' '

30 de ago de 2016

Estreia a COLEÇÃO CARL BARKS DEFINITIVA

PATO DONALD: PERDIDOS NOS ANDES é o volume 7 da COLEÇÃO CARL BARKS DEFINITIVA que a Abril acaba de lançar. 

Assim como nos EUA, a obra do mais festejado quadrinista Disney sairá aqui em ordem aleatória. 

Veja a seguir prévias da edição, informações gerais e as listas dos volumes publicados e vindouros dessa coleção, de DISNEY DE LUXO e da Coleção de Fac-Símiles dos Manuais Disney.

SEM PERDER O FIO DA MEADA

COLEÇÃO CARL BARKS DEFINITIVA
título
volume
ago/2016
1
Pato Donald: Perdidos nos Andes
7
out/2016
2
Pato Donald: O Segredo do Castelo
6
dez/2016
3
Pato Donald: Em Busca do Unicórnio
8
DISNEY DE LUXO

título
reedição
jan/2014
1
DragonLords

jan/2014
2
O Mistério dos Signos

mar/2015
3
Os 80 Anos do Pato Donald

mar/2015
4
Era Uma Vez na América

mar/2015
5
A Saga do Tio Patinhas
jul/2016
out/2015
6
Contos de Natal

out/2015
7
Disney Cinema

nov/2015
8
História e Glória da Dinastia Pato

nov/2015
9
Um Brasileiro Chamado Zé Carioca [#1]

mar/2016
10
Mickey Mystery [#1]

abr/2016
11
Iniciativa Super-Heróis

mai/2016
12
Escoteiros Mirins
ago/2016
jun/2016
13
DuckTales, Os Caçadores de Aventuras

jul/2016
14
Pateta Repórter — Edição Definitiva

set/2016
15
As Grandes Aventuras de Mickey [#1] Paul Murry

nov/2016
16
Maga & Min

dez/2016
17
(A SER DIVULGADO)

MANUAIS DISNEY • FAC-SÍMILES
título
reimpressões
mai/2016
1
Escoteiro Mirim
jun e jul/2016
ago/2016
2
Prof. Pardal

set/2016
3
Mickey

out/2016
4
Tio Patinhas

nov/2016
5
Maga & Min

dez/2016
6
Vovó Donalda

jan/2017
7
Peninha

fev/2017
8
Zé Carioca

mar/2017
9
Gastão

2017
?
Magirama

2017
?
2º Manual do Escoteiro Mirim

2017
?
Autorama

2017
?
Jogos Olímpicos

2017
?
Manual da Televisão




A ORIGEM

Há muito tempo, quando a Abril começou a pensar na ideia de reeditar O MELHOR DA DISNEY — AS OBRAS COMPLETAS DE CARL BARKS em capa dura, o Planeta Gibi sugeriu à editora que reproduzisse aqui o material que vem sendo lançado pela Fantagraphics nos Estados Unidos, iniciada em dez/2011 justamente com LOST IN THE ANDES, seguindo o ritmo de duas edições por ano (em maio, saiu nos EUA a 10ª, TERROR OF THE BEAGLE BOYS).

A ideia ganhou força em meados de 2015 após o Diretor de Redação Sergio Figueiredo por as mãos em alguns exemplares emprestados pelo Planeta Gibi e se encantar com sua qualidade. 

Editora Abril decidiu, então, que seria mais atraente e valioso oferecer aos leitores e colecionadores algo diferente daquilo que já havia compilado entre 2004 e 2008. 

A COLEÇÃO CARL BARKS DEFINITIVA, cujo primeiro lançamento ocorre neste mês, reproduz página por página o conteúdo da edição americana, incluindo suas mais de 30 páginas de textos, ilustrações e reproduções de capas originais, a cargo de grandes estudiosos dos quadrinhos e traduzidas pelo maior especialista em HQs Disney do Brasil (e um dos maiores do mundo), Marcelo Alencar — que também traduziu os quadrinhos e foi o responsável pelos textos de O MELHOR DA DISNEY

Uma coleção não substitui a outra, ressalte-se. Enquanto O MELHOR DA DISNEY buscou reunir em seus 41 volumes tudo o que então existia envolvendo Barks, e de ter suas HQs repintadas num estilo mais contemporâneo, esta COLEÇÃO CARL BARKS DEFINITIVA destaca-se pela restauração da obra original do artista, considerando aí desde a arte-final até a paleta de cores o mais próxima possível das publicações de estreia.


PATO DONALD: PERDIDOS NOS ANDES

 

COLEÇÃO CARL BARKS DEFINITIVA #7 [LANÇAMENTO #1]
PATO DONALD: PERDIDOS NOS ANDES
Publicação eventual, formato 16,1 x 23,7 cm, 240+4 páginas cor, lombada quadrada, capa dura com reserva de verniz, miolo off white, R$ 59,90, distribuição em bancas e livrarias. Lançamento dia 26/ago

Nota 1: Esta coleção não é publicada na ordem numérica de seus volumes. A obra, no todo, segue a ordem cronológica da produção de Barks, mas a ordenação das histórias dentro de cada volume é livre (primeiro vêm as HQs longas, depois as curtas, fechando com as gags).

Nota 2: A Editora Abril chamou essa obra de COLEÇÃO CARL BARKS DEFINITIVA na projeção da apresentação que o Diretor de Redação Sergio Figueiredo fez em evento de lançamento do Manual do Escoteiro Mirim. Daí seu uso aqui pelo Planeta Gibi, ainda que tal título não conste do expediente do livro (similarmente como adotamos DISNEY TEMÁTICO por ser esse o título que a Abril se referia internamente àqueles especiais que lançava, facilitando organização e referência). 

De 1942 a 1966, Carl Barks foi o mais prolífico e adorado roteirista e desenhista das histórias do Pato Donald, Tio Patinhas e demais habitantes de Patópolis. 

PATO DONALD POR CARL BARKS: PERDIDOS NOS ANDES é o primeiro lançamento de uma série de volumes dedicados a recuperar a obra de Barks, com cores restauradas de acordo com a paleta de época, letreiramento que reproduz o trabalho do autor e de sua esposa Garé Williams e textos explicativos inéditos com informações nunca antes compiladas. 

Com papel de miolo offset que simula a textura das publicações originais, 240 páginas e acabamento em capa dura, PERDIDOS NOS ANDES será lançado oficialmente na Bienal do Livro de São Paulo, e em todo o Brasil, dia 26 de agosto.


 

  


  

  

  

  


  

  

  


  

  

  





BRINDE NA BIENAL


Acima, a bela caneca de porcelana decorada com a ilustração e os elementos gráficos de PATO DONALD: PERDIDOS NOS ANDES

O brinde, limitado a 2 mil cópias, é entregue exclusivamente na Bienal do Livro de São Paulo (Espaço Abril no estande Disney) para quem adquirir o combo PERDIDOS NOS ANDES + Manual do Prof. Pardal.

A Bienal vai até 4/set/2016 no Anhembi (Metrô Portuguesa-Tietê). 

 


BATE-PAPO NA BIENAL


A Editora Abril convida: O editor de arte Fábio Figueiredo reúne nesta quarta-feira 31, a partir das 15h no Espaço Abril, dentro do estande Disney, o tradutor e jornalista Marcelo Alencar, a letrista Lilian Mitsunaga, o arte-finalista José Wilson Magalhães e a colorista Cris Alencar para um bate-papo informal com os visitantes da feira. 


EM SETEMBRO:




EM OUTUBRO:



O QUE VOCÊ ACHOU?

Sua opinião deixada aqui sobre a COLEÇÃO CARL BARKS DEFINITIVA, a coleção DISNEY DE LUXO e a Coleção de Fac-Símiles dos Manuais Disney será encaminhada para a Editora Abril, que poderá publicá-la nas próximas seções de cartas dos gibis.


Por Edenilson Rodrigues.
Fontes: Acervo Planeta Gibi, Banco de Dados Planeta Gibi, divulgação.
Publicado originalmente em 30/ago/2016.




59 comentários:

  1. Além de todos os Carl Barks, esse Paul Murry é compra certa, junto com o Manual do Mickey, é claro.

    ResponderExcluir
  2. Espera, não entendi uma coisa. Em novembro teremos apenas o Manual da Maga & Min ou teremos, também, um capa dura com histórias das duas? Pois o nome delas está na lista dos capa dura também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Manual e DISNEY DE LUXO (mas a Abril não confirma ainda essa informação).

      Abs.

      Edenilson

      Excluir
  3. Esse desenho da capa dura do Mickey está muita aquém das demais...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corrigindo: layout aquém...não o desenho central...

      Excluir
    2. Gostei muito do layout diferenciado.

      Excluir
    3. Também gostei muito...

      Excluir
  4. Já comprei o Carl Barks.
    Mickey de Paul Murry é cofre certo!!!!
    Espero que os editores tenham caprichado na seleção de histórias do Mickey de Murry.
    Tadeu Olivetti

    ResponderExcluir
  5. A coleção de Fac-Símiles dos manuais é como entrar num Túnel do Tempo. Excelente iniciativa a da Abril em trazer esses manuais novamente. Aproveito para perguntar para o Paulo Maffia se existe a possibilidade de republicar todas as HQs do Pateta e seu Kart de Tony Strobl, no Big. Obrigado.

    ResponderExcluir
  6. Não faz muito tempo essas publicações eram apenas um sonho esmaecido que só permanecia vivo em nossas mentes e nas intermináveis discussões dos blogs sobre quadrinhos - agora olho na estante e vejo materializada minha edição do Pato Donald de Carl Barks. E se isso já não fosse bom demais da conta, teremos em setembro o Mickey do Murry. A capa retrô ficou ótima, bem anos 70, semelhante a do "Grande Livro Disney". Abraços !

    ResponderExcluir
  7. Eu tenho a coleção anterior do Carl Barks e não ia fazer essa nova, só que daí eu vi dois exemplares da Fantagraphics num sebo e fiquei encantado. Só por ter as cores próximas das originais já valeria a pena, mas tem ainda longos textos sobre as histórias. Lá vou eu ter um segunda coleção completa de obras do Barks...

    ResponderExcluir
  8. Para que o sonho seja materializado por completo, espero, que em 2017 tenhamos Floyd Gottfredson e Al Taliaferro em edições de luxo.
    Tadeu Olivetti

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E, por que não?, o início da publicação da coleção do Don Rosa da Fantagraphics por aqui também.

      Excluir
  9. Tive o privilégio de adquirir o combo na bienal e ganhar de brinde a caneca ! Tomara que a Abril nos brinde c/ mais ações desse tipo ! Saudações a todos !

    ResponderExcluir
  10. Bem, Maga e Min eu passo. Murry vai depender da seleção de HQs. Sei q vai ter mais de 70 pgs. inéditas, mas se o restante for reaproveitamento de arquivos digitais de re-re-republicoes publicadas nos últimos anos em almanaques, temáticos e tijoloes, então tb dispenso. Barks está excelente, se eu já não tivesse a coleção antiga, colecionaria essa de bom gosto. :)

    ResponderExcluir
  11. Que o (possível) especial Maga & Min traga as principais histórias brasileiras, especialmente aquelas dos anos 80 publicadas no gibi da Margarida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é o sonho! Nossa seria muito bom!
      Mas a realidade será "se sair", e é mais provável uma seleção de histórias desse "encosto" chamado arquivo digital, muita história saída de jumbo e mega. Mas fica a esperança.
      Quem sabe apelamos para a magia e um milagre acontece.
      Algum feitiço do tipo "trazer história brasileira de volta em 3 dias" poderia nos ajudar! Alguém sabe algum? Hhehehe!

      Excluir
  12. Faço questão de agradecer e parabenizar à Editora Abril pela iniciativa de lançar a Coleção Carl Barks Definitiva no Brasil. Trata-se de uma obra prima, que valoriza o trabalho do mestre dos quadrinhos em todos os aspectos. Achei espetaculares o papel, as cores e os letreiros escolhidos. Como foi bem notado pelo Planeta Gibi, a coleção oferece uma alternativa bem diferente aos colecionadores que já possuem, como eu, a Coleção O Melhor da disney. Assim, acho muito válida a opção escolhida: quem já possui a obra de Barks pode apreciá-la sob um enfoque bem diferente; quem não a possui, tem a oportunidade de ter em mãos um material de primeiríssima qualidade. Estou muito satisfeito com a primeira edição e aguardo ansiosamente o lançamento dos próximos volumes. Em tempo: gostei também de saber que o ritmo de lançamentos previsto é bimestral, em princípio. Esperar seis meses por cada volume seria muito sofrimento!!!

    ResponderExcluir
  13. Bem que a Editora Abril poderia lançar também os trabalhos que Barks fez para outras editoras, como "The Carl Barks' Big Book of Barney Bear".

    ResponderExcluir
  14. Disney de Luxo da Maga e Min! Torcia muito por esse volume. Obrigado Paulo Maffia, obrigado Editora Abril! Agora ficarei torcendo por um volume do Urtigão.
    (Luiz Gustavo A. G. de Souza, Resende-RJ)

    ResponderExcluir
  15. Também torço para que saia a edição de luxo da Maga e Min!!!

    ResponderExcluir
  16. Puxa, não há palavras para comemorar tanto material estupendo, magnífico, só nos resta agradecer a Abril...como é bom voltar ao tempo com os fac símile dos manuais ( tenho todas as edições e reediçoões da epóca , e vou colecionar estas também...) e publicações do Barks, ainda com tudo original da época...

    ResponderExcluir
  17. Maga e Min é legal mas Urtigão dos anos 90 é de amargar. Não sei como foi as vendas do temático do Urtigão (que na minha opinião foi um dos mais fracos da coleção), mais se sair um com enfoque nos anos 90 vou deixar passar. Seria legal ver o Peninha clássico em um especial e o brasileiro em outro. Curto muito as HQs nacionais dele.
    Gostaria de sugeria a Abril a volta da coleção Edição Extra em versão moderna, com formato americano, papel especial e capa cartonada. Existe um vácuo nas publicação da Abril que poderia ser facilmente ocupado por uma publicação com essa características.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Urtigão sem aquela mala sem alça da Firmina, em resumo. Rs.

      Excluir
    2. Realmente não me agradou a ideia, só porque o Urtigão ganhou uma revista própria viram a necessidade de criar um núcleo novo totalmente para ele. A fórmula de confrontos com o Peninha, Donald e Patinhas era avassaladora. Mas talvez tenham feito isso tentando "imitar" e concorrer com o Chico Bento

      Excluir
    3. Há muito peço e conheço outros que pedem tambem as edições com formato americano e papel de qualidade. Tenho certeza que farão sucesso, uma vez lançados aqui no Brasil. Por enquanto, vou colecionando todas as edições da IDW, que são no fomato americano e com papel de ótima qualidade. E claro, os Capas Duras da Abril. Abraços a todos.

      Excluir
  18. Esse manual do Tio Patinhas já ta na minha lista de certezas e ,claro,toda a coleção de Carl Barks.

    ResponderExcluir
  19. A Abril deveria lançar os próximos especial do mesmo material de pato Donald perdidos nos andes seria show demais.

    ResponderExcluir
  20. A Abril deveria lançar os próximos especial do mesmo material de pato Donald perdidos nos andes seria show demais.

    ResponderExcluir
  21. Assim como alguns que comentaram mais acima, também tenho a coleção completa das obras de Carl Barks lançada pela Abril no início dos anos 2000, mas, quando peguei o novo exemplar da nova coleção das obras de Barks em mãos, foi como uma viagem no tempo, uma lembrança muito prazerosa de quando consegui comprar meu primeiro "gibi" Disney (o saudoso Disney Especial "Os Policiais") quando ainda era criança. Barks nos transporta ao passado, aquele passado em que tudo ainda eram sonhos, e, de certo modo, inocentes. Barks alimenta uma nostalgia muito boa, não aquela que nos prende ao passado, interrompendo o presente, e boicotando o futuro. A nostalgia de ler o Pato Donald pelas mãos de seu melhor mestre faz acreditar que ainda há a esperança de que os sonhos de criança, um dia, tornem-se realidade. Comprei na hora o novo exemplar das obras de Barks, farei essa nova coleção, independente de ter a outra completa, pois a qualidade do material compensa, em muito. Seria muito injusto comparar com outros produtos em banca (à exceção dos especiais em capa dura) esse novo material, pois essa nova coleção é muito sofisticada e, de longe, deixa os outros lançamentos Disney da Abril (me refiro àquelas edições cuja encadernação parece que vai estourar, com páginas ressecadas e que, em certo momento, ameaçam descolar, tais como os almanaques, o novo Disney Especial, e o Disney Big - alô Abril, pense nesses encadernados e deixe-os dignos de fazer parte das coleções!) em segundo plano. Junto com a aquisição do Manual do Pardal, entrei em júbilo. Se ainda alguém tem dúvida da razão de Barks ser considerado um dos grandes e prestigiados mestres dos quadrinhos de todos os tempos, basta ler o Pato Donald "Perdido nos Andes" para entender a genialidade de um autor único e verdadeiro. Longa vida ao Pato! Longa vida ao mestre Barks!

    ResponderExcluir
  22. Só uma dúvida: a coleção da Fantagraphics que deu origem aos livros que a Abril está lançando agora, tem alguns álbuns intitulados como Donald Duck e alguns já lançados como Uncle Scrooge. São duas coleções diferentes, ou se trata da mesma coleção com álbuns intercalados enfocando histórias do Pato Donald e do Tio Patinhas? Existe previsão de lançamento desses álbuns do Tio Patinhas aqui no Brasil também?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É tudo a mesma coleção, chamada lá fora "The Complete Carl Barks Disney Library"

      Excluir
  23. Creio que a coleção intitulada pela própria Editora Abril como "Coleção Carl Barks Definitiva" incluem os todos os volumes dedicados ao Pato Donald e também aos volumes dedicados ao Tio Patinhas. Todos deverão ser editados pela Abril; obviamente, tudo dependerá do retorno financeiro.
    Tadeu Olivetti.

    ResponderExcluir
  24. Quantos volumes terão essa coleção do Barks?

    ResponderExcluir
  25. Boa noite....muito bom ter esse blog, onde tem gente que pensa como eu. Adoro os gibis Disney, principalmente, lógico, as do Pato Donald. Essa nova edição do Pato nos Andes já está no meu armário, junto com a minha coleção. INfelizmente, ou sei lá, felizmente, o complicado é o preço salgado....hj fui na banca....pra comprar o Especial de Barks, um disney especial e um almanaque do Donald, foi 81 reais...complicado..

    ResponderExcluir
  26. Especial de luxo para Maga e Min. Enquanto Isso, Banze, os três porquinhos, ursinho Puff, aristocratas, a pequena sereia, vão ficando cada vez mais esquecidos. Ursinho Puff sempre dava as caras em edições do tipo Almanaque Disney, teve no mínimo três temporadas de desenhos animados, mas parece que seria um sacrifício imenso se lembrar desses personagens agora.

    ResponderExcluir
  27. Especial de luxo para Maga e Min. Enquanto Isso, Banze, os três porquinhos, ursinho Puff, aristocratas, a pequena sereia, vão ficando cada vez mais esquecidos. Ursinho Puff sempre dava as caras em edições do tipo Almanaque Disney, teve no mínimo três temporadas de desenhos animados, mas parece que seria um sacrifício imenso se lembrar desses personagens agora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas um Capa Dura delas é um milagre, pelo que foi publicado delas nos últimos anos...

      E elas representam uma fase com um passado bem bacana, devem ter tido uma popularidade grande, o número de histórias brasileiras deve ser bem alto. Pelo inducks a Min tem mais de 300 aparições. Maga quase 250. Você pega um Lobão, Banzé para comparar e não chegam a 30.
      E não vejo motivos para reclamar delas, ao contrário, vejo que elas estão sendo rara uma exceção e podem abrir caminhos para outras propostas que fogem das figuras já marcadas, pato, rato, Zé e Pateta...

      Excluir
    2. Perdão. Eu não quis dizer que sou contra elas. Apenas quis lembrar como seria bom abrir o leque. Eu amo a Abril, mas toda vez que falam em diversificar um pouco pensam em Urtigao, Morcego Vermelho, Morcego Verde, Maga e Min. Nada contra. Mas, e os outros? Tem adaptações de longas metragens da Disney, como Pinocchio, A Pequena Sereia, Oliver, A Dama e o Vagabundo que mereciam um olhar carinhoso. Ursinho Puff e Banze merecem um pouquinho de atenção. Desculpe se me fiz entender diferente. Um forte abraço.

      Excluir
    3. Perdão. Eu não quis dizer que sou contra elas. Apenas quis lembrar como seria bom abrir o leque. Eu amo a Abril, mas toda vez que falam em diversificar um pouco pensam em Urtigao, Morcego Vermelho, Morcego Verde, Maga e Min. Nada contra. Mas, e os outros? Tem adaptações de longas metragens da Disney, como Pinocchio, A Pequena Sereia, Oliver, A Dama e o Vagabundo que mereciam um olhar carinhoso. Ursinho Puff e Banze merecem um pouquinho de atenção. Desculpe se me fiz entender diferente. Um forte abraço.

      Excluir
    4. Pois é, mas já é alguma coisa. É que se formos analisar na lista de segundo "escalão", em uma linha "sucessória" vamos ter mesmo Urtigão, Peninha, Maga... Ainda vejo que são personagens que estrategicamente tem contato com os figurões principais, acredito que isso ajuda em ser eles e não "outros". E indo bem, acredito que deve ser aberto espaço para outros mais atrás nessa linha... Mas alguns podem ser bem difícil imaginar que um dia terão o seu capa dura.

      Excluir
  28. Essa edição do Pato Donald pelo Barks é de longe o melhor capa-dura até aqui!
    Achei sensacional e já espero ansioso pelas demais!!!

    ResponderExcluir
  29. Aproveitando o gancho do Fabiano Caldeira, sugeri por vária vezes a Abril uma coleção com as animações clássicas da Disney (semelhante a série Pateta Faz História) ou pelo menos um capa dura. Seria fantástico ter esse material compilado em um volume único.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A licença para publicação de quadrinizações está com o Grupo Ediouro.

      Abs.

      Edenilson

      Excluir
    2. Obrigado pelo esclarecimento Edenilson. Pensei que as antigas quadrinizações publicadas em vária revistas Disney da Abril ainda fossem de propriedade da editora. Resta a Ediouro pegar o gancho e fazer uma coleção a altura.

      Excluir
  30. Alguém sabe se os volumes da Coleção do Carl Barks vão dar para serem comprados pela saraiva online?

    ResponderExcluir
  31. Ótima iniciativa da Abril! Agora posso recuperar tanta coisa boa da minha infância; principalmente os manuais.

    ResponderExcluir
  32. Ainda me lembro de tantos brindes que a Abril distribuía em suas revistas, coleções e gibis, como por exemplo as moedinhas. Poderia voltar a fazer isso mais vezes...

    ResponderExcluir
  33. "PATO DONALD: PERDIDOS NOS ANDES é o volume 7 da COLEÇÃO CARL BARKS DEFINITIVA que a Abril acaba de lançar."

    Não entendi essa numeração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A obra completa é em ordem cronológica. A editora americana optou por não iniciar pela 1ª HQ de Barks. Então o primeiro volume que ela lançou não foi o #1.

      Vide notas acima.

      Sds.

      Edenilson

      Excluir
    2. Ah, sim! Não tinha me atentado às notas.

      Obrigado, Edenilson.

      Excluir
  34. Fala, Edenilson, tudo bem?

    Parabéns pelo texto! Só pra contextualizar: comecei a coleção OBRAS COMPLETAS na época e, infelizmente, parei depois de conseguir 4 dos 9 boxes e agora acabei de comprar o "Perdido nos Andes".

    Vendo tua resenha fiquei com uma dúvida: tu diz que "Uma coleção não substitui a outra. (...) enquanto O MELHOR DA DISNEY (AS OBRAS COMPLETAS) buscou reunir em seus 41 volumes tudo o que então existia envolvendo Barks, e de ter suas HQs repintadas num estilo mais contemporâneo, esta COLEÇÃO CARL BARKS DEFINITIVA destaca-se pela restauração da obra original do artista, considerando aí desde a arte-final até a paleta de cores o mais próxima possível das publicações de estreia.

    Afinal de contas, a COLEÇÃO CARL BARKS DEFINITVA além da ordem cronológica e cores originais vai publicar TUDO do Carl Barks? Assim como a Obras Completas fez?

    Uma sugesão, já que o pessoal da Abril pode ficar a par desses comentários: seria viável compilar num volume extra as pinturas a óleo do Barks que ele fez depois de parar de escrever e desenhar revistas mensais?

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ricardo.

      Ainda estamos por fazer um post "definitivo" sobre essa coleção atual.

      Supostamente, a Fantagraphics NÃO incluiria nela, por exemplo, as HQs que Barks apenas desenhou.

      Vamos abordar isso mais pra frente, ok?

      Abs.

      Edenilson

      Excluir
  35. O Manual do Tio Patinhas virá com a moedinha de brinde? Uma rariadade achar as originais antigas hoje.

    ResponderExcluir
  36. Espetáculo essa coleção definitiva. Tenho 8 edições americanas do Donald e 2 do Tio Patinhas. As americanas são um pouco maiores que a nacional com 26cm de altura.
    Se alguém tiver interesse tenho uma repetida do 'Uncle Scrooge: The Seven Cities of Gold' que está lacrada.

    ResponderExcluir
  37. Olá! Achei emocionante o volume "Perdidos nos Andes". A introdução de Donald Ault e os comentários depois da história, nos fazem pensar em como era escrever isso "naquela época" e realmente em quem foi Carl Barks para o mundo. Minha forma de "ler" história em quadrinhos acaba de se transformar infinitamente.

    ResponderExcluir
  38. Saudações

    Até agora, quantos volumes já foram editados lá fora pela Fantagraphics?
    De qualquer forma, ainda que o "plano de obra" não seja similar a O Melhor da Disney...", podemos contar que aquelas histórias antológicas, roteirizadas e desenhadas pelo mestre, sobretudo do Tio Patinhas, constarão da Coleção Carl Barks Definitiva?
    Já adquiri os dois volumes lançados. O pessoal da Abril/Disney estão de parabéns!! Primoroso!

    ResponderExcluir
  39. Se não me engano foram nove Donald Duck e dois Uncle Scrooge. O último lançado há pouco foi Walt Disney's Donald Duck: "The Ghost Sheriff of Last Gasp".

    ResponderExcluir
  40. Meus parabéns a Editora Abril que nos presenteou com o relançamento dos manuais e a coleção Carl Barks Definitiva.

    Quero sugerir aqui que se lance um Disney de Luxo dedicado ao personagem ESQUALIDUS.
    Um dos meus personagens preferidos, com aventuras fantásticas junto com Mickey Mouse.

    Acho que seria um presente para os fãns.
    Fica a dica!

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos.
• Incluam ofensas e palavrões;

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.