' '

3 de jun de 2016

Abril anuncia relançamento de todos os Manuais Disney

ATUALIZADO: scan do original X scan do fac-símile. No lançamento oficial do fac-símile do Manual do Escoteiro Mirim, hoje, em São Paulo, a Editora Abril confirmou que irá relançar todos os demais 13 livros clássicos da série. 

E mais: a partir do próximo, o Manual do Tio Patinhas, estuda-se brindar o colecionador com uma moeda a cada volume. 

O anúncio foi feito pelo Diretor de Redação Sérgio Figueiredo, que ressaltou o sucesso do projeto dizendo que o livro de cabeceira dos sobrinhos de Donald mal foi lançado e já está ganhando reimpressão. 

OS 14 MANUAIS DISNEY ORIGINAIS


A imagem acima (clique para ampliar) mostra os 14 Manuais Disney originais por ordem de lançamento, de 1971 a 1982.

Todos os demais lançados, como as reedições, o Supermanual do Escoteiro Mirim, a Biblioteca do Escoteiro Mirim e a coleção de 20 volumes de 1988, são derivados dos 14 livros acima, alguns com atualizações de dados, como as reedições do Manual do Zé Carioca e do Manual dos Jogos Olímpicos.

Detalhes e curiosidades sobre cada um e de tudo o que deles se originou você confere aqui.

A ORDEM DE LANÇAMENTO DOS FAC-SÍMILES:



1
Manual do Escoteiro Mirim (jul/1971)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 264 páginas.
Fac-símile: mai/2016. 


2
Manual do Tio Patinhas (jul/1972)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 256 páginas.
Fac-símile: ago/2016. 


3
Manual do Prof. Pardal (dez/1972)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 256 páginas.
Fac-símile: set/2016.


4
Manual da Maga & Min (ago/1973)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 
Fac-símile: out/2016.



5
Manual do Mickey (mar/1973)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 256 páginas. 
Fac-símile: nov/2016.


6
Manual da Vovó Donalda (jul/1977)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 
Fac-símile: dez/2016.

Os demais 8 volumes ganham fac-símiles em 2017, segundo Figueiredo. 

ORIGINAL 1971 X FAC-SÍMILE 2016

As cores do fac-símile seriam esmaecidas, em comparação às do original? E em comparação às do fac-símile italiano de 2015? 

Veja abaixo scans dos exemplares, sem nenhum tipo de tratamento ou ajuste de contraste. 



Original 1971 X fac-símile 2016


Original 1971 X fac-símile 2016


Original 1971


 Fac-símile 2016


 Fac-símile italiano 2015


Por Edenilson Rodrigues.
Publicado originalmente em 3/jun/2016. Atualizado em 4/jun/2016.
Fontes: Editora Abril, Acervo Planeta Gibi, Banco de Dados Planeta Gibi.



52 comentários:

  1. cade as novidades e so os manuais disney e o resto da linha.nao vai ter lancamentos nas revistas de linha ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carlos, a apresentação acabou focando no fac-símile lançado (sua confecção e seu sucesso de vendas), nos próximos volumes (e suas possíveis moedinhas de brinde, que segundo Figa teriam sido sugestão minha, que sinceramente nem me lembro, de tanta sugestão que dou), no DISNEY DE LUXO ESCOTEIROS MIRINS e na COLEÇÃO CARL BARKS DEFINITIVA (título usado pela Editora na apresentação e que passaremos a adotar aqui).

      Tudo isso pareceu bastante novidade para os presentes (existir uma sequência definida e datas de lançamentos dos Manuais, além da possibilidade de virem com moedinhas, para nós, do Planeta Gibi que estávamos presentes, de fato foi).

      Então a palestra se estendeu por aí, aberta a perguntas e respostas, e pareceu bastante claro que não havia tempo para se estender mais.

      Uma pessoa da plateia fez exatamente a mesma pergunta que você, mas Figa apenas citou a homenagem de Mickey a Asterix (que chegou ontem a algumas bancas) e disse que haverá o melhor da produção europeia nos próximos números.

      Como esse assunto muito nos interessa também (por exemplo: quando sairá DonaldDuplo X Superpato?), tentaremos obter com Maffia detalhes e postaremos aqui.

      O que sei é que o ALMANAQUE DO ZÉ CARIOCA (isso NÃO É confirmado pela editora, já adianto) deverá passar a resgatar HQs não republicadas há décadas. Isso, a partir de agosto. Estaria em produção uma edição, por exemplo, quase toda ocupada por Canini.

      Abs.

      Edenilson

      Excluir
    2. Edenilson, o fato de republicarem histórias do Zé do Canini no Almanaque não prejudicará o novo volume do capa dura prometido para 2017, não, né? Abs.

      Excluir
    3. A Abril tem dito são públicos distintos. A Panini Itália (e antes dela, a Disney Itália) trabalha do mesmo jeito. Na Itália, a publicação de uma saga em TOPOLINO não impede que a Panini lance em seguida a mesma obra em edição de luxo.

      Abs.

      Edenilson

      Excluir
  2. Teve uma coleção na década de 80 q é só dos Escoteiros mirins. Eram varias edicoes de capa amarela e pelo q me lembre, formava um desenho na lombada. Era essa a de a de 1988? Foi a única q tive acesso (mas não era minha)! Quanto a esse fac-simile dos Escoteiros, eu tava imaginando q a Abril não ia imprimir tiragem suficiente, visto o sucesso do anúncio na página do Facebook! Eu nao curto, mas reconheco sua importância junto ao público q não lê gibis Disney. É material inclusive para livrarias...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Descobri. A q tive acesso foi a coleção em 20 volumes Biblioteca dos Escoteiros Mirins de 1985. Essa da década de 1970 não é da minha época.

      Excluir
    2. Jefferson, essa coleção espalha o conteúdo dos manuais (que são temáticos) pelos seus 20 volumes, para dar a impressão se biblioteca.

      Excluir
    3. Então, essa coleção que o Jefferson citou são esses manuais que serão lançados mas que foram reeditados tematicamente?

      Excluir
    4. Thiago, essa biblioteca q citei de 1985 na verdade é derivada dessa coleção temática - por personagem - da década de 1970 q a Abril vai republicar (a original, com capas apresentadas nesse post). Na de 1985 eles pegaram o conteúdo dessa coleção original de 14 volumes e distribuíram os diversos temas de cada persongem em 20 edicoes com menos páginas, todas intituladas Biblioteca dos Escoteiros Mirins.

      Excluir
  3. Parabéns a editora! Agora, cá entre nos, bem previsível o marketing disfarçado onde, numa postagem anterior, um leitor comentou "por acaso" que poderiam relançar todos os manuais. O tipo de situação que me faz sentir ser tapeado. Ate parece que tenho cinco anos de idade pra acreditar nesse tipo de coincidência onde um leitor comenta algo e justamente esse algo acontece. Ahhhhhhh.... Não subestimem seu publico, por favorrrrrr...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ué... não seja injusto: quando a Abril anunciou em fevereiro que relançaria o Manual, nós aqui subimos o post de janeiro que comemorava os 65 anos dos Escoteiros Mirins ("Saudades dos Manuais Disney?") acrescendo-lhe ao título "Pois eles voltaram!"

      Olha o plural aí.

      Agora, obviamente que nesses difíceis tempos econômicos em que vivemos, a editora foi muito mais cautelosa do que nós: ela esperou para ver o resultado das vendas (na distribuidora) do Manual do Escoteiro Mirim para CONFIRMAR (como diz o texto do primeiro parágrafo deste post) o relançamento dos demais.

      Mas que havia intenção de fazê-lo, não era segredo nenhum. Respostas de Maffia aos leitores na página da Abril Jovem no Facebook sempre deixaram isso claríssimo.

      Abs.

      Edenilson

      Excluir
    2. Fabiano, tava na cara q se as vendas da edição 1 fossem um sucesso, eles publicariam o restante. E pq não? Qualquer um de nós aqui tomaria essa decisão. É igual a franquia de filmes, fez sucesso, então q venha mais! Talvez a Abril já até tivesse essa ideia, mas esperaram os resultados para ver se compensava republicar tudo ou não, já q por ser um fac-simile, talvez já tivessem considerado o lançamento da primeira edição, um risco!

      Excluir
    3. Claro que era óbvio que isso aconteceria. Era tão óbvio que me dói ver uma estratégia furada de mandar alguém comentar aqui algo do tipo "bem que podiam relançar todos os outros manuais" e aí, dias depois, há o mágico anúncio de que vão relançar todos. Eu não me refiro ao ato do lançamento, mas a estratégia em si, que de tão óbvia, chega a doer, subestimar a inteligência.

      Mas você está certo, Edenilson. Pra quê se preocupar com essas coisinhas, né? Eu venho largando mão de muita coisa justamente porque ODEIO que me subestimem. Porque eu vejo que, na verdade, dou muita bola pra muita coisa sem importância.

      Tens toda razão. Um forte abraço e obrigado por sempre me dar sua preciosa atenção. Sucesso! Tudo de bom!

      Excluir
    4. Como escrevi acima: a editora esperou o resultado das vendas na distribuidora para só então CONFIRMAR o que ela mesmo havia aventado: lançar todos.

      E tanto o próximo volume nem sequer estava em produção que eu entreguei apenas ontem para Maffia um exemplar para que o processo seja iniciado (como a editora já explicou várias vezes, o original é destruído no processo e o Memória Abril obviamente não vai ceder o eexemplar deles para esse fim).

      A Abril NÃO obteve com antecedência exemplares para o início do projeto de fac-símiles.

      Daí o hiato entre o lançamento do Manual do Escoteiro e o do Tio.

      Agora, se você não acredita no que eu estou escrevendo aqui, nada mais posso fazer. Acabaram-se os fatos.

      NOTA IMPORTANTE: o Planeta Gibi não comercializa nem comercializará os fac-símiles dos Manuais; NADA ganhamos com isso, exceto a satisfação de auxiliar esse resgate.

      Abs.

      Edenilson

      Excluir
    5. Eu sei que estamos em um país democrático (graças a Deus) , mas perder tempo com uma pessoa que se nota ser carente de atenção, ou seja, critica mas não sai do ar...não se preocupem, a idoneidade de vocês é indiscutível e sempre agradeceremos ser nossos porta vozes, embora alguns não concordem. Abraços.

      Excluir
    6. Em momento algum estou colocando em cheque a idoneidade de ninguém. Eu falo de um estratégia da Abril, e de repente parece que me respondem como se eu estivesse acusando blogue aqui de plantar falsidades. Será que estou alemão?? Se eu tivesse quedduvidar da idoneidade de quem comanda este local aqui, eu chegaria e falaria algo fo tipo "eu percebi o que Planeta Gibi esta fazendo", algo claramente direcionado ao Planeta Gibi. Agora eu levanto uma suposição sobre a editora e tudo o que leio são comentários como se eu estivesse acusando o Planeta Gibi de algo. Ora, ora, ora... O negócio é ficar quieto mesmo. Já me chamaram de carente, que bom, pois até pensei que viesse um nome pior. Se uma pessoa que gosta de participar das postagens e levantar olhares e observações é carente, então eu sou mesmo. Hoje em dia, basta escrever o que se pensa para que um cidadão que nunca Vi na minha vida comece a me rotular de cunho íntimo. AFF.. Realmente, desisto. Acho que eu falo grego mesmo. E estou cheio de me justificar.
      Novamente agradeço ao pessoal do Planeta Gibi pelo carinho, a atenção e a paciência. Não estou sendo demagogo, são palavras do meu coração a quem é responsável pelo Planeta Gibi. Obrigado e muito sucesso.
      Até um dia.

      Excluir
    7. Fabiano, a estratégia da Abril é claríssima, tanto nesse projeto como em outros (edições de luxo): primeiro ter certeza de que há mercado.

      Porque o mar não está pra peixe.

      Nunca a editora descartou a possibilidade de lançar todos os demais manuais. E nunca escondeu isso dos leitores.

      Eu tenho certeza absoluta disso (porque de alguma forma me envolveram no projeto) de que a decisão de fazê-lo, no entanto, somente ocorreu após acontecer o que eu já escrevi acima.

      Abs.

      Edenilson

      Excluir
  4. Excelente notícia ! Com a moedinha número 1 de brinde o Manual do Tio Patinhas vai vender como pastel em feira... Edenílson, eles comentaram alguma coisa sobre o capa dura do Murry ? Um bom fim de semana a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Figa disse algo como "não será a moedinha nº 1, porque não teria sentido; pensamos em cada moeda vir cunhada com o personagem destaque daquele manual".

      Sempre achei que fui meio enganado, mesmo, com aquela história de brinde de moeda nº 1. Como "a verdadeira nº 1" poderia trazer o próprio Tio Patinhas estampado?!

      Paul Murry: como o assunto não foi abordado na apresentação e não tive tempo de fazê-lo antes de seu término, abordei na saída Maffia que me disse ser "95% de chance de sair".

      Quanto ao DISNEY DE LUXO de dezembro (vide o post "Vem Aí... a Partir de Julho", onde é registrado que haverá 2 encadernados em novembro; com isso, abriu-se espaço para outro volume em dezembro), Maffia NÃO confirmou que será a compilação das 7 graphic novels infantojuvenis de STAR WARS, como teria sido adiantado em alguma página do Facebook (que, sinceramente, não vi).

      Abs.

      Edenilson

      Excluir
    2. Obrigado Edenilson, deve ser algo então nos moldes da antiga coleção de moedas, o que é ainda mais interessante...

      Excluir
  5. Não sei se a ideia é muito excêntrica, mas gostaria de um manual expandido, que incluiria o fac-símile do original e uma atualização de conteúdos. Creio que valeria a pena pagar o preço cheio de um capa-dura Disney convencional. Ah!, se houvesse uma HQ clássica sobre o tema, seria perfeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. Nao vou comprar estes manuais por serem fac simile. Talvez uns 3 apenas! Poderiam atualizar a arte dos títulos pelo menos, para modernizá-los!

      Excluir
    2. Pois é, também concordo.
      E fico pensando se há público para todos os números. Porque uma coisa é resgatar os Escoteiros, que são clássicos memoráveis indiscutíveis, outra bem diferente é relançar fac-simile de Madame Min, por exemplo. Não estou reclamando, só questionando se relançar a coleção inteira - em tempos de crise, diga-se de passagem - seria a melhor alternativa para a Abril,que já tem uma leva enorme de títulos prometidos - e outros ainda desejados pelos leitores.

      Excluir
    3. Eu sei que seria um trabalhão, mas acho que a partir do segundo teriam que ser atualizados. Porém, para atualizar é preciso redesenhar tudo, e não só escanear e tratar, imagina o trabalhão que daria né.

      Excluir
  6. Vou comprar todos. O super manual poderia fechar a coleção com chave de ouro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa João, concordo plenamente!O o super manual lançado em 1979 foi show!

      Excluir
  7. Será que a Abril já pensou em fazer fac-simli dos gibis clássicos (Pato Donald, Mickey e Tio Patinhas, etc...) ou especiais em capa dura com as primeiras edições desse quadrinhos que já viraram lenda. Seria um sonho de consumo para muita gente e tenho certeza que poderia agradar até ao colecionadores mais exigente. Mas é preciso manter as mesmas características dos originais. Essa pode ser uma ideia muito rentável pra Abril. Maffial pensa com carinho nessa ideia, tem muita gente comprando fac-simili desses gibis com preços exorbitantes nos sites de venda de quadrinhos. Galera manifesta a sua opinião a esse respeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coleção Histórica Mickey, Almanaque Disney, Tio Patinhas, Pato Donald, Zé Carioca! Qualquer um desses ou todos, mas idênticos aos originais!

      Excluir
    2. Mas isso já foi lançado nos anos 80/90: as coleções "Anos de Ouro", com a republicação das primeiras revistas do Pato Donald, Zé Carioca (essas duas na íntegra, com capas, propagandas e tudo) e Tio Patinhas.

      https://coa.inducks.org/issue.php?c=br/AOPD++++1
      https://coa.inducks.org/issue.php?c=br/AOZC++++1
      https://coa.inducks.org/issue.php?c=br/AOTP++++1

      Excluir
    3. André, os Anos de Ouro do TP apenas selecionaram parte do material publicado nas primeiras revistas. E nunca houve uma coleção similar do Mickey.

      Entendo que a Abril até teria, sim, interesse de relançar Anos de Ouro do PD, do ZC e criar novas do MK e do TP.

      O problema é: quem cederia os originais para serem eventualmente destruídos no processo?!

      Abs.

      Edenilson

      Excluir
    4. A propósito, é uma vergonha que a Abril n tenha pelo menos 2 volumes de cada gibi. Nesse caso nem precisaria ser o PD original, mas o próprio anos de ouro.

      Excluir
  8. Concordo em tudo que foi falado por nossos amigos e pela planeta gibi, Apenas queria incluir alguns comentários que ouvi de outras pessoas e como aqui em Fortaleza não tive acesso ao manual, não posso confirmar, é que esse fac símile esta mais próximos dos scanerrs que a galera faz de quadrinhos diversos , s que uma verdadeira "impressão" as cores apresentam-se esmaecidas e sem "brilho" sei que uma verdadeira reedição ou uma nova edição embora com o mesmo conteúdo seja mais difícil mas por conta do preço e e de outros aspectos se assim for, procurem melhorar essas edições.

    ResponderExcluir
  9. Nossa que notícia magnífica!!!! Tenho todos os manuais da década de 70 e começo de 80, comprei 2 manuais do escoteiro mirim neste relançamento , e com certeza vou colecionar os demais...vai ser bacana ter os manuais duplamente! Agradeço o Planeta Gibi que é nosso porta voz e a Abril que nos ouviu...

    ResponderExcluir
  10. Já li 100 páginas do manual dos escoteiros mirins e está muito legal. Pelo que vi não precisou ser atualizado. Está ótimo.

    ResponderExcluir
  11. Esta noticia é muito boa pra quem é colecionador e a estampa da moeda conforme o manual faz sentido, só espero que o valor não seja estratosférico. Se a Biblioteca saiu por 39,90 sem a moeda, então...
    Quanto a atualização deste manual, é interessante a dica de como alimentar seu cachorrinho(pet).

    ResponderExcluir
  12. Coleções Históricas de Mickey, Tio Patinhas, Zé Carioca, O Pato Donald e Almanaque Disney são sonhos de consumo de todos os leitores Disney do Brasil.
    Fac-símiles das edições originais,bem entendido.
    Essa, realmente, é uma excelente idéia. Que os editores da Abril pensem nela com carinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagina um "coleção históricas" nos moldes da turma da mônica. Uma caixinha com MK, PD, ZC e TP 1...

      Excluir
  13. Diante dos comentários a respeito da qualidade da impressão, fui verificar com os originais que tenho guardado. A impressão realmente é inferior e dá a sensação de estar borrada ou esmaecida. É só comparar as páginas 24 e 25 "As Famílias do Céu", os nomes das constelações aparecem nitidamente borradas em comparação aos originais. Mesmo a terceira edição do Manual tem melhor impressão.
    No mais a Abril está de parabéns pela iniciativa, tive que comprar mais quatro edições para presentear minhas irmãs e irmãos que não leem quadrinhos mais que adoravam o Manual.
    Volto novamente a pedir que a Abril estude seriamente a ideia de imprimir fac-símile dos seus quadrinhos mais clássicos em versão capa dura mantendo as características originais dos gibis. Seria um deleite para os fãs e tenho certeza que mesmo as pessoas que já não leem mais quadrinhos comprariam como está sendo com o Manual do Escoteiro. Não esquecendo que uma publicação desse quilate é preciso um marketing muito bem feito para despertar a atenção dos novos e dos antigos leitores.
    Vamos sugeris para o Paulo Maffia via Face e e-mail, quem sabe ele não gosta da ideia e leva para o conselho de diretores da Abril.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato Vicente nesses desenhos mais complexos e desenhos que envolvem gamas de cores variadas como aquele das hierarquias militares fica evidente QUE TALVEZ O TIPO DE PAPEL USADO não seja bom para esse tipo de impressão,

      Excluir
  14. Tenho todas as coleções "Anos de Ouro", a do Tio Patinha é decepcionante já que foi uma seleção de parte das edições originais. A do Mickey nunca foi publicada e deveria no caso de uma futura coleção de fac-símile ser iniciada por ele.
    O que eu estou sugerindo, é uma coleção em capa dura de fac-símile que de acordo ou não com o sucesso da mesma poderia ser publicada casualmente ano a ano.

    ResponderExcluir
  15. Sou a favor da republicação dos primeiros números. Tenho o anos de ouro do pato donald e Zé carioca
    Um ponto extremamente importante: caso sejam republicadas, devem ser idênticas às originais, com as pinturas NÃO digitalizadas, se houver restauração aí deixa de ser uma réplica

    ResponderExcluir
  16. O Anos de Ouro do Tio Patinhas veio repleto de erros, páginas trocadas e embaralhadas e não foi um Fac Símile.

    ResponderExcluir
  17. Tenho uma dúvida pertinente, o material da capa do Manual do Escoteiro Mirim era diferente dos demais publicados, a partir do Tio Patinhas era texturizado e não mais liso. A Editora Abril vai reproduzir fielmente esse material da capa ? Espero que sim, pois faz parte do "pacote nostalgia" como um todo ! Lembro-me bem como na época, como criança, fiquei muito impressionado com esse detalhe !

    ResponderExcluir
  18. Procurei aqui nas bancas e não achei. Tenho uma impressão que minha cidade é discriminada em matéria de livros e revistas. Tem coisa que nunca chegou aqui depois de anunciada aos quatro ventos! Como faço para comprar um?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma nova tiragem está a caminho, informou a editora.

      Abs.

      Edenilson

      Excluir
  19. Olá! Gostaria de saber se o Manual do Tio Patinhas já foi lançado, conforme matéria acima. Tenho interesse em comprar todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Sai no final de outubro.

      Abs.

      Edenilson

      Excluir
  20. Quais são os Manuais que já estão disponíveis pra compra e em quais bancas posso adquiri - los ?

    ResponderExcluir
  21. Gostaria de saber se os Manuais do Espião e do Detetive também serão lançados ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí Marcio... além de todos os manuais Disney, eu também quero esses dois!

      Excluir
  22. Sinceramente, eu não entendo certas reações de algumas pessoas.

    Lançar ou não lançar, relançar ou não relançar... por mim, estou adorando os manuais, e vou comprar todos.

    Aos 47 anos, tenho três deles originais - porém danificados -, e estou achando lindo o relançamento. Eu voltei à minha infância.

    E eu endosso a pergunta do Marcio Etiane: cadê os manuais do Espião e do Detetive? Eu também me lembro desses!

    ResponderExcluir
  23. Fiquei muito feliz em encontrar nas bancas uma reimpressão de publicação que foi uma das mais influentes em minha infância. Nasci em 1986, então não não fui da geração que comprou essa coleção, apenas entrei em contato com ela através da "biblioteca do escoteiro mirim" que uma das minhas tias havia comprado e guardo com muito esmero em casa. Passei muitos dos finais de semana de minha infância junto com meus primos lendo e relendo os famosos manuais. Como moro em Aracaju, Sergipe, só há pouco tempo encontrei essa reimpressão nas nossas bancas de revistas. Comprei exemplares de dois dos manuais e retendo comprar mais quatro no início de Janeiro via correio. Farei questão de ter a coleção completa e presentear meu filho.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.