' '

23 de fev de 2016

Saudade dos Manuais Disney? Pois eles voltaram!

ATUALIZADO: A Editora Abril vai relançar os Manuais Disney clássicos, sucesso nas décadas de 1970 e 80. O primeiro da série, como não poderia ser diferente, será o Manual do Escoteiro Mirim, que chega às bancas ainda neste ano, a tempo de comemorar os 65 anos de criação de Huguinho, Zezinho e Luisinho. Confira a seguir extenso artigo sobre os manuais (inclusive de outras editoras e de outras licenciadoras). 





OS 14 MANUAIS DISNEY ORIGINAIS


A imagem acima (clique para ampliar) mostra os 14 Manuais Disney Originais por ordem de lançamento, de 1971 a 1982.

Todos os demais lançados, como as reedições, o Supermanual do Escoteiro Mirim, a Biblioteca do Escoteiro Mirim e a coleção de 20 volumes de 1988, são derivados dos 14 livros acima, alguns com atualizações de dados, como as reedições do Manual do Zé Carioca e do Manual dos Jogos Olímpicos.

Detalhes e curiosidades sobre cada um e de tudo o que deles se originou você confere a seguir.

ALGUMAS DIFERENÇAS ENTRE OS MANUAIS ITALIANO E BRASILEIRO DO ESCOTEIRO MIRIM

Primeiramente, cabe destacar que a edição brasileira dos Escoteiros não foi mera reprodução do original italiano. As alterações não só visaram a incluir tópicos brasileiros na obra (como um glossário tupi-português) como torná-la ainda mais bela e atrativa, como o colorido de várias páginas que no original eram em preto e branco.


Além da capa diferente, aqui providenciada por Jorge Kato, já chama a atenção que metade do frontispício original foi redesenhado para mostrar o comandante dos escoteiros no estilo mais afeito a Carl Barks. Esse cuidado com os detalhes das ilustrações permeará toda a edição brasileira, tornando-a mais interessante e bela que o próprio original.



Italiano


Brasileiro










TODOS OS MANUAIS DISNEY
Publicados pela Editora Abril



1
Manual do Escoteiro Mirim (jul/1971)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 264 páginas.

Sempre vale mencionar que os Escoteiros Mirins foram criados por Barks. Há 65 anos, eles surgiram na HQ Operação São Bernardo, publicada mais recentemente no Brasil em DISNEY TEMÁTICO #4 ESCOTEIROS MIRINS SEMPRE ALERTA, out/2011 — um dos volumes mais vendidos da coleção. 

O artista igualmente inventou o tal manual. Um certo Livro do Conhecimento dos Escoteiros Mirins, por exemplo, é exibido e citado pelos meninos em O Segredo da Atlântida, 1954 — vide O MELHOR DA DISNEY: AS OBRAS COMPLETAS DE CARL BARKS #5, 2004. 

E começou a encher os olhos e a imaginação dos jovens leitores por apresentar explicações, dicas, truques e soluções para as mais diversas enrascadas que os meninos e seus tios encaravam ao longo das deliciosas aventuras mundo afora. 

Quando se materializou nas bancas brasileiras, portanto, não admira que tenha sido um estrondoso e imediato sucesso. 

A edição brasileira não dá crédito a nenhum artista. A capa apresenta o traço de Jorge Kato. O original italiano (Mondadori, 1969) credita a organização do volume a Mario Gentilini, com colaboração de Elisa Penna, Giovan Battista Carpi, Gaudenzio Capelli, Franco Marano e Adriana Cristina. O traço de Carpi, a propósito, é reconhecível em muitas outras obras da coleção.

Na Itália, a Mondadori lançou 8 diferentes volumes do Manuale delle Giovani Marmotte (entre 1969 e 1989). A partir de 1991, a Disney Itália reeditou todos os volumes da obra e ainda lançou o 9º Manuale... (1999) e Il Nuovo Manuale... (2002). 




Em jun/1984, foi lançada uma versão em Portugal, com capa redesenhada, sob o selo Livros Abril. Imagem: cortesia Ivo Manuel.




2
Manual do Escoteiro Mirim (2ª edição, dez/1971)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 264 páginas. 

Como a primeira edição logo evaporou das bancas, a Abril providenciou sua reedição. Poderia ter se contentado com uma mera reimpressão, mas aproveitou para tornar a obra ainda mais atraente, colorindo algumas páginas inicialmente publicadas em preto e branco (como o tópico "Significado e Segredos dos Nomes Próprios") e reorganizando por temas o índice.

Novamente, não há créditos aos artistas.




3
Manual do Tio Patinhas (jul/1972)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 256 páginas. 

Esta edição é histórica por incluir uma moeda metálica e seu certificado de legítimo proprietário da réplica!

A Abril só voltaria a brindar seus leitores com uma "moeda nº 1" por ocasião do lançamento de TIO PATINHAS ESPECIAL #5, no final de 1987, celebrando os 40 anos do personagem (veja aqui).

Não há créditos aos artistas, mas o conteúdo foi criado pelo pessoal da Abril, como muitos outros livros da coleção.









4
Manual do Prof. Pardal (dez/1972)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 256 páginas.

Não há créditos aos artistas (no entanto, vide nota na reedição desta obra, à frente).

Produção brasileira, ganhou versões na França e na Alemanha, pelo menos. 

Em set/1973, a Abril começou a vender por reembolso postal a Biblioteca dos Manuais Disney, uma caixa de isopor decorada a cores com os personagens contendo o Manual do Escoteiro Mirim, o Manual do Tio Patinhas (incluindo, de brinde, a moeda nº 1), o Manual do Prof. Pardal (que ganhou reimpressão para ser lançada nesse kit) e o Manual do Mickey. O comprador recebia ainda um disco de vinil de 7 polegadas (compacto). Se atualizarmos os Cr$ 60,00 que a caixa custava na época para a moeda de hoje, considerando a correção pelo IGP-DI, chegamos a pouco mais de R$ 190,00.




5
Manual do Mickey (mar/1973)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 256 páginas. 

Acompanha um folheto avulso com o resumo do índice. 

"O Manual do Mickey é uma criação e produção do Grupo de Revistas Infanto-Juvenis da Editora Abril", informa a última página do livro.



Cr$ 12,00 atualizados pelo IGP-DI viram cerca de R$ 41,00





6
Manual da Maga & Min (ago/1973)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 

A partir daqui, os manuais ficam mais magrinhos. Sem perder a qualidade gráfica ou o capricho com o conteúdo, no entanto.

O expediente credita a Claudio de Souza a criação do livro e a Waldyr Igayara de Souza a sua supervisão. Textos de Silvio Fukumoto e Alberto Maduar; layout e ilustração de Izomar Camargo Guilherme; ilustradores: Carlos Gomes de Freitas, Sérgio de Jesus Cântara, Jorge Kato e Brasílio Carlos.




7
Manual do Peninha (nov/1973)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 

Este volume se tornou um must entre os jornalistas, dizem.

Com a mesma equipe criativa do livro anterior, há ainda crédito a Elizabeth Sigoli pela coordenação de texto e pesquisa e à turma de ilustradores são acrescidos os nomes de Luiz Podavin, Carlos Marti Formento, Michio Yamashita, Isao Sugimura e Walter Calviño Garcia e excluído o de Brasílio Carlos.

Yamashita, dois anos depois, trabalharia na criação do Manual do Super-Herói, da Idéia Editorial.




8
Manual do Zé Carioca (mar/1974)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 

Lançado alguns meses antes da Copa do Mundo da Alemanha. 

Seu conteúdo foi sendo atualizado e aproveitado em relançamentos sucessivos (listamos todos, abaixo).

À equipe dos livros anteriores são acrescidos os nomes de Alberto Maduar (textos) e Claudio Carsughi (pesquisa e consultoria). Já o time de ilustradores é reduzido (os créditos, pelo menos) a Jorge Kato e Carlos Edgard Herrero.




9
Manual do Prof. Pardal (2ª edição, ago/1974)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 

Com 60 páginas a menos que o livro original, muitos tópicos ficaram de fora desta reedição.

Também sucesso na França, a linha de manuais teve entre seus títulos uma versão deste, brasileiro.

Créditos a Claudio de Souza (criação), Waldyr Igayara de Souza (layout e coordenação de arte), Silvio Fukumoto e Alberto Maduar (textos). Ilustrações por Izomar Camargo Guilherme, Jorge Kato, Carlos Gomes de Freitas, Sérgio de Jesus Cântara e João Batista Queiroz.




10
Manual do Gastão (jan/1975)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas.

Créditos a Claudio de Souza (criação), Waldyr Igayara de Souza (supervisão), Silvio Fukumoto e Alberto Maduar (textos), Izomar Camargo Guilherme (coordenação de arte), Elizabeth Sigoli (coordenação de texto), José Geraldo de A. Soares Filho (pesquisa), Jorge Kato (layout e ilustração), Isao Sugimura e Luiz Podavin (ilustrações).

Em ago/1975, a Abril começou a vender por reembolso postal a 2ª Biblioteca dos Manuais Disney, desta vez em caixa dura de papelão, colorida e estampada com os personagens, contendo o Manual da Maga & Min, o Manual do Peninha, o Manual do Zé Carioca e o Manual do Gastão. O comprador recebia ainda um disco de vinil de 7 polegadas (compacto). Se optasse por pagamento antecipado, o kit saía por Cr$ 90,00 (cerca de R$ 177,00 hoje, se atualizado pelo IGP-DI). Também podia-se pagar contra-entrega (Cr$ 100,00; ou R$ 197,00, em valores corrigidos). Diferentemente do kit anterior, nenhum brinde acompanhava essa caixa. O produto começou a ser anunciado no mesmo mês de lançamento do Magirama, curiosamente.




11
Magirama: Manual de Mágicas (ago/1975)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 

Trata-se uma uma adaptação brasileira do Manuale di Paperinik (Mondadori, 1972). Na França, onde ganhara outra capa e o título de Magirama — ambos aproveitados aqui pela Abril —, havia sido lançado há alguns meses pela Hachette, editora que até hoje publica os quadrinhos Disney por lá. Com muita facilidade são encontrados hoje os vários diferentes volumes de Manuel des Castors Juniors nos quiosques de usados à beira do Rio Sena, a propósito.

Com a saída de Claudio de Souza da Abril, a coordenação deste manual foi creditada a Ruth Rocha.

Aliás, ao deixar a empresa dos Civita, o editor Claudio de Souza envolveu-se na criação da Idéia Editorial. Ali, tentou reproduzir características que fizeram a fama nas publicações Disney, como a inclusão de figurinhas nas capas dos gibis e, claro, o filão aberto pelo Manual dos Escoteiros Mirins. Assim, no final de 1975, ele, César Sandoval (Turma do Arrepio, Os Trapalhões) e Michio Yamashita criaram o divertido Manual do Super-Herói. As publicações infantojuvenis da Idéia, no entanto, não tiveram sucesso comercial e não tardaram a ser substituídas por quadrinhos (vá lá...) eróticos, então em impressionante escalada nas bancas.




12
Manual do Tio Patinhas (2ª edição, mar/1976)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 

Assim como o Manual do Prof. Pardal, perdeu cerca de 60 páginas da edição anterior e, claro, teve vários tópicos excluídos. 

Aqui, nada de moedinha de brinde. 

A capa traz o selo "2ª edição revista e atualizada".

Hoje é raro.




13
2º Manual do Escoteiro Mirim (set/1976)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 

Assim como ocorreu no primeiro manual, este também trouxe algumas adaptações a temas brasileiros. 

A lista de créditos é imensa (a maior parte, provavelmente, deve ser devido a um expediente padrão para qualquer livro da Abril daquela época). 

Um dos mais raros de se obter atualmente.




14
Autorama: Manual do Automóvel (nov/1976)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas.

Nota-se aqui uma participação efetiva de artistas brasileiros. A lista de créditos é extensa e inclui pela primeira vez nesta coleção os nomes de Eli Leon e Napoleão Figueiredo. 



No frontispício do Autorama, a ilustração de Tony Strobl que havia sido capa de WALT DISNEY COMICS DIGEST #1 (1968) e de seu "primo", ALMANAQUE DISNEY #1 (1970). Mas com alterações, possivelmente feitas por Jorge Kato: Zé Carioca tomou o lugar de Minnie e o Grilo Falante, o de Teco.





15
Manual do Peninha (2ª edição, abr/1977)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 

Pela primeira (e única) vez é incluída uma lista dos títulos já publicados na coleção. Estranhamente, o Manual do Mickey é omitido. 

São dados créditos separados para a primeira e segunda edições. Não se constata facilmente alteração de conteúdo entre elas, no entanto.




16
Manual da Vovó Donalda (jul/1977)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 

O clássico italiano de 1970 finalmente é publicado no Brasil. O conteúdo, porém, é em grande parte substituído por material produzido pela Abril, mais adaptado à culinária daqui. 

Afinal, vatapá, moqueca, farofa, feijoada, cuscuz à paulista e outros pratos não poderiam mesmo ficar de fora das curiosidades e receitas do livro.

São dados créditos a, entre outros, Edith Eisler e Elisabeta Orrico (consultoria de culinária), Alberto Llinares e Luiz Podavin (desenhos), e Pedro Bandeira (texto).





Este livro ganhou uma versão em Portugal em dez/1985 sob o selo Difusão Cultural. Imagem: cortesia Ivo Manuel.


Em nov/1977, a Abril lançou seu primeiro manual não disneyano. O Manual do Zé Colmeia seguiu exatamente o padrão da coleção Disney, com capa dura e 192 páginas. O conteúdo, todo creditado à equipe dirigida por Ruth Rocha, muito se assemelhava aos temas abordados pelos Escoteiros Mirins, curiosamente.




17
Manual do Zé Carioca (2ª edição, abr/1978)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 

Relançado com vistas à ocorrência da Copa do Mundo da Argentina, o conteúdo é atualizado, como não poderia deixar de ser.  

A capa traz a inscrição "segunda edição revista e atualizada".

Assim como na reedição do Manual do Peninha, são dados créditos separados para as edições.




18
Manual do Escoteiro Mirim (3ª edição, dez/1978)
Capa flexível com orelhas, formato 12,5 x 18,5 cm, 192 páginas. 

Primeiro manual sem capa dura, esta edição lima cerca de 60 páginas dos volumes originais de 1971. Além disso, tem formato um pouco menor que os anteriores. 

Nas orelhas há os textos "A Origem do Escotismo" e "Lei do Escoteiro".

Há créditos para Paulo Edson de Moura (desenhos), Yeun Hi Kim e Maria Cecy de Mello Régis (assistentes de arte). Mas provavelmente referem-se a créditos genéricos daquela então divisão de livros e atividades. 

Além da Idéia Editorial, também a RGE tentou surfar na onda dos manuais. Assim, em 1978 foi lançado o Manual de Mágicas do Mandrake, em formato similar ao dos disneyanos.



19
Supermanual do Escoteiro Mirim (1979)
Capa dura com sobrecapa, formato 13 x 19,5 cm, 584 páginas. 

Último manual Disney com capa dura lançado pela Editora Abril. 

Compila, de forma reordenada, o conteúdo dos dois diferentes manuais do Escoteiro Mirim já lançados e acrescenta mais alguns tópicos do Magirama

Também é famoso por apresentar uma sobrecapa (cartão envolto em plástico com um padrão imitando jeans) que permite trancar o livro, literalmente (vide imagens).

O exemplar trazia de brinde uma bússola de pulso.

Em out/1979, a Abril lançou o Manual da Mônica. Era o Ano Internacional da Criança e o exemplar, com capa cartão, veio acompanhado de uma camiseta da Sulfabril. 









20
Manual dos Jogos Olímpicos (20/jun/1980)
Capa cartão, formato 12,5 x 18,5 cm, 192 páginas

Lançado em parceria com a Nestlé no mês que antecedeu a realização das Olimpíadas de Moscou, o volume teve como companhia várias outras publicações no mesmo tema, sendo as mais notáveis, além do próprio manual, o gibi especial e o álbum de figurinhas. Clique na imagem para ver mais detalhes (anúncio publicado em EDIÇÃO EXTRA #108 SUPERPATETA, jun/1980).

A capa é creditada explicitamente a Carlos Edgard Herrero e Isao Sugimura. O texto, a Carlos Maranhão. As ilustrações, a Moacyr Rodrigues Soares e Cláudio Pinto. Também aparentando se tratar de créditos genéricos à equipe daquela redação, Paulo Edson de Moura é citado como desenhista.

Inclui folheto de pesquisa assinado por Ruth Rocha, então responsável por aquela categoria de publicação (vide scan; clique para ampliar a imagem). 

Ainda em 1980, a Abril traduziu e lançou aqui dois manuais da Usborne Publishing, o Manual do Espião e o Manual do Detetive.



Anúncio em EDIÇÃO EXTRA #108 SUPERPATETA (jun/1980)


"Carta Resposta Comercial" incluída no Manual dos Jogos Olímpicos




21
Manual da Copa do Mundo — Espanha 82 (1982) 
Capa cartão, formato 12 x 18,5 cm, 194 páginas. Selo "Livros Abril".

Versão do Manual do Zé Carioca atualizada até aquele momento com dados do mundo futebolístico e da Copa da Espanha, que ocorreria em seguida.

Na página 191 há as informações que registram ser esta uma reedição do Manual do Zé Carioca:

"1974: 1ª edição

1978: 2ª edição revista e atualizada
1982: 3ª edição revista e atualizada."




22
Manual da Televisão (1982)
Capa cartão, formato 12,5 x 18,5 cm, 196 páginas. Selo "Livros Abril".

Criado por Edy Lima (A Vaca Voadora), com textos de Carlos Lombardi (autor de novelas como Bebê a Bordo e Quatro por Quatro) e ilustrações de Paulo Fukue e Míriam Regina da Costa Araújo.

Último manual produzido pela Abril. A seguir, viriam apenas compilações e atualizações.

Entre 1985 e 1988, a Nova Cultural, empresa do Grupo Abril, lançou a Biblioteca do Escoteiro Mirim (depois relançada pelo Círculo do Livro, também do grupo), o Manual da Copa do Mundo México 86 e a coleção Manuais Disney. Mais detalhes abaixo.




23
Gol! Tudo Sobre a Copa do Mundo — Itália 90 (1990)
Capa cartão, formato 12,5 x 18,5 cm, 124 páginas. Selo "Abril Jovem".

Versão bastante reduzida do Manual do Zé Carioca, porém incluindo vários tópicos específicos relativos à Copa do Mundo da Itália.

Não há créditos.




24
Manual dos Jogos Olímpícos — Barcelona 92 (2ª edição, 1992)
Capa cartão, formato 12,5 x 18,5 cm. Selo "Abril Jovem".

Versão reduzida mas atualizada do Manual dos Jogos Olímpicos (1980).




25
Gol! Tudo Sobre a Copa 94 (1994)
Capa cartão, formato 13,4 x 19 cm, 100 páginas. Selo "Abril Jovem".

Versão super reduzida do Manual do Zé Carioca, porém incluindo vários tópicos específicos relativos à Copa do Mundo dos Estados Unidos.

Não há créditos.

MANUAIS DISNEY POR NOVA CULTURAL E CÍRCULO DO LIVRO
Empresas do Grupo Abril



Biblioteca do Escoteiro Mirim (1985)
Coleção em 20 volumes não numerados (porém ordenados pela ilustração formada pelas lombadas perfiladas).
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 128 páginas cada. Nova Cultural e Círculo do Livro.

Acima, scans do folheto promocional de lançamento da coleção (clique para ampliar), em papel cartão e distribuído solto em alguns gibis Disney de 1985.

O conteúdo basicamente mistura os tópicos publicados nos diversos manuais Disney da Abril. 

Não há créditos.

O Círculo do Livro, empresa do Grupo Abril que imprimia para venda exclusiva aos seus associados edições unicamente em capa dura de grandes sucessos, licenciados de editoras diversas, também lançou em seguida a Biblioteca do Escoteiro Mirim. Neste caso, os volumes receberam numeração na lombada.

Curiosidades sobre o Círculo do Livro: a venda de suas publicações era restrita aos seus associados e tal informação constava de seus expedientes. O clube oferecia seus títulos através de um catálogo bimestralmente incrementado. O atendimento era feito de porta em porta por revendedores autorizados, numa espécie de Avon dos livros, porém o associado obrigava-se a adquirir ao menos um título por bimestre (se não o fizesse, receberia  compulsoriamente um título especialmente determinado pela editora). Também era interessante a maneira de arrebanhar novos clientes: cada vez que um associado apresentasse um novo sócio ao clube era agraciado com um prêmio (que podia ser selecionado de um catálogo). No entanto, o clube mantinha uma espécie de loja, assemelhada a uma grande banca, num anexo localizado no térreo do prédio nº 680 da Alameda Joaquim Eugênio Lima, esquina com a Alameda Santos, a uma quadra da Avenida Paulista. Ali, e somente ali, mesmo aos não associados era permitido adquirir as publicações do Círculo pagando-se diretamente ao atendente. Mas só aquilo que lá estivesse exposto.




Manual da Copa do Mundo México 86 (1986)
Capa cartão, formato 12,5 x 18,5 cm, 122 páginas. Nova Cultural.

Versão bastante reduzida do Manual do Zé Carioca, atualizada até aquele momento com dados do mundo futebolístico.



   

Manual do Filatelista Mirim (1988)
Coleção em 2 volumes, capa dura, formato 14 x 21 cm, 200 páginas cada. Nova Cultural.



    
    
    
    

Manuais Disney (1988)
Coleção em 20 volumes não numerados, capa cartão, formato 13 x 19,5 cm, 100 páginas cadaNova Cultural e Círculo do Livro.

Reprodução parcial dos tópicos antes publicados nos manuais Disney da Editora Abril. 

Seus volumes:
1: Manual do Zé Carioca 
2: Manual do Professor Pardal 
3: Manual de Patópolis
4: Manual do Peninha
5: Manual da Vovó Donalda
6: Manual do Bruxo Merlin
7: Manual do Gilberto
8: Manual do Escoteiro-Mirim
9: Manual do Mickey
10: Manual do Automóvel
11: Manual da Maga e Min
12: Manual do Patacôncio
13: Manual do Gastão
14: Manual do Detetive e do Espião
15: Manual do Tio Patinhas
16: Manual do Verde
17: Manual dos Esportes
18: Manual de Mágicas
19: Manual da Televisão

20: Manual dos Jogos Olímpicos

Em 1994, o Círculo do Livro lançou a mesma coleção, então com volumes numerados, em capa dura e com novo layout de capa.

MANUAIS DISNEY POR OUTRAS EDITORAS

Manual de Futebol — Dicas do Pelé (2002)
Capa cartão, formato 14 x 21 cm, 120 páginas. Melhoramentos.

Club Penguin — Manual do Desafio Ninja (2012)
Capa cartão, formato 13,5 x 20,5 cm, 80 páginas. Melhoramentos.

MANUAIS NÃO DISNEYANOS



jan/1976
Manual do Super-Herói
Idéia Editorial, capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas.




nov/1977
Manual do Zé Colmeia
Editora Abril, Hanna-Barbera, capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas.




1978
Manual de Mágicas do Mandrake
Rio Gráfica e Editora, King Features Syndicate, capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas.




out/1979
Manual da Mônica
Editora Abril, MSP, capa cartão, formato 12,5 x 18,5 cm, 196 páginas. Brinde: uma camiseta da Sulfabril com a Mônica dizendo "A ordem é brincar!". Relançado pela Nova Cultural em 1986. Depois, já na Editora Globo, a MSP publicou 10 manuais similares, tanto em capa cartão como em capa dura (formato 13,4 x 19 cm, 224 páginas; nas sucessivas reedições há alterações de layout de capa e adequação à nova ortografia.):


    
    

Manual de Brincadeiras da Mônica
Manual de Aventuras do Cebolinha
Manual de Esportes do Cascão
Manual da Roça do Chico Bento
Manual de Receitas da Magali
Manual de Mascotes do Bidu
Manual do Cientista do Franjinha
Manual da Pré-História do Horácio
Manual do Espaço do Astronauta
Manual dos Índios do Papa-Capim





mai/1980
Manual do Espião
Editora Abril, Usborne Publishing, capa cartão, formato 12,5 x 18,5 cm, 192 páginas.
"Grátis um atira seta e um alvo."



abr/1981
Manual do Detetive
Editora Abril, Usborne Publishing, capa cartão, formato 12,5 x 18,5 cm, 192 páginas.
"Grátis uma lupa."




dez/2007
Scooby-Doo! O Manual do Investigador de Mistérios
Melhoramentos, Hanna-Barbera, capa dura, formato 14 x 21 cm, 88 páginas. Vendido com o Kit do Investigador Scooby-Doo!, que trouxe acondicionado em uma caixa em formato de maleta o manual, uma lupa, um bloco de notas personalizado, uma caneta de tinta invisível e uma caneta para sobressair o quanto escrito com a outra.







EM LISTA:

TODOS OS MANUAIS DISNEY
Publicados pela Editora Abril

1
Manual do Escoteiro Mirim (jul/1971)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 264 páginas.

2
Manual do Escoteiro Mirim (2ª edição, dez/1971)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 264 páginas. 

3
Manual do Tio Patinhas (jul/1972)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 256 páginas.

4
Manual do Prof. Pardal (dez/1972; reimpresso em 1973)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 256 páginas.

5
Manual do Mickey (mar/1973)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 256 páginas.

6
Manual da Maga & Min (ago/1973)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 

7
Manual do Peninha (nov/1973)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 

8
Manual do Zé Carioca (mar/1974)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 

9
Manual do Prof. Pardal (2ª edição, 1974)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 

10
Manual do Gastão (jan/1975)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas.

11
Magirama: Manual de Mágicas (ago/1975)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 

12
Manual do Tio Patinhas (2ª edição, mar/1976)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 

13
2º Manual do Escoteiro Mirim (set/1976)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 

14
Autorama: Manual do Automóvel (nov/1976)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas.

15
Manual do Peninha (2ª edição, abr/1977)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 

16
Manual da Vovó Donalda (jul/1977)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 

17
Manual do Zé Carioca (2ª edição, abr/1978)
Capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas. 

18
Manual do Escoteiro Mirim (3ª edição, dez/1978)
Capa flexível com orelhas, formato 12,5 x 18,5 cm, 192 páginas. 

19
Supermanual do Escoteiro Mirim (1979)
Capa dura com sobrecapa, formato 13 x 19,5 cm, 584 páginas. 

20
Manual dos Jogos Olímpicos (20/jun/1980)
Capa cartão, formato 12,5 x 18,5 cm, 192 páginas. 

21
Manual da Copa do Mundo — Espanha 82 (Manual do Zé Carioca 3ª Edição, 1982) 
Capa cartão, formato 12 x 18,5 cm, 194 páginas. Selo "Livros Abril".

22
Manual da Televisão (1982)
Capa cartão, formato 12,5 x 18,5 cm, 196 páginas. Selo "Livros Abril".

23
Gol! Tudo Sobre a Copa do Mundo — Itália 90 (1990)
Capa cartão, formato 12,5 x 18,5 cm, 124 páginas. Selo "Abril Jovem".

24
Manual dos Jogos Olímpícos — Barcelona 92 (2ª edição, 1992)
Capa cartão, formato 12,5 x 18,5 cm. Selo "Abril Jovem".

25
Gol! Tudo Sobre a Copa 94 (1994)
Capa cartão, formato 13,4 x 19 cm, 100 páginas. Selo "Abril Jovem".

MANUAIS DISNEY POR NOVA CULTURAL E CÍRCULO DO LIVRO
Empresas do Grupo Abril

Biblioteca do Escoteiro Mirim (1985)
Coleção em 20 volumes, capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 128 páginas cada. Nova Cultural (não numerados) e Círculo do Livro (numerados).

Manual da Copa do Mundo México 86 (1986)
Capa cartão, formato 12,5 x 18,5 cm, 122 páginas. Nova Cultural.

Manual do Filatelista Mirim (1988)
Coleção em 2 volumes, capa dura, formato 14 x 21 cm, 200 páginas cada. Nova Cultural.

Manuais Disney (1988)
Coleção em 20 volumes, formato 13 x 19,5 cm, 100 páginas cada. Nova Cultural (capa cartão; não numerados) e Círculo do Livro (1994; capa dura com novo layout; numerados).

Seus volumes:
1: Manual do Zé Carioca 
2: Manual do Professor Pardal 
3: Manual de Patópolis
4: Manual do Peninha
5: Manual da Vovó Donalda
6: Manual do Bruxo Merlin
7: Manual do Gilberto
8: Manual do Escoteiro-Mirim
9: Manual do Mickey
10: Manual do Automóvel
11: Manual da Maga e Min
12: Manual do Patacôncio
13: Manual do Gastão
14: Manual do Detetive e do Espião
15: Manual do Tio Patinhas
16: Manual do Verde
17: Manual dos Esportes
18: Manual de Mágicas
19: Manual da Televisão

20: Manual dos Jogos Olímpicos

MANUAIS DISNEY POR OUTRAS EDITORAS



Manual de Futebol — Dicas do Pelé (2002)
Capa cartão, formato 14 x 21 cm, 120 páginas. Melhoramentos.




Club Penguin — Manual do Desafio Ninja (2012)
Capa cartão, formato 13,5 x 20,5 cm, 80 páginas. Melhoramentos.

MANUAIS DA TURMA DA MÔNICA
out/1979
Manual da Mônica
Editora Abril, capa cartão, formato 12,5 x 18,5 cm, 196 páginas. 
Relançado pela Nova Cultural em 1986.

Manual de Brincadeiras da Mônica
Manual de Aventuras do Cebolinha
Manual de Esportes do Cascão
Manual da Roça do Chico Bento
Manual de Receitas da Magali
Manual de Mascotes do Bidu
Manual do Cientista do Franjinha
Manual da Pré-História do Horácio
Manual do Espaço do Astronauta
Manual dos Índios do Papa-Capim
Editora Globo, capa cartão e capa dura, formato 13,4 x 19 cm, 224 páginas. Nas sucessivas reedições há alterações de layout de capa e adequação à nova ortografia.

MANUAIS OUTROS
jan/1976
Manual do Super-Herói
Idéia Editorial, capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas.

nov/1977
Manual do Zé Colmeia
Editora Abril, Hanna-Barbera, capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas.

1978
Manual de Mágicas do Mandrake
Rio Gráfica e Editora, King Features Syndicate, capa dura, formato 13 x 19,5 cm, 192 páginas.

mai/1980
Manual do Espião
Editora Abril, Usborne Publishing, capa cartão, formato 12,5 x 18,5 cm, 192 páginas.

abr/1981
Manual do Detetive
Editora Abril, Usborne Publishing, capa cartão, formato 12,5 x 18,5 cm, 192 páginas.

dez/2007
Scooby-Doo! O Manual do Investigador de Mistérios
Melhoramentos, Hanna-Barbera, capa dura, formato 14 x 21 cm, 88 páginas. Vendido com o Kit do Investigador Scooby-Doo!


Por Edenilson Rodrigues. 
Fotos: Rivaldo Ribeiro/Planeta Gibi
Publicado originalmente em 12/jan/2016. Atualizado em 13/jan, 23 e 27/fev/2016.




42 comentários:

  1. Quando criança, meu vizinho tinha varias edições do manual e eu ficava babando naquela "enciclopédia". Depois de adulto, perdi o interesse. Legal esse do Zé Colmeia, não sabia da existência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, pode ser útil dar uma olhadinha novamente no Manual dos Escoteiros. Para (re) aprender a esquentar água usando apenas uma folha de papel comum, 2 alfinetes e uma vela, por exemplo...

      Excluir
    2. O cadinho de papel...

      Excluir
    3. Não faz muito tempo q vi a coleção completa em um sebo. Mas como disse, perdi o interesse. Nem olhei o preço, mas não deveria ser muito caro não... Pra quem gostaria de ter e não encontra, pode se contentar com alguns scans espalhados pela internet.

      Excluir
    4. Só agora é que caiu a ficha... a coleção que meu vizinho tinha era a da Biblioteca do Escoteiro-Mirim, que pena que não vão relançar essa... por conta do meu saudosismo, eu acharia mais interessante... apesar de já ter encontrado a coleção em sebos sem maior interesse, mas em edição atual novinha em folha, já seria outra coisa! :)

      Excluir
  2. Se você tem mais de 40 anos esta nostalgia deve lhe calar fundo: MANUAIS DISNEY. Esta foi minha primeira enciclopédia, muito antes da wikipedia e do google, era ali que eu saciava minha curiosidade. O meu preferido era o "Manual do Professor Pardal", sobre ciência e tecnologia, que foi o primeiro que comprei. Mas também gostava muito do "Manual do Tio Patinhas", sobre economia e finanças, o "Manual do Mickey", sobre aventuras e investigações, o "Manual do Peninha", sobre jornalismo e mídia, o "Manual de Mágicas - Magirama" e o "Manual do Automóvel - Autorama", cujos ´títulos já dizem tudo. Destaque para o "Manual do Zé Carioca", sobre futebol, o "Manual do Gastão", sobre jogos e sorte, o "Manual da Maga & Min", sobre magia e esoterismo, o "Manual da Vovó Danalda", sobre culinária. Um destaque especial, tipo "hors concours", para o "Manual do Escoteiro Mirim", o pioneiro, o mais republicado, revisto, ampliado e modificado, que mostrou o caminho do sucesso para os demais. Saiba mais no site do Planeta Gibi.

    https://www.facebook.com/Parisotto.com.br/posts/10153179061196831

    ResponderExcluir
  3. Nossa muito legal, tinha muitos aqui que não conhecia, como seria bom se republicassem alguns desses...

    ResponderExcluir
  4. Edenilson, vc não teria uma imagem desta bússola de pulso que veio como brinde do Supermanual do Escoteiro Mirim ? Não encontro de jeito nenhum e a nostalgia bateu forte.
    Poderia também dizer alguma coisa sobre a Enciclopédia Disney ? Esses livros influenciaram muito em minha formação. Até hoje são relativamente atuais e apresentam uma síntese de assuntos e didática que nunca mais vi em outra publicação. É uma pena que esse material esteja esquecido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gustavo, a minha bússola eu perdi (pudera, andava de fato com ela no pulso!).

      Quanto à Enciclopédia, estamos ensaiando há meses (ou seriam anos?) um post sobre ela. Um dia sai, assim como o post sobre o GRANDE ALMANAQUE DISNEY.

      Abs.

      Excluir
    2. Pensem com carinho, quem escreveu os textos merece ser lembrado. Tenho duas cópias da Enciclopédia Disney (versão capa branca com desenhos vermelhos em baixo relevo), uma muito usada que li e reli centenas de vezes quando menino e outra novinha, impecável, que encontrei num sebo.
      E a bússola vai ficar mesmo só na memória. Abraço !

      Excluir
    3. Deve haver propaganda do Supermanual que mostre a bússola. Depois procuro. Se achar, atualizo aqui. Abs.

      Excluir
  5. Meu, eu lembro até hoje, um dia quando eu fui com meu pai na casa de um amigo dele, ele tava arrumando a sala e tirou de uma estante aquela coleção do manual dos escoteiros (nova cultural), eu fiquei babando.

    ResponderExcluir
  6. Muita nostalgia mesmo! Parabéns pela excelente matéria! Tenho até hoje 3 manuais que "herdei" de meu pai, o do Mickey, Tio Patinhas e Escoteiro-Mirim, e a moeda n. 1 do TP é meu maior "talismã". Os manuais eram uma grande fonte de conhecimento aliada à diversão, eu inclusive fiz trabalhos de escola baseados nos manuais, como um sobre a origem do dinheiro, usando o manual do TP. Abraço!

    ResponderExcluir
  7. Excelente artigo! Eu tinha o Manual dos Jogos Olímpicos, mas certa vez inventei de emprestar e nunca mais vi a cor. Serviu não só para matar a curiosidade sobre esportes olímpicos, como até pra fazer trabalhos de escola. Ê saudade!

    ResponderExcluir
  8. Se poderia trazer de novo esses manuais. A industria de livros esta aquecida no Brasil.

    ResponderExcluir
  9. Ótimo texto. Se entendi bem, os únicos manuais com material italiano eram os do escoteiro mirim, magirama e da vovó donalda, correto?

    ResponderExcluir
  10. Creio que faltou na matéria um manual publicado em 1988 pela Nova Cultural com material aproveitado dos manuais do Escoteiro Mirim da década de 70: o Manual do Filatelista Mirim (em dois volumes).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem toda razão. Muito obrigado pela contribuição. As informações e capas serão incluídas aqui logo mais.

      Abs.

      E. Rodrigues

      Excluir
    2. Os manuais do filatelista são formados por conteúdo original e não reaproveitamento dos anteriores dos anos 70.

      Excluir
  11. Matéria muitíssimo caprichada. Pena que vocês exageram nas marcas de água, sobrepondo-as até nos desenhos da propaganda da coleção escoteiro mirim. Sei que é pra não roubarem mas bem em cima dos desenhos dos nossos desenhistas preferidos fica feio...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faltou incluir as propagandas das caixas vendidas por reembolso postal, trazendo cada uma delas uns 4 manuais Disney. Numa futura atualização eu coloco. Sobre marcas dágua, eu só não as odeio mais do que ver um post que eu levo horas ou dias (como neste caso) para fazer sofrer um CTRL C CTRL V em outro site. Checklists, conteúdo de revistas etc... nada disso vem pronto. É extração de imagem por imagem de arquivos PDF, é recorte de lombada, é scan, é tratamento de imagem, é ajuste de informações (acréscimos, observações etc.). Desculpe, mas não dá.

      Abs.

      E. Rodrigues

      Excluir
    2. Gostaria imensamente de ver essas propagandas das caixas vendidas por Reembolso Postal com os 4 manuais Disney (Mickey, Prof. Pardal,Tio Patinhas e Escoteiros Mirins), porque foram justamente meus primeiros manuais e tenho eles até hoje (menos o isopor que as acondicionava) e gostaria muito mesmo de rever, já procurei na Internet e não encontrei.

      Excluir
    3. Xracer, este artigo será em breve desmembrado. A parte que trata especificamente dos 25 manuais publicados pela Editora Abril ganhará um post novo, com muitas imagens. Dentre elas, os anúncios das Bibliotecas dos Manuais Disney.

      Abs.

      E. Rodrigues

      Excluir
  12. Tipo...isso TUDO atualizado para HOJE e simples assim vale a pena mesmo??...acho que preferia HQs! xD

    ResponderExcluir
  13. Acho que é uma coleção mais voltada para crianças do que para leitores de quadrinhos.

    Não me interessa, mas tomara que venda bem nas livrarias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E crianças não são também leitoras de quadrinhos? ^^

      Não sou dessa epoca dos manuais, mas varei madrugada lendo Biblioteca do Escoteiro Mirim dos meus primos. Meu filho tem 1 ano e tem a própria prateleira de livros. Alguns ele folheia agora, outros são pro futuro. Se esses manuais forem bem-feitos vale a pena ter um ou mais esperando por ele.

      Excluir
    2. E crianças não são também leitoras de quadrinhos? ^^

      Não sou dessa epoca dos manuais, mas varei madrugada lendo Biblioteca do Escoteiro Mirim dos meus primos. Meu filho tem 1 ano e tem a própria prateleira de livros. Alguns ele folheia agora, outros são pro futuro. Se esses manuais forem bem-feitos vale a pena ter um ou mais esperando por ele.

      Excluir
  14. Tenho alguns, bem como a biblioteca do Escoteiro Mirim completa.

    Excelente material para despertar interesse em crianças por cultura, leitura e assuntos interessantes.

    E também distrai e diverte adultos, por quê não?

    ResponderExcluir
  15. Nunca tive interesse nesses manuais, talvez pq não tive contato na infância e não tenho essa nostalgia com relação à eles. Talvez eu compre o dos Escoteiros Mirins pois gosto dos personagens

    ResponderExcluir
  16. Excelente artigo, que coisa ótima ter todas essas capas e informações compiladas num só texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado. Mas ainda teremos mais imagens e informações (e, certamente, as informações terão que ser reorganizadas, buscando facilitar a fluidez de leitura e compreensão). Quando isso ocorrer, o artigo subirá. Abs.

      Excluir
  17. Matéria excepcional, quanta saudade! Parabéns vcs são nota 1000. Obrigado!

    ResponderExcluir
  18. Vcs sabem quando o Manual do Detetive será relançado nas Bancas/Livrarias?
    Grato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dirceu, a Abril promete relançar os manuais Disney. O Manual do Detetive é de outra licenciadora. Poemos enviar sua sugestão para a editora, ok?

      Abs.

      Edenilson

      Excluir
    2. Sim. Por favor envie a sugestão para que relancem os Manuais do Detetive e do Espião também pois são raríssimos e muito caros para se comprar usados hoje em dia.

      Excluir
    3. Sugestão enviada.

      Abs.

      Edenilson

      Excluir
  19. Fiquei muito feliz com o relançamento destes manuais. Ao longo dos anos e com as mudanças de residência, infelizmente perdi esses livros que tinham uma valor sentimental pois me lembravam os melhores momentos da minha infância.
    Eu lembro que em 1984 eu já garupa os sebos e as bancas de revistas e livros usados a Av Ipiranga e das proximidades da praça da República em São Paulo. Por essa época ainda consegui comprar um Manual do Detetive novo em uma banca de revistas e um Manual do Espião em uma livraria.
    Já o 2º Manual do escoteiro mirim eu só consegui comprar usado, mas consegui comprar novo o uma 3ª edição do primeiro Manual. O do Peninha também comprei usado.
    Seja como for estou revivendo a minha infância :-)

    ResponderExcluir
  20. Bom dia! Vocês têm uma lista com todos os manuais que já foram republicados pela Abril desde que voltaram a relançar os manuais? Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Matheus. Acrescentamos a lista no fim do Checklist Disney deste mês (acesse pela barra de menus). Em breve, haverá o Guia Planeta Gibi, organizando as informações deste artigo aqui.

      Abs.

      Edenilson

      Excluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.