' '

11 de nov de 2013

The comic book is on the table!

Quando MARGARIDA completou um ano de sucesso, a comemoração foi tripla. Pois naquele mês de agosto de 1987, a edição #28 de seu gibi chegou às bancas em três versões diferentes: a edição normal, a edição especial UM ANO DE MARGARIDA (com o número 28-A na capa) e... MARGARIDA ESPECIAL EM INGLÊS, identificada como número 28-B, trazendo o conteúdo da 28-A traduzido em 68 páginas e papel off-set.

    

Era a primeira vez* que um gibi Disney ganhava uma versão em inglês. Seu sucesso pode ser notado na chuva de elogios nas seções de cartas das edições seguintes e uma legião de leitores pedindo bis.

Demorou um pouco, mas em fevereiro de 1989 as bancas finalmente receberam uma segunda edição de um gibi Disney em inglês: lá estava PATO DONALD EM INGLÊS! #1. Nos meses seguintes, ganharam seus especiais MICKEY, TIO PATINHAS, novamente MARGARIDA, além de um segundo número de Donald.

A ideia já parecia ter sido abandonada quando em janeiro do ano seguinte viraria uma série própria, mensal, com numeração sequencial: a REVISTA EM INGLÊS, que durou 12 edições. Uma 13ª chegou a ser anunciada, com direito a capa e tudo, mas nunca chegou às bancas — leia aqui. A novíssima série era uma espécie de EDIÇÃO EXTRA em inglês: a cada edição um personagem diferente. Até o Professor Pardal teve uma edição só dele.

Nesse meio tempo, as maluquices de Pateta ganharam quatro edições em formato álbum e 52 páginas, com o personagem interpretando personalidades históricas, nos moldes das séries lançadas com muito sucesso no início da década de 1980. Dentro de cada edição de PATETA É... EM INGLÊS um minigibi montável trazia a tradução da HQ para o português.

É impressionante como essas edições em inglês são tão procuradas, até hoje, por leitores e por pais de leitores-mirins — certamente na busca de unir o útil ao agradável no aprendizado do inglês. É fácil imaginar que teriam grande aceitação (leia-se vendagem) se fossem publicadas hoje. Tanto é assim que a Mauricio de Sousa Produções, sempre antenada com o mercado, anunciou recentemente que lançará em breve nas bancas brasileiras gibis não só em inglês, como também em espanhol.

TODOS OS GIBIS DISNEY EM INGLÊS
MARGARIDA ESPECIAL EM INGLÊS #28-B — ago/1987
PATO DONALD EM INGLÊS! #1 — fev/1989
MICKEY EM INGLÊS! #1 — mar/1989
TIO PATINHAS 
EM INGLÊS! #1 — jun/1989
MARGARIDA 
EM INGLÊS! #1 — jul/1989

PATO DONALD EM INGLÊS! #2 — ago/1989

    

  

REVISTA EM INGLÊS
#01 — PATO DONALD — jan/1990
#02 — MICKEY — fev/1990
#03 — MARGARIDA — mar/1990
#04 — TIO PATINHAS — abr/1990
#05 — PROF. PARDAL — mai/1990
#06 — DUCKTALES — OS CAÇADORES DE AVENTURAS — jun/1990
#07 — PATETA — jul/1990
#08 — ESCOTEIROS MIRINS — ago/1990
#09 — OS METRALHAS — set/1990
#10 — DONALD E MARGARIDA — out/1990
#11 — MICKEY E PATETA — nov/1990
#12 — TIO PATINHAS — dez/1990

    

    

    

    

PATETA É... EM INGLÊS
#1 — PATETA É... GUILHERME TELL — nov/1989
#2 — 
PATETA É... GUSTAVE EIFFEL — dez/1989
#3 — 
PATETA É... DR. JEKYLL — jan/1990
#4 — 
PATETA É... BENJAMIN FRANKLIN — fev/1990


PATETA É... EM PORTUGUÊS
#1 — PATETA É... GUILHERME TELL — jun/1991 (incluindo encarte com a HQ em inglês — reprodução do #1 acima)

*A primeiríssima publicação brasileira com quadrinhos Disney em inglês (não propriamente um gibi), do início da década de 1970, será assunto de um artigo à parte.

OUTROS GIBIS EM INGLÊS DA EDITORA ABRIL

ADAPTAÇÃO OFICIAL DO FILME BATMAN chegou às bancas em duas edições: uma, obviamente, em português, e a outra em inglês (out/1989). 

• Em nov/1993, o gibi A MORTE DO SUPERMAN veio acompanhado, entre outras coisas, de um fac-símile de SUPERMAN #75, THE DEATH OF SUPERMAN. Em inglês, naturalmente. 

• Houve também a ultra mega rara MÔNICA EM INGLÊS, produzida pela Editora Abril para divulgar a Turma para os editores europeus (leia tudo sobre ela aqui).


Por Rivaldo Ribeiro & E. Rodrigues
Publicado originalmente em 15/jul/2009. 

6 comentários:

  1. Legal,mais acho que os brasileiros não comprava muito essas edições em inglês...ou comprava??

    ResponderExcluir
  2. Em São Paulo, pelo menos, havia uma febre de "aprender inglês". A revista Speak Up - que circula até hoje - era um hit. Hoje em dia, suponho, esses gibis teriam ainda maior apelo, porque não há nada semelhante no mercado, os gibis americanos não chegam por aqui com a facilidade, constância e preço de antes (em qualquer banca do centro você podia comprar um Spider Man, por exemplo), e para o mercado de trabalho, o idioma inglês, ainda que em nível básico, já é quase um requisito. Se eu fosse a Abril, ao menos testaria o lançamento de gibis Disney de 1,50 em inglês.

    ResponderExcluir
  3. Eu também. Seria um título diferente nas bancas. Pô, a Panini tem uns 200 títulos da Turma da Mônica. A Abril poderia lançar uns só pra testar mesmo.

    Ah, e uma correção lá na primeira frase do post: a Margarida, na verdade, estava completando um ano de revista, e não dois.

    ResponderExcluir
  4. É mesmo, André. Mancada eliminada!

    ResponderExcluir
  5. É POSSÍVEL ADQUIRIR OS EXEMPLARES ESCANEADOS? VALEU

    ResponderExcluir
  6. Ai Planeta Gibi hoje é exatamente dia 11/11 e cadê os checklists, da abril??? só publicaram alguns gibis, mas cade o check completo cade as histórias que vão vir no especial Tio Patinhas, cade as histórias de Natal de Ouro, cade as histórias do especial de férias, enfim cadê tudo gente??? enquanto a topolino na Itália o negócio funciona e publicam tudo antes aqui sempre atrasa, estamos quase na metade do mês e nada??? o que se passa na Abril, ai com vocês, bem que um cara da banca aqui me falou que a Abril ta em crise, bom vamos ver...

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.