' '

29 de mai de 2015

TIO PATINHAS #600 e 601: capas, prévias, Guia...

Sobre a impressionante marca de 600 edições que TIO PATINHAS atinge em junho tratamos à parte num humilde post que, ainda bem, parece ter agradado nossos generosos leitores. Veja (ou reveja) aqui.

Então vamos falar de outra coisa: o Guia de Patópolis, esses artigos formidáveis com 8 páginas cada oriundos da Disney Itália que sairão por 9 edições, até TP #604. Não seria o caso de, um dia, se A História de Patópolis ganhasse sua edição em capa dura, essas 72 páginas serem todas publicadas juntas, para a posteridade? Bem, não recomendamos arriscar a espera. Então, quem não está comprando e guardando cuidadosamente essas edições de TIO PATINHAS com os capítulos do Guia, pode logo se arrepender. Veja abaixo pequenas amostras do rico e criativo material.




TIO PATINHAS #600
Editora Abril, 5/jun/2015
Publicação mensal, formato 13,4 x 19 cm, 80+4 páginas cor, lombada canoa, capa couché, R$ 5,90, distribuição nacional.







TIO PATINHAS #601
Editora Abril, 6/jul/2015
Publicação mensal, formato 13,4 x 19 cm, 80+4 páginas cor, lombada canoa, capa couché, R$ 5,90, distribuição nacional. 





TIO PATINHAS: Revista lançada pela Editora Abril em dez/1963 com o título ALMANAQUE TIO PATINHAS. Esse prenome seria abandonado em out/1970, na edição #64 — não por acaso, em seguida a Editora Abril lançaria o ALMANAQUE DISNEY, que viria a herdar seções clássicas da revista do velho muquirana, como Maravilhas da Natureza e Zoo Disney. Inicialmente com periodicidade irregular, somente em mai/1966, na edição 10, TIO PATINHAS se tornou mensal. Outra curiosidade é um fato ainda desconhecido por muitos: a edição #9 foi publicada com duas capas diferentes — uma delas foi recolhida e hoje é mais rara do que a própria #1.


Por E. Rodrigues





8 comentários:

  1. Não tem qualquer justificativa: descaso total e absurdo a edição 600 de Tio Patinhas ser só mais uma edição normal da revista.

    ResponderExcluir
  2. Tem justificativa: crise. Mesma razão porque os temáticos passaram a sair com acabamento bem inferior, sem verniz, relevo e cores especiais nas capas (apesar do preço ser mantido). E mesmo motivo porque não há previsão de novos especiais de capa dura...
    Esperemos que as coisas melhorem aqui na bananalândia. Por hora acho que é o que puderam fazer.

    ResponderExcluir
  3. Realmente, tens razão, Luciano! Vc vai na banca hoje, quase não se vê inúmeros lançamentos de material recente e clássicos seja em capa dura ou capa cartonada, mangás pra todos os gostos, etc. Realmente! A CRISE aqui da bananalândia tá pesada, mas o problema é que só a genial Abril parece ter percebido. Alguém precisa avisar a Panini, Salvat, HQM, JBC etc que NÃO PODEMOS ter edições com bom acabamento, verniz e papel de alta qualidade a bons preços (mais barato que lá fora)!!! Eles são todos loucos!! Vai ver faltou assinar a revista Veja nas sedes dessas editoras! Pobres tolas!! =\

    ResponderExcluir
  4. Não há previsão para novos DISNEY CAPA DURA?! Hm... sei... olha, recomendo já ir guardando seu dinheirinho...

    A justificativa do editor para uma edição comum de TP é que foram privilegiadas as comemorações dos 50 anos da revista (com 2 temáticos de 308 páginas cada e duas edições regulares com uma saga especial).

    Quanto às vendas das outras editoras, é bom sempre nos lembrarmos que a distribuição e a recolha é feita por uma empresa do Grupo Abril (que sabe perfeitamente quanto elas vendem, portanto). Nenhum profissional trabalha para arriscar seu próprio emprego, não sejamos ingênuos.

    A mesma empresa que distribui Veja distribui Carta Capital, enfim.

    Abs.

    E. Rodrigues

    ResponderExcluir
  5. Eu já sabia dessa "justificativa" que o Edenilson rememorou aqui, e acho bastante... risível. Uma coisa não tem nada a ver com a outra.

    Não era preciso fazer uma edição MEGALUXUOSA, bastava apenas um artiguinho, alguma história especial, algum extra. Não teve nada.

    Imperdoável.

    ResponderExcluir
  6. Também estou decepcionado. Esperava uma coisa mais especial, capa metálica, mais páginas por exemplo. Acho que não tem nada haver com a crise não, falta de planejamento mesmo. Encadernados capa dura eu acho que vai sair brevemente, se não tão logo mas vai valer a pena esperar, pois acho que se trata das Obras Completas de Carl Barks.

    ResponderExcluir
  7. Fazendo um "mea culpa" pelo menos parcial: comprei hoje o gibi e ele tem uma página falando desse especialíssimo marco!

    ResponderExcluir
  8. Não me surpreende os tempos são outros... O editor atual só pensa em SUPERPATO, SUPERPATO E DONALD DUPLO. Até achei milagre que não colocaram uma história do superpato de 50 páginas no Tio Patinhas 600... É uma verdadeira overdose! Saudade do tempo que isso ficava em títulos solo e tinha baixas vendas, agora querem empurrar superpato pela goela em todas as edições... De tio patinhas, big e tudo mais... Parei de comprar todas! Só compro agora um especial ou outro aí...

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.