' '

22 de dez de 2015

DISNEY ESPECIAL volta em janeiro

No dia 22 de janeiro voltará às bancas um dos três títulos clássicos Disney que estavam fora de circulação: DISNEY ESPECIAL retorna com 244 páginas dedicadas a OS MOTORISTAS. O gibi não circulava desde 1999, quando atingiu sua 180ª edição. Uma versão um tanto descaracterizada, o NOVO DISNEY ESPECIAL, sobreviveu alguns anos depois por apenas 14 edições. Leia a seguir um pouco mais sobre o título e saiba quais serão os próximos temas.


DISNEY ESPECIAL DE VOLTA
No dia 22/jan/2015 será lançado OS MOTORISTAS, em formato 13,4 x 19 cm, 240+4 páginas, R$ 15,00.

A publicação será mensal e os primeiros volumes já estão assim definidos:

#1 OS MOTORISTAS (jan/2016)
#2 OS BANDIDOS (fev/2016)
#3 LAMPADINHA 60 ANOS (mar/2016)
#4 OS JORNALISTAS (abr/2016)

Nota: Assim como DISNEY TEMÁTICO, DISNEY ESPECIAL não terá numeração de capa por conta das regras vigentes de distribuição e recolha de revistas em bancas no Brasil. Assim, a editora poderá manter a edição e redistribuí-la de maneira mais viável do que se numerada fosse. Novamente, o número aqui atribuído será mera iniciativa do Planeta Gibi com a finalidade de manter a organização do título para os colecionadores e para efeito referencial.

OS 7 TÍTULOS DISNEY CLÁSSICOS
São sete os títulos Disney que construíram a sólida base de tudo o que se publicou de quadrinhos Disney no Brasil: PATO DONALD (jul/1950-circulando), MICKEY (out/1952-circulando), ZÉ CARIOCA (jan/1961-circulando), TIO PATINHAS (dez/1963-circulando), ALMANAQUE DISNEY (dez/1970-jul/2005), DISNEY ESPECIAL (jun/1972-out/1999) e EDIÇÃO EXTRA (ago/1972-dez/1993).

DISNEY ESPECIAL
DISNEY ESPECIAL tinha provavelmente o melhor custo-benefício da Abril, pois relançava a HQ da forma como já havia sido publicada por ela antes (hoje, a editora tem o cuidado — e o custo — de providenciar cores, letras e traduções novas ao republicar material mais antigo). Sobretudo, DISNEY ESPECIAL vendia aos borbotões. 

Tanto que, em 1980, o título ganhou reedição e passou a se revezar mensalmente nas bancas com o original. Curiosamente, a partir de 1999, DISNEY ESPECIAL REEDIÇÃO foi incorporado ao título original e passou a seguir sua numeração. 

Ou seja, os títulos, então bimestrais, fundiram-se e adotaram a sequência numérica do título original, que passou a circular mensalmente. Essa fase inclui algumas das edições mais raras e valiosas da coleção, como o #174 (reedição de AVENTURAS NO FUNDO DO MAR), já denotando a redução da circulação que levaria à interrupção da revista. 

Um NOVO DISNEY ESPECIAL circularia entre 2001 e 2004, por 14 números, mas sem atingir o sucesso do original.

Vale registrar que também existiu a reedição da reedição: DISNEY SUPER ESPECIAL circulou de 1990 a 1993 por 22 números, repetindo os primeiros DISNEY ESPECIAL REEDIÇÃO

Houve também mais de 40 encadernados (alguns em capa dura, sem numeração) juntando encalhes variados dos três títulos.

GIBITECA, BIG, MEGA, TEMÁTICO... OS SUCESSORES 


GIBITECA DISNEY: a revista que jamais foi impressa (imagem exclusiva do Planeta Gibi). Leia mais sobre esta e outras capas inéditas aqui


Mais tarde, a Abril daria uma repaginada completa no título, renomeando-o GIBITECA DISNEY e dividindo suas páginas entre republicações e inéditas. No entanto, no primeiro semestre de 2009, às vésperas do lançamento do #1, FUTEBOL, a editora desistiu da empreitada e decidiu tornar o DISNEY BIG, um especial avulso de republicações criado no final de 2008, um título periódico (hoje bimestral). 

DISNEY BIG (308 páginas) acabou gerando filhotes ainda maiores, DISNEY JUMBO (516 páginas) e MEGA DISNEY (804 páginas), ambos atualmente quadrimestrais.

Após anunciar a criação de um novo título periódico, o WALT DISNEY APRESENTA, a Abril decidiu trilhar um caminho mais livre (em termos de conteúdo, quantidade de páginas e de circulação, sobretudo). Assim surgiu o DISNEY TEMÁTICO. A coleção reuniu, sob volumes independentes, não numerados, desde o resgate de clássicos, como A HISTÓRIA DE PATÓPÓLIS (abr/2012), até compilações exclusivamente de inéditas, como o derradeiro SPACE WARS (que será lançado amanhã). Na conta e numeração atribuída pelo Planeta Gibi, foram 52 edições (leia mais e veja a lista completa aqui). 



DISNEY JUMBO #1: a capa jamais publicada (imagem exclusiva do Planeta Gibi)


INÉDITAS EM DISNEY ESPECIAL
Apesar de majoritariamente republicar HQs, DISNEY ESPECIAL por vezes cedeu suas páginas para produções então inéditas. Confira a seguir todas elas:

#3: CÃES & GATOS (jan/73): Quem Tem Medo de Assombrações?, de Saidenberg.
#3: CÃES & GATOS (jan/73): Ri Melhor Quem Ri Primeiro, de Saidenberg & Lima.
#10: OS MILIONÁRIOS (fev/74): O Segredo da Montanha Assombrada, de Chendi & Bottaro.
#10: OS ESCOTEIROS (abr/74): Baile à Fantasia, de Chendi & Bottaro.
#14: OS ESPORTISTAS (dez/74): A Fantástica Corrida de Barcos, de Barks.
#14: OS ESPORTISTAS (dez/74): O Campeão, de Strobl.
#14: OS ESPORTISTAS (dez/74): O Prêmio do Perdedor, de Strobl.
#14: OS ESPORTISTAS (dez/74): Polo Aquático, de Bradbury.
#14: OS ESPORTISTAS (dez/74): O Bom de Bola, de Bradbury.
#18: OS SOBRINHOS (ago/75): Zé Carioca na Legião Estrangeira, de Canini.
#19: OS INVENTORES (out/75): O Invento de Esquálidus, de Saidenberg & Moacir Soares.
#22: OS NAMORADOS (abr/76): Os Amores-Perfeitos de Joaninha, de Carl Buettner.
#23: OS CAÇADORES (jun/76): Dia de Pescaria, de Murry.
#24: OS ESPIÕES (ago/76): O Diamante Azul, de Saidenberg & Canini.
#25: OS AUTOMOBILISTAS (out/76): Férias Atribuladas, de Fallberg & Bradbury.
#26: NATAL (nov/76): Operação Natal na Floresta, de Fallberg & Bradbury.
#26: NATAL (nov/76): Almoço de Natal, de Bradbury.
#26: NATAL (nov/76): A Árvore do Zé Grandão, de Bradbury.
#26: NATAL (nov/76): O Urso Noel, de Connell & Hubbard.
#26: NATAL (nov/76): Problemas de Natal, de Lockman & Hubbard.
#26: NATAL (nov/76): Inverno Quente, de Hubbard.
#26: NATAL (nov/76): O que É que Há com Seu Peru?, de Barks.
#26: NATAL (nov/76): Presente em Cima da Hora, de Vicar.
#31: OS JORNALISTAS (ago/77): Um Cão em Terra de Gato, de Saidenberg & Herrero.
#31: OS JORNALISTAS (ago/77): Reportagens Furadas, de Saidenberg & Canini.
#31: OS JORNALISTAS (ago/77): O Espião que Veio da Rua, de Andrade & Moacir Soares.
#34: OS POLICIAIS (jan/78): O Espião que Entrou em uma Gelada, de Saidenberg & Miyaura.
#37: OS GIGANTES (jul/78): A Fria dos Gafanhotos Gigantes, de Murry.
#45: AS CRIANÇAS (set/79): A Torcida, de Herrero.
#46: OS FOTÓGRAFOS (nov/79): Azares da Profissão, de Andrade.
#48: OS ARTISTAS (jan/80): Esta É a História da Minha Vida, de Lostaffa.
#60: FÉRIAS (nov/81): Um Turista do Barulho, de Barks.
#62: ALUNOS x PROFESSORES (jan/82): Fome de Aprender, de Joost & Ginés.
#62: ALUNOS x PROFESSORES (jan/82): William, o Professor da Chuva, de Nofziger & JD Studio.
#62: ALUNOS x PROFESSORES (jan/82): Uma Grande Lição de... Judô, de Langhans & JD Studio.
#78: OS ATLETAS (mai/84): Os Campeões de Patinação, de Barks.
#97: TV PATÓPOLIS (dez/86): Era uma Vez uma Televisão, de Dester & Sørensen.
#100: HISTÓRIA E GLÓRIA DA DINASTIA PATO (mai/87): A Quinta Mosqueteira, de Miyaura.


Por E. Rodrigues





57 comentários:

  1. "Lampadinha 60 Anos" - achei zoado puxar essa comemoração para fora do Disney Temático. :(

    (eu preferia tb o padrão de 300 páginas nos moldes das atuais publicações, que pena mudar isso só para deixar o valor em 15 reais).

    ResponderExcluir
  2. Disney temático continuará a ser publicado?

    ResponderExcluir
  3. Podiam interromper o temático, já que o DE vai ter a mesma essência.

    Queria saber era se Big, Jumbo e Mega continuarão, e se sim, se continuarão trazendo republicações (podia continuar só o Big, para trazer apenas inéditas e deixar as republicações para o DE).

    ResponderExcluir
  4. Disney Temático, portanto, foi-se?

    ResponderExcluir
  5. Gostei de ver que o Lampadinha será lembrado!

    ResponderExcluir
  6. Legal...só falta o Almanaque Disney agora! *-*

    ResponderExcluir
  7. Se não forem colocar o Disney Especial no lugar do temático acho super legal, caso contrário é uma tremenda decepção.

    ResponderExcluir
  8. Achei muito interessante a idéia e tem alguns que quero muito mesmo tipo as bruxas, e os cosmonautas, no aguardo ansioso, e espero que continue o disney mega pois gosto muito também, e de preferencia com grandes sagas.

    ResponderExcluir
  9. Jefferson Leite deixou um novo comentário sobre a sua postagem "DISNEY ESPECIAL volta em janeiro":

    Hmmm... E os temáticos com historias inéditas? Afinal, esse Disney Especial será de republicações, o q não o torna tão interessante. E será uma espécie de Disney Especial reedição com as mesmas HQs publicadas em Disney Especial - Os Motoristas, da época ou tera conteúdo diferente? Me digam que estou errado, mas estou para dizer q o temático está ruim de vendas, estão diminuindo o numero de páginas, substituindo inéditas por republicações e mudando o nome, só para não admitir que querem baratea-lo, já que se estiver ruim de vendas, um aumento no preço seria ainda mais inviável. Só sei de uma coisa, q se diminuírem o numero de páginas das mensais para 30 páginas como já fizeram várias vezes, então abandono os quadrinhos Disney novamente. Espero estar errado!


    (Edenilson, o desatento, deletou por engano pensando se tratar de duplicidade. Desculpe-me.)

    ResponderExcluir
  10. Se fosse formato americano, papel branco e capa cartonada seria ótimo, mesmo com um preço maior.

    Desejo boa sorte e muito sucesso ao Disney Especial, com certeza colecionarei todos eles.

    ResponderExcluir
  11. Notícia horrível, mais um sinal da crise. Disney Temático foi bom enquanto durou...

    E concordo com o Thiago: o Lampadinha (e demais personagens aniversariantes) merecem uma edição só deles, não nessa coleção de repetecos.

    ResponderExcluir
  12. Não era isso que queríamos.

    ResponderExcluir
  13. oba mais um titulo disney para colecionar gostei .gostei paulo maffia

    ResponderExcluir
  14. Triste... muito triste.
    Vão acabar com os temáticos e colocar isso no lugar.
    Revistas de republicações já temos um monte!

    Ainda não caiu a ficha para mim.

    ResponderExcluir
  15. Se a Abril tá com a ideia de substituir os temáticos pelo titulo Disney especial na esperança de alavancar as vendas, já começou com o pé errado. Disney Temático teve poucas edições memoráveis e outras totalmente dispensáveis. O problema não é o titulo mas a seleção de histórias, como exemplo, cito o especial CAUBÓIS. Totalmente dispensável e que tive de fazer um tremendo esforço para efetuar a leitura.Outro problema, são as capas genérica, chega de ver o Donald e o Mickey em todas as capas. O maior atrativo pra mim, nos Disney Especial, eram as capas recheada de personagens em situações hilárias, coisa que os temáticos nunca teve.
    Nem sei porque fico aqui dando a minha opinião, a Abril pouco tá se importando com os leitores e nunca da a devida atenção para as nossa opiniões. Como exemplo cito última coleção semanal ESSENCIAL DISNEY, que teve um fim lamentável. Vários foram os alertas dos leitores sobre a proposta errada da coleção (que de essencial não tinha nada).
    Acredito piamente que Disney Especial só teve o seu fim em decorrência da seleção das história nos últimos anos da coleção. Muitas das quais de péssima qualidade e sem nenhum grande atrativo como teve nos primeiros anos. Pra se ter uma ideia (falo por mim), teve edições que reli tantas vezes que cheguei a decorar algumas frases e sabia de cor a ordem das histórias. Eu que tanto amava essa coleção cheguei a desistir da leitura de algumas história nos últimos anos para poder ler depois, já não tinha o mesmo prazer na leitura e voltava a ler as edições mais antigas que eram soberbas.
    Aproveitando o espaço, faço um questionamento aos leitores que amam o mundo Disney e que entendem do que tô falando, cadê os Mestres Disney de outrora com seus enredos atemporais? Onde anda o Don Rosa, Carl Barks, Murry,Floyd Gottfredson entre outros? Que recheavam os primeiros Disney Especial e que motivaram a Abril a fazer varias reedições da coleção que vendia igual água no deserto. Tenho amigos que liam quadrinhos e que já não o fazem e quando pergunto sobre o gibi que marcou e que ainda dá uma saudade no fundo do peito, a resposta é unânime... Disney Especial. Como pode um gibi ter marcado tantas gerações chegar ao seu fim? Se as vendas sempre foram excelentes mesmos nas crises que nosso país enfrentou tantas e tantas vezes. Eu mesmo não comprei os últimos números da coleção, não por falta de dinheiro, mas por falta de qualidade.

    ResponderExcluir
  16. Dois comentários: o primeiro é sobre o número de pgs. O maffia falou, em redes sociais, q "o custo das pgs inéditas é em euro". Ora, se o problema é esse, n tem pq mudar o num de pgs, se agora são republicações com o mesmo preço.

    Ponto 2: se fossem republicações de várias décadas, blz, mas com certeza as famigeradas HQs dos arquivos digitais, já republicadas em bigs, jumbos, megas e almanaques, serão as que comporão o "disney especial"... ou seja, uma porcaria.

    Porra, para q mudar o nome para disney especial, se vão usar seleções ruins (sim, claro q serão) e n vai ter número. Deixem o grande disney especial descansar em paz, já fizeram merda com o "novo disney especial" e agora mais essa...

    ResponderExcluir
  17. Gostaria de saber:

    1 - Distribuição nacional ou a famigerada setorizada?

    2 - Republicação do original ou novas coletâneas?

    Abril, favor mais atenção às capas: menos Donald e Mickey, mais diversidade e originalidade.

    Se fosse capa-dura, seria melhor. Se pudessem oferecer as duas opções de capa, melhor ainda, para satisfazer a todos, como a panini faz com as graphics do Maurício de Souza!

    ResponderExcluir
  18. Só mais uma coisa: um título clássico como este merece um cuidado maior com as edições. Esperamos que seja possível ler sem amassar as páginas, como vem acontecendo com títulos mais robustos!!!

    ResponderExcluir
  19. Jorge T, não adianta nem sonhar... Reclamei tanto da péssima encadernação das lombadas quadradas da Abril, q cansei e parei de comprar tanto temáticos quanto almanaques. E com certeza, não será dessa vez q irão melhorar.

    ResponderExcluir
  20. A essência e o prazer de ler revistas Disney foi muito bem descritas e captadas pelo colega João Vicente da Silva. E de fato, tem tudo pra dar errado. Uma observação, a capa de uma revista é de fundamental importância, falando de DISNEY ESPECIAL, aqueles capas diversos personagens, com gags e cenário eram sensacionais. Essas de hoje, mal cabe um personagem e o cenário é o pior possível (em sua maioria pelo menos). Pra exemplificar, o DE, Tô de cama, tem um (01) personagem na capa, putz. E pensar que víamos diversos personagens o que informava a quantidade de personagens que estão dentro da revista.

    ResponderExcluir
  21. Porque ninguém responde? Disney Temático vai sair de circulação ou não?
    Eu tenho todas as 52 edições de disney temático, mas esta nova coleção com 244 páginas eu tô fora, muito pouca páginas para um valor elevado. E essa nova mania de não colocar número eu não concordo, sorte a nossa termos a Planeta gibi.

    ResponderExcluir
  22. Que besteira não numerarem...

    Podia seguir a sequência do título original e esse "primeiro" ser o número 181 (ou 195).

    Eu colecionaria, mas sem número na lombada acho sem graça.

    ResponderExcluir
  23. Oi, Wellington. Segundo a Abril, a edição final de Disney Temático será Space Wars, como indicamos no texto.

    Abs.

    E. Rodrigues

    ResponderExcluir
  24. Ah, e uma edição especial para o Lampadinha é ridícula.

    Pelo visto os aniversários vão ser comemorados nesse título agora.

    ResponderExcluir
  25. Seria um tiro no pé na Abril? Talvez. Mas a verdade é que os editores não consideram muito nossa opinião / crítica / sugestão. Típico da nossa cultura, não ouvir a opinião pública. O podem está com aquela famigerada visão do empresariado nacional: "Vamos conquistar novos leitores! Os antigos comprarão de qualquer maneira mesmo." Eu quero pensar que esse é o motivo. Seja qual for, é lamentável.

    ResponderExcluir
  26. Disney especial era a publicação de gibis disney que eu mais gostava nos anos 90, durante minha infãncia, tenho inclusive a edição nº 174 reedição de AVENTURAS NO FUNDO DO MAR sitada na matéria, saudosismo total quando li o título da matéria. Sei que é difícil, mais tomara que essa nova fase consiga recuperar o brilho das antigas edições clássicas dessa coleção.

    ResponderExcluir
  27. Desejo muito sucesso ao Disney Especial.
    Só não entendi como vão ficar os almanaques e também Big, Mega e Jumbo.
    Um forte abraço aos batalhadores de HQs.

    ResponderExcluir
  28. É só um nome na capa 'DISNEY ESPECIAL' depois de aberto a revista é praticamente igual a qualquer uma outra, deveriam investir em algo novo em formato americano, papel branco e lombada quadrada, trocaram conteúdo novo por antigo e muitos estão felizes por isso, só por causa de um nome na capa que para muitos não significa nada?!

    ResponderExcluir
  29. Caras,

    Desde que começou o "Disney Temático" vocês cansaram de pedir a volta do Disney Especial. Agora que voltou, choram que "não era desse jeito que a gente queria". Nunca vai ser do jeito que era, no passado saudosita, os Disney Especiais clássicos dos anos 70 e 80. A volta do DE serve para, prioritariamente, conquistar público novo, e não satisfazer só os velhos leitores da Pão-de-Mel (que é legal).
    Não dá pra ficar comparando com capas do tempo que a Abril tinha estúdio próprio com Kato e Igayara.

    Cheqa uma hora que a pessoa sente que "as músicas de hoje não são mais pra mim, os filmes de hoje não são mais pra mim, etc". Talvez as revistas disney de hoje também não sejam mais para você. Então desista e leia sua coleção antiga. Ou procure outra coisa.

    Ao que parece, essa nova série republicaria as edições antigas. Então não é para leitores que gostavam justamente da seleção de inéditas que tínhamos até então. Se bem que aqueles que clamavam por Lobinho, Quincas e etc poderão reencontrá-los depois de tantos anos de abstinência.

    Também pode ser que misture clássicas com inéditas (muito provavelmente) o que eu acho sacanagem desde o Mega e Big. Mas, no caso desas duas revistas, a gente perdoa porque tem umas histórias novas muito longas que não ia ter onde publicar a não ser em edições exclusivas que já foram tentadas e não deram certo.

    Agora, esse papo de formato americano, capa cartonada pra revista de linha é ilusão. As revistas dinamarquesas podem ser publicadas em formato americano, mas o material que abastece a maioria do conteúdo publicado no Brasil é formato topolino, oras. Não vai ter nada formato americano que não seja esporádico. A Abril diminuiu o formato do Capa Dura pra economizar papel e agora vão lançar formato americano? Give me a break...

    ResponderExcluir
  30. " Pra exemplificar, o DE, Tô de cama, tem um (01) personagem na capa, putz. E pensar que víamos diversos personagens o que informava a quantidade de personagens que estão dentro da revista"

    Imaginem um Disney Especial com vários personagens na mesma cama! Que libertinagem! Que depravação!

    ResponderExcluir
  31. Ora, mas qual a necessidade (e viabilidade) de um Disney formato americano? Vale lembrar que alguns anos atrás a Abril lançou revistas nesse formato: O Vapor Willie e um especial de Futebol. Se não houve outras, foi porque as vendas não foram tão expressivas quando se esperava. Ainda mais hoje, com os quadrinhos infantis em visível queda (ex: o cancelamento de muitos títulos secundários da Turma da Mônica, o fim quase total dos quadrinhos de banca da Pixel, o cancelamento de títulos Disney como almanaques e agora o Disney Temático). Assim, cabe agora à Abril fazer o máximo para manter os títulos que ela já vem lançando e não lançar um Disney Americano, digamos, bimestral. Seria loucura, como seria loucura a MSP lançar um "Almanaque do Anjinho" semestral. Ass:Bruno
    PS: e pra quem quiser, a Abril já lança três revsitas em formato maior e papel melhor nas bancas todo ano (sob o nome de GRANDES HISTÓRIAS DE...)

    ResponderExcluir
  32. Caramba, estou sem palavras. Disney Especial era um sonho quando criança. Hoje tenho a coleção completa mas na época só conseguia comprar Pato Donald e Zé Carioca. lembro que o meu primeiro Disney Especial foi o nº 25 - Os Automobilistas, aproveitei a boa vontade de uma tia que mandou eu escolher uma revista na banca e não tive dúvidas, peguei logo aquela cobiçada revista grossa e bem acabada. Que boa notícia, assim como es temáticos farão parte da minha coleção. Parabéns Disney e Abril. Vida longa aos quadrinhos.

    ResponderExcluir
  33. Pelo menos o papel podia ser melhor né. Vai ser Disney especial ou Disney comum?

    ResponderExcluir
  34. No passado ninguém esperava que teríamos os capa duras, falta uma hq em formato "normal" americano ou próximo a isso (minha maior implicância é o papel jornal em quase todas hqs), quem não compra Disney acaba atraído para uma hq mais elaborada, é uma questão de aproveitar toda beleza da arte, uma pegada melhor, etc, não vejo sentido republicar a mesma hq varias vezes no mesmo formato pelo menos deveria ter um papel melhor, pagaria entre R$18 a 20 sorrindo se tivesse papel branco.

    ResponderExcluir
  35. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  36. É óbvio que a edição será em papel jornal (pelo preço, dá para saber isso de antemão), mas isso é o de menos, deveriam fazer uma campanha para numerar a bendita da coleção, isso sim eu acho legal para quem coleciona.

    ResponderExcluir
  37. aliás, disney especial (em todas as quatro versões anteriores) sempre foi em papel jornal e ninguém reclamava.

    ResponderExcluir
  38. Não me importo com o papel jornal, nem que seja numerada.
    Mas gostaria que a Abril resolvesse a péssima encadernação e que voltasse a datar as revistas.

    Podem responder se a revista trará novas coletâneas ou as mesmas histórias?

    ResponderExcluir
  39. Se eles já diminuíram o tamanho dos capa dura e cancelaram os Temáticos pois história nédita demanda grana, qual o sentido de lançar formato americano? Ainda mais pra revista mensal?
    O povo precisa entender que os formatinhos são uma forma barata e acessível para trazer um novo público. Ou seja, os quadrinhos são feitos para as crianças principalmente, que querendo ler o gibizinho descompromissadamente, não vão ligar pra papel, lombada e nada disso. Por isso que eu acho chato quem fica desdenhando do formatinho e do papel jornal.
    Pros colecionadores velhos já tem os capa dura, que parece estão dando retorno.

    ResponderExcluir
  40. Colega Ruptured Duck, me referi a capa. Mas o comentário é deveras hilário. rssss. Concordo contigo que, para nós saudosistas, jamais olharemos a maioria desses trabalhos novos, com aqueles olhos que víamos os quadrinhos antigos. Temos que nos adaptar e como você falou reler as antigas. Entretanto, tivemos excelentes trabalhos, inconcebíveis para aquela época (70 a 90), os capas duras, CLD, Pateta faz história, mestres Disney, Carl Barks. O que mostra mais do que saudosismo.

    ResponderExcluir
  41. Agora se relançarem almanaque Disney gostaria muito

    ResponderExcluir
  42. já esta na hora da abril largar os tacos com os quadrinhos disney,ela já está mostrando sintomas de fadiga com o genero.

    ResponderExcluir
  43. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  44. Eu não acho que a revista será um "sucesso" se apenas republicar as edições antigas na íntegra (ou quase), pois em muitos casos será a quinta, sexta vez que as histórias são republicadas, sinceramente, qual o sentido disso?

    Se são leitores "das antigas" que compram Disney hoje, e que provavelmente já leram todas as histórias que serão republicadas mais de uma vez nisso, qual a probabilidade desse QUINTO "Disney Especial" fazer sucesso??

    Francamente, gostar de quadrinhos Disney é uma coisa, ser idiota é outra. Garimpando em sebos, com alguma dificuldade, é claro, é possível achar edições antigas de DE ainda em bom estado, por 15 ou mesmo 10 reais tranquilamente. Eu mesmo já achei edições por R$ 4 aqui em São Paulo. Então, qual será o custo benefício de se pagar 15 reais por 240 páginas de republicações, em uma coleção que nem terá número na lombada??

    Eu espero sinceramente que esse não seja o prenúncio de mais uma "crise" nas publicações Disney no Brasil- com a editora Abril
    cancelando e vendendo títulos a torto e a direito, é bem capaz de ser a última!

    ResponderExcluir
  45. Quando se republicam histórias continuamente como a Abril tem feito nos últimos anos, é necessário selecionar o que de melhor se fez nas últimas décadas, e publicar com qualidade. Insistir no formatinho e papel jornal para edições "especiais" só atingirá o público jovem que não conhece os originais. Por isso a necessidade de se pensar numa publicação em formato maior, papel branco e capa cartonada, não necessariamente para esses DE, mas, para que o Universo Disney tenha algo realmente "novo" nas bancas. Hoje temos o Disney Halloween e o Grandes Histórias de Férias, porém cada vez mais focados somente no Pato Donald. Precisamos deste formato, ou algo parecido para a diversidade dos personagens de Patópolis. Só quando os capa dura de R$ 50,00 ou R$ 60,00 começarem a saturar o mercado, e encalhar nas bancas com republicações recentes é que a Abril vai perceber e trazer um gibi com metade das páginas e capa cartonada para o público intermediário?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um relançamento do Almanaque Disney nesse formato seria show Paulo.

      Excluir
  46. Eu sei que ainda não há informações sobre quais histórias estarão na edição mas esse título parece simplesmente um Disney Temático repaginado, já que o último não estava mais dando lucros suficientes. Comprarei essa primeira edição e a especial do Lampadinha. As outras, se forem mesmo apenas republicações, eu passo. Afinal, Disney Jumbo custa apenas dois reais a mais e tem o dobro de páginas.
    Já sobre os capas dura, acho que não vão encalhar não, contanto que a Abril evite material muito recente (Pateta Repórter, o especial do Cinema) e lance apenas um seis por ano.

    ResponderExcluir
  47. Gente, a Abril é que nem criança mimada e teimosa.

    No tempo que acompanho este site, vejo sempre as mesmas críticas de verdadeiros fãs sugerindo diversas coisas. 99,9% dessas sugestões são realmente úteis e que agradariam a todos nós.
    Mas e a Abril? Nada! Nem um pio!

    Infelizmente o público alvo deles é infantil, que não costuma dar a mínima para papel jornal, capa dura etc.
    Hoje liguei para falar sobre a minha assinatura das HQs Disney e tentar resolver um problema, e a atendente quase riu da minha cara quando eu a respondi que eu mesmo lia as revistas. Triste.

    ResponderExcluir
  48. Disney Especial tinha um mix de HQs de vários autores, inclusive Barks e muitos trabalhos brasileiros. Eu não vejo a hora de rever essas republicações restauradas. Só acho que poderia ser trimestral. Mensal, acho, fica um pouco pesado e nem dá tempo de saborear uma expectativa gostosa para a próxima. Um mês passa muito rápido. Mas fiquei muito feliz com a iniciativa.

    ResponderExcluir
  49. Na boa primeiro acabaram com a capa em alto relevo da Disney Temático, depois muda o nome com menos páginas menor valor...a grande maioria das Disney Especial,eram com cores desbotadas, e histórias nem tão boas assim....a melhor revista Disney era o almanaque Disney,rsrs...gostava da Disney Temático uma pena acabar...

    ResponderExcluir
  50. Acho uma boa a volta do Disney Especial. Mas acho que deveria ser bimestral, como era a versão original, lançada nos meses ímpares, enquanto Disney Big ganharia mais histórias inéditas e continuaria sendo lançada nos meses pares.

    Pra completar, um favor que peço a quem indexá-lo no Inducks: nada de "Disney Especial (2ª série) Nº 1". Coloca "Disney Especial Nº 181". Afinal de contas, Disney Especial só existe um. ;-)

    ResponderExcluir
  51. Alguém falou aí que esse seria o Quinto Disney Especial, se a intenção era comentar sucessão da Revista, não é bem assim.
    Disney Especial Reedição e Disney Especial foram lançadas em paralelo com o primeiro Disney Especial. Saíram em cima do sucesso da revista.

    Depois de encerrada a publicação é que veio o Novo Disney Especial, por essa logica o Disney que começa em Janeiro é o terceiro e não o quinto.

    Já sobre papel jornal, eu não entendo muito de papel, mas os primeiros eram de bom papel, foi piorando no decorrer das edições. Até a Capa foi piorando...

    ResponderExcluir
  52. Disney especial sempre foi uma mistura de histórias de vários personagens e as capas geralmente tinham esses vários personagens, agora se ficarem com uma capinha só com donald, tio patinhas e mickey ah faz favor né, vamos fazer a coisa certa gentemmmm, uma capa com varios personagens

    ResponderExcluir
  53. Eu tenho o Disney Especial Os Motoristas, mas é a primeira edição (n. 50, de 1980). A seguir, alguns detalhes de como ela é:

    A capa veio com os personagens Tio Patinhas, Peninha, Gastão, Margarida, Donald e Sobrinhos, Irmãos Metralha, Prof. Pardal e Lampandinha, Superpateta e Clarabela.

    A chamada na capa é a seguinte: "As melhores histórias com os motoristas Prof. Pardal, Donald, Margarida, Lobão, Os Três Porquinhos, Escoteiros-Mirins, Gastão, Mickey, Pateta e outros..."

    Tem 26 histórias e 225 páginas.

    Algumas Histórias que vieram:

    - Nada se perde, tudo se transporta (primeira história);
    - Mulheres Motoristas;
    - Os Maximonstros;
    - A Indústria de Chapeus Voadores;
    - Operação Arca de Noé (a que eu mais gostei, com Mickey e Minie);

    Será que alguma dessas estará no retorno de DE?

    E a Contracapa tem um desenho bem humorado com o Donald e a Margarida envolvendo um carro e um varal.

    ResponderExcluir
  54. Se for uma reedição do original não tem graça, tomara que seja um novo mix de histórias com esse tema.

    ResponderExcluir
  55. Olá !! Dias atrás li o Pato Donald 1028 de 23-07-1971 e dias depois comprei os Motoristas e me deparo com a mesma históra do Pateta " Se o meu Alfafa Romeu falasse" Bacana!!

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.