' '

28 de set de 2013

Há 50 anos...

Há 50 anos, o presidente João Goulart assinou um decreto para nacionalizar a publicação de quadrinhos. A Folha de S. Paulo informou, em sua edição de 25/set/1963, que o governo considerava "imperiosa a necessidade de disciplinar tais publicações, dada a influência que exercem sobre o condicionamento emocional e a formação moral da infância e da adolescência". 



Os governos militares que assumiriam a partir do golpe de Estado do ano seguinte certamente iriam se preocupar em "disciplinar" publicações com influência em público bem maior.

E até hoje os brasileiros parecem estar sempre a um triz de terem suas escolhas controladas pelo Estado, desde o que ver no pacote de canais que contratou e pagou espontaneamente, o tom que um periódico deveria usar para expressar sua opinião acerca de um julgamento histórico, se um pai pode optar por comprar um lanche com brinquedinho para seu filho...

Já legislar e governar de verdade, ou seja, trabalhar efetivamente, seria muito mais cansativo, como bem sabemos o respeitável público.


Por E. Rodrigues

4 comentários:

  1. O problema não é só o governo manipulando as mentes de seus cidadãos para que esses "se comportem direitinho", coisa que eles raramente fazem. Mais urgente do que isso é assistir (perplexo) a uma grande parcela da população defender esse mesmo governo por achar que sem ele poderia ser pior. Na base do 'num-tem-tu-vai-tu-mesmo'. Não existe ser humano perfeito, mas políticos têm obrigação de governar com a maior perfeição possível, pois são responsáveis pelo destino da sociedade que os elegeu.

    ResponderExcluir
  2. Em tempo: Parabéns por usar o PG para divulgar informações tão esclarecedoras, Edenilson!

    ResponderExcluir
  3. Peguei o "Guerra dos Gibis" do Gonçalo Júnior para relembrar esse assunto e ele cita também um editorial da Folha do dia 26 (e na mesma página foi publicada um charge bem curiosa, vejam pelo Acervo Folha).

    ResponderExcluir
  4. Quer dizer que muito antes do Don Rosa ter matado o Tio Patinhas, o João Goulart tentou matar 80% dos personagens estrangeiros!

    Era o Che Guevara dos quadrinhos!

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos.
• Incluam ofensas e palavrões;

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.