' '

12 de mar de 2015

"Eu coleciono tudo que tenha quadrinhos Disney, então..."

...E agora, que as revistas e os álbuns capa dura da linha STAR WARS são publicados pela Panini com um inquestionável selo da Disney na capa e no expediente? E precedendo a marca da própria Lucasfilm (veja as imagens abaixo)! 

Pois o colecionador Disney contumaz terá que fazer sua opção. Diferentemente de um caso de produção sob licença (como a Marvel produzindo HQs de Barbie, da Mattel, lá pelos anos 1980 ou 90), aqui não há dúvida quanto à propriedade. 







Além de a Disney ser inquestionavelmente dona da Lucasfilm, decidiu exibir sua marca nessas publicações — como o faz, desde sempre, com derivados da Pixar. 

E como não o fez, vale destacar, com ROGER RABBIT, sempre publicado aqui sob selo da Touchstone (subsidiária Disney) e Amblin (produtora que tem Steven Spielberg dentre seus fundadores). E se ROGER RABBIT foi catalogado no Inducks... Salva a pele do coelho, talvez, o fato de sua revista ter sido publicada nos EUA pela própria Disney. Se tal argumento for capenga, também deve ser dito que a adaptação do longa para os quadrinhos foi feita pelos Studios e teve entre seus artistas Daan Jippes, inquestionável Mestre Disney. Enfim... 

Já as adaptações de STAR WARS para as HQs, ora publicadas em belos e colecionáveis volumes pela Panini, recebem o selo Disney mesmo tendo sido produzidas muito antes da aquisição da Lucasfilm. Um exemplo: EPISÓDIO I: A AMEAÇA FANTASMA foi publicada originalmente pela Dark Horse em 1999 — treze anos, portanto, antes de George Lucas repassar seus míticos personagens para a casa de Mickey Mouse. 






E se o selo Disney passasse a aparecer também ao lado da logomarca da Marvel, outra notável subsidiária sua? Pobres e cheios de dúvidas colecionadores... 

Bem, pelo menos de uma dessas situações escaparam: antes da Disney pensar em colocar seu selo ao lado da então recém adquirida produtora de POWER RANGERS, decidiu passar a marca adiante. E muitos colecionadores nem ficaram sabendo e, então, nem enfrentaram dilemas com o fato de que durante quase três anos a Editora Abril lançava a tal revista oficial, com quadrinhos, sob licença da Disney. 

Voltaremos ao assunto em breve, tratando de ZORRO, mas também de revistas Disney reimpressas com alterações em relação à edição original. Aí a coisa é menos complicada, porque também falaremos de títulos tradicionais, como ZÉ CARIOCAPATO DONALD (como na imagem abaixo — e cujos exemplares, bem a propósito, o Planeta Gibi Comic Shop tem à venda: confira aqui). 





ADENDO:

PRINCESAS, a revista mensal que há várias edições substituiu os quadrinhos por contos ilustrados, traz duas HQs na de março, #122. 




Por E. Rodrigues

5 comentários:

  1. "o colecionador Disney contumaz terá que fazer sua opção"

    Isso é uma grande verdade, é muito difícil colecionar tudo que leva a marca Disney.

    Essa coleção Star Wars capa dura é demais, vale mesmo a pena.

    ResponderExcluir
  2. Acho que é mais simples do que parece. Não sou colecionador, mas tenho minhas preferências, e acredito que todos os colecionadores tenham as suas.

    Se coleciono gibis da Disney (entenda-se a turma de Patópolis), não tenho porque colecionar Princesas, Power Rangers, Marvel e afins se antes de ser Disney eu não fazia isso. Por mais que sejam do mesmo conglomerado, não são a mesma coisa.

    ResponderExcluir
  3. Eu nem sabia que Star Wars tinha Disney escrito, eu vi um dia desses também. Acho que Disney mesmo nos quadrinhos é como disse o Britto o que se refere à Patópolis.
    Antes eu procurava colecionar tudo que fosse quadrinho e que tivesse a marca Disney, mas, com o tempo percebi que é impossível e muito desgastante. Me desfiz de várias publicações da On Line, Princesas, Etc... e ultimamente além dos patos e ratos só venho acompanhando Kingdom Hearts no mangá, mas, este estou pensando em parar também.

    ResponderExcluir
  4. E naquela longa coleção da Planeta DeAgostini também tem o logo da Disney...

    ResponderExcluir
  5. Eu coleciono diversos tipos de quadrinhos. Mas nunca cheguei a extremos de querer comprar tudo de uma determinada franquia. Apesar que nos anos 90, eu comprava tudo o que saía da Marvel, mas era mais pelo material ser todo "intrincado" (e eu fazia a assinatura pela Abril). - E da DC Comics era quase o mesmo, também levava "quase" tudo que saía nas bancas. Mas mais uma vez, eu comprava quase tudo, pois muitas coisas (sagas e tudo o mais) se dividiam entre vários títulos diferentes... Bons tempos quando fazer isso não pesava no bolso!

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos.
• Incluam ofensas e palavrões;

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.