' '

22 de jan de 2014

POPEYE cancelado

Ao divulgar o lançamento em formato digital de FANTASMA: PIRATAS DO CÉU e MANDRAKE: O MUNDO DO ESPELHO, a Pixel-Ediouro informou que, além da continuar a apostar nessa modalidade e de estar providenciando a segunda fase de distribuição da versão impressa desses álbuns, continuará a publicar, em 2014, as edições mensais de LULUZINHA, LULUZINHA TEEN e BOLINHA e da bimestral RECRUTA ZERO, além de edições especiais de "alguns destes personagens" (álbuns de luxo com HQs clássicas de Luluzinha e sua turma estão saindo com certa regularidade bimestral, vale registrar). 

Nem sinal de POPEYE, portanto, cujo derradeiro #7 saiu em outubro passado (a capa do #8 chegou a ser divulgada pela editora, mas a edição nunca foi comercializada).


Por E. Rodrigues

PLANETA GIBI COMIC SHOP
Comprar seus gibis aqui é muito mais gostoso!

23 comentários:

  1. Isso é uma pena!

    Tenho a ´numero 7 e foi bacana, até escrevi no meu blogue sobre ela justamente falando do fato de haverem colocado mais HQs do Popeye nela, deixando pouco espaço para "mix" de personagens e outras coisas mais.

    Estava apostando em uma melhora dela, mas agora, pelo jeito, não posso esperar mais nada.

    Também a Pixel não valoriza suas revistas. Colocam capas simplórias, nada chamativas, bem ao contrário das capas do Popeye de antigamente, que eram bem mais incrementadas e atraentes.

    Não vendeu por culpa dela mesmo!

    Pena!

    ResponderExcluir
  2. Já que divulgaram as capas do 8 e 9, deveriam, ao menos, distribuí-las. Mas, pelo visto, a editora está abandonando o projeto dos clássicos. Logo cancelará os demais!

    ResponderExcluir
  3. Mais uma capa para ir para a lista das capas de revistas que nunca foram publicadas. Uma pena, porem aguardamos uma palavra final e firme da Pixel. Não adianta eles dizerem que a revista está nas bancas se ela não está. Abraços a todos.

    ResponderExcluir
  4. E Recruta Zero 12? Alguém já encontrou?

    ResponderExcluir
  5. Parei com Popeye na edição 02 (e RZ na edição 04). As hqs principais, do Popeye eram muito boas, mas o restante do contéudo, o mix, era 90% chatice... como não tinha muito tempo para ler, parei de comprar e dedicar meu tempo livre a leituras mais prazerosas! Se fosse 100% Popeye, eu continuaria comprando!

    ResponderExcluir
  6. O que o Jeferson escreveu:"As hqs principais, do Popeye eram muito boas, mas o restante do contéudo, o mix, era 90% chatice...", tá valendo.
    É isso que não entendo nas editoras, nós leitores postamos o que funciona e o que não vale a pena, porque eles não aproveitam esta consultoria que é de graça e melhorem as hqs?
    Por que a do Bolinha ainda tá de pé? Porque so tem estórias envolventes daquela turma, a do Popeye é um condensado de tiras de jornal, na verdade é um montoado de quadrinhos que desanima de ler.
    Confesso que parei no seis, parece que a sete foi melhor, azar...

    ResponderExcluir
  7. Wesley, é por que ainda pensam como se vivessem a 100 anos atrás. Falta alguém com uma mente mais aberta para acompanhar blogs e facebook e ver do que o pessoal reclama.

    ResponderExcluir
  8. Os amigos do PG podem confirmar o cancelamento da revista Scooby Doo?

    ResponderExcluir
  9. Tão cancelando tudo aí no Brasil. Reflexos da crise economica pela qual o Brasil está passando. Alguem sabe informar se Batman '66 vai sair no Brasil? Estou comprando a americana. Abraços a todos.

    ResponderExcluir
  10. Crise econômica? Em que país? Só se for a disseminada pela Veja, Folha ou Globo. 2013 foi o ano que o comércio varejista mais faturou no Brasil! A crise é das bancas, gibis e e impressos em geral, devido ao crescimento $$$ de usuários de internet, aquisições de PCs, tablets e smarts

    ResponderExcluir
  11. Nas bancas daqui não tem crise não....

    ResponderExcluir
  12. Como podem pensar que uma editora vendendo uma revistinha por R$3,10 está fazendo dinheiro tendo que pagar custos graficos e de distribuição exorbitantes? Alem de licenciamentos em dólar, impostos abusivos e etc...? Acorda né...

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Reflitamos com o que o Marcelo disse:"Como podem pensar que uma editora vendendo uma revistinha por R$3,10 está fazendo dinheiro tendo que pagar custos graficos e de distribuição exorbitantes?"
    A pixel não iria jogar dinheiro fora, então como ela consegue manter Luluzinha e Bolinha com $3,10? Deve existir algum lucro.
    Se analisarmos a qualidade e quantidade de paginas de um Mickey, Monica e Batman, acho que são elas por elas.
    A questão é quem são as pessoas que sustentam a Pixel pra ela conseguir manter revistas por esse preço?
    Eu compro a revista do Bolinha.

    ResponderExcluir
  15. Quanta bobagem!

    Eu não tenho que me masturbar a mente pensando em como a editora arruma lucro. Se ela fizesse algo mais atraente, venderia mais e obteria seus lucros. Agora, se esses lucros são pequenos ou não, o problema não é meu, nem teu e nem de ninguém aqui. A partir do momento em que a empresa disponibiliza algo no mercado, quero que seja de qualidade. Ninguém tem que comprar porcaria porque fica imaginando que foi feito assim por causa do lucro da editora, então temos que ser compreensivos.

    Temos uma ova!!

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Acho q não é questão de crise... eu pelo menos, não senti essa "crise" e continuo comprando meus gibis normalmente! O problema é q cancelamentos (principalmente nas primeiras edições) sempre foram normal no Brasil, desde q leio quadrinhos, a algumas décadas! É questão de cair no gosto do povo, se gostarem e vender bem, permanece, mas caso contrário... Eu mesmo, só comprei duas edições de Popeye, e da nova série do Scooby-Doo, apenas uma edição. Mas não por motivos financeiros, afinal, são gibis baratinhos, mas pq definitivamente, não agradaram mesmo!!! Marcelo, se você quiser se informar sobre os lançamentos no Brasil, confira os checklists aqui no PG ou no guiadosquadrinhos e veja que as bancas e livrarias do Brasil continuam abarrotadas de títulos e lançamentos, caros e baratos!!! Abç!

    ResponderExcluir
  19. Jeferson, basta olhar os preços das revistinhas Pixel. Luluzinha está no numero 35, ou seja quase tres anos e não sofreu nenhum reajuste de preços. Ou seja, a editora tentando de todo jeito manter suas vendas, mesmo fazendo cada vez menos dinheiro. Afinal, nesses tres anos, seus funcionarios receberam reajustes salariais, os custos de distribuição, como todos aqui sabem, aumentaram muito, valores de licenciamentos atrelados ao dólar então nem se falam. Isso sem contar os impostos. Parem e pensem: O que são R$3,10 hoje em dia? Não paga uma latinha de refrigerante gelada em uma lanchonete. Gibis classicos, normalmente vendidos para adultos, deveriam vir com maior qualidade e preço compativel, pois normalmente quem vai ler são adultos. Abraços a todos.

    ResponderExcluir
  20. Marcelo coberto de razão....crise mesmo.

    Tem quem pode entender de HQ, etc... mas de economia, finanças, administração não entende nada.

    Só perguntar para qualquer economista, administrador etc... professores nessas disciplinas... professores, sendo "neutros" não bitolados pelo governo ou "bitolados" pela oposição...eles dirão o que se passa.

    ResponderExcluir
  21. Cancelou é porque não vende bem, é material que não tem procura. Se a Pixel tivesse feito uma pesquisa de mercado, nem iria investir nessas coisas. Pois não adianta uma meia dúzia comprar, pois isso não sustenta o mercado. E tem mais é que cancelar mesmo. Não existe razão para se manter no mercado algo que não tem procura. Em vez disso, que invistam em material que tenha mais saída, mas que antes de tudo, pesquisem bem a aceitação do material que pretendem publicar. Caso contrário, serão cancelamentos atrás de cancelamentos.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.