' '

21 de nov de 2015

Superpata e Superpato inéditos em MEGA DISNEY: prévias de tudo

Tome fôlego e confira a seguir prévias de todas as histórias do MEGA DISNEY #10, nas bancas no próximo dia 15. 

Destaque para as inéditas que abrem e fecham a edição, com Superpata (uniformizada a la Dolly Páprika) e Superpato — ambas dinamarquesas, mas desenhadas pelo mestre italiano Cavazzano.  

A edição tem 800 páginas, custa R$ 20,00 e a distribuição é setorizada (primeiro Sul e Sudeste).


MEGA DISNEY #10
Revista quadrimestral, formato 13,4 x 19 cm, 800+4 páginas cor, lombada quadrada, capa cartão, R$ 20,00, Distribuição setorizada, lançamento em 15/dez (Sul e Sudeste).
Capa original: Andrea Freccero (Dinamarca, 2015).
MEGA DISNEY: lançado pela Editora Abril em mai/2012. Seria uma edição única, comemorativa do prêmio recebido pela Abril na Europa de "a melhor editora de quadrinhos Disney do mundo". Mas, assim ocorreu com DISNEY BIG e DISNEY JUMBO, acabou agradando e ganhando periodicidade quadrimestral e também algumas longas sagas inéditas. Com 804 páginas, seu subtítulo, A MAIOR REVISTA DISNEY DO MUNDO, permanece atual.





















































































Por E. Rodrigues 





24 comentários:

  1. LINDONA a capa e ótimas HQs!!! *-*

    ResponderExcluir
  2. Adorei esta edição, dia 15 estará na minha estante!!!!

    ResponderExcluir
  3. Muitas histórias repetidas para quem tem clássicos da literatura disney... Talvez seja a hora de eu parar de colecionar essa Mega...

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito da seleção de hqs, muitos clássicos.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Uma revista com 800 páginas e quase que somente Pato Donald e Mickey!!!
    Por que não colocar mais histórias com os secundários: Tico e Teco, Banzé, Quincas, Madame Min, Vovó Danalda, e outros?
    Sinto muita falta de histórias dessa turma nos gibis de hoje!!!

    ResponderExcluir
  7. Uau, capa linda e ótimas histórias. Gosto quando a capa traz chamada para o conteúdo, e nesse caso a cena Superpato e Superpata ficou muito bom. Mega Disney é uma delícia de gibi.

    ResponderExcluir
  8. Pois eu acho ótimo republica os clássicos da literatura, pois não tenho nenhum, 800 pgs servem pra isso mesmo, na torcida para que republiquem O Inferno de Mickey.

    ResponderExcluir
  9. Boa e diversificada seleção, única ressalva que tenho é contra os roteiros da Carol e Pat McGreal, não consigo gostar, no máximo, são medianos.

    Gostaria de sugerir, para o futuro, a republicação de O Pêndulo de Ekou e da paródia de "E o vento levou..."

    ResponderExcluir
  10. Também sinto falta de outros personagens,como o Lobão,Lobinho,Clara de Ovos,Professor Ludovico e tantos outros. Acho que há lugar para todos.

    ResponderExcluir
  11. Também sinto falta de outros personagens,como o Lobão,Lobinho,Clara de Ovos,Professor Ludovico e tantos outros. Acho que há lugar para todos.

    ResponderExcluir
  12. O ruim é quando vem esses personagens vai ver quase sempre é do arquivo digital, como do Novo Disney Especial que já era cheio de histórias republicadas uma porção de vezes.

    ResponderExcluir
  13. Concordo com o Fabiano Cruz, com o Jorge T e tantos outros q estão reclamando há tempos, e a Abril continua ignorando! Com 800 pgs. e não diversificam os personagens, e para piorar, para quem colecionou CLD (2010-2011), metade ou mais da revista é repetida! Na Big também já estão começando a republicar hqs q saíram há cinco anos! Em tempos de crise, a Abril Disney que não se cuide não...

    ResponderExcluir
  14. É verdade tantas histórias lindas que não são republicadas a décadas e a Abril insiste em republicar histórias que não fazem nem 10 anos que foram publicadas, isso vai desanimando.

    ResponderExcluir
  15. Acho o Jumbo e o Mega um exagero. Com o material que sai nessas duas, daria pra tornar o Big mensal.

    ResponderExcluir
  16. Seria maravilhoso ver essa hq em off-set.

    ResponderExcluir
  17. A Abril vem piorando a qualidade das entregas dela em vários aspectos. Muitas histórias repetidas, problemas nas entregas das assinaturas, capas dura com temas entediantes (afinal, cinema capa dura é apenas uma cópia do temático com mesmo nome), além de defeitos de impressão em TODAS as edições de "História e Glória da Dinastia Pato".

    E tudo isso sem dar nenhuma resposta para nós, colecionadores.

    O que fazer?

    ResponderExcluir
  18. Talvez você fique contrariado em saber que DISNEY CINEMA é o volume mais vendido no Planeta Gibi Comic Shop dentre os quatro lançados nesta leva de DISNEY CAPA DURA. Portanto, sua opinião é interessante e válida, mas não é compartilhada por todos.

    Abs.

    E. Rodrigues

    ResponderExcluir
  19. Sempre fico feliz por saber que mais pessoas partilham o mesmo prazer que ler Disney que eu tenho. Por este motivo não desejo que as vendas sejam um fracasso nem que tudo dê errado para provar que eu estou certo.

    Mas, por não desejar isso, gostaria que a Abril tivesse a maturidade de levar em conta o que eu venho mencionando tantas vezes aqui (opinião compartilhada por vários colecionadores, como é possível ver nos comentários deste site) para melhorar as entregas deles:

    1- Ouvir mais e prestar mais atenção ao que os colecionadores "hard core" querem e esperam das publicações;
    2- Cinema é um tema repetido, podiam esperar mais antes de repetir temas entre as revistas temáticas e os capa dura;
    3- Existem muitas histórias repetidas entre a revista temática e o capa dura, de novo, ruim para os colecionadores;
    4- Poucas histórias inéditas no capa dura. De novo, colecionadores estão pagando de novo por algo repetido;
    5- A mudança de tamanho fica feia na estante e descaracteriza os capas dura como coleção (coleções tem sempre o mesmo tamanho);

    Como disse antes, ninguém é perfeito e todos tem pontos a melhorar. Inclusive a editora Abril.

    Se eles vendem bem, ótimo para eles. Se eles escutassem mais os fãs assíduos poderiam vender mais. Ou, minimamente, fazer com que as pessoas se apaixonassem e gostassem não só da Disney, mas também da Editora que publica as histórias no Brasil.

    Fazendo um apanhado de vários outros comentários aqui neste site, muitas pessoas reclamam de falta de histórias inéditas aqui no Brasil, problemas nas entregas das assinaturas e problemas de qualidade em edições variadas.

    E a Abril nunca veio aqui, dar atenção aos colecionadores. Sempre demonstrou indiferença ao que falamos. E os problemas continuam.

    Isso só vai se tornando em uma bola de neve e gerando mais descontentamento ao longo do tempo.

    ResponderExcluir
  20. Sobre o fato do "Cinema" se o Capa dura Disney mais vendido aqui... estatisticamente isso não é muito relevante se não soubermos:

    1- Percentualmente, quanto ele vende mais que os outros? Uma diferença pequena não denota um sucesso absoluto;
    2- Percentualmente, quanto as vendas do Planeta Gibi representam em todo o universo de vendas da Abril? Mesmo que a diferença percentual aqui no site seja grande, isso não quer dizer que a diferença se repita em todos os canais de venda da Abril (como bancas de jornal, Saraiva, Livraria Cultura, outros sites de venda e etc);
    3- Em números absolutos, qual o Capa Dura mais vendido? Mesmo isso pode distorcer a percepção real se houver muita diferença em termos de tiragem, distribuição e preço (visto que alguns Capa dura Disney são R$ 10,00 mais caros que outros);

    ResponderExcluir
  21. Eu não sei se é estatisticamente relevante DISNEY CINEMA vender mais no Planeta Gibi do que os outros 3 títulos. Apenas informei para que você não tenha a impressão de que seja um fracasso. (E, com isso, não quero dizer que você deseje o fracasso do título, mas apenas que outros colecionadores pensam diferente.)

    Se o Planeta Gibi vende mais Disney Capa Dura do que outros canais? Não sei. Mas vende-se MUITO. E foi o canal que a própria Abril escolheu para a pré-venda e venda em lançamento oficial de PD80, Saga e EVA no início do ano. Desta vez, tal operação não seria possível por questões logísticas nossas. Mas o PGCS (pelo que percebi) foi o único canal a pré-vender Dinastia e ZC.

    O que nos importa é que nossa clientela é composta majoritariamente por colecionadores zelosos por receber volumes impecavelmente embalados e no menor tempo possível. E essa satisfação é encontrada. Não é questão de modéstia ou falta dela, mas sim de trabalho duro para assegurar que assim seja. Somos igualmente colecionadores. E tratamos nossos clientes precisamente da forma como desejamos ser tratados: com transparência, cuidado e atenção.

    Abs.

    E. Rodrigues

    ResponderExcluir
  22. Pois é, ser mais pode ser relativo.
    É a mais barata e teria sido lançada primeiro, mesmo que não seja no Planeta Gibi, mas a divulgação e lançamento geral foi feita primeiro. Até porque pode ter alguns que tentam primeiro em banca, mas com é uma zona a distribuição em alguns lugares, podem acabar só depois indo atrás de outros meios de compra.
    O Natal está na faixa do 59,9,0 e também ainda está um pouco longe, pode começar a vender quando estiver mais perto. E o Zé estamos falando mais dele agora acredito que será agora que comerá a procura maior por ele...
    Já vai ser esperando a Dinastia Pato por estar na faixa do 59,90, lançada por último ser a menos vendida, fora essa fama de estar com problemas de impressão... Eu mesmo queria muito comprar, agora estou bem indeciso.

    Mas acredito que só depois de um bom tempo é que vai dar para comparar quem vendeu mais.

    ResponderExcluir
  23. Eu não acho errado começar a republicar parte do material da coleção Clássicos da Literatura, mas eu achei preocupante a quantidade de espaço que ela ocupa nesta edição especificamente. :(

    ResponderExcluir
  24. Seleção muito boa, com certeza uma ótima edição e que não deixarei de comprar.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos.
• Incluam ofensas e palavrões;

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.