' '

1 de dez de 2015

Maffia Responde (1)

No último dia 17, o Planeta Gibi Blog propôs a seus leitores o envio de seus comentários para ciência das editoras que, eventualmente, poderiam lhes responder (aqui mesmo ou em suas seções de cartas e afins). 

Depois do editor Levi Trindade (Panini) inaugurar o espaço, chega a vez de Paulo Maffia (Editora Abril), que abraçou de imediato a ideia de mais este canal de comunicação com os leitores e colecionadores Disney.





Antes, vale relembrar as regras de comentários do Planeta Gibi Blog:

O Planeta Gibi Blog não faz moderação prévia de comentários, que são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve. 

O editor se reserva o direito de excluir comentários que: 
• considere ofensivos; 
• incluam links para qualquer outro site; 
• mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos. 

ATENÇÃO! Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.

E acrescento:

• Obviamente que o Planeta Gibi Blog não garante que o editor vá mesmo responder ou publicar seus comentários. 

• A comunicação com o editor (e com qualquer ser humano, de resto — exceto radicais de qualquer natureza) terá melhor possibilidade de êxito quanto mais clara, objetiva e polida for a mensagem. 

• Uns toques: dependendo do tema abordado (problema de distribuição, por exemplo), é conveniente que o leitor informe sua cidade, pelo menos. Também vale registrar seu e-mail após a assinatura, facilitando eventual contato.





Paulo Maffia, editor dos quadrinhos Disney da Editora Abril, informa que leu todos comentários dos leitores do Planeta Gibi Blog e responde:


COLEÇÃO HISTÓRICA DISNEY
Resident_tao disse (17/nov/2015 21h40):
(...) Digo uma coisa que acho que a editora Abril deveria fazer. A Panini lança as edições históricas da turma da Mônica, eles podiam fazer o mesmo desde a revista número 1. Lançando um box com as revistas mensalmente ou bimestralmente. As mesmas ou são impossíveis de se achar ou caríssimas, principalmente as do Pato Donald. Assim todo mundo teria acesso a conteúdos publicados décadas atrás.

Maffia responde:
É uma boa ideia, sem dúvida. Não temos planos para isso no momento, mas fica registrada a sugestão para o futuro. Abraços!


LOJA ABRIL
Ruptured Duck disse (26/nov/2015 19h35):
(...) A Abril encerrou as atividades da loja on line sem dar maiores satisfações aos leitores. O problema é que isso dificultou para conseguir números atrasados. Não se consegue encomendando com jornaleiros, não tem na loja do Planeta Gibi e nem na Livraria Cultura, para a qual há link que nos direciona quando acessamos o site da Abril ou Abril Figurinhas. Seria bom ver uma posição da Abril quando, ao invés de facilitar o acesso aos seus produtos, a empresa o dificulta. A alternativa on line era a forma de conseguir revistas não encontradas em bancas devido a distribuição ruim. E ninguém dá a devida importância a esse tópico.

Maffia responde:
Caro, encerrar a Loja Abril foi uma decisão estratégica da direção do Grupo Abril. O que nós da divisão de licenças estamos fazendo é aperfeiçoar a parceria com sites como o Planeta Gibi e de outras grandes livrarias, além de disponibilizar as nossas publicações mensais digitalmente pelo Iba Clube. Abraços.

PATETA REPÓRTER EM CAPA DURA:
[Houve muitos comentários sobre esse tema. Maffia afirma ter lido todos. Seleciono trechos para contextualizar o assunto para quem esteja chegando agora.]
Jefferson Leitte disse (17/nov/2015 7h29):
Ainda na espera de uma edição definitiva para a saga da Espada de Gelo... quem sabe para o Natal do ano q vem... Pateta Repórter também merece um definitivo, não sei se para o ano q vem, mas merece! (...)

Abacate Azul disse (24/nov/2015 5h31):
Voltando a falar do Pateta Repórter, depois fiquei sabendo que será publicada a última história, porém "o morto nem ainda esfriou", eu acharia melhor esperar uns anos aí... Tivemos um especial de 300 páginas em agosto de 2013! Estamos em novembro de 2015! Em junho de 2015 teve história do Pateta Repórter publicada no Pateta! Quem tem o especial não tem dificuldade nenhuma de reunir fácil 100% do material, e mais umas três ou quatro edições do Pateta por aí e alguma que pode vir e está com a série completa. Já outros materiais aí estão jogados no mofo pedindo uma edição histórica. Francamente se vier um capa dura do Pateta Repórter agora eu me sentirei "trolado" pela Abril. (...)

Knowledge Maker disse (26/nov/2015 15h44):
Planeta Gibi, e as nossas sugestões para NÃO publicarem o Pateta Repórter em capa dura? Passaram também?

Maffia responde:
O último capítulo de Pateta Repórter será publicado em PATETA 58. Depois disso, ainda em 2016, vamos lançar um capa dura com todas as HQs do personagem. O que vocês têm que entender é que os especiais capa dura têm um preço alto e uma tiragem limitada, ou seja, não é acessível por todos os nossos leitores (não podemos esquecer que entre o nosso público existem muitas crianças e pessoas com o orçamento limitado). Então, para não correr o risco de uma “elitização do quadrinho Disney” sempre que possível vamos fazer este tipo de política editorial (coisa que a Panini italiana faz muito com os quadrinhos Disney). Mas isso não quer dizer que outros materiais inéditos clássicos ou novos não tenham oportunidade nos especiais capa dura. Todas as alternativas estão sendo cogitadas, inclusive aceitamos e pedimos sugestões de títulos!

TAMANHO DOS CAPA DURA:
[Idem ao tema acima; seleciono trechos para contextualizar o assunto para quem esteja chegando agora.]
Diego Zordan disse (17/nov/2015 18h47):
(...) Não gostei do tamanho dos novos especiais de capa dura, poderia ter sido do mesmo tamanho dos anteriores, quanto aos demais itens como tema e acabamento, não tenho do que reclamar, espero que ano que vem venham cada vez mais especiais como esses para nós!

voute disse (21/nov/2015 20h25):
Dizer que esses especiais não fazem parte de uma coleção vai acabar é afastando os colecionadores. Realmente é decepcionante a mudança de tamanho, pois quem compra uma edição de luxo quer expô-la na estante e a "escadinha" quebra a harmonia...
(...)

Renato Alquati disse (28/nov/2015 10h43):
Quando postei minha opinião sobre a alteração do tamanho dos novos volumes capa dura da Disney, não esperava uma discussão tão ampla sobre comprar ou não as edições, mas o debate está sendo válido e muito importante para os futuros lançamentos. (...)

Maffia responde:
A diferença de tamanho não foi um erro, já estava prevista desde que decidimos imprimir no Brasil. Entendam, não é uma coleção em capa dura e sim uma linha de produtos especiais em capa dura. E assim como nossa linha regular (mensais, almanaques, Big, Jumbo, Mega, Férias etc), cada um desses especiais terão um formato e uma linha editorial diferente. Estamos estudando até algumas edições em formato horizontal. Ou seja, o céu é o limite. Mas podem ficar tranquilos: existem alguns títulos que terão mais de um volume e, aí sim, nós garantimos que todos os volumes terão o mesmo tamanho e qualidade gráfica.

DINASTIA PATO COM FALHAS DE IMPRESSÃO:
[Dos diversos comentários, seleciono o primeiro publicado neste site — reproduzido na íntegra — para contextualizar o assunto para quem esteja chegando agora; muitos outros comentários sobre o tema podem ser lidos sobretudo neste link e neste. Lá serão encontradas opiniões mais e menos inflamadas e até leitores que não consideraram as falhas tão relevantes ou imperdoáveis. Há também minha opinião sobre o assunto.]

Knowledge Maker disse (24/nov/2015 23h20):
ATENÇÃO PESSOAL! "História e Glória da Dinastia Pato" em capa dura lançada agora em novembro de 2015 está com sérios problemas de impressão, principalmente nas páginas 205, 237, 267, 268 e 269, onde vários quadros têm partes do desenho faltando. Além disso, várias páginas têm problemas menores de impressão, como números de página borrados, quadros com manchas na impressão, diferença gritante de cores entre personagens na mesma página ou na página seguinte... enfim... Qualidade de impressão muito baixa pelo preço que está se pagando. Falando com amigos de todo o Brasil percebe-se que este problema é generalizado e, infelizmente, parece afetar todas as edições à venda atualmente. Tentamos contato com a Abril através da página dela no Facebook e e-mail, mas até o momento não tivemos retorno. Aparentemente ela agiu de má fé, pois uma simples conferência nos impressos teria mostrado que o problema era geral e que a edição não tinha qualidade suficiente para ser enviada para venda aos consumidores finais.

Maffia responde:
Caros, quem apagou as mensagens [na página da Abril Jovem no Facebook] fui eu. Havia muitos palavrões e xingamentos, e a nossa página é muito visitada por crianças e isso já nós deu problemas no passado! Peço desculpas por isso. Sobre a edição de Dinastia Pato que apresentou alguns defeitos gráficos, peço, novamente, milhões de desculpas. Estamos trabalhando para que isso não ocorra mais em nossas futuras edições. Abraços!


E. Rodrigues
Foto: Edson Diogo para Planeta Gibi





35 comentários:

  1. Muito legal a participação do Paulo Maffia, colocou os pontos que o pessoal estava querendo saber. Fiquei satisfeito e contente em saber que teremos Pateta Repórter em capa dura. Como pergunta adicional, gostaria de saber da possibilidade de termos uma publicação intermediária, em relação ao capa dura. Poderíamos ter um gibi que fosse em papel branco tipo offset, no formato um pouco maior que o americano, com 160 páginas, lombada quadrada, e com histórias selecionadas, tipo as do Fantomius, mesclando alguma republicação, com alguma hq inédita, algo assim. Digo isso, porque teríamos mais opções, para quem não pode colecionar todos os capa dura. Penso que uma publicação assim, se fosse possível ficar na casa dos R$ 25,00 e ter periodicidade semestral, seria bem legal. Apenas para efeito de visualização, cito a Coleção Histórica Marvel, como um referencial na questão do formato, etc... Desculpe se me estendi...

    ResponderExcluir
  2. Olá. Gostaria de saber da possibilidade de um recall de "História e Glória da Dinastia Pato", tendo em vista que é um produto defeituoso.

    ResponderExcluir
  3. Maffia,

    Muitos fãs, inclusive eu, clamam por uma republicação das obras de Carl Barks, que não vemos há 11 anos. Eu não pude colecionar na época. Tinha apenas 15 anos e não conseguia explicar aos meus pais que aquilo significava muito para mim. Comprei apenas os volumes do 5 ao 9.
    Agora com os lançamentos em capa dura, surgiu a ideia de fazer a republicação seguindo esse padrão.

    A Abril tem ou não tem planos de relançar? Eu anseio todos os dias por essa notícia. Diga para nós, fãs que levam isso a sério, se pelo menos há uma possibilidade.

    Obrigado.

    ResponderExcluir
  4. Gostei de saber que teremos Pateta repórter em capa dura. Gostaria de saber se tem a possibilidade de trazer o material clássico do Floyd Gottfredson.Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Concordo com o amigo Paulo, poderia ate ser uma nova coleção disney numerada, e não edições especiais sem numero e bimestral.

    ResponderExcluir
  6. Muito legal a atitude do Maffia. Algumas sugestões: Seria muito interessante para todo mundo uma nova tiragem das edições anteriores do Disney Capa Dura, assim não precisaríamos encarar os exploradores do Mercado Livre; Poderiam também publicar mais Zé Carioca por Said e Canini, como uma continuação para "Um brasileiro chamado Zé Carioca". E nem preciso falar de Barks, que é de longe o mais desejado nas estantes dos colecionadores. Além disso, seria interessante alguma coisa de Paul Murray.
    Por favor planeta gibi, gostaria muito que essa mensagem chegasse à Abril.
    Obrigado desde já e abraços.

    ResponderExcluir
  7. Importante a participação do Sr Maffia e dos colegas com bons exemplos CHTurma da Monica e CHMarvel. Está desculpado, mas entendi que é um "sinto muito" e cada um fique com seu prejuízo ou com seu capa dura "edição especial de colecionador".
    Espero sinceramente que futuras edições tenham um trabalho com uma qualidade nível excelente, porque se repetir, acredito que a Disney Abril estará com problemas e isto é uma questão que não agradável pra nos fãs Disney. Boa sorte pra todos.

    ResponderExcluir
  8. Novamente acho uma pena o Capa Dura do Pateta Repórter, era coisa para 2020.

    Mas é notável essa tendência, material publicado com menos de 5 anos já virar Capa Dura (para não dizer 3, 2 anos), enquanto muita coisa que merecia, nem sequer é publicada uma vez, como no caso de muita coisa do Gottfredson. Além é claro da preferência por material Italiano, sinto que qualquer coisa publicada da Itália recentemente deverá virar Capa Dura, pouco importando a qualidade. Tudo da Itália que der para preencher as tais 400-500 páginas é Capa Dura certo.

    ResponderExcluir
  9. Ele expôs uma coisa no meu grupo do facebbok que achei muito boa. Mas eu não li a novidade aqui. Então vou deixar que fique só lá mesmo. Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Concordo com a idéia do Paulo em termos uma publicação intermediária no preço e na qualidade, com volumes em formato americano, papel branco, capa cartomada, tipo um "Grandes Histórias de Férias" com lombada quadrada e mais páginas. Uma publicação assim seria perfeita para histórias paroadiando filmes ou Fantomius, ou seja, para histórias mais recentes que ainda estão em fase de publicação de inéditas e que contam com uma arte gráfica diferenciada! Com isso, não deixaríamos de publicar histórias recentes reunidas com uma qualidade superior, mas reservaríamos os capa dura para trabalhos clássicos mais antigos. Abs.

    ResponderExcluir
  11. alguma chance paulo maffia de termos 1 especial capa dura dos ducktales?

    ResponderExcluir
  12. Paulo Maffia, tirando as histórias da Saga do Tio Patinhas, existem histórias com personagens da arvore genealógica dos patos que só apareceram lá ou só foram mencionados lá? por exemplo, quando Fergus fala que seu pai era um simples mineiro, essa história existe ou só é citada?

    ResponderExcluir
  13. Deixo como sugestão para o ano que vem a publicação de capas duras das tiras do Gottfredson, o SPNA (completo) e a saga da Rainha Regina.

    ResponderExcluir
  14. Paulo Maffia

    Que tal trazer de volta o Almanaque Disney, bimestral e com 300 páginas, dando vez e foco aos personagens secundários (Lobão e Lobinho, Quincas, Banzé, Madame Min, etc), mantendo a Disney Big como está, focando nas histórias dos patos e ratos???

    ResponderExcluir
  15. Faço a mesma pergunta que o marcelosouza: Maffia, alguma chance de um especial capa dura ou em qualidade tão boa quanto, dos DuckTales? Fora a "Odisseia do Ouro" (republicada em 2009/10 se não me engano) temos aí a espetacular "Em busca da n. 1" (Scrooge's quest) do lendário Marv Wolfman que merecia uma republicação e o próprio "DuckTales no Brasil" - duas histórias incríveis que ficariam perfeitas num encadernado, formato americano preferencialmente... Por favor, creio que muitos outros leitores gostariam de rever esse material!!!!

    ResponderExcluir
  16. Bom primeiramente agradeço ao pessoal do Planeta Gibi,e também ao Paulo Maffia por estar sempre atencioso aos fãs. Eu sou um leitor disney que tem uma imensa coleção mas que andou meio afastado nos últimos 2 anos. Estes especiais capa dura me fizeram voltar a ler Disney novamente, Achei maravilhosa a idéia e genial reunir em um material realmente digno de fãs dos quadrinhos as melhores hqs.
    Bom a minha sugestão é que nos próximos especiais tenha algo mais do Don Rosa ou se possivel todas as obras dele. Caro Maffia isto é um material que os fãs tão esperando a muito tempo! não precisa necessariamente citar o nome dele por causa da perrenga que a Abril tem com o Rosa mas sei lá encontrem uma forma de presentear o pessoal com a obra maravilhosa desse mestre!
    Também deixo sugestão para especial capa dura com aquelas aventuras do Indiana Pateta, e algo também relacionado ao Tio Patinhas como por exemplo histórias do DuckTales reunidas. Peço encarecidamente que republiquem As obras de Carl Barks também, na época que foi lançado eu não tinha condições de comprar. Fico grato e espero que considere com carinho meu pedido

    ResponderExcluir
  17. E para completar acho certo a não numeração destes especiais, até porque não sendo numerado fica aberto para as pessoas comprarem somente o que lhe interessarem. Sem ficar preso a numeração, porque quando uma coleção é numerada fica pior se voce não tem um numero dela e coloca numa estante. Assim está ótimo

    ResponderExcluir
  18. Excelente a iniciativa, tanto do blog como do Maffia. Obrigado pela consideração com os leitores!

    Aproveitando o comentário, também gostaria de uma posição sobre as obras completas de Carl Barks e um possível lançamento de Gottfredson e outros mestres Disney.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  19. "Estamos estudando até algumas edições em formato horizontal". Sinto cheiro de Gottfredson nesse comentário! Tenho 2 volumes da Fantagraphics que ficaram muito bons assim. Será que só eu gostaria que a Abril lançasse em em p&b?

    Aprovo Pateta Repórter em capa-dura. O nível dessa série foi uma ótima surpresa. Sair edição capa-dura não deve ser questão de ser inédito ou recém-publicado, mas de material à altura do acabamento. Se os capas-duras pegarem embalo mesmo é só ter paciência que chegará a variedade e o material mais raro. Eu mesmo não vejo a menor graça em Dinastia Pato (não suporto Guido Martina). Paciência, o mundo não gira ao redor das minhas estantes. Meu negócio é aguardar A Espada de Gelo (recém-publicado, mas merece o upgrade), Histórias à Volta da Fogueira (tive que comprar Tesori Disney), Rosa (se for possível), Darkwing Duck... Só não venham com dinamarqueses, por favor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que os deuses Disney te ouçam, Gottfredson publicado no estilo da Fantagraphics é oque eu mais quero ao lado de Carl Barks completo.

      Excluir
  20. Minhas sugestões de publicação para edições futuras são:

    A Espada de Gelo (na época do natal no próximo ano, pra manter a tradição de capa dura natalino);

    Uma edição com histórias no formato "Além da Imaginação" ou "Lost", com histórias de mistério, mais adultas e mais intrigantes. Não lembro de nenhuma em especial, mas tenho certeza de que seriam facilmente compiladas.

    Outra com as melhores histórias do Casty.

    O Destino do Zé Carioca (nunca vi ninguém sugerir ela, nem sei se teria páginas suficientes, mas poderia unir com outras boas histórias do zé dos anos 90, que acredito, tinha seu mérito, como Os 12 trabalhos de Zércules).

    Superpato Novas Aventuras (que poderiam inclusive lançar completa em um formato mais econômico, como no modelo da excelente sugestão do amigo Paulo).

    Por fim, mais importante do que o conteúdo, tenho uma opinião de que as versões capa dura me parecem mais interessantes quando possuem uma visual mais sofisticado, enfim, como os 3 volumes que saíram no início do ano, com capas bem elaboradas. Nesses lançamentos recentes, achei que a capa de Contos de Natal ficou excelente, assim como a da Dinastia Pato, enquanto a do Zé pareceu simples e a do Cinema parece com essas edições temáticas mensais, apesar do conteúdo interno ter um visual belíssimo, acho que a capa não condiz com ele. Consigo imaginar uma capa que, na minha visão, pareceria melhor, como por exemplo, mostrando um "rolo de filme", onde cada quadro expusesse uma imagem de uma história interna. É apenas uma sugestão de que poderia ser mais elaborada.

    Enfim, essas são as minhas sugestões para melhorar ainda mais a qualidade destas fantásticas edições.

    ResponderExcluir
  21. O pessoal repete muito as mesmas considerações aqui, acredito, por falta de informação. Imagino o saco que um editor tem que ter. Então, só pra contribuir:

    O Maffia já concedeu diversas entrevistas ao programa HQ & Cia e já disse lá que existem planos de republicar Carl Barks em capa dura. Só não fixou data. Mas vai ter republicação. Basta assistir no youtube ou no vimeo.

    De vez em quando os mais saudosistas não perdem a oportunidade de pedir Lobão, Lobinho, Tico e Teco, Banzé, Havita e outros menos cotados.
    Entendo que o universo disney é abrangente o suficiente para satisfazer todos os públicos, mas como não são produzidas histórias novas desses personagens, então teria que ser exclusivamente em republicações. Um "almanque disney" de 300 páginas só desses personagens seria cancelado depois do número de estréia.
    Tais personagens não tem apelo com o público infantil de hoje. Se já é difícil a criançada ler Donald ao invés de Mônica, imagine se fosse o Bongo?
    Se é uma questão de saudosismo, não entendo como a pessoa prefere ver a história republicada num Disney Big do que comprar uma revista antiga, original dos anos 70 ou 80...

    ResponderExcluir
  22. Acho que quem lida com o público deve achar normal quando vem perguntas que tendem a se repetir. Acredito que se tem gente repetindo, é sinal que tem mais gente concordando! As perguntas também não deixam de ser pedidos! Votos! Indício que determinada coisa tem procura e mantém uma procura ativa.

    Sobre o Almanaque Disney, não era só uma revista que era só de Lobão e cia. Era de publicação variada, também com histórias de Tio Patinhas, Mickey, Pato Donald também e cumpria a cota fácil de muito trambolho aí, o Almanaque Disney desafogava as mensais. Ainda mais agora em ERA quase 100% Itália que muitas vezes tem histórias que não cabem nem em um Tio Patinhas... Por isso, acho sim uma pena não termos mais o Almanaque Disney é uma revista que faz falta. Aventuras Disney não tinha a mesma força, era uma versão raquítica, um Almanaque Disney em Era Itália deveria ter que ter umas 180 páginas e não menos de 130.

    Sobre o apelo dos personagens, eu acredito que eles não tiveram no começo, mas com espaço pequeno e discreto construíram o seu espaço e conquistaram um público. Mas também não acho que destino deles seria um Almanaque Disney. O Big que é de republicações deveria ser espaço natural, talvez o Jumbo, mas seleção teria que ser melhor, sair o arquivo digital e resgatar muitas histórias aí que foram publicadas uma única vez em 1960/70/80... E são histórias curtas, 6-7 páginas, isso não deixa ninguém incomodado.

    ResponderExcluir
  23. @Ruptured Duck

    Querido, nem todos são obrigados a possuir as mesmas informações que vc.
    Um editor que se propõe a responder perguntas tem que estar preparado para esse tipo de situação. O público é e sempre será rotativo. Nunca todos terão informações completas. Obviamente se não houver procura, como bem dito pelo @Abacate Azul, também não haverá interesse da Abril. Imagine se ninguém perguntar quando irão relançar Barks em capa dura. É óbvio que não farão nada. Sem público pedindo, sem interesse em lançar.

    Nunca ouvi falar desse programa que vc citou. Além disso, ao entrar em contato com o Facebook da Abril Jovem, me informaram que não há planos para republicar Carl Barks em capa dura, no momento. Qual informação está correta? A sua ou a deles?

    ResponderExcluir
  24. Sinceramente, não consigo entender as estratégias de lançamentos de produtos da Abril em relação as publicações Disney.
    A grande maioria de pessoas que participam de debates e fóruns em redes sociais anseiam por Barks, Gottfredson, Murry em edições de luxo.
    Na contra mão disso, a Editora Abril promove uma enxurrada de publicações italianas, contrariando a vontade da maioria.
    Continuo na esperança de que dirijam o foco para os saudosistas, como eu, que preferem os clássicos de Gottfredson (que poderia ser editado em preto e branco, igual o material publicado pela Fantagraphics nos EUA), Barks, Taliaferro e Murry.

    ResponderExcluir
  25. Peralá! Quem disse que Lobão, Lobinho e companhia não mais mais produzidos? Muito ao contrário. São e saem em praticamente toda principal revista Disney holandesa (Donald Duck). Belamente ilustradas, curtas e obviamente destinadas para o público infantil.

    Já sugeri inúmeras vezes à editora que os 3 títulos clássicos Disney que estão fora de circulação deveriam voltar, ainda que se revezando trimestralmente: DISNEY ESPECIAL (obviamente temático), EDIÇÃO EXTRA (dedicado a personagens, sobretudo para comemorar seus aniversários, mas também com Fantomius, Superpato, DonaldDuplo, DuckTales) e ALMANAQUE DISNEY (com esse monte de personagens que ficou de lado). E cada um deles com umas 200 ou mais páginas.

    Abs.

    E. Rodrigues

    ResponderExcluir
  26. Eu particularmente acho chatíssimo Lobão, Lobinho, Quincas, etc. Até quando era criança comprava Almanaque Disney, lia primeiro as histórias dos patos, Mickey & Cia e deixava esses por último. Até torcia para um dia o Lobão assar de verdade aqueles 3 porquinhos chatos... hahaha...
    Pra mim são personagens de uma época que já passou há décadas, quando as crianças curtiam esse tipo de personagem/história.
    Mas é uma OPINIÃO PESSOAL. Respeito totalmente quem gosta e não vejo problemas se esses personagens voltarem a dar as caras. Apenas não vou ler e boa... rsrs..

    ResponderExcluir
  27. "Até torcia para um dia o Lobão assar de verdade aqueles 3 porquinhos chatos... hahaha..."

    Eu ri. Mas acho que fazem falta, sim. Assim como Ursinho Puff, Pequena Sereia, Banzé, Havita....

    Acredito que o Disney BIG poderia ser um local bom. Acho a volta do Almanaque Disney desnecessário. Tudo o que pode ser feito no almanaque, pode-se colocar em BIG, JUMBO ou MEGA. Poderiam cancelar JUMBO ou MEGA, e criarem algo semelhante ao Almanaque Disney em torno de 200 páginas. Seria fácil de seguir e de ler.... e deixaria com vontade de esperar pela próxima edição.

    Só acho!

    ResponderExcluir
  28. O Almanaque tinha mais identidade. Mensal, lombada quadrada, com chamada de capa para "aquela história" q servia p representar a edição e deixar na memória a relação capa-conteúdo (aquele c O Mistério dos Telefonemas, de Mickey, por exemplo. Foi assim q o encontrei na internet p comprar novamente, pois lembrava desde a infância). Os Big, Jumbo, Mega são coletâneas "aleatórias" q trazem alguma série longa misturada c todo o resto. Uma Mega é um bom custo-benefício em termos de quantidade, mas é uma desorganização sem tamanho e sem identidade própria. E aquela lombada genérica da Big?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vejo diferença nenhuma na estrutura de AD para com esses Bigs e Mega. A intenção vem sendo exatamente a mesma. Pecam pelos personagens sumidos. Mas os próprios AD em suas últimas edições também eram assim na base de rato, pato e papagaio. Pra mim, revistas como o Big se trata de um AD só que com outro nome e mais páginas. O AD tinha meras 136paginas, eu acho... Respeito o saudosismo de vocês, mas em termos de premissa, me desculpem, não há diferença. Não vê isso quem não quer.

      Excluir
  29. Sou da mesma opinião do Sr. Paulo sobre o papel das hqs, gostaria muito de ter uma publicação em capa cartonada, papel off-set, lombada quadrada e com periodicidade não avulso.

    ResponderExcluir
  30. @Diego Oliveira,

    A informação não é minha, é da boca do próprio Paulo Maffia.

    Qual informação está correta? Do editor falando dos planos futuros, embora não oficialmente anunciados, ou de um empregado qualquer da Abril Jovem, administranto a página no facebook para o qual quadrinhos Disney, revista Recreio e figurinhas do Ben 10 são tudo a mesma coisa?

    Se liga, mérmão!

    ResponderExcluir
  31. Calma, pessoal! Quem atualiza e responde a página do Facebook da Abril Jovem, até onde eu saiba, é o próprio Maffia.

    De fato, a última posição que se leu ali sobre a publicação de Barks foi: não há planos no momento.

    Maffia está recebendo os comentários daqui e já confirmou que haverá um novo "Maffia Responde" em breve, ok?

    Abs.

    E. Rodrigues

    ResponderExcluir
  32. @Ruptured Duck

    "Se liga, mérmão" kkkkkkk! É para rir mesmo.

    Quem me respondeu foi o próprio Maffia, pedindo, inclusive, para que minha mensagem apareça em uma revista. Vc está falando demais.
    É ele quem administra aquela página como bem dito pelo E. Rodrigues. Acho que lhe faltam informações (rs).

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.