' '

29 de jul de 2016

PRÍNCIPE VALENTE é reiniciado pela Pixel

Atualização: capa e prévias. A Pixel anuncia para agosto o lançamento de PRÍNCIPE VALENTE — NOS TEMPOS DO REI ARTHUR #1 1937-1938

Com 116 páginas e naquele habitual formato gigante da Ebal/Opera Graphica, a obra apresenta os dois primeiros anos da série, uma entrevista com seu criador, Hal Foster, e outros extras. 

A editora afirma que é a primeira vez que são utilizadas as provas originais das gravuras coloridas do autor. 

A Fantagraphics vem relançando a obra nos EUA desde 2009. Em junho passado, publicou por lá o 13º volume (1961-1962). 



A Ebal lançou em ordem cronológica 15 volumes de PRÍNCIPE VALENTE, de ago/1974 a abr/1995 — o 15º volume, por sinal, seria a última publicação em quadrinhos da editora. 

De 2001 a 2008, a Opera Graphica daria continuidade à publicação, com mais 5 volumes, além de reeditar o #1.



PRÍNCIPE VALENTE — NOS TEMPOS DO REI ARTHUR #1 1937-1938
Pixel, King Features Syndicate, ago/2016.
Publicação eventual, formato 26,6 x 36,3 cm, 112+4 páginas cor, lombada quadrada, capa dura, R$ 89,90, distribuição em livraria.

Por três décadas e meia, Harold Foster escreveu e desenhou a página semanal em cores de Príncipe Valente — unanimemente, a maior aventura em quadrinhos da história. 

A obra ganhou várias edições em forma de livro, porém, agora, pela primeira vez, foram usadas as provas originais das gravuras coloridas do autor, com recursos de digitalização do século 21. 

Com correção tecnológica de cores, este é o primeiro livro a fazer justiça à suntuosidade gráfica de Foster. 

Além de reimprimir a totalidade dos dois anos iniciais da tira de Príncipe Valente, cobrindo as primeiras aventuras emocionantes de Val, este volume também inclui uma entrevista pouco conhecida com seu criador, fotos raras e ilustrações, e um ensaio biográfico escrito por um especialista em Foster, Brian M. Kane.


 

 



DISPONÍVEIS EM NOSSA LOJA:

Neste link você verifica o que temos em estoque neste momento da King Features Syndicate. Nosso estoque é renovado com frequência. Visite sempre nossa loja.

TODOS OS ENCADERNADOS PIXEL•KFS

     

 

O FANTASMA
#1: jul/2013 PIRATAS DO CÉU: A SAGA COMPLETA!
#2: abr/2014 O FANTASMA VAI À GUERRA
#3: abr/2015 O TESOURO DO FANTASMA
#4: jul/2016 SUZIE




FLASH GORDON
#1: dez/2015 FLASH GORDON NO PLANETA MONGO



     

HAGAR
#1: mar/2015 O LIVRO DE OURO DO HAGAR, O HORRÍVEL
#2: fev/2016 O LIVRO DE OURO DO HAGAR, O HORRÍVEL



     


MANDRAKE
#1: set/2013 O MUNDO DO ESPELHO E OUTRAS HISTÓRIAS
#2: jul/2014 O BARÃO KORD | A ILHA DOS MORTOS VIVOS!
#3: jun/2015 MANDRAKE ENTRE AS MÚMIAS




MUTTS
(Patrick McDonnell, distribuído por KFS)
#1: jul/2015 CÃES, GATOS E OUTROS BICHOS



     

POPEYE
#1: ago/2014 SUPER POPEYE
#2: jan/2016 POPEYE CLÁSSICO


PRÍNCIPE VALENTE — NOS TEMPOS DO REI ARTHUR
#1: ago/2016 1937-1938



     


RECRUTA ZERO
#1: mai/2014 O LIVRO DE OURO DO RECRUTA ZERO
#2: nov/2014 O LIVRO DE OURO DO RECRUTA ZERO
#3: out/2015 O LIVRO DE OURO DO RECRUTA ZERO


Veja aqui os encadernados de outras licenciadoras já lançados pela Pixel.


Por Edenilson Rodrigues.
Publicado originalmente em 29/jul/2016.
Fontes: divulgação, Banco de Dados Planeta Gibi, Acervo Planeta Gibi.




14 comentários:

  1. Parabéns a Pixel por trazer de volta ao Brasil o Príncipe Valente. Está edição será colorida?

    ResponderExcluir
  2. Eu preferia que fosse capa cartão,miolo em LWC,custasse $22 e fossem mensais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, eu tb preferia por que ao menos assim, eu poderia comprar. Mas Principe Valente merece um tratamento melhor e tamanho maior. É claro q não precisava ser tão grande assim. Aproveitando q a Pixel já publicou Tarzan, deveria trazer tb hqs clássicas no mesmo formato de Fantasma, com opção de capa cartonada. Nunca tive um Príncipe Valente, nem Flash Gordon, e pelo jeito, não vai ser dessa vez q terei. $$

      Excluir
  3. Será que vão publicar aquela minissérie do Príncipe Valente da Marvel?
    Publicada aqui no Brasil apenas a edição 1 pela editora "tudo em quadrinhos".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conheço o Príncipe Valente da Marvel, mas falando em Marvel e Pixel, um excelente material é o Flash Gordon da Marvel desenhada pelo Al Williamson, a arte com as cores originais dele é demais.

      Excluir
  4. Puxa vida, que época dourada vivemos. Além de Barks, Flash Gordon,Fantasma, clássicos da Marvel e DC ainda terei a oportunidade de ler colecionar o Príncipe Valente num formato incrível. Agora é só esperar para ver o Tarzan de Burne Hogarth nas livrarias.

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela obra, mas será mais um clássico que vou ter que deixar passar. $$$$$

    ResponderExcluir
  6. Uma edição que justifica a Capa Dura. Dá até vontade de comprar de novo.

    ResponderExcluir
  7. apesar de achar válida a proposta, tb vou deixar passar. 90 Temers por um quadrinho eu já acho um pouco demais.

    ResponderExcluir
  8. Que coisa! Quando são os quadrinhos mais atuais,medíocres e com preço bem mais salgado, temos uma avalanche de elogios pelo lançamento.

    ResponderExcluir
  9. Cara, gostaria muito de comprar, mas tenho a coleção original da ebal completa, em preto e branco, e pra ser sincero não li nem metade ainda. Mas recomendo a quem não tem, o material é muito bom mesmo!

    ResponderExcluir
  10. Essa edição é maravilhosa.Tô ansioso pelos próximos volumes,que,por sinal,já acho que estão demorando.

    ResponderExcluir
  11. Tenho toda a Coleção do Príncipe Valente da Ebal (me custou uma fortuna adquirí-la do filho de um colecionador, já falecido, que a pôs à venda), mas mesmo assim vou colecionar também essa edição da Pixel, que está no formato digno da obra de Hal Foster. O único problema é a demora surreal da Pixel em lançar logo as edições subsequentes de qualquer dos seus títulos.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.