' '

1 de dez de 2013

Editores contam as novidades no Mercado de Pulgas

ATUALIZADO 2/dez/13: correção nos especiais de futebol Disney. No Mercado de Pulgas HQ Edição Extra, evento realizado pelo Guia dos Quadrinhos e patrocinado pelo Planeta Gibi neste sábado 30, em São Paulo, teve espaço uma apresentação dos editores Levi Trindade (Panini), Leonardo Vicente (HQM Editora) e Paulo Maffia (Editora Abril). 

Mediados pelo jornalista e também editor Maurício Muniz, falou-se do mercado de quadrinhos de banca hoje e, tema principal do encontro, das novidades que aguardam os leitores neste final de ano e em 2014. 





Um bom resumo do bate papo seria mais ou menos assim:

PRIMEIRA PARTE: MERCADO DE QUADRINHOS EM BANCAS

Levi, Panini: o mercado de quadrinhogs de banca é hoje promissor. Não houve acréscimo significativo de leitores, mas editores e títulos estão bastante variados. A distribuição continua sendo um problema, no entanto. As editoras têm que ir atrás de mais leitores.

Leonardo, HQM: a banca voltou a ser um local de novidades [para os quadrinhos].

Maffia, Abril: sempre defendeu a venda em banca, que considera ser a porta de entrada do leitor de quadrinhos. Acredita que o poder público não valoriza esse comércio, eventualmente o atrapalhando. Quanto à distribuição, portos, aeroportos, estradas... a infraestrutura, enfim, é insuficiente, arcaica e burocrática. Citou também a burocracia envolvendo brindes: a ideia de distribuir uma moedinha junto com o especial de 50 anos da revista TIO PATINHAS foi engavetada por isso.

Levi: Endossou a problemática envolvendo brindes [o argumento burocrático é que alguns contêm peças pequenas que podem ser engolidas por crianças]. Falta também um interesse maior do jornaleiro em expor as revistas. E daí vem a necessidade de se tentar capas mais chamativas, ostensivas.

Maffia: Quanto ao perfil de leitores, a Abril tem público infantil e adulto, destacando que o mercado norte americano afundou porquanto lá se matou o quadrinho infantil.

Levi: o público da Panini, com exceção da Turma da Mônica, claro, fica na faixa de 30 a 60 anos.

Maurício Muniz: polemizando, pôs em discussão as posições de Alan Moore.

Leonardo: ele criou o mercado [de quadrinhos adultos] que agora critica. Mesmo porque, quando estava no auge da sua produção, ele mesmo não criava histórias para a tal faixa dos 12 anos de idade.


Levi, Leonardo e Maffia

SEGUNDA PARTE: O QUE VEM POR AÍ

PANINI: MARVEL
• Na linha de encadernados com vilões: MAGNETO — ATOS DE TERROR já está no Porto de Santos. A burocracia alfandegária, contudo, impede de afirmar que se conseguirá distribui-lo ainda em 2013. 

• A minissérie A ERA DE ULTRON, saga da Nova Marvel, chega em janeiro.

• O encadernado X-MEN — PROGRAMA DE EXTERMÍNIO, também.

X-MEN — DIAS DE UM FUTURO ESQUECIDO chega encadernado para venda normal em bancas, mas também em livrarias, por volta de abril (próximo da estreia do longa, que deve ocorrer em 23 de maio, no Brasil). 

COLEÇÃO HISTÓRICA MARVEL — HOMEM-ARANHA ganhará mais 4 volumes, destacando Abutre, Rei do Crime e Grandes Confrontos Marvel...

OS VINGADORES também terão mais volumes nessa coleção... 

• E X-MEN também estrelarão a sua.

• Hulk tem espaço garantido em dois encadernados: ALÉM DA REDENÇÃO e FUTURO IMPERFEITO. Outros volumes poderão vir, dependendo das vendas [como de praxe, aliás, com qualquer publicação de qualquer editora].

BIBLIOTECA HISTÓRICA MARVEL [que o editor entende ter preço significativo, mesmo para o nicho a que se destina] não morreu: uma dívida antiga será saldada, com o lançamento de SURFISTA PRATEADO VOL. 2. Trindade assegurou que pelo menos este volume será lançado em 2014.

• Perguntado sobre a possibilidade de relançamento de HOMEM-ARANHA 2099, o editor respondeu que a Marvel não tem esse material digitalizado e, consequentemente, tem sua reedição aqui inviabilizada.

• Questionado sobre o problema de cronologia causado pela publicação de VINGADORES VS. X-MEN, Levi explicou que houve imposição da Marvel. 

PANINI: DC & VERTIGO

• FOREVER EVIL (ainda sem título em português) começa e atinge todos os títulos de linha...

• À exceção de BATMAN, que trará Ano Zero

ESQUADRÃO SUICIDA e NOVOS TITÃS terão pelo menos mais um encadernado cada. 

• Num ano de comemoração de aniversário de Batman, o homem-morcego terá muitos especiais, inclusive na linha DELUXE, como BATMAN E ROBIN.

• Da Vertigo, teremos mais PLANETARY e mais dois encadernados de FÁBULAS

• Será concluída SWEET TOOTH e se dará continuidade a O INESCRITO, em que pese esta série não estar tendo boa vendagem. 

PANINI: OUTROS INVESTIMENTOS

• O lançamento de Vitor Cafaggi, VALENTE, é um balão de ensaio para possíveis investimentos em outros autores nacionais. 

• Levi também destacou o papel da Panini no FIQ 2013 (a editora custeou a vinda de artistas internacionais), que deve ser estendido a eventos similares, tornando-a mais presente.

HQM

• Como já anunciado pela editora, com a estreia do título UNIVERSO VALIANT, X-O MANOWAR terá novo mix. 

• Em 2014, pretende-se passear por todos os títulos da Valiant...

• E também estuda-se lançar material clássico dessa editora.

• Por volta de março ou abril, a HQM lançará outro título, de outra licenciadora [apesar da insistência do público e do mediador, não foi revelado qual].

• De Robert Kirkman, virão LADRÃO DE LADRÕES e HAUNT

OS MORTOS-VIVOS deve ter novo encadernado ainda neste ano e tem mais quatro programados para 2014 — além de seguir normalmente em bancas [com seu título original e mais famoso, THE WALKING DEAD]. 

SPAWN terá mais um volume do 1º semestre e...

ESTRANHOS NO PARAÍSO, no 1º trimestre.

ROCKETEER reunirá, num volume, as duas graphic novels e, noutro, as HQs curtas. E a editora pretende dar continuidade à publicação do personagem. (O lançamento não ocorreu ainda por questões técnicas.)

• Da Dark Horse, estão garantidas as edições de CONCRETO e PERRY BIBLE FELLOWSHIP.

• O editor também confirmou a publicação da graphic novel POINT ZERO.

• Por fim, sairá o teórico A Era Moderna dos Super Heróis, de Roberto Guedes.

ABRIL: STAR WARS

• Paulo Maffia deu a entender que a Abril relançará quadrinhos de STAR WARS no Brasil. 

ABRIL: DC CARTOON

• Os quatro títulos que saíam ao mesmo tempo a cada três meses terão seus lançamentos redistribuídos: dois chegam em dezembro, dois em janeiro e, em fevereiro, haverá uma edição especial (no caso, SUPERMAN, de Mark Millar). E assim sucessivamente. 

• Todo mês, portanto, haverá ao menos um título DC Cartoon nas bancas. [Para quem não acompanha, estamos falando aqui de BATMAN OS BRAVOS E DESTEMIDOS, AS AVENTURAS DO SUPERMAN, LIGA DA JUSTIÇA SEM LIMITES e JOVENS TITÃS.]

ABRIL: DISNEY

DISNEY DE LUXO chega em janeiro, em bancas e livrarias, com O MISTÉRIO DOS SIGNOS e DRAGONLORDS. [Maffia surpreendeu o público ao destinar um exemplar de cada para sorteio.]

• Como já dito, sendo tais volumes bem sucedidos em vendas, outros podem lhes seguir, como A SAGA DO TIO PATINHAS, de Don Rosa.

KINGDOM HEARTS volta em janeiro. A Abril publicará em 2014 tudo o que foi produzido até agora dessa série.

• Próximos DISNEY TEMÁTICO (volumes com 304+4 páginas):
   • Novembro: TIO PATINHAS 50 ANOS DA REVISTA VOLUME 1
   • Dezembro: TIO PATINHAS 50 ANOS DA REVISTA VOLUME 2
   • Janeiro: A FEBRE DO OURO
   • Fevereiro: ALIENS
   • Março: URTIGÃO 50 ANOS, com a origem do ermitão, só mostrada no Brasil uma única vez, na década de 1960, além de um apanhado geral da produção americana, brasileira e italiana (incluindo inéditas).

DISNEY TEMÁTICO ainda sem data definida:
   • PENINHA 50 ANOS
   • E possíveis novos volumes com Superpato e Pateta Repórter.

ESPECIAIS FUTEBOL 2014: compilações de 304+4 páginas que circularão no 1º semestre independentemente e simultaneamente com DISNEY TEMÁTICO (títulos provisórios):
   • AS MELHORES HISTÓRIAS DE FUTEBOL DO ZÉ CARIOCA
   • HISTÓRIAS DE FUTEBOL — PATO DONALD & EQUIPE.
   • HISTÓRIAS DE FUTEBOL — MICKEY & EQUIPE.

PATO DONALD 80 ANOS (publicação especial em formato não divulgado por ora).

CASABLANCA, de Cavazzano, em formato diferenciado (e outros possíveis especiais assim, livres de padrão).

DISNEY BIG mais corriqueiramente com HQs inéditas, preferencialmente sagas longas que não caibam nas revistas de linha.

ZÉ CARIOCA com HQs brasileiras inéditas tendo o futebol como tema, de fevereiro a julho.

• Especial inédito com produção italiana sobre a Copa do Mundo no Brasil — que, tudo indica, contará com Zé Carioca dentre os personagens.

ALMANAQUE DO ZÉ CARIOCA #17 (dez/2013) trará A Saga do Descobrimento do Brasil (Gérson Teixeira & Gustavo Machado), publicada antes no ESPECIAL BRASIL 500 ANOS (abr/2000). 

ALMANAQUE DO TIO PATINHAS #18 (fev/2014) trará O Casamento do Tio Patinhas (Massimo De Vita), publicada primeiro no Brasil em 1986, dividida entre ALMANAQUE DISNEY #180 e TIO PATINHAS #252. Como se nota, os almanaques bimestrais passarão a contar com grandes destaques dentre suas republicações. O Casamento será reeditado a partir de novos arquivos obtidos pela Abril junto à Itália.

• Álbum de figurinhas Disney na Copa totalmente inédito, desenhado pelo mestre Podavin.

• Abril e Disney ainda não se acertaram contratualmente quanto aos quadrinhos digitais. Quando isso ocorrer, a estreia deverá ser com AS OBRAS COMPLETAS DE CARL BARKS.

• Floyd Gottfredson voltou a aparecer dentre as possibilidades de edições de luxo. Maffia não deu detalhes, mas demonstrou grande interesse pelos dois volumes de páginas dominicais coloridas que a americana Fantagraphics lançou neste ano — e que, por acaso, estavam à venda no estande do Planeta Gibi no evento.

• Como não poderia ser diferente, Maffia puxou a salva de palmas para Renato Canini — no 30º dia de sua morte. E reelembrou que ZÉ CARIOCA de dezembro trará uma HQ inédita em homenagem ao artista (de Paulo Maffia & Fernando Ventura), texto especial e seção de cartas idem.

Adendo: não foi mencionado nessa palestra, mas o Planeta Gibi aproveita para acrescentar à lista mais um lançamento confirmado para janeiro: DISNEY JUMBO #7, com suas mais de 500 páginas.


Rivaldo e Marli no estande do Planeta Gibi


Salão lotado, bons negócios


Palestrantes do Jornalismo e Cultura Pop devidamente escoltados. Em 2014, evento deverá pegar dois dias seguidos


Por E. Rodrigues. Fotos: E. Rodrigues/Planeta Gibi.


28 comentários:

  1. • Hulk tem espaço garantido em dois encadernados: ALÉM DA REDENÇÃO e FUTURO IMPERFEITO. Outros volumes poderão vir, dependendo das vendas [como de praxe, aliás, com qualquer publicação de qualquer editora].•

    Parece que finalmente a Panini resolveu manter um tratamento decente pro verdão referente aos encadernados. Postei uma dúvida na Linha do Tempo deles no Facebook pra que confirmem como será esses lançamentos (se alguns deles já estaria previsto pra Dezembro como no caso do "Futuro Imperfeito").

    Vamos lá então:

    Não sei ao certo quantas edições abrangem "Além da Redenção" mas por palpite acho que são apenas essas:
    http://cavernadohulk.blogspot.com.br/2013/11/encadernados-do-hulk-para-janeiro-2014.html

    Ou, pode ser que termine na edição em que o Hulk Cinza retorna como Leão de Chácara em Las Vegas, enfim, todo esse material pertence a linha "Visionários" do Peter David em que a Panini vinha publicando no volume 1 de Os Maiores Clássicos do Incrível Hulk anos atrás.

    Parece que INDESTRUTÍVEL HULK teve um bom efeito no personagem (100% merecido) onde agora o Hulk passa a ganhar vários especiais. Então teremos para Dezembro (2013) e Janeiro (2014):

    Planeta Hulk Deluxe
    Hulk: Futuro Imperfeito
    Hulk: Além da Redenção.


    ResponderExcluir
  2. Estive muito ansioso em ir, mas faltou empenho em acordar cedo. Ainda assim, fui à rodoviária o quanto antes e, ao constatar que o ônibus só chegaria a Sampa a partir das 18 horas, desisti.

    Voltei pra casa, briguei, chorei, deitei, dormi, acordei, trabalhei... e agora a vida continua.

    Nem posso dizer que estou triste, pois já botei tudo pra fora. Me sinto como um fantasma de lençol lavado (não ficou mais nada nessa roupa agora limpa por tantas lágrimas)

    Não foi desta vez, mas não vou desistir. Uma hora vai dar certo.

    Abraços........

    ResponderExcluir
  3. PG,

    Não entendi se eles vão republicar o Kingdom Hearts de 2013 em 2014, ou só vão publicar os volumes novos.

    ResponderExcluir
  4. Quanto a desculpa de não colocar os brindes nas revistas comemorativas devido a conter itens inapropriados para menores de três anos, confesso que não entendi. Assim como os pais censuram alguns brinquedos, da mesma maneira será para o brinde do gibi.
    Se tem outro motivo, poderiam ser mais explicito, afinal somos clientes e fãs.

    ResponderExcluir
  5. Muito bom ver os quadrinhos Disney tão bem cuidados pela Abril. Fico na expectativa dos lançamentos para 2014, e torcendo muito para que as vendas só aumentem, e que tenhamos cada vez mais, produtos da Abril/Disney para nosso deleite. Parabéns pelo evento, um verdadeiro sucesso...

    ResponderExcluir
  6. Se eu soubesse que teria tantos lançamentos do verdão poderia ter ido lá pra falar com o Levi.

    ResponderExcluir
  7. 3 temáticos Disney sobre futebol e mais do Superpato?
    Tá ficando repetitivo. Estes não vou comprar!

    ResponderExcluir
  8. ""Como já dito, sendo tais volumes bem sucedidos em vendas, outros podem lhes seguir, como A SAGA DO TIO PATINHAS, de Don Rosa.""
    - Bom volto a lembrar que quem compra disney e ainda mais esses especiais serão os colecionadores e admiradores de longa data que pagam por algo assim, e esses colecionadores anseiam pela saga de Don Rosa e do Barks em capa dura, se esperarem vender bem esses então pra lançar os outros é complicado então...

    ""Maffia Citou também a burocracia envolvendo brindes: a ideia de distribuir uma moedinha junto com o especial de 50 anos da revista TIO PATINHAS foi engavetada por isso.""

    - engraçado no passado que era muito mais dificil creio eu distribuiam brindes a torto e a direito, por mais que queiram explicar ta dificil de engolir essa tal "dificuldade" tal " Burocracia", é simples sabe o brinde fica com o cara da banca, vc comprando o gibi, ele te entrega o brinde em mãos, não precisa ficar exposto na capa do gibi na banca e mais uma vez voltamos naquela maxima, uma edição Tio Patinhas de 50 anos super especial e considerada "cara" pra muita gente menos os colecionadores, então não é uma mãe ou um pai que vai comprar um gibi desses pra uma criancinha de 5 anos, 6 ou 7, quem vai comprar é o "colecionador", então não tem perigo dele "engolir" a moedinha...

    ""URTIGÃO 50 ANOS""
    putz adoro urtigão e gostei muito dessa noticia, compra certa

    ""AS MELHORES HISTÓRIAS DE FUTEBOL DO ZÉ CARIOCA
    • HISTÓRIAS DE FUTEBOL — PATO DONALD & EQUIPE.
    • HISTÓRIAS DE FUTEBOL — MICKEY & EQUIPE.""

    - ta certo que teremos copa do mundo, mas muita história de futebol vai ficar meio maçante, ainda mais porque todas que li até hoje foram meio infantis e bobinhas, então tem que dar uma repensada nisso pra depois não venderem como querem e quebrarem a cara, pois volta a afirmação quem compra é colecionador e não criancinha, se querem que criança compre disney, então tem que dar brindes, eu comecei a ler e comprar disney por conta dos brindes que vinham aos montes quando era criança e isso me chamava a atenção nas bancas, hoje em dia o gibi disney fica escondido em todas as bancas colocam panini, super herois DC tudo que é coisa a frente e o disney fica atras escondido nas bancas assim vai ficar dificil voces venderem...

    PATO DONALD 80 ANOS, CASABLANCA,aguardando ansiosamente e em uma edição super especial...

    Floyd Gottfredson nos mesmos moldes da Fantagraphics, se o Maffia nos presentear com isso eu vou pessoalmente dar um beijo nele heheheh

    ResponderExcluir
  9. Rocketeer, Concreto, Sweet Thoot, Casablanca, Pateta Reporter, Floyd Gottfredson... td isso me interessa!!

    ResponderExcluir
  10. Essas estórias de futebol não me agradam, não compro nada relacionado a isso, como o Ricardão disse, são bobas.

    ResponderExcluir
  11. Se existisse neste blog opção pra curtir ou não um comentário, o seu seria positivo Ricardão Boy.
    Vc explicitou o que precisaria ser dito para os responsáveis pelos quadrinhos.
    Acredito que para ter um "brinde" nos dias de hoje, teria de ser de qualidade, nada que oxide rápido ou que contenha algo tóxico.
    Isto seria caro e eles não querem "pagar pra ver".
    As editoras sabem que quem compra vai continuar comprando, com poster ou não, com brinde ou não.
    Isto me constrange e por isso deixo de comprar muitos itens que estão nas prateleiras.

    ResponderExcluir
  12. O texto foi corrigido quanto aos especiais FUTEBOL 2014: não são volumes de DISNEY TEMÁTICO, e sim uma coleção à parte.
    Abs.

    ResponderExcluir
  13. Minha opinião (é só uma opinião - não delirem!!!)

    Entendo que os de Futebol terão seu público certo, pois é ano de copa e há, sim, leitores Disney que curtem essas HQs. Nada agrada a todos e a proposta de uma arte, seja ela qual for, não deve ser essa. Está aí, como exemplo, determinada turminha brasileira que está querendo as graças de todo mundo e vem ficando cada vez mais sem graça a cada edição.

    Quanto aos especiais de luxo com Carl Barks e Don Rosa, se há insegurança nessa parte, podiam simplesmente lançar eles no mesmo formato que os temáticos - apenas faço uma ressalva no cuidado com o acabamento do papel, cores e impressão gráfica nítida. Temos que comprar confiando na excelente impressão gráfica da editora, assim como fazemos com outras revistas de outras editoras que até mesmo veem lacradas em saquinhos (A SOMBRA DO BATMAN) e só nos dá alegrias nesse assunto.

    Abraços

    Fabiano Caldeira.



    ResponderExcluir
  14. E sobre as coleções semanai, o Maffia não falou nada de novo? Porque iriam lançar uma ainda esse ano mas foi adiada pra 2014, será que eles engavetaram o projeto?

    ResponderExcluir
  15. Fala-se de brindes nessa matéria, como uma "arma" contra as crianças... mas qual a revista infantil (não digo gibi), que vem sem brinde? Na Abril mesmo, Recreio e tantas outras revistas vem com brindes todos os meses... Vendo por esse lado, acho q nao seria tão dificil da Abril fornecer como brinde aos marmanjos, a moedinha nº 1, p exemplo... Bem, uma coisa é verdade, nao vou comprar TP 50 Anos, mas se viesse a moedinha, entao eu compraria só pelo brinde!!

    ResponderExcluir
  16. Alias, uma moedinha nº 1 em TP 50 Anos, mais uma boa seleção de histórias, provavelmente conquistaria novos leitores e reconquistaria tantos outros que não leem (ou não mais) os quadrinhos Disney!

    ResponderExcluir
  17. e a distribuição da Abril está sofrivel mesmo pois até agora não apareceu o especial de férias do Donald e nem o Tio Patinhas 50 anos numero 1 aqui em Ribeirão Preto.

    ResponderExcluir
  18. perderam a oportunidade de dar a moedinha com esse numero, mas podem dar futuramente com um especial do Don Rosa em capa dura, ou com a reedição de Barks, o que pega quanto a brinde é que eles querem hoje em dia ter o minimo de gastos e o maximo de lucro e dar um brinde implica em custos, gastos, e inventam um monte de coisas mas o que pega é isso, tudo se visa lucro hoje em dia, ta bom então ve quanto voces querem a mais pela moedinha e coloca o preço ué, com certeza se vc colocar uns 5 paus a mais por conta de uma moeda de brinde tenho certeza que todos os colecionadores pagariam contentes, massss, falta a famosa "Vontade" em se fazer né...

    ResponderExcluir
  19. Sabe porque na Italia a Topolino vem sempre com brindes sensacionais e aqui nada nunca tem sempre dificuldades, como eu ja disse pro Maffia se querem pegar novos leitores a molecada se fascina com brindes, agora se eles não investem nem em isso e nem em propaganda que é a alma do negócio pois quando eu era criança passava propaganda dos gibis, tipo corra na banca comprar o seu especial com brinde, isso fascinava, eles perderam esse feeling, nãooooo, como eu disse visam o lucro maximo com gasto minimo e propaganda e brinde é "gastos" pra eles, o Planeta gibi pode até defender puxar o saco deles ai, mas o que pega é isso mesmo, vocês sabem, não adianta se fazer de bobo o resto da vida, na Itália é o mesmo sistema que aqui do Brasil, eu estive na Italia, morei lá trabalhei vivi, se lá é possivel então..., heimmm..., o problema ai, está sendo a Editora que "não" quer ter esse gasto o fato, a verdade, a realidade é essa, se fosse uma panini em vez da Abril que visa o lucro só, ja teria vindo milhares de brindes nas edições, fato....

    ResponderExcluir
  20. Calma lá: menos, bem menos.

    Quanto à distribuição de brindes no Brasil: a posição era de Abril e Panini, por meio de seus editores. Levi exemplificou o que Maffia falava, que tinha oorrido algo similar com alguma publicação/coleção dele (o assunto brinde nem estava em pauta, Maffia é que puxou essa discussão, sei lá por quê).

    Quanto ao Planeta Gibi (ou eu, no caso): apenas reproduzi o mais fielmente possível o que ali se apresentou e da forma o mais suscinta possível. Deu um trabalho danado (tanto que nenhum outro órgão lá presente fez o mesmo).

    Portanto, fique à vontade para criticar a posição de Panini e Abril com suas certezas, mas me inclua fora dessa!

    Abs.

    E. Rodrigues

    ResponderExcluir
  21. tudo bem, mas eu e você e todo mundo sabe que o pensamento deles é assim bom vende sem o brinde, então continua vendendo sem o brinde de boa, continuamos com o lucro e não temos o trabalho de ficar incluindo brinde, é isso, esse país é maravilhoso, é lindo por natureza, não fosse o povim que só pensa em lucro e mais lucro e mais lucro sem esforço, só isso...

    ResponderExcluir
  22. agora mudando de alhos para bugalhos, cade os check lists de dezembro???, de repente começou a atrasar tudo, e o check list ta saindo no fim do mes, dai não precisa mais né, a gente ja comprou e ja viu heheheh, o que se passa, as editoras não estão passando??, a topolino não falha, antes de sair nas bancas ja ta la no site..., antes funcionava aqui tambem, mas esses meses pra cá a coisa ficou dificil...

    ResponderExcluir
  23. Bom... longe de mim em tomar partido de alguém aqui. Vi a matéria e já dei minha opinião. Concordo com alguns colegas, especialmente com o Ricardo Boy. Mas também não me cabe julgar a editora e a ninguém mais. Eu não venho aqui pra isso.

    Só gostaria de pegar ainda esse gancho dos brindes para compartilhar uma vez em que eu comprei uma mensal do Homem-Aranha, de número 120, onde ele está na capa junto a uma lápide com as inscrições R.I.P.

    Essa revista é de uns dois anos atrás, eu acho, e não tinha nada de especial em seu conteúdo. Entretanto, a editora forneceu um brinde em cada exemplar dela: um chaveiro redondo que é a cara do Homem-Aranha. Não sei se ele é de ferro, aço ou lata, só sei que não é de plástico e nem de papel. E lembro muito bem que a editora nem aumentou o preço da revista por conta desse brinde. Até hoje não entendi o motivo do brinde tão inesperado, mas gostei. Isso me estimulou a comprar mais revistas da Marvel. Não para achar mais brinde, mas de alguma forma me senti querido, prestigiado.

    Espero que isso possa ajudar a alguém ou algo....

    Abraços.

    Fabiano Caldeira.

    ResponderExcluir
  24. Sobre brindes, eu fico um pouco com o pé atras. Já tivemos boas e más experiências nos gibis Disney. Brindes legais como a Bingola Disney e brindes chatos com cola residual nas capas das revistas.
    Neste caso específico dos 50 anos da revista do Tio, caberia mesmo a moedinha de brinde, desde que, não afetasse a capa ou miolo.
    Nas Topolinos, temos brindes, e algumas vezes afetam as revistas, entrortando, por exemplo.
    Também não sei até onde o contrato de licenciamento da Disney com a Abril permite explorar além das publicações impressas. Porém, o que seria definitivamente incrível, seria uma coleção de chumbo nos moldes da Eaglemoss com a DC e a Marvel. Aí sim, eu agradeceria aos céus...

    ResponderExcluir
  25. quero deixar bem claro aqui que minha insatisfação quanto aos brindes não é com o Paulo Maffia, pois ele tem nos trazido muitas coisas, e feito muito pelos colecionadores aqui, minha insatisfação é com a chefia dele e quem aprova isso, quem apita mesmo, quanto ao Paulo Maffia só tenho a agradecer pelas novidades e pelo que ele trabalhou até agora e fez, e como o Paulo Gibi comentou ai de o brinde vir colado em capa, danificar e tudo mais, Paulo isso acontecia no tempo do onça, hoje em dia eles podem fazer um encartado como fazem e colocar o brinde numa embalagem do lado da revista, sem danificar nada, no caso de uma moedinha ou um chaveiro ou até mesmo um bonequinho, não danificaria nada, mas como eu disse amigo Paulo Gibi, isso não envolve questões contratuais, envolve questões de "querer" fazer isso, dai podem até dar essa desculpa, pois como ja disse todos visam lucro hoje em dia com o minimo de esforço e colocar um brinde pra eles não é viavel vão "gastar" mais com isso e talves não vejam retorno, infelizmente isso é Brazil zil zil zil....

    ResponderExcluir
  26. Tem cara que de tão fã, é capaz de engolir a moedinha e o especial de 300 páginas do Tio Patinhas. Um perigo, isso! A Abril está certa.

    ResponderExcluir
  27. Sobre os brindes, a questão é a seguinte: Em alguns estados brasileiros, essa prática é proibida. E em outros estados não.

    No estado de SP por exemplo, não existe proibição alguma. Mas cada caso é um caso.

    O que eu sei é que nos anos 80 e 90, brindes eram viáveis no país inteiro.

    Mas hoje, com tantas facilidades, tudo parece ter ficado bem mais burocrático, e por motivos fúteis.

    Geralmente quem cria esses obstáculos mal sabe o público alvo dessas revistas, e taxam tudo como material para crianças.

    Se bem que mesmo revistas para crianças, sempre tiveram brindes.

    Pelo menos é o que me recordo, desde a década de 70.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos.
• Incluam ofensas e palavrões;

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.