' '

20 de out de 2015

Tex exposto em originais e raridades: Milão 2014 (2)

Continuando nossa série sobre a exposição de Tex em Milão, avançamos pela década de 1950 na história de publicações do ranger e, também, tentamos ilustrar a diversidade de itens em exibição. 

A primeira imagem dá uma panorâmica em parte do recinto do Museo del Fumetto e revela o quão humilde é esta série de postagens, dada a imensa quantidade de obras apresentada no evento.  

FASE 2: ALBI D'ORO (E MISCELÂNEAS)


(Clique nas fotos para ampliá-las)

Por esta foto do salão de exposição — que mostra apenas uma parte do recinto — pode-se constatar a quantidade de artes originais ali exibida. 

Além das 200 artes de capas citadas no cartaz do evento, também havia um sem número de pinturas de Galep, páginas de quadrinhos e rascunhos, tudo original. E muitos exemplares de revistas diversas, inclusive de outros países, e memorabilia. 

Também nota-se (e admira-se) a idade variada do público, além da presença de muitas mulheres. E fica a pergunta: por que todo mundo estava de preto?!


TEX — ALBO D'ORO #1 (jun/1952), em formato quase americano: começa aqui a reimpressão em ordem cronológica das aventuras do ranger


TEX — ALBO D'ORO teve 205 números divididos entre 8 séries. Circulou entre jun/1952 e nov/1960


Artes originais para edições em francês e espanhol


Raríssimo original colorido a lápis: para a capa de TEX — ALBO D'ORO #34 (1ª série, out/1953)


Exemplar de SERIE GIGANTE #6 (sem data): encadernado de encalhe de TEX — ALBO D'ORO. Circulou mais ou menos entre 1954 e 1961 em 29 números. A coleção completa é raríssima e custa uma fortuna (fala-se em algo em torno de 30 mil euros)

Ressalte-se aqui o nome desta coleção: em 1958 começou a circular uma tal de 2ª SERIE GIGANTE. Que depois foi renomeada, nada mais, nada menos, TEX, o carro-chefe da Bonelli (e com continuidade de numeração)


Um dos storyboards originais de Gian Luigi Bonelli exibidos no evento


Como o evento pretendia, sobretudo, exibir as artes originais de Tex, nada mais correto do que dar amplo destaque a Galep, criador da figura do ranger


Autorretrato de 1972


Autorretrato de 1981


Estudo de personagens, 1976


Mais Galep: arte sem data


Galep desenhou alguns chamados "encontros impossíveis" de Tex. Aqui, novamente, as artes originais. Repare que Tex se defronta com o imponente Coliseu de Roma, mas nos dias de hoje: o anfiteatro está em ruínas e há um automóvel transitando na avenida que o circunda


Na embasbacante Fontana de Trevi (também em Roma): "Em geral não dou entrevistas!"


Este foi publicado na revista Prestige (1986)


Kit Carson: o personagem e o real


Il buono, il brutto, il cattivo: Lilyth, o grande amor de Tex. Filha de Flecha Vermelha, intercede pelo ranger capturado e casam-se após um pacto de sangue. Da união nasce Kit Willer. Lilyth morre tragicamente durante um surto de varíola


Os pards


Tex e o Senhor do Abismo (1985): incursão cinematográfica estrelada por Giuliano Gemma (1938-2013), um dos maiores astros italianos, dirigida por Duccio Tessari (1926-1994). A dupla já havia trabalho junta em outros filmes, como Uma Pistola para Ringo (1965), clássico dos western spaghetti


Muitos colecionáveis...


...Sob luz não muito favorável para fotos



Dentre as edições de TEX publicadas em outros países, não há como não ser chato ao observar: os títulos brasileiros não poderiam estar muito melhor representados?

FASE 1: ÁLBUNS DE TIRAS
Leia aqui

CONTEÚDO:
• Histórico simplificado da publicação de TEX na Itália.
• Fotos de exemplares originais de COLLANA DEL TEX, primeiro título do personagem.
• Fotos de artes originais do título.
• Fotos de exemplares originais de outros títulos produzidos pelos criadores de Tex.
• Curiosidades ligeiras a respeito das publicações de tiras nos anos 1940, incluindo Carl Barks em GLI ALBI TASCABILI DI TOPOLINO, e sobre a estreia de Tex no Brasil, no mesmo título da RGE que também traria algumas HQs disneyanas.

FASE 2: ALBI D'ORO (E MISCELÂNEAS)
Leia aqui

CONTEÚDO:
• Fotos de artes e exemplares originais de ALBI D'ORO e seu encadernado, o SERIE GIGANTE.
• Fotos de artes originais de Galep e storyboard de Bonelli.
• Colecionáveis, publicações de outros países e o filme.

FASE 3: TEX MENSAL

Leia aqui

CONTEÚDO:

• Fotos de artes e exemplares originais e históricos de TEX.
• A arte usada no TEX #1 brasileiro.
• Capas não utilizadas.
• A ilustração do álbum de figurinhas lançado pela Vecchi.
• O adeus de Galep.

APÊNDICE: MATERIAL GRÁFICO
Leia aqui

CONTEÚDO:
• Cartão do evento reproduzindo o cartaz oficial.
• Catálogo produzido em tiragem limitada (36 páginas originalmente em formato Bonelli, com reproduções de artes da exposição e textos explicativos — em italiano, claro).
• Coleção de postais oficial e comemorativo da exposição.
• Foto do box de reproduções integrais das edições históricas #1 da Bonelli Comics (em capa dura e formato micro).
• Miscelâneas.


Por E. Rodrigues & Rivaldo Ribeiro

Fotos: E. Rodrigues & Rivaldo Ribeiro/Planeta Gibi



Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos.
• Incluam ofensas e palavrões;

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.