' '

12 de jul de 2016

Da Redação...

JESSICA JONES ganha título periódico • 66 anos de O PATO DONALD • Star Wars em Disneyland • Todos os CHOQUES FUTURISTAS de Alan Moore • Star Tranko: a sequência • Manual do Tio Patinhas sendo restaurado



JESSICA JONES


Era quase inevitável após a repercussão do seriado produzido e veiculado pela Netflix: JESSICA JONES ganha título periódico nos EUA a partir de outubro. 

A revista estará a cargo de  Brian Michael Bendis e Michael Gaydos, que apresentaram a personagem aos leitores no início dos anos 2000, dentro da linha MAX — no Brasil, publicada pela Panini a partir de MARVEL MAX #1 (set/2003). 


O seriado, que estreou no ano passado muito instigante (e terminou de forma não tão interessante assim), terá uma segunda temporada em 2017. No meio disso, a Netflix disponibilizará no próximo dia 30 de setembro os 13 episódios de Luke Cage.


Clique aqui e veja as edições com Jessica Jones que temos em nossa loja neste momento.


O PATO DONALD: 66 ANOS HOJE


Há 66 anos, exatamente, O PATO DONALD foi lançado. 

A Editora Abril, que surgiu com essa publicação, celebra a data: "o gibi do pato foi um sucesso desde o primeiro número — vendeu 82.370 exemplares, um feito para sua época — e hoje, mais de 2.456 edições depois, ostenta o título de mais longeva revista em quadrinhos do Brasil e uma das mais antigas do mundo ainda em circulação".

Long live the duck!

Veja aqui a história das publicações da Abril contadas a partir das propagandas que saíram em PATO DONALD e em ZÉ CARIOCA, de 1950 a 2015.

STAR WARS EM DISNEYLAND



A Disney divulgou uma nova imagem de como será a seção Star Wars em seu parque, nos EUA. 

O terreno de quase 57 quilômetros quadrados será a maior expansão com temática única já feita no Disneyland Resort. Não há data de inauguração (estima-se que ocorrerá no final desta década).

STAR TRANKO CONTINUA


Star Tranko, a paródia de Star Trek que aqui saiu em MICKEY #872-874 (abr-jun/2015), acaba de ganhar sequência na Itália.

E a Abril já divulgou que em breve também a veremos por aqui. 

Roteiro de Bruno Enna e desenhos de Alessandro Perina.

STAR TREK PELA COQUETEL


Por falar nisso, a Coquetel divulgou um teaser de uma publicação sua com Star Trek (Gif por David Urbinati).

Daremos detalhes, caso inclua quadrinhos

ATUALIZADO: o editor explicou para o Planeta Gibi: "O livro que temos programado não é de quadrinhos, mas de enigmas baseados no universo Star Trek."

CHOQUES FUTURISTAS, DE ALAN MOORE


A Mythos anuncia para agosto o lançamento de CHOQUES FUTURISTAS, com todas as histórias curtas de Alan Moore de "humor negro, contos de terror e ficção científica, onde nada é o que parece – agora reunidos em um único e luxuoso volume, ilustrado por grandes nomes dos quadrinhos, como Alan Davis (BATMAN), Steve Dillon (PREACHER), Dave Gibbons (WATCHMEN) e muitos mais". 

Veja aqui mais detalhes deste e de outros lançamentos anunciados pelas editoras para o mês de agosto em diante.

MANUAL DO TIO PATINHAS


Acima, primeira imagem da restauração do Manual do Tio Patinhas, cujo fac-símile a Abril deve lançar em agosto, juntamente com o primeiro volume da COLEÇÃO CARL BARKS DEFINITIVA (leia mais aqui).

O volume original, em excelente estado, foi cedido pelo Planeta Gibi e (chuif!) será destruído no processo.


Por Edenilson Rodrigues.
Publicado originalmente em 12/jul/2016.
Fontes: divulgação, Banco de Dados Planeta Gibi, Acervo Planeta Gibi





5 comentários:

  1. Encadernado de Choques Futuristas. Aí sim !

    ResponderExcluir
  2. Destruído no processo??? Como assim??? Por quê???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque é preciso desmontar o exemplar pra colocar no escaner cada página a ser escaneada e depois tratada. Já tentou escanear um livro ou revista com lombada colada? O lado onde as folhas estão coladas nunca fica bom porque a lombada atrapalha...

      Excluir
    2. Esse também é um previsível obstáculo a uma "Coleção Histórica Disney", nos mesmos moldes da que a Panini fez da Turma da Mônica até o ano passado. Qual dono de um Pato Donald nº 6, de um Mickey nº 1, de um Almanaque Tio Patinhas nº 3 etc. iria ceder seu (valio$o) exemplar pra ser escaneado e destruído nesse processo?

      Excluir
  3. Puxa, eu guardaria as folhas soltas mesmo, juntando tudo num envelope, pasta ou algo assim. Destruir, só se eu tivesse outras cópias de garantia.

    Sobre Star Tranko, novos episódios, estou acompanhando já em Topolino. A exemplo do que aconteceu numa paródia de Don Quixote (também inédita por aqui) que saiu um pouco antes dessa nova Star Tranko por lá, o pessoal da Itália parece que está querendo resgatar uma personagem esquecida deles. Trata-se de Zenóbia, criada por Romano Scarpa para ser a namorada do Pateta. Em Star Tranko ela vive uma rainha que no passado governou o planeta natal do Pateta (fazendo as vezes de Vulcano e Dr. Spock, respectivamente).

    Essa personagem creio que não é conhecida no Brasil, pois acho, não tenho certeza, nunca apareceu aqui. Agora deve vir, mas a versão atual é bastante diferente da original de Scarpa.

    De todo modo, em se tratando de um par romântico para o amigo do Mickey eu prefiro mil vezes a Glória, criada por Del Connell e Floyd Gotfredson no final dos anos 1960 (antes da Zenóbia), com a mesma ideia de ser a namorada dele. Ela já saiu em histórias aqui no Brasil, principalmente em Almanaque Disney e Disney Especial antigos. Mas pouca gente se lembra dela. Já eu estou tentando fazer o pessoal da Abril trazê-la de volta (mandando e-mails e até quadrinhos digitalizados). Pena os italianos não comprarem essa ideia. A Glória é muito mais legal.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.