' '

13 de set de 2016

Globo inicia relançamento de AS AVENTURAS DE TINTIM

A Editora Globo está relançando AS AVENTURAS DE TINTIM, começando pelo segundo álbum — e talvez aguardando o desembaraço para que a primeira compilação, NO PAÍS DOS SOVIETES, finalmente ganhe uma versão colorida (vide notas abaixo). 

TINTIM NO CONGO, TINTIM NA AMÉRICA e OS CHARUTOS DO FARAÓ devem estar disponíveis nos próximos dias nas livrarias, todos em capa dura

O personagem foi criado pelo cartunista belga Georges Remi, conhecido como Hergé (1907-1983) e estrelou 24 álbuns — o último, incompleto e lançado postumamente. 

A republicação mais recente da obra no Brasil saiu entre 2005 e 2008, pela Cia. das Letras (o primeiro volume, em p&B; os demais, coloridos).


AS AVENTURAS DE TINTIM, O REPÓRTER [#2] TINTIM NO CONGO
Publicação eventual, formato 21 x 28 cm, 120+4 páginas, lombada quadrada, capa dura, R$ 59,90, distribuição em livrarias.

Nota do Planeta Gibi (1): A editora não informa se (e quando) lançará TINTIM NO PAÍS DOS SOVIETES, o primeiro livro da série, compilado em 1930, cuja republicação foi vetada por Hergé até 1973 e que nunca ganhou versão oficial colorida. 

Nota do Planeta Gibi (2): A sinopse da editora informa que este TINTIM NO CONGO é um fac-símile da edição de 1931. Portanto, seria em p&b, já que tal álbum só ganhou versão colorizada em 1946.

Em Tintim no Congo, o jornalista e seu cão Milu desembarcam no antigo Congo Belga, na África, para realizar uma série de reportagens. Além de enfrentarem os perigos da selva, os dois encaram um perigoso bandido que está tentando expandir seus negócios de diamantes na região. Esta é uma edição fac-similar da série As aventuras de Tintim, lançada pela primeira vez em 1931.



AS AVENTURAS DE TINTIM, O REPÓRTER [#3] TINTIM NA AMÉRICA
Publicação eventual, formato 21 x 28 cm, 136+4 páginas, lombada quadrada, capa dura, R$ 59,90, distribuição em livrarias.

Nota do Planeta Gibi: A sinopse da editora informa que esta obra foi lançada "pela primeira vez" em 1931. De fato, a série foi iniciada em 1931 e concluída em 1932, mesmo ano em que foi compilada. A primeira versão colorida saiu em 1945.

Em Tintim na América, a dupla desembarca em Chicago para deter os homens de Al Capone. Após descobrir o paradeiro dos bandidos, Tintim e Milu vão parar em uma tribo de peles-vermelhas, e o encontro com os nativos americanos não será nada amigável. Esta é uma edição fac-similar da série As aventuras de Tintim, lançada pela primeira vez em 1931.



AS AVENTURAS DE TINTIM [#4] OS CHARUTOS DO FARAÓ
Publicação eventual, formato 21 x 28 cm, 136+4 páginas, lombada quadrada, capa dura, R$ 59,90, distribuição em livrarias.

Nota do Planeta GibiA sinopse da editora informa que esta obra foi lançada "pela primeira vez" em 1932. De fato, a série foi iniciada em 1932 e concluída em 1934, mesmo ano em que foi compilada. A primeira versão colorida saiu em 1955.

Em Os charutos do faraó, Tintim e Milu vão em busca da tumba perdida do faraó Kih-Oskh. Logo após a descoberta, percebem que ela na verdade é uma fachada para uma sociedade secreta de traficantes internacionais que escondem misteriosos charutos em sua base. Para mandá-los para trás das grades, Tintim e seu companheiro precisarão de uma boa dose de coragem e sorte. Esta é uma edição fac-similar da série As aventuras de Tintim, lançada pela primeira vez em 1932.


Por Edenilson Rodrigues.
Publicado originalmente em 13/set/2016. Atualizado pela última vez em 16/set/2016.
Fontes: divulgação, Banco de Dados Planeta Gibi.




25 comentários:

  1. Excelente notícia!

    Já confirmei que será em P&B mesmo.

    P.s.: ai, meu bolso...

    ResponderExcluir
  2. A Companhia das Letras ainda detém os direitos de publicação dos álbuns?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aparentemente sim, porque esta não é uma re-edição dos álbuns finais, mas sim das versões fac-símile, inéditas no Brasil.

      Excluir
  3. Grande notícia , eu colecionava os álbuns de Tintim da Cia das Letras ... até ela ser destruída em uma enchente :(

    ResponderExcluir
  4. Uma bela edição. Felizmente posso economizar pois ja tenho a anterior. Mas sempre bom ver TinTin nas livrarias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas é uma edição diferente... rsrs
      Esses álbuns têm mais de 100 páginas e outro traço, enquanto a coleção regular tem 62 páginas e foi redesenhada por Hergé.

      Excluir
  5. Sempre quis ter a coleção do Tintim, minha dúvida é, tem muita diferença dessa versão para a da Cia das Letras além da colorização? Vale mais a pena investir nessa versão ou correr atras das edições da Cia das Letras?

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Eu considero estas versões facsimile mais para colecionadores ou muito fãs do Tintim. Eu tenho uma destas edições em inglês. As reedições são mais trabalhadas e, começaria colecionando por elas. Mas como disse, se vc curte bastante o Tintim, acho bem interessante poder conhecer o formato é traços originais. Com certeza vou comprar, mesmo tendo a outra coleção completa.

    ResponderExcluir
  8. Nunca li nada sobre o Tintim , poderia começar por essa coleção ? E qual a diferença dessa para a da companhia das letras ?

    ResponderExcluir
  9. Respondendo a Enn Marques e Artur Ferreira:

    São duas coleções diferentes. A coleção da Cia das Letras é a versão finalizada dos álbuns, colorida e com 62 páginas por padrão. Já a edição da Globo, além de ter mais de 100 páginas e ser em preto e branco, traz o traço original de Hergé, exatamente como as HQs saíram na década de 30.

    Vale a pena investir nas duas, principalmente se você for fã da obra de Hergé. Para começar, eu sugiro a edição da Cia das Letras, que traz um Tintim mais próximo do que conhecemos. Mas os fac-símiles da Globo devem ficar lindos na estante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. No meu caso , nunca tive contanto com esse material e tava afim de começar pelas edições da globo , seria a melhor opção ? E será que vai sair completa no Brasil ?

      Excluir
    3. Eu começaria pelas edições regulares, da Cia das Letras. Mas fica a seu critério.
      E sim, parece que eles vão lançar todos os fac-símiles - que são 8 no total, contra 24 álbuns da coleção da Cia.

      Excluir
    4. Me tira uma dúvida , nesses 24 álbuns está toda a obra de Helge certo ? E foram lançados somente 8 fac-similes lá fora ? Caso eu tiver vontade de completar a coleção , vou ter que comprar as edições da Cia das letras ?

      Excluir
    5. - Sim, os álbuns de Tintim totalizam 24.
      - Foram 8 fac-símiles porque os demais álbuns já foram publicados no padrão atual (62 páginas em cores), salvo algumas (poucas) alterações.
      - Sim, se quiser completar a coleção, terá que comprar as edições da Cia das Letras.

      P.S.: Eu te respondi também no meu blog. ;)

      Excluir
    6. Obrigado elo esclarecimentos nos dois blogs e desculpe por qualquer transtorno :)²

      Excluir
    7. Britto, uma pergunta: quais são os 5 outros fac-símiles? (E aproveitando, acompanho sempre seu blog, parabéns pelo trabalho!!)

      Excluir
    8. Leonardo qual é esse blog que voce está comentando? Gostaria de poder conhecer tambem. Abraços a todos.

      Excluir
    9. Transtorno algum, Artur! =D

      Os outros (da mesma coleção) são: O Lótus Azul, O Ídolo Roubado, A Ilha Negra, O Cetro de Ottokar e O Caranguejo das Tenazes de Ouro. Vou ver se faço um post esclarecendo as dúvidas do pessoal.

      Marcelo, é o blog Tintim por Tintim. Peço licença ao Planeta Gibi para colocar o link: www.tintimportintim.com. :)

      Excluir
    10. Britto uma última pergunta kkk , dos álbuns lançados até hoje pela Cia das letras , quias são os que tem as melhores histórias ?

      Excluir
    11. Olha, aí é muito pessoal. Há quem diga que Tintim no Tibete é o melhor álbum de Hergé, mas eu não indicaria logo como primeiro. O Caso Girassol tem uma boa trama de espionagem, As 7 Bolas de Cristal tem uma história excelente (que continua em O Templo do Sol).O Cetro de Ottokar, O Lótus Azul e A ilha Negra são álbuns "solo" de Tintim muito bons também. Mas não dá pra desconsiderar os outros rsrs

      Eu comecei por Os charutos do Faraó e tenho um carinho especial pelo álbum por isso, mas vai de cada um.

      Excluir
  10. Será que as edições da Companhia das Letras vão continuar em catálogo? Faltam poucas para eu completar a coleção.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.