' '

29 de mai de 2015

PATO DONALD #2444 e 2445: capas e prévias

PATO DONALD chega aos 65 anos de circulação ininterrupta. A edição tem até uma gag com argumento de Carl Barks. Antes, em junho, Donald e Peninha protagonizam uma divertida produção publicada há pouco na Itália e, na sequência, mais uma produção dinamarquesa com o traço maravilhoso de Arild Midthun. 

Mais a seguir. E veja uma retrospectiva dos últimos 65 anos através dos anúncios publicados nas páginas de PATO e ZÉ CARIOCA nessa nossa série.




PATO DONALD #2444
Editora Abril, 5/jun/2015
Publicação mensal, formato 13,4 x 19 cm, 48+4 páginas cor, lombada canoa, capa couché, R$ 3,90, distribuição nacional. Edição #1808.







PATO DONALD #2445 EDIÇÃO COMEMORATIVA DE 65 ANOS
Editora Abril, 6/jul/2015
Publicação mensal, formato 13,4 x 19 cm, 48+4 páginas cor, lombada canoa, capa couché, R$ 3,90, distribuição nacional. Edição #1809.




O PATO DONALD: Revista lançada pela Editora Abril em jul/1950, sendo uma das mais antigas em circulação contínua no país. A editora a considera oficialmente como sua primeira publicação (antes, em mai/1950, o editor Victor Civita lançara RAIO VERMELHO, mas como Editora Primavera). O gibi estreou em formatão, tipo magazine. A partir do #22, adotou o formato 13,4 x 20,7 cm, que acabou instituindo o jargão "formato Pato". Em jan/1961, seu título na capa passou a se alternar semanalmente entre O PATO DONALD e O PATO DONALD APRESENTA ZÉ CARIOCA (ainda naquela década simplificado para ZÉ CARIOCA, que ficava com a numeração ímpar). Na edição #1470, outro marco: a revista ganhou uma capa em papel couché e teve seu formato reduzido em 2 cm, inaugurando o popular "formatinho", logo adotado por outras publicações de quadrinhos, inclusive de outras editoras, como a RGE. Em jun/1985, no #1751, finalmente a revista voltou a ter numeração independente. Em 2015, a Abril lançou um especial capa dura comemorativo dos 80 anos do personagem que teve colaboração da equipe do Planeta Gibi. Em jul/2015, a revista comemorou 65 anos e a capa da edição #2445 foi um remake da mítica #1.

Por E. Rodrigues




3 comentários:

  1. Essas mensais da Disney estão simplesmente excelentes. As que mais acompanho são Mickey e Donald, mas não vou perder essas da Minnie e do Pateta. Só não sei porque ainda fazem almanaque do zé Carioca sendo que as hist´prias já foram publicadas N vezes e ainda serão sem necessariamente ser em um almanaque dele. Mas o importante é que as revistas estejam aí e a gente tenha nosso poder de escolha.

    ResponderExcluir
  2. Realmente as edições mensais da Disney são ótimas. As inéditas sempre trazem ótimas histórias. Mas não podemos tirar a extrema importância do Zé Carioca, mesmo que atualmente tenha apenas uma história inédita ( felizmente em comparação a tempos que não tínhamos nenhuma.). Mesmo que não houvesse inéditas a presença do papagaio mensalmente nas bancas é importante para a nova geração de leitores, e mesmo para mim que sou da geração intermediária é sempre a primeira revista que leio, mesmo que normalmente algumas historias eu ja conheça. Só torço para que em um futuro não tão distante as HQs inéditas possam aumentar em suas páginas.

    ResponderExcluir
  3. Eu sempre busco uma revista do Pato Donald e nunca encontro,não lembro o numero,só me lembro que é ele na capa com os sobrinhos em cima de uma bicicleta daquelas antigas no qual a roda da frente é maior

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.