' '

8 de abr de 2014

Urtigão reencontra Zé Carioca em HQ brasileira inédita

Urtigão já esteve no Rio de Janeiro, assim como Zé Carioca passou um tempos no sítio do matuto. Isso, lá nos tempos da produção brasileira caudalosa. 

Agora, dentro das comemorações dos 50 anos do personagem e, ainda, na série de HQs temáticas da Copa do Mundo no Brasil, a Editora Abril os reúne novamente em Investindo na Copa, história desenhada por Eli Leon, "um dos artistas brasileiros que mais desenhou o Urtigão e que está de volta aos quadrinhos Disney", destaca o editor Paulo Maffia. 

Mais um marco nessa leva de novas produções nacionais. Breve em ZÉ CARIOCA. E na companhia do Cão, claro!

Curiosidades: coincidentemente, a última HQ inédita brasileira publicada com aparição do Urtigão tinha sido igualmente desenhada por Leon, passada na Vila Xurupita e com o futebol de pano de fundo. Futebol Arte X Garra, produzida em 1993, saiu muito tempo depois, em ZÉ CARIOCA #2146, jan/2000 (informações do Inducks).

Antes disso, as duas últimas HQs produzidas no Brasil com Urtigão foram Bolinho de Chuva (ZÉ CARIOCA #2033, set/1995, desenhos de Eli Leon) e A Vaca (ZÉ CARIOCA #2034, out/1995, desenhos de Luiz Podavin).





Por E. Rodrigues

PLANETA GIBI COMIC SHOP
Comprar seus gibis aqui é muito mais gostoso!
Clique aqui e confira.

3 comentários:

  1. Urtigão brasileiro.

    ue venham mais histórias

    ResponderExcluir
  2. O Urtigão é um personagem brasileiro?

    ResponderExcluir
  3. Urtigão é um personagem americano. Como caiu no gosto do leitor brasileiro, teve muitas histórias produzidas por artistas nacionais nas décadas de 1970 a 1990. Clique no marcador "Urtigão", acima, e leia mais sobre ele no artigo que trata do especial Urtigão 50 Anos.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.