' '

8 de jan de 2016

Prévias de DISNEY ESPECIAL #1 OS MOTORISTAS

A seguir, as prévias de todas as HQs que compõem OS MOTORISTAS, volume que marca a volta do título clássico DISNEY ESPECIAL. Há Don Rosa, Vicar, Tony Strobl, Paolo Mottura, Dick Kinney e muitos outros, incluindo vários talentosos artistas brasileiros. 

Veja também um pouco da história das variações dessa coleção, DISNEY ESPECIAL REEDIÇÃO, DISNEY SUPERESPECIAL, DISNEY ESPECIALÍSSIMO e NOVO DISNEY ESPECIAL, além de algumas outras curiosidades acerca de gibis Disney temáticos que já havíamos apresentado aqui (e que algum leitor deste site pode não ter visto).


DISNEY ESPECIAL #1 OS MOTORISTAS
Publicação mensal, formato 13,4 x 19 cm, 240+4 páginas cor, lombada quadrada, capa cartão, R$ 15,00. Edição #181, 2ª série. Dia 22, distribuição setorizada.

Nota: esta série de DISNEY ESPECIAL não terá numeração de capa por conta das regras vigentes de distribuição e recolha de revistas em bancas no Brasil (assim, a editora poderá manter a edição e redistribuí-la de maneira mais viável do que se numerada fosse). O número aqui atribuído é mera iniciativa do Planeta Gibi com a finalidade de manter a organização do título para os colecionadores e para efeito referencial.






































Revista publicada de jun/1972 a out/1999 pela Editora Abril, em 180 edições. Em jan/2016, foi lançada uma 2ª série do título. 

Foi a primeira coleção a selecionar as grandes histórias dos personagens de Walt Disney, organizadas por temas. 

Até o #78, o gibi tinha capa plastificada. 

Foi trimestral do #1 ao 6, bimestral do #7 ao 170 e mensal do #171 ao 180 (fase em que incorporou o título DISNEY ESPECIAL REEDIÇÃO, intercalando mensalmente compilações inéditas com reprints). 

Do #1 ao 7 teve 292 páginas; do #8 ao 47, 260; do #48 ao 140, 228; nos restantes, teve 196 páginas. 

DISNEY ESPECIAL e suas reedições foram os únicos gibis periódicos da Editora Abril que não adotaram o formatinho instituído por PATO DONALD #1470 (jan/1980), permanecendo toda ela no formato Pato (13,4 x 21 cm), com a estranha exceção das edições #135 e 136, lançadas em formatinho (2 cm menor). 

Os colecionadores têm grande dificuldade de encontrar a numeração de 1 a 10 e de 170 a 180. As edições #174 Aventuras no Fundo do Mar e 176 Os apaixonados são as mais raras da coleção.



Revista lançada pela Editora Abril de ago/1980 a dez/1998, em 107 edições. 

Republicou parcialmente o material do título DISNEY ESPECIAL

Alguns números não foram reeditados, tornando mais raros os originais — como os #20 e #26, ambos Natal

Nenhum deles, contudo, compara-se à raridade do original #6 Os Inesquecíveis, com HQs até hoje nunca republicadas. 

Até a edição #55, as capas de DISNEY ESPECIAL REEDIÇÃO foram inéditas. A partir da edição #56, passaram a reproduzir as ilustrações da série original. 

Com formato Pato (13,5 x 21 cm), apenas duas edições (#71 e 72) saíram em formatinho. 

O título foi encerrado em 1998 para ser fundido com DISNEY ESPECIAL — que passou a circular mensalmente a partir do #172, intercalando números inéditos com reedições.



Revista lançada pela Editora Abril de jan/1990 a set/1993, em 22 edições, republicando basicamente (mas não exatamente) o material de DISNEY ESPECIAL REEDIÇÃO, mantendo suas quantidade de páginas e capas. 

Há exceções, e curiosas, como a preferência por reutilizar a ilustração da capa do ultraclássico DISNEY ESPECIAL #9 Os Milionários (fev/1974), no lugar da capa da reedição #8 (dez/1981). 

Também interessante foi relançar Os Namorados (no #20), que DISNEY ESPECIAL REEDIÇÃO havia pulado, e com remake da capa original e reutilização do logotipo de 1976 (#22, no original).



Revista lançada pela Editora Abril de out/2001 a fev/2004, em 14 edições. 

Diferentemente de DISNEY ESPECIAL REEDIÇÃO e DISNEY SUPERESPECIAL, este título não se trata de reprint de edições anteriores, mas sim de novas coletâneas temáticas, e em formatinho. 

Coleção bastante valorizada devido à escassez de oferta. 

Em 2009, a Abril daria uma repaginada completa no título, renomeando-o GIBITECA DISNEY e dividindo suas páginas entre republicações e inéditas. No entanto, às vésperas do lançamento do #1, Futebol, a editora desistiu da empreitada e decidiu tornar o DISNEY BIG, então um especial avulso de republicações criado no final de 2008, num título periódico (hoje bimestral). Veja abaixo a capa de GIBITECA DISNEY #1, a revista Disney que jamais foi impressa.





Revista lançada pela Editora Abril de mar/1984 e jul/1999 em 36 edições numeradas e ao menos 5 sem numeração. 

Cada volume encaderna duas edições de DISNEY ESPECIAL e/ou DISNEY ESPECIAL REEDIÇÃO e/ou DISNEY SUPERESPECIAL

Os volumes 1 e 2 saíram com capa dura, vendidos por reembolso postal — e hoje são muito raros. 

Curiosidades: há pelo menos outros 5 volumes com capa dura, todos sem numeração; há volumes (como o #4 e o 5) que têm mais de uma versão, encadernando edições diferentes de DE e DER — ou seja, trata-se da típica situação que é o terror (ou a delícia, dependendo do ponto de vista) do colecionador.



PRÓXIMOS VOLUMES:
#2 OS BANDIDOS (fev/2016)
#3 LAMPADINHA 60 ANOS OS AVIADORES (mar/2016)
#4 OS JORNALISTAS (abr/2016)

(Vide acima nota sobre a não numeração desta série de DISNEY ESPECIAL.)

OS 7 TÍTULOS DISNEY CLÁSSICOS
São sete os títulos Disney que construíram a sólida base de tudo o que se publicou de quadrinhos Disney no Brasil: PATO DONALD (jul/1950-circulando), MICKEY (out/1952-circulando), ZÉ CARIOCA (jan/1961-circulando), TIO PATINHAS (dez/1963-circulando), ALMANAQUE DISNEY (dez/1970-jul/2005), DISNEY ESPECIAL (jun/1972-out/1999) e EDIÇÃO EXTRA (ago/1972-dez/1993).

DISNEY ESPECIAL
DISNEY ESPECIAL tinha provavelmente o melhor custo-benefício da Abril, pois relançava a HQ da forma como já havia sido publicada por ela antes (hoje, a editora tem o cuidado — e o custo — de providenciar cores, letras e traduções novas ao republicar material mais antigo). Sobretudo, DISNEY ESPECIAL vendia aos borbotões. 

Tanto que, em 1980, o título ganhou reedição e passou a se revezar mensalmente nas bancas com o original. Curiosamente, a partir de 1999, DISNEY ESPECIAL REEDIÇÃO foi incorporado ao título original e passou a seguir sua numeração. 

Ou seja, os títulos, então bimestrais, fundiram-se e adotaram a sequência numérica do título original, que passou a circular mensalmente. Essa fase inclui algumas das edições mais raras e valiosas da coleção, como o #174 (reedição de AVENTURAS NO FUNDO DO MAR), já denotando a redução da circulação que levaria à interrupção da revista. 

Um NOVO DISNEY ESPECIAL circularia entre 2001 e 2004, por 14 números, mas sem atingir o sucesso do original.

Vale registrar que também existiu a reedição da reedição: DISNEY SUPER ESPECIAL circulou de 1990 a 1993 por 22 números, repetindo os primeiros DISNEY ESPECIAL REEDIÇÃO

Houve também mais de 40 encadernados (alguns em capa dura, sem numeração) juntando encalhes variados dos três títulos.

GIBITECA, BIG, MEGA, TEMÁTICO... OS SUCESSORES 


GIBITECA DISNEY: a revista que jamais foi impressa (imagem exclusiva do Planeta Gibi). Leia mais sobre esta e outras capas inéditas aqui


Mais tarde, a Abril daria uma repaginada completa no título, renomeando-o GIBITECA DISNEY e dividindo suas páginas entre republicações e inéditas. No entanto, no primeiro semestre de 2009, às vésperas do lançamento do #1, FUTEBOL, a editora desistiu da empreitada e decidiu tornar o DISNEY BIG, um especial avulso de republicações criado no final de 2008, um título periódico (hoje bimestral). 

DISNEY BIG (308 páginas) acabou gerando filhotes ainda maiores, DISNEY JUMBO (516 páginas) e MEGA DISNEY (804 páginas), ambos atualmente quadrimestrais.

Após anunciar a criação de um novo título periódico, o WALT DISNEY APRESENTA, a Abril decidiu trilhar um caminho mais livre (em termos de conteúdo, quantidade de páginas e de circulação, sobretudo). Assim surgiu o DISNEY TEMÁTICO. A coleção reuniu, sob volumes independentes, não numerados, desde o resgate de clássicos, como A HISTÓRIA DE PATÓPÓLIS (abr/2012), até compilações exclusivamente de inéditas, como o derradeiro SPACE WARS (que será lançado amanhã). Na conta e numeração atribuída pelo Planeta Gibi, foram 52 edições (leia mais e veja a lista completa aqui). 



DISNEY JUMBO #1: a capa jamais publicada (imagem exclusiva do Planeta Gibi).


INÉDITAS EM DISNEY ESPECIAL
Apesar de majoritariamente republicar HQs, DISNEY ESPECIAL por vezes cedeu suas páginas para produções então inéditas. Confira a seguir todas elas:

#3: CÃES & GATOS (jan/73): Quem Tem Medo de Assombrações?, de Saidenberg.
#3: CÃES & GATOS (jan/73): Ri Melhor Quem Ri Primeiro, de Saidenberg & Lima.
#10: OS MILIONÁRIOS (fev/74): O Segredo da Montanha Assombrada, de Chendi & Bottaro.
#10: OS ESCOTEIROS (abr/74): Baile à Fantasia, de Chendi & Bottaro.
#14: OS ESPORTISTAS (dez/74): A Fantástica Corrida de Barcos, de Barks.
#14: OS ESPORTISTAS (dez/74): O Campeão, de Strobl.
#14: OS ESPORTISTAS (dez/74): O Prêmio do Perdedor, de Strobl.
#14: OS ESPORTISTAS (dez/74): Polo Aquático, de Bradbury.
#14: OS ESPORTISTAS (dez/74): O Bom de Bola, de Bradbury.
#18: OS SOBRINHOS (ago/75): Zé Carioca na Legião Estrangeira, de Canini.
#19: OS INVENTORES (out/75): O Invento de Esquálidus, de Saidenberg & Moacir Soares.
#22: OS NAMORADOS (abr/76): Os Amores-Perfeitos de Joaninha, de Carl Buettner.
#23: OS CAÇADORES (jun/76): Dia de Pescaria, de Murry.
#24: OS ESPIÕES (ago/76): O Diamante Azul, de Saidenberg & Canini.
#25: OS AUTOMOBILISTAS (out/76): Férias Atribuladas, de Fallberg & Bradbury.
#26: NATAL (nov/76): Operação Natal na Floresta, de Fallberg & Bradbury.
#26: NATAL (nov/76): Almoço de Natal, de Bradbury.
#26: NATAL (nov/76): A Árvore do Zé Grandão, de Bradbury.
#26: NATAL (nov/76): O Urso Noel, de Connell & Hubbard.
#26: NATAL (nov/76): Problemas de Natal, de Lockman & Hubbard.
#26: NATAL (nov/76): Inverno Quente, de Hubbard.
#26: NATAL (nov/76): O que É que Há com Seu Peru?, de Barks.
#26: NATAL (nov/76): Presente em Cima da Hora, de Vicar.
#31: OS JORNALISTAS (ago/77): Um Cão em Terra de Gato, de Saidenberg & Herrero.
#31: OS JORNALISTAS (ago/77): Reportagens Furadas, de Saidenberg & Canini.
#31: OS JORNALISTAS (ago/77): O Espião que Veio da Rua, de Andrade & Moacir Soares.
#34: OS POLICIAIS (jan/78): O Espião que Entrou em uma Gelada, de Saidenberg & Miyaura.
#37: OS GIGANTES (jul/78): A Fria dos Gafanhotos Gigantes, de Murry.
#45: AS CRIANÇAS (set/79): A Torcida, de Herrero.
#46: OS FOTÓGRAFOS (nov/79): Azares da Profissão, de Andrade.
#48: OS ARTISTAS (jan/80): Esta É a História da Minha Vida, de Lostaffa.
#60: FÉRIAS (nov/81): Um Turista do Barulho, de Barks.
#62: ALUNOS x PROFESSORES (jan/82): Fome de Aprender, de Joost & Ginés.
#62: ALUNOS x PROFESSORES (jan/82): William, o Professor da Chuva, de Nofziger & JD Studio.
#62: ALUNOS x PROFESSORES (jan/82): Uma Grande Lição de... Judô, de Langhans & JD Studio.
#78: OS ATLETAS (mai/84): Os Campeões de Patinação, de Barks.
#97: TV PATÓPOLIS (dez/86): Era uma Vez uma Televisão, de Dester & Sørensen.
#100: HISTÓRIA E GLÓRIA DA DINASTIA PATO (mai/87): A Quinta Mosqueteira, de Miyaura.


Por E. Rodrigues & Rivaldo Ribeiro
Atualizado em 28/jan/2016.




36 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Evidentemente, esta nova coleção nunca será tão clássica como a primeira, mas, quem sabe valha a pena colecionar, daqui a uns dez, vinte anos, essa "primeira edição" (na verdade é a edição nº 181 ou 195, dependendendo do ponto de vista) valerá bastante dinheiro.

    Só a ausência de numeração acho de uma idiotice tremenda. Até MEGA Disney tem número na capa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vdd... xD séria até mais interessante o pessoal saber da história da revista clássica e correr atrás das edições antigas por ai! :p

      Excluir
  3. Ah e tb: Perderam a chanse de ser com o logo clássico..os fãs iriam pirar...$$$$$$$$$$$$$ e o Tio Patinha$ também..kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. FAZENDO UMA ANÁLISE NO GERAL...ANTIGO DISNEY ESPECIAL (27 ESTÓRIAS), NOVO DISNEY ESPECIAL (26 ESTÓRIAS). SENDO QUE 7 ESTÓRIAS DO ANTIGO SE REPETEM NO NOVO, EM COMPENSAÇÃO TEMOS 19 INÉDITAS NO NOVO. PENSANDO BEM, ACHO QUE VALE A PENA COMPRAR PELO FATO DAS INÉDITAS E POR POUCAS REPETIÇÕES. SÓ ESPERO QUE NAS PRÓXIMAS EDIÇÕES O NÚMERO DE REPETIÇÕES SE REDUZA PRA 5.

    ResponderExcluir
  5. Alguém poderia mim responde quantas edições vão ser os Disney especial?

    ResponderExcluir
  6. Confesso que fiquei animado com a volta do meu gibi favorito. Mas, ao ver a seleção de histórias fiquei desanimado, o equilíbrio de história mais longas com outras mais curtas foi deixado de lado e a ausência de numeração é outra decisão no mínimo sem lógica. Creio que é mais um tiro no pé da Abril. Já tinha desistido de comprar os temáticos e não vou compra esse também.

    ResponderExcluir
  7. Uma coisa que eles poderiam rever é fazer as capas como as antigas, colocando diversos personagens na capa com uma gag referente ao tema.

    ResponderExcluir
  8. A minha maior reclamação quanto aos tijolões que a Abril vem lançando - Big, Jumbo, Mega e os especiais temáticos - é que eles raramente saem da trinca Patos / Mickey e Sua Turma / Zé Carioca. Sempre achei o universo Disney muito mais complexo e rico do que isso, e acho uma pena como as seleções das histórias dessas revistas vem apequenando as fronteiras desse mundo.

    De acordo com a relação de histórias publicadas pelo Planeta Gibi, ao menos no primeiro número de Disney Especial essa mesmice modorrenta vai continuar.

    Mas há que se dar um desconto, já que seria mesmo difícil achar histórias do Banzé, do Lobão ou do Havita, por exemplo, com o tema Motoristas. Vamos ver se nas próximas edições, de acordo com o assunto abordado, a seleção será mais abrangente.

    Outro detalhe: sem querer ser chato (mas já sendo): a ilustração da capa desse primeiro número poderia ficar boa em uma revista ou almanaque do Pato Donald, mas nunca em um Disney Especial.

    O grande barato das capas do Disney Especial sempre foi a mistura de personagens, inclusive de alguns que raramente se encontram nas histórias.

    Tomara que os editores tenham mais criatividade para os próximos números. Não é possível que a mendigagem na Abril seja tão grande a ponto de impedir que a editora possa encomendar um desenho específico junto a algum artista para as próximas capas.

    ResponderExcluir
  9. Preocupa essa repetição de histórias, 1/4 da revista é repeteco dos Motoristas Original. E aparenta ser arquivo digital, histórias que foram repetidas em Minie (1 real) , últimos números do Almanaque Disney, Pateta Férias... E agora voltam em os Motoristas.

    Considero um começo mediano.

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito da seleção de histórias. Ao menos pra mim está bem aproveitável. Muitos clássicos.
    Espero, com o tempo, ver HQs com Lalá, Lelé e Lili, Banzé, Dálmatas, A Pequena Sereia, Vovó Donalda, Silva etc.
    Mas esta é uma boa edição pra começar. Parabéns!

    ResponderExcluir
  11. Tony Strobl, Tony Strobl, Tony Strobl. Já ficou evidente que o selecionador de histórias é super fã do autor, mas vê se dá um tempo... Nao é todo mundo que engole essas HQs do Strobl repetidas à exaustão nos almanaques e demais. E antes q digam q o povo é super fã também, então que lancem uma coleção completa do Tony Strobl. Ainda não vi ninguém sugerindo isso, mas se acatarem, não serei eu q irei colecionar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Strobl não fazia todas, a maioria é do Farberg. E tem que lotar de Strobl mesmo, ele merecia uma edição especial.

      Excluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Pra mim, está uma primeira edição bem legal. Tomara que mantenha-se esse nível! Disney Temático fará falta, mas esse Disney Especial compensa em parte. Agora, gostaria mesmo é que voltasse a Edição Extra. Acho muito bacana ver personagens secundários estrelando um gibi só seu.
    PS: eu acho que sou o único, mas compraria uma coleção das histórias do Tony Strobl (se não fosse muito caro). As histórias que ele desenhou são algumas das que mais acho graça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, você não é o único. Também gosto bastante do trabalho do Strobl.

      Excluir
    2. Gosto muito do Strobl, mas tenho várias HQs dele enchendo os almanaques do Donald. Seria bom darem um tempinho mesmo.

      Excluir
  14. Jefferson, onde você encontrou "Os Inesquecíveis" a "preço de banana"??? Edições em bom estado??

    ResponderExcluir
  15. "Edição Extra" é clássico!

    ResponderExcluir
  16. CARA, SO DEU ARQUIVO DIGITAL NA PARADA...A FALTA DE NUMEROS FOI FODA, E A FALTA DE HQS MAIS LONGAS TBM DEIXOU A DESEJAR...MAS SOMOS ASSIM MESMO, RECLAMOES DE PLANTAO...KKK...

    ResponderExcluir
  17. Que nonsense existir quem odeie o trabalho do Strobl.

    ResponderExcluir
  18. Não entendi a diferença entre esse e os temáticos. Só mudou de nome?

    ResponderExcluir
  19. Os temáticos tinham muito material inédito, esta é essencialmente uma nova série de republicações.

    ResponderExcluir
  20. Opa, olha eu aqui, mais um que odeia o Strobl... hehehe... E olha que leio Disney desde o começo dos anos 80 e venho "não gostando" dele desde sempre... =)

    ResponderExcluir
  21. não gostei, esse não vou comprar, o segundo vai vir com o simbolo do PT heim hehehehehe

    ResponderExcluir
  22. Na verdade, eu não disse q odeio Tony Strobl, mas convenhamos,os desenhos dele são bem simplórios, nada atrativos e os roteiros desenhados, idem. O problema é q só dá Tony Strobl nas republicações, principalmente no Almanaque do Pato Donald, e agora, aqui também... Fabiano, encontrei ambas as edições de Os Inesquecíveis em São Paulo, em excelentes condições. Uma a R$ 7,00 e a outra se não me engano por uns R$ 10 ou R$ 15. Mas esqueça, já faz mais de um ano. Já o Disney Especial n° 01, encontrei semana passada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto tava o Disney Especial numero 1??

      Excluir
    2. Hmmm senão me engano R$ 20 ou R$ 25. Visto a raridade, achei barato. Mas eu escrevi errado ali, é Disney Especial Reedição.

      Excluir
  23. Quem pagou 10 reais nos "Inesquecíveis" fez um ótimo negócio. O gibi vale vinte vezes mais que isso.

    Infelizmente, eu nunca dou essa sorte. Recentemente comprei num sebo de São Paulo uns três Disney Especial por R$ 5 cada, mas não eram números difíceis nem raros, é óbvio.

    ResponderExcluir
  24. Bola fora da abril nesta capa. Poderiam ter colocado mais alguns personagens, ao menos lembrando as antigas capas de DE, sem polui-las, se é que esta foi a intenção! Atrairia novos leitores, satisfazendo os antigos colecionadores!

    ResponderExcluir
  25. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  26. É oficial que os temáticos deixarão de ser publicados mensalmente ?

    ResponderExcluir
  27. Alguém de BH conseguiu achar essa revista nas bancas da cidade?

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.