tudo isso e muitos mais! E ainda: uma fabulosa galeria de esboços originais de Mike Zeck. (Marvel Super Heroes Secret Wars 1-12.)

◼ LANÇAMENTOS MSP

 


CASCÃO #19
Publicação mensal, formato 13,4 x 19 cm, 64+4 páginas cor, lombada canoa, capa couché, R$ 4,30, distribuição nacional. Edição #700, 4ª série. Edição com capas regular e variante (venda em bancas) e capa variante CCXP (à venda somente no evento, em São Paulo, no início de dezembro). 
Leia aqui mais sobre essa edição comemorativa.
A história ‘Cascão 700’ faz uma retrospectiva da vida do personagem que é o melhor amigo do Cebolinha, sempre participa de seus planos infalíveis para derrotar a Mônica e conquistar a rua, levando muitas coelhadas, mas é capaz de fugir de água numa fração de segundo! Nesta aventura, Capitão Feio reúne a SUJOCA para derrotar o Cascão viajando pelas edições passadas da revista. Será que eles vão finalmente conseguir? A trajetória do garoto sujinho com suas confusões, bagunças, vilões e aliados está retratada nas páginas desta edição especial.

 


CHICO BENTO #19
Publicação mensal, formato 13,4 x 19 cm, 64+4 páginas cor, lombada canoa, capa couché, R$ 4,30, distribuição nacional. Edição #700, 4ª série. Edição com capas regular e variante (venda em bancas) e capa variante CCXP (à venda somente no evento, em São Paulo, no início de dezembro).
Leia aqui mais sobre essa edição comemorativa.
A revista do Chico Bento tem contado muitas histórias da vida na roça, dos causos e crendices do interior, das goiabas saboreadas no alto das árvores do vizinho Nhô Lau, das trapalhadas do primo Zé Lelé, das aventuras no mato e do tímido namoro com a Rosinha. Agora, na edição 19, a história ‘Como será o futuro?’ (19 páginas) coloca o menino da roça numa situação inusitada: Chico anda muito preguiçoso até que um jacaré mágico revela o futuro para ele aprender uma importante lição.

 


TURMA DA MÔNICA JOVEM #100
Publicação mensal, formato 16 x 21,3 cm, 128+4 páginas, lombada quadrada, capa cartão,  miolo p&b, R$ 8,50, distribuição nacional.
Capa variante exclusiva CCXP.
A revista Turma da Mônica Jovem chega à centésima edição. A publicação em quadrinhos estilo mangá revolucionou o mercado brasileiro conduzindo o universo dos personagens criados por Mauricio de Sousa à adolescência e tornando-se o maior sucesso editorial do segmento nos últimos trinta anos. Para marcar esta aguardada edição histórica, um novo e inesquecível capítulo do relacionamento entre Mônica e Cebola. Eles cresceram, namoraram e até o casamento deles já foi visto num futuro não tão distante. Mas, nas idas e vindas do amor, Mônica e Cebola já estão separados há um bom tempo. Enquanto ela teve um longo namoro com o Do Contra, ele nunca desistiu de reconquistá-la. Agora, porém, um visitante extraordinário pretende dar uma ajudinha para o destino se concretizar. O futuro desse relacionamento vai - literalmente - bater à porta. Celebrando esta edição histórica Mauricio de Sousa marcará presença no estande da PANINI no sábado, dia 3, às 15h.

Eles cresceram, namoraram e até o casamento deles já foi visto num futuro não tão distante. Mas, nas idas e vindas do amor, Mônica e Cebola já estão separados há um bom tempo. Enquanto ela teve um longo namoro com o Do Contra, ele nunca desistiu de reconquistá-la. Agora, porém, um visitante extraordinário pretende dar uma ajudinha para o destino se concretizar. O futuro desse relacionamento vai – literalmente – bater à porta.



CHICO BENTO MOÇO #39
Publicação mensal, formato 16 x 21,3 cm, 96+4 páginas, lombada quadrada, capa cartão, miolo p&b, R$ 8,50, distribuição nacional.
Capa e 4ª capas variantes exclusivas CCXP.
O youtuber famoso por seus truques de mágica e sua impressionante habilidade de hipnotizar pessoas em poucos minutos já ultrapassa a marca de 3 milhões de seguidores em seu canal oficial de vídeos. O jovem descendente de coreanos também é bom na dança e nas artes cênicas, em atuações quase sempre cômicas. Com tantas características marcantes, Pyong foi transformado por Mauricio de Sousa em um inusitado personagem, que vai contracenar com Chico Bento Moço, a versão jovem do caipira mais divertido dos quadrinhos, na edição nº 39 de sua revista. Para marcar o lançamento, visitantes da CCXP terão a chance de testemunhar um encontro exclusivo do influenciador com Mauricio de Sousa, que acontecerá no domingo, dia 4, às 17h, no Glass Room do estande PANINI.

Na história “Chico e o Adversário Misterioso”, uma medalha aparece de forma misteriosa nas mãos de Chico Bento, e isso o torna o suspeito principal de uma trama sinistra que o envolve numa perseguição policial. De quem é a medalha? Por que ela é tão importante? Para ajudá-lo a decifrar esse mistério e provar sua inocência, Chico contará com um novo amigo nesta jornada: Pyong Lee.


GRAPHIC MSP [#14] ASTRONAUTA: ASSIMETRIA

Publicação eventual, formato 19 x 27,5 cm, 96+4 páginas cor, lombada quadrada, capa cartão (R$ 26,90) e capa dura (R$ 36,90). Por Danilo Beyruth, cores de Cris Peter.
Nota: a Panini não numera sequencialmente GRAPHIC MSP. A numeração atribuída pelo Planeta Gibi tem finalidade meramente referencial.
Em 2012, com seu Astronauta - Magnetar, Danilo Beyruth deu início às bem sucedidas publicações do selo Graphic MSP, projeto em que quadrinistas convidados reinterpretam os clássicos personagens de Mauricio de Sousa, em seus próprios estilos. Depois de Astronauta – Singularidade e quase uma dezena de obras estonteantes produzidas pela nata dos quadrinhos nacionais, Danilo retorna com Astronauta – Assimetria e, para celebrar este terceiro volume de aventuras espaciais, a edição será estendida, com 16 páginas a mais que as anteriores - de 80 para 96 -, ampliando a experiência do leitor com a obra e o personagem. Na história inédita, o que era uma missão investigativa em Saturno se transforma numa aventura com desdobramentos absolutamente imprevisíveis, e o herói espacial vai enfrentar um desafio para o qual, mesmo com toda a sua experiência, talvez não esteja preparado. Danilo Beyruth estará presente na CCXP, assim como outros autores de publicações anteriores do selo Graphic MSP: Bianca Pinheiro, Cristina Eiko, Davi Calil, Gustavo Duarte, Paulo Crumbim, Roger Cruz e Vitor Caffagi.

Depois do sucesso de Magnetar e Singularidade, Danilo Beyruth impõe ao herói espacial de Mauricio de Sousa um desafio para o qual ele, mesmo com toda a sua experiência, não está preparado. Em Astronauta – Assimetria, o que era uma missão investigativa em Saturno se transforma numa aventura com desdobramentos absolutamente imprevisíveis.

◼ LANÇAMENTOS STOUT CLUB



O SEGREDO DA FLORESTA
Publicação avulsa, formato 17 x 26 cm, 80+4 páginas, lombada quadrada, capa cartão, miolo couché, R$ 29,90.
A parceria entre PANINI e o selo Stout Club, anunciada na última CCXP com o lançamento de Ei8ht!, de Rafael Albuquerque, lança agora ‘O Segredo da Floresta’, de Thedy Corrêa e Felipe Nunes. Dando uma nova dimensão e um expressivo alcance às publicações do selo, a parceria histórica para o segmento anuncia também o pré-lançamento do inédito e aguardadíssimo 2º volume de ‘Xampu’, graphic novel de Roger Cruz. Escrita pelo músico e poeta Thedy Corrêa (Noite Ilustrada, Livro de Astro-Ajuda e Bruto) e ilustrada pelo vencedor do Troféu HQ Mix, Felipe Nunes (Dodô e Klaus), ‘O Segredo da Floresta’ é uma história em quadrinhos que aborda o relacionamento familiar entre irmãos - biológicos ou não -, com direito a cãozinho de estimação, acampamento, muita aventura e mistério.

Nina e Lucca acabaram de se tornar irmãos emprestados. Enquanto ela tem problemas para se integrar à nova família, ele, ao contrário, anseia pela nova amizade com ela. Mas esta delicada situação é sacudida quando os dois se veem em apuros, perdidos em uma misteriosa floresta. 



XAMPU #2
Publicação eventual em 3 volumes, formato 17 x 26 cm, 80+4 páginas, lombada quadrada, capa cartão, miolo p&b, R$ 29,90.
A graphic novel Xampu, escrita e desenhada por Roger Cruz, vencedor do troféu HQMIX e renomado artista de diversos títulos dos quadrinhos mainstream americanos, começou a ser criada em 1997 e teve seu primeiro volume completo publicado em 2010. Agora os ansiosos fãs desta trama que se desenrola entre o final dos anos 80 e o início dos anos 90, num pequeno apartamento da zona norte de São Paulo, vão poder conferir finalmente a continuação da história com o pré-lançamento exclusivo de Xampu - volume 2. São 80 páginas de absoluta emoção ensurdecedora, na trama magnificamente ilustrada no atual e inusitado novo estilo do artista. Roger, que já desenhou inúmeros títulos de personagens como X-Men, Hulk, Motoqueiro Fantasma, Homem-Aranha, Doutor Estranho, além da Graphic MSP Turma da Mata – Muralha e de MSP+50 - Mauricio de Sousa por Mais 50 Artistas, se entrega ao próprio processo criativo para transportar o leitor a uma verdadeira viagem no tempo nesta HQ autoral que revisita lugares e épocas muito peculiares da capital paulista, mas que poderiam ser o cenário de qualquer lugar do mundo. 

Neste aguardado segundo volume de Xampu, as histórias do apê se estendem porta afora, chegando ao memorável Rock in Rio e entrando noite adento na companhia de personagens peculiares, espíritos zombeteiros e, claro, do bom e velho rock’n’roll.

◼ LANÇAMENTOS PLANET MANGA

A PANINI traz para a CCXP três famosos mangás lançados recentemente pela editora por meio de seu selo Planet Manga: Slam Dunk, Naruto Gaiden: O Sétimo Hokage e a Lua que Floresce Vermelha e Pokémon Red Green Blue. Além disso, os fãs também podem aguardar novidades imperdíveis do próximo ano que serão anunciadas no painel exclusivo da PANINI na sexta, dia 2.



SLAM DUNK #1
Publicação bimestral em 24 volumes, formato 13,7 x 20 cm, 240+4 páginas, lombada quadrada, capa cartão, miolo p&b, R$ 17,90.
Slam Dunk é de autoria de Takehiko Inoue, um dos maiores ilustradores japoneses contemporâneos e autor de grandes obras como Vagabond (série publicada pela PANINI no Brasil) e Real, também sobre basquete, sua grande paixão. Publicou a primeira edição de Slam Dunk no Japão em 1990, que se consagrou como a maior referência em quadrinhos sobre esporte e é considerado um dos melhores mangás de todos os tempos. A edição recém-lançada pelo selo Planet Manga é baseada na versão de luxo chamada kanzenban, lançada no Japão em 2001, e completa em 24 volumes. 

Hanamichi Sakuragi é um colegial delinquente de topete ruivo, cansado de tomar fora das garotas que preferem os esportistas. Mas a sua vida começa a mudar quando se apaixona por Haruko, que o convida a jogar basquete no time da escola.



NARUTO GAIDEN: O SÉTIMO HOKAGE E A LUA QUE FLORESCE VERMELHA
Publicação avulsa, formato 13,7 x 20 cm, 216+4 páginas, lombada quadrada, capa cartão com laminação fosca e hot stamp dourado, miolo off-set 90g p&b, R$ 16,90.
Brinde exclusivo na versão brasileira do mangá: pôster colorido com a ilustração da capa completa, sem cortes.
Todo o universo de lutas épicas que envolve a trajetória de Naruto, Sasuke e Sakura, além dos sannins, hokages e também a formação de cada equipe, finalmente teve seu desfecho na série de mangás publicada pela PANINI em três versões – tradicional (concluída em 2015), Pocket (concluída em maio deste ano) e Gold (em andamento, atualmente no volume 17 e disponível também na CCXP). Para complementar a história e a coleção, a PANINI lançou o especial Naruto Gaiden: O Sétimo Hokage e a Lua que Floresce Vermelha, de Masashi Kishimoto, que apresenta a nova geração de ninjas descendentes dos já consagrados heróis. A versão brasileira traz um brinde exclusivo: um pôster colorido que estampa a ilustração da capa completa, sem cortes - seguindo a linha da versão Gold que possui pôster com imagens exclusivas em todas as edições.

Preservando as onomatopeias originais, esta saga mostra que o tempo passou desde a Grande Guerra Ninja que abalou o mundo, e as pessoas desfrutam da paz. Uma nova geração desponta na Vila da Folha. Porém, sombras inquietantes possuidoras do Sharingan começam a agir, e Sarada, filha de Sasuke e Sakura, está na mira delas.



POKÉMON RED GREEN BLUE #1
Publicação bimestral, formato 13,7 x 20 cm, 208+4 páginas, lombada quadrada, capa cartão, miolo jornal p&b, R$ 13,90.
Pokémon Red Green Blue, o mangá original que adapta a emoção e a empolgação dos jogos de Pokémon para os quadrinhos, é o primeiro arco das histórias que foram escritas por Hidenori Kusaka e ilustradas por Mato. A edição reproduz os extras originais na íntegra, com mapas repletos de marcações para o leitor acompanhar o avanço de Red, sua Pokédex atual, o nível que se encontra e quanto falta evoluir para atingir o próximo, entre outros. 

A saga apresenta Red, um jovem que deseja se tornar o maior Treinador Pokémon de todos. Pra isso, ele parte em uma grande jornada com o objetivo de ser o primeiro a completar a Pokédex, munido apenas de seu conhecimento, coragem e do amor que sente por essas extraordinárias criaturas. (Pókemon Special 01, 1997.)

◼ SERVIÇO

CCXP — Comic Con Experience 2016.
Data: 1 a 4/dez.
Local: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center.
Endereço: Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5, São Paulo, SP (Metrô Jabaquara).
Horários: 
1/dez (quinta-feira): das 12 às 22h.
2/dez (sexta-feira) e 3/dez (sábado): das 10 às 22h.
4/dez (domingo): das 10 às 20h.
(Verificar disponibilidade de ingressos no site do evento.)


► Por Edenilson Rodrigues.
► Fontes: divulgação, Banco de Dados Planeta Gibi.
► Publicado originalmente em 30/nov/2016.
► Atualizado pela última vez em 1/dez/2016.




26 comentários:

  1. Comprei três edições aleatórias de Mônica Jovem esse ano, descompromissadamente, já q nunca tinha lido, mas pra mim não dá, rs.

    ResponderExcluir
  2. Só lixo! É interessante ver como essa editora tenta a todo custo fazer uma propaganda medíocre para divulgar materiais que sequer valem a pena serem adquiridos.

    Só fazendo uma puta propaganda FODEROSA pra bater a ansiedade em tanto material lixo ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro abnegado, e uma chuva de porcarias e ainda aparece um monte de puxa sacos enaltecendo lançamento, promoçoes tipo boi de piranha e outras besteiras mais.

      Excluir
    2. Não tem como se interessar por esses materiais, é muita podridão num post só. E ainda dão uma de divulgar capas exclusivas achando que vão ficar na ansiedade pra ter e mãos.

      Enfim, com isso vou aos poucos dizendo adeus, para mim serão pouquíssimos quadrinhos para 2017, começando pelo final desse ano onde me sinto aliviado de não ter comprado mais essas porcarias de mensais (não dá pra acreditar que ainda continuam mantendo essa iniciativa com títulos absurdamente inexpressivos).

      Excluir
    3. Hulkboy, para de sofrer. Esquece a Marvel. Tanta coisa boa no mercado de quadrinhos. Enquanto vcs gastam dinheiro com Marvel lixo pra depois ficar xingando, perdem um monte de HQs de qualidade. Perdem duas vezes. Material europeu é o q há de melhor, desde material clássico à Graphic novels. Compre Spirou, um baita material, compre Asterix, compre Juiz Dredd. Compre quadrinhos da Nemo, da Veneta. Compre Bonelli cara, Tex e Júlia Kendall são de uma arte super detalhada e roteiros cinematográficos, sem lenga lenga de mega sagas e cronologias ou novas origens q mais parece novela da Globo. Compre Disney, em dezembro vai sair uma das sagas Disney mais aclamadas pelo público: a saga da espada de gelo completa em volume único. Compre o Pato Donald de Carl Barks e vc vai ver o q é HQ divertida. Compre Calvin e Haroldo, e ria com seu humor inteligente, compre graphics nacionais ou até americanas, compre quadrinhos com temas históricos ou biograficos para aumentar seu aprendizado: Maus, hqs do Joe Sacco, do Guy delisle, Will Eisner, etc. Compre Conan da dark horse q sai pela Mythos, The Walking Dead da hqm. É tanta coisa boa q fica até difícil de listar, mas uma das melhores HQs q li esse ano foi a adaptação em quadrinhos A Volta ao Mundo em 80 Dias, da Ed. Salamandra. É aventura do início ao fim. Esquece o Hulk e demais super heróis Marvel. Compre mangás: Blade, Éden, Lobo Solitário... O leitor de quadrinhos mais infeliz q existe é o marvete, sofredor! E vc já está quase entrando em depressão. Mas e se ainda assim, vc não quiser ler nada do q foi indicado aqui, ainda há esperanca: leia turma da Mônica, e seja feliz!

      Excluir
    4. Quase nem compro Hqs da Marvel, na verdade não sou colecionador compulsivo de Hqs, tanto é que eu poderia me desfazer de boa parte da minha coleção jogando todas elas no lixo ;)

      Realmente, não tiro o mérito de uma Turma da Mônica e até mesmo desses outros personagens que hoje tem muito mais a acrescentar do que Marvel etc.. acontece que eu leio por diversão e não por bitolagem, há sim materiais deveras interessantes na Marvel, o que acontece é que essa Panelinha não sabe lidar com isso, cuja idiotice é tanta que sempre criam novos títulos com novos mix mantidos numa mensal com papel jornal (olhem o nível da mediocridade).

      Nada contra esses títulos recomendados por você, mas eu não consigo me interessar por eles, nem mesmo pela Torre Negra e Monstro do Pântano do Moore. Já o Conan não resistiu com o tempo, a qualidade por parte das histórias nunca chegarão na linha de um "Espada Selvagem", não digo pra manter a mesma qualidade (o que seria impossível, óbvio) mas que pelo desse vontade de acompanhar, e não é o que vem acontecendo, o material recente do Conan é um vai e vem de histórias boas e ruins, e me falta paciência pra acompanhar um arco ou até histórias a parte em que a consistência por parte da qualidade não é mantida.

      Walking Dead é uma desgraça de ruim, mas vai do gosto de cada um, falando por mim, nem se eu tivesse grana sobrando eu compraria uma porra dessas.

      Quanto ao Hulk, sou leitor/fã e sempre releio as histórias antigas, e por mais desgraçada que a fase dele (ou dos clones) possa ser ruim, eu mantenho uma certa esperança. Se bosteou tudo eu simplesmente paro de acompanhar e parto para os materiais antigos.

      Excluir
  3. Quadrinhos (Marvel) para 2017:
    Totalmente "Emo" Hulk (pouquíssimas edições com o Banner)
    Guerra Civil II (edição #3 e edição #4)
    Guerra Civil II: O Acusado/Guerra Civil II: Caído.

    De resto é goodbye.

    Ps: sem palavrar para definir o lixo que é essa "Disputa de Campeões".

    ResponderExcluir
  4. Quem ainda esperar grandes coisas da DC e da Marvel nos quadrinhos só pode se decepcionar. DC e Marvel hoje vivem de Hollywood, e de suas glórias passadas. Os quadrinhos refletem exatamente a superficialidade típica de Hollywood: belas capas, belas sinopses, grandes promessas, e conteúdo decepcionante. Sempre.

    Talvez a triste verdade seja que essas duas editoras já tenham dado o que tinham que dar.

    Negócio é gastar dinheiro com os bons e velhos quadrinhos dos anos 60, 70 e 80 e deixar a DC "renascida" e a "nova" Marvel para lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só discordo quanto a DC, apesar de não acompanhar esta nos quadrinhos eu acho que esse Rebirth pode vir a render, considerando que em matéria de filmes eles estão meio que dividindo o público. Ou seja, eles mantém em circuito um filme insosso (Esquadrão Suicida) mostrando que podem ensinar a Marvel em como fazer um filme besta/mongol rendendo ainda mais bilheteria e por outro lado temos um filme adulto como Batman v Superman, tais iniciativas que a Marvel não é capaz de manter. Aliás, pra fazer isso é necessário audácia, e isso a Marvel não tem (pelo contrário, eles querem atrair cada vez mais o público jardim de infância), já a DC tem de sobra.

      Excluir
  5. É impressionante como sempre tem quem reclame... Digo, não pretendo escarnecer da opinião ou gosto pessoal de ninguém, mesmo porque a inclusão da palavra "pessoal" nessas expressões já diz tudo. Só não compreendo certas reclamações mesmo. Talvez eu simplesmente seja jovem demais para me lembrar dos tão citados "tempos áureos" de determinadas HQs. Enfim, acho melhor eu ignorar críticas e continuar me divertindo com todas os ótimos quadrinhos que vejo nas bancas atualmente, sejam eles DC, Marvel, Image, Disney, Turma da Mônica e o que mais vier pelo caminho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, os que reclamam estão errados, certo são aqueles que compram tudo quanto é quadrinhos, seja da pior qualidade ou a preço de capa mais explorador possível. Quem sou eu pra questionar isso? Eu devia é calar a boca e aprender com esse pessoal que vai na CCXP e se martiriza por restolhos dizendo amém pra tudo que a editora lança não importando o trabalho porco mantido há muito tempo atrás, toda a prepotência/arrogância ao se comunicar com os leitores/consumidores e as mil e umas iniciativas que saem pela culatra.

      Concordo em gênero, número e grau com você.

      Excluir
    2. Não disse que quem reclama está errado. Muito pelo contrário, é direito dos leitores. Só afirmei que não entendo as reclamações, portanto não concordo com elas. Também não disse que eu estou certo em comprar "tudo quanto é quadrinhos". É apenas uma questão de gosto.

      Excluir
    3. Que bom que você está satisfeito com o que anda lendo de HQs amigo. Agora nem todo mundo é obrigado a achar "tudo ótimo". Até porque quadrinhos estão CADA VEZ MAIS CAROS, então se a pessoa não fizer triagem, gasta literalmente milhares de reais em material de gosto duvidoso, apenas pela compulsão de colecionar. É com isso que as editoras contam- por isso elas lançam edições com capas variantes (e mesmo conteúdo), confiando que os fãs vão querer comprar todas. Quanto à "era de ouro" dos quadrinhos, no que tange à Marvel e à DC, quando os leitores mencionam isso, simplesmente estão se referindo à época em que as histórias dessas duas editoras faziam sentido, tinham começo, meio e fim, e não eram a enrolação sem fim e a confusão que são hoje, onde a regra é "mudar tudo a cada dois anos para atrair novos fãs, independente de lógica e de qualidade".

      Excluir
    4. Você não entende o porquê das reclamações? Sem problema, tentarei ser o mais breve possível, mas como sou leitor dessa editora há tempos, fica difícil eu explicar em poucas linhas.

      Embarquei no universo dos quadrinhos desde que a Editora Abril passou a deter os direitos autorais da Marvel (obviamente terão os mais velhos que eu, aqueles que embarcaram desde a época do preto e branco), ou seja, eu tenho história com a Marvel assim como vários outros leitores da mesma época.

      Portanto digo sem a menor sombra de duvidas que aqueles gibis tão simples e que exigiam da criatividade dos editores por parte de suas capas é algo único, não me refiro a comprar apenas por causa da capa, mas a criatividade dos responsáveis em presentear os seus leitores com capas belíssimas modificadas pelos mesmos, e hoje o que temos? Capas originais sendo mantidas e pronto, sendo que muitas dessas capas já enojam só de você ver a distancia, mas é claro que ai vai do gosto de cada um.

      Não apenas as capas como também a Abril mantinha um espaço para o leitor mostrar os seus traços, ou seja, a sessão "Arte do Leitor" também se tornou algo único que hoje não vemos mais, nem mesmo com todo auxílio possível por parte dos recursos que temos hoje.

      A Marvel vivia a sua melhor fase nos quadrinhos, com histórias simples repletas de drama e ação. O encadernado de Guerras Secretas retrata exatamente isso, o respeito dos editores-chefes ao juntar os personagens mais icônicos da editora em um evento que respeitou tudo que esses personagens vivenciaram nesse período, seria uma mudança que permaneceria na história desse universo onde nenhuma outra feita no decorrer dos anos foi tão relevante na cronologia desses personagens.

      O que vemos hoje é retomada atrás de retomada, uma falta de identidade e vergonha na cara em querer replicar algo irreplicável. E a editora hoje responsável pela publicação desses personagens no Brasil não passa qualquer exemplo de humildade, algo que a editora Abril tinha de sobra. Ou seja, tudo que essa editora faz é motivo de alvoroço por parte de uma mesma parcelas de leitores, estes que não são capaz de criticar, debater e até mesmo discutir com algum desses editores que na lábia, conseguem ganhar a adoração dessas pessoas.

      Essa nova geração de leitores de quadrinhos não engrena, na verdade nunca engrenou. O que vemos hoje são vários exemplos de chances desperdiçadas ao transmitir algum conteúdo, o próprio canal da "Panela" já mostra exatamente isso, a falta de vergonha na cara em passar alguma informação ao leitor iniciante. Uma editora que nunca brindou os leitores com nada, só máximo arrancam cada vez mais dinheiro que essas pessoas ganham suadamente, aquele que, dependendo, nem tem condição de comprar tal encadernado, mas se sacrificou pra isso e no fim ainda é bombardeado com um trabalho porco por parte da editora que não é capaz nem de fazer uma revisão do encadernado antes mesmo dele passar pelos processos finais.

      Pergunto: tem como se animar com esses deslizes, os mesmos que vem ocorrendo por anos e anos, onde se nota facilmente que o trabalho é feito sem nenhuma dedicação ou tão pouco algo que exigiria uma certa criatividade por parte dos responsáveis.

      Se a Marvel está passando pela sua fase mais desastrosa nos quadrinhos (culpa dos filmes, os mesmos que ajudaram na queda vertiginosa por parte do material) a nossa editora Panelinha também é responsável por falar a mesma língua de uma geração de leitores de quadrinhos que se deixam levar pela ansiedade.

      Excluir
  6. Esqueci de comentar algo ainda mais absurdo nesses "lançamentos": a Panela querer anunciar tudo isso só por causa da "capinha". Ou seja, vamos esquecer a leitura e passar a comprar tudo quanto é Hqs só pela capa e lombada ;)

    ResponderExcluir
  7. Só comentando um pouco mais sobre esse encadernado de Guerras Secretas, eu garanto sem arrependimento algum, mas isso não significa que eu mudei a minha opinião referente aos vacilos por parte da editora (que são muitíssimos se comparados com os acertos), compro assim como as Graphic Novels dos Canalhinhas. Mas o meu respeito eles nunca terão, isso que eles estão fazendo ao republicar sagas antigas é mais do que obrigação, só que eu acho que é melhor investir em materiais antigos do que em novos.

    ResponderExcluir
  8. Depois das Guerras Secretas , como está o Multiverso Marvel ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nessa do Hickman não mudou nada. Na verdade é tudo muito mal explicado com os personagens de dois universos (616/Ultiverso) coexistindo no mesmo espaço, uma esculhambação de realidades alternativas no qual fica difícil entender de qual realidade determinado personagem pertence.

      Essas "Guerras Secretas" no máximo destruiu o Multiverso, e pelo que vi nessa "Guerra Civil II" o Quartel General dos Inumanos se encontra no universo 616, resumindo: o Multiverso não existe mais.

      Excluir
    2. Penso aqui como seria ridículo caso o Jim Shooter destruísse o universo 616 e todos aqueles personagens do evento original fossem enviados a um universo nada a ver (considerando caso o Ultiverso não apenas existisse como o destaque que ele veio tendo no decorrer dos anos) iniciando assim uma esculhambação geral.

      Mas ainda bem que o desfecho por parte do evento original foi simples e mostrou consequências gravíssimas para alguns personagens, no caso o Hulk, onde este retorna para a Terra (no mesmo local onde ele adentrou ao portal que o levaria as Guerras Secretas) cujos sintomas sofridos pela perda de sua humanidade no evento são transmitidos de forma impactante em sua série mensal.

      Na versão do Hickman o Banner simplesmente aparece do nada com um salto cronológico pra lá de absurdo, ou seja, a gente não sabe o que aconteceu com ele no evento ;)

      Excluir
  9. Por incrível que pareça, as capas de Cascao e Chico Bento com traços antigos e cores chapadas conseguem ser anos-luz melhores que as capas nos padrões atuais. Será que está tão difícil para a MSP enxergar que tem algo indigesto acontecendo com seus gibis? É estranho verem personagens gordinhos ficando mais magros apenas porque o estúdio decidiu. Parece até que se gordo tornou-se algo tão inaceitável como ser ladrão, violento, fumante... Histórias até legais, mas sem imaginação. Tudo precisa ter uma lógica, tudo precisa de ser bem explicadinho ou ter uma desculpa em forma de piadinha para ser aceito.

    ResponderExcluir
  10. E saga de espera por Terra X continua....

    ResponderExcluir
  11. Uai, Terra X não havia sido confirmada nessa CCXP? Ou eles simplesmente vão mais do que já embaçaram?

    ResponderExcluir
  12. Quando o mangá Dr. Slump da Panini será publicado ???

    ResponderExcluir
  13. Quando estréia a Revista Doutor Estranho?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendi que em dezembro mesmo. Mas como não tenho certeza ainda, não listei.

      Aguardando resposta da editora.

      Abs.

      Edenilson

      Excluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos.
• Incluam ofensas e palavrões;

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.