' '

26 de jun de 2015

65 Anos Bem Contados: 1991-2000 (Parte 3 de 3)

ALMANAQUE DISNEY comemoraria 45 anos agora em dezembro. Leia o final deste capítulo e ajude-nos: escreva vários e-mails para o editor Paulo Maffia e para o diretor de redação Ségio Figueiredo... 

Se os anos 1990 vão acabando de forma melancólica para os gibis, é inevitável constatar: todos sobrevivemos. E a publicação de quadrinhos no Brasil não vive, mesmo, de recorrentes altos e baixos?



A estreia do site da Abril Jovem foi assim anunciada em ZÉ CARIOCA #2096 (fev/1998). A iniciativa foi minguando, definhando, até que por volta de 2013 a editora fez de sua página no Facebook o principal meio de divulgação de seus lançamentos



A PEQUENA SEREIA durou apenas 3 edições. Sua estreia teve essa propaganda, em ZC #2096 (fev/1998). Além de quadrinhos produzidos pela Marvel e pela própria Disney USA, a revista também trazia passatempos



A SÉRIE OURO DISNEY ganhou republicação pouco mais de dez anos após sua controversa estreia — não deixe de ler nossa ampla e saborosa entrevista com o editor Júlio de Andrade, aqui. (Visto em PATO DONALD #2135, abr/1998)


PD #2137 (mai/1998) anunciou a novidade: SUPERPATO NOVAS AVENTURAS chegava em formato americano e papel de qualidade, reproduzindo as histórias publicadas na italiana PAPERINIK NEW ADVENTURES. Diferentemente da original, que durou meia centena de números, a revista não foi bem aceita por aqui: seis meses depois, o título seria cancelado. Recentemente, a série ganhou um volume de DISNEY TEMÁTICO, além de páginas em DISNEY BIG e DISNEY JUMBO, e voltou a ser produzida na Itália (saga publicada aqui em MEGA DISNEY)


As duas coleções (acima e abaixo) foram lançadas quase que simultaneamente, e assim mostradas no mesmo ZC #2113 (out/1998)




Depois deste #20 de NATAL DE OURO, propagandeado em nov/1998 (ZC #2115), os leitores tiveram que esperar doze anos até que uma nova edição da tradicional revista fosse lançada — e com numeração reiniciada


TIO PATINHAS ESPECIAL despediu-se das bancas nessa época. E como esse título anual faz falta! (visto em ZC #2119, jan/1999)


SUPERALMANAQUE foi um título criado com finalidade bem específica, como nos explicou o editor Júlio de Andrade aqui. Calhau em ZC #2125 (abr/1999)


A maioria dos colecionadores não gostou nada, nada dos gibis da fase "1 real" (anunciada em ZC #2130, jun/1999). Ficava a impressão de que, depois daquilo, o próximo movimento seria o cancelamento, puro e simples


E... adeus, ALMANAQUE DISNEY! A "última" edição do tradicionalíssimo gibi iria para as bancas em jun/1999 (como visto no mesmo ZC que anunciara o início da famigerada fase "1 real"). Mas os leitores e colecionadores não aceitaram caladinhos, não...


Para constar: o anúncio de MICKEY #600, em ZC #2135 (ago/1999)


Outra despedida: DISNEY ESPECIAL, já com seu filho DISNEY ESPECIAL REEDIÇÃO incorporado, seria cancelado aqui, na 180ª edição (calhau em ZC #2139, out/1999). A ideia dessa revista reencarnaria dois anos depois em NOVO DISNEY ESPECIAL, cujas quatorze edições sairiam até o início de 2004. Nova tentativa viria, mas...

Em fev/2009, a Abril cancelaria o previamente anunciado GIBITECA DISNEY antes mesmo que sua primeira edição chegasse às bancas (veja aqui, com exclusividade, como seria a sua capa, jamais impressa, e cuja ilustração foi depois reaproveitada em PD #2378). 

A revista teria estrutura semelhante à de um DISNEY BIG, porém suas mais de 300 páginas seriam divididas entre HQs inéditas e republicações. E foi DISNEY BIG, justamente, que decretou a natureza natimorta de GIBITECA: a Abril tinha acabado de lançá-lo como um one-shot. O sucesso acima do esperado, no entanto, deu-lhe periodicidade regular (abordaremos isso adiante).

Já a ideia de DISNEY ESPECIAL, misturada com a de GIBITECA, sobreviveria na coleção DISNEY TEMÁTICO, de que também falaremos mais adiante


Em jan/2000, os leitores de ZC #2146 deram de cara com o texto acima. E os colecionadores tiveram certeza: por pior que estivesse a situação dos quadrinhos Disney, a Abril não iria, assim, simplesmente cancelá-los. Um alívio...


A propaganda acima é provavelmente a última dos gibis Marvel e DC a ser publicada num ZC ou PD (no caso, PD #2195, ago/2000). A fase "Super-Heróis Premium" pode até ter sido bem sucedida, mas desentendimentos entre Abril/Dinap e Panini (detentora dos direitos de publicação da Marvel) acerca da distribuição da mina de ouro de figurinhas e cards levou ao rompimento entre as partes.

A partir de jan/2002, a Panini passou a publicar Marvel por conta própria (ou melhor, com os serviços da Mythos), enquanto que a Abril seguiu com a DC até meados daquele ano, quando anunciou o cancelamento de todos os títulos — e aproveitou para alfinetar a concorrência, informando que o material era muito bom, mas destinava-se mais a editoras pequenas (considerando as baixas tiragens). 

Por ocasião dos NOVOS 52, quase que a DC Comics volta para a Abril. Com contrato com a Warner, dona da DC, para a publicação de revistas de atividades infantis e álbuns de figurinhas, a editora paulista acabou lançando, até 2015, várias edições em formatinho de quadrinhos da linha DC Animated (confira-as aqui)


Repare no anúncio acima, que saiu em PD #2196 (ago/2000). Não fica a impressão de que um novo fac-símile do PATO #1 estaria incluído na comemoração? Pois muitos leitores acharam isso e brigaram com seus jornaleiros, exigindo o suplemento supostamente "surrupiado"!


Um largo passo em direção ao fim da produção de quadrinhos Disney brasileiros. A página acima fechou a edição #2161 de ZÉ CARIOCA, em ago/00. A partir daí, as edições pares entre o #2162 e 2178 e, depois, as ímpares entre o #2179 e 2185 (jul/2001) só trouxeram republicações, com a faixa "seleção das melhores histórias" nas capas. ZC #2194 (dez/2001) foi a última edição da revista a trazer HQs brasileiras inéditas produzidas pela redação da Abril — bem antes disso, porém, o título só vinha trazendo, praticamente, reedições. A produção nacional seria retomada por ocasião dos 70 anos do papagaio, em 2012


Um breve alento, para não encerrar os malditos anos 1990 no fundo do poço: o leitor pediu (exigiu, implorou, se humilhou...) e ALMANAQUE DISNEY voltou, depois de quase um ano e meio sem circular. O anúncio foi feito em ZC #2164 (out/2000). Neste mês de dez/2015, a clássica revista completaria 45 anos. O Planeta Gibi bem que tentou (exigiu, implorou, se humilhou...) que a Abril lançasse ao menos um volume comemorativo, aproveitando para tanto uma edição da coleção DISNEY TEMÁTICO. Nada indica que tenhamos sido bem sucedidos nessa empreitada, contudo.

Uma busca no Guia dos Quadrinhos mostra que a década de 1990 terminou com a Abril pondo nas bancas apenas uma dúzia de títulos regulares: PATO DONALD, ZÉ CARIOCA, MICKEY, TIO PATINHAS e ALMANAQUE DISNEY; SPAWN e A ESPADA SELVAGEM DE CONAN; HOMEM-ARANHA, X-MEN GRANDES HERÓIS MARVEL; BATMAN e SUPERMAN


Por E. Rodrigues & Rivaldo Ribeiro
Publicado originalmente em 22/fev/2011




16 comentários:

  1. Adoro estas propagandas...

    Eu não entendi o vocês quiseram dizer com "as edições pares entre o #2162 e 2178 e, depois" no fechamento da edição de Zé Carioca.

    ResponderExcluir
  2. É... essa parte do texto não ficou mesmo satisfatória... Quisemos dizer que o gibi do Zé parou de trazer histórias brasileiras inéditas em todas suas edições pares, do #2162 e 2178. Depois disso, as edições ímpares é que passaram trazer as republicações (entre o #2179 e o 2185).

    No entanto, mesmo as edições com inéditas foram trazendo cada vez mais republicações, ali mescladas.

    (Ficou menos pior?)

    ResponderExcluir
  3. Mais um excelente post,parabéns,Planeta gibi blog...poxá vendo essas propagandas dão uma saudade dos gibis que hoje já não temos mais em banca que é o caso o Almanaque Disney,SUPERPATO NOVAS AVENTURAS ou o
    TIO PATINHAS ESPECIAL(buááá!xD)E se fosse hoje?[2]Sucesso absoluto,claro!!..sobre o Gibiteca Disney com 300 páginas só de inéditas seria uma verdadeira maravilha!!:D Abçs;)

    ResponderExcluir
  4. Off,Ops...só vendo isso hoje no blog do planeta...'seguidores',enfim colocaste aqui também,héin?,já não é de hj que falastes para colocar por aqui,já seguindo e tb tá faltando os números de acessos isso é muito bom para termos a noção de tempo no blog,coloquem tb...hehe,outro abraço!;)

    ResponderExcluir
  5. Xandro, Gibiteca teria inéditas e republicações, meio a meio (pelo menos o #1)

    ResponderExcluir
  6. Os anos 90 realmente foram ruins.. foi uma época em que eu pouco comprava tb.. quase parei de colecionar... Até hoje lamento o fim do Almanaque Disney e do Disney Especial... Tinha muita esperança em Aventuras Disney (também falecida) e no nati-morta Gibiteca Disney... Mas os ventos parecem estar mudando.. quem sabe não temos surpresas boas por vir... a esperança não morre nunca...

    ResponderExcluir
  7. Claudio.

    Eu tenho uma lembrança muito nítida dos anos 90, pois eu comprava tudo da Disney. Como sempre, nunca parei.

    A internet não existia e eu mandava enxurrada de cartas para a redação querendo saber de tudo.
    Então veio o YahooGrups de Paulo Ricardo, onde trocávamos ideia, foi alí que tudo começou.

    Eu sempre achei um falta de respeito essa coisa de cancelar uma revista e não avisar ao leitor.

    Um fato inédito aconteceu na primeira fase das revistinhas de R$1,00.
    Um comunicado dizendo, "Este é o último número de Pateta/Peninha...'

    Mas ficou por aí, depois voltaram todas e novamente todas foram canceladas, sem nenhum aviso.

    Grande abraço
    Rivaldo

    ResponderExcluir
  8. Puxa fiquei emocionado de ver este poste em particular, ja que comecei a colecioanar revistar em quadrinhos nos anos 90 mais precizamente em 1995(quanto tinha 9 anos, hoje tenho 25) e tenho todas até hoje, e continuo colecionando não só disney como tambám adoro os mangas, fica a saldade principalmente de Disney especial, minha revista favorita na época.

    ResponderExcluir
  9. Essa mania de cancelar sem avisar nada era cronica da Disney. Até acontecia em outras licenças, mas em vários casos aparecia o famigerado "último número"... Da linha Disney, acho que essas que tu comentou devem ter sido as únicas com essa indicação, e meio falsa, ainda por cima, já que voltaram depois, sumindo em seguida sem aviso, pra varia...

    ResponderExcluir
  10. Claudio,
    Há uma explicação para a falta de aviso. E bem simples. Mas...

    Aguarde: no próximo dia 29, aniversário de anos do Planeta Gibi Blog, estará no ar uma superentrevista com Júlio de Andrade, explicando esse e muitos outros pontos.

    (Era para ter entrado no ar hoje, mas decidimos ilustrar bastante o material e torná-lo nosso post comemorativo de aniversário.)

    Abração.

    E.Rodrigues

    ResponderExcluir
  11. Pessoal, só para acrescentar, o Almanaque Disney também trouxe a informação de último número, mas já divulgando Aventuras Disney.

    PS: Caramba, esse finzinho dos 90 foi terrível!

    ResponderExcluir
  12. Meu pai era jornaleiro e sempre que chegava novembro, pedia pra ele me dar de presente o TPE e NO.

    ResponderExcluir
  13. A Abril poderia trazer de volta o Almanaque Disney, com 300 páginas e bimestral, como a Big, só que focando nos personagens secundários!

    ResponderExcluir
  14. O legal de almanaque Disney era o mix com a turma de Patopolis e personagens de outros universos... Hoje a Abril não se interessa mais em publicar outros personagens q não sejam os do núcleo Patopolis e vila xurupita... E com isso, o almanaque Disney já não seria mais o mesmo...

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.