' '

21 de ago de 2013

PATETA REPÓRTER: 10 graphic novels num só volume

A coleção DISNEY TEMÁTICO é um dos melhores títulos de quadrinhos Disney já lançados no Brasil. 

Aqui não há mais do mesmo. Se numa edição o leitor revisita A História de Patópolis, noutro ele se depara com clássicos inéditos, como As Lentilhas da Babilônia, ou uma novidade ligeira produzida pela Disney Global, Street Soccer Squad

E ainda pode ler, pela primeira vez no mundo compilada em volume único, a sequência completa das páginas dominicais que apresentaram Zé Carioca para o mundo (sem falar, nada menos, do que ver ali a mais que aguardada reestreia da produção nacional). 

Ou conhecer melhor a gênese do Superpato e comemorar os 50 anos da revista TIO PATINHAS — ambas por vir. 

E onde mais o leitor poderia encontrar dez graphic novels Disney enfileiradas? Pois assim é PATETA REPÓRTER, a 24ª edição de DISNEY TEMÁTICO (na lista organizada pelo Planeta Gibi, bom dizer). O gibi sai nesta segunda, com texto ilustrado situando os leitores na série, totalmente inédita no Brasil, e entrevista exclusiva com seus criadores, os italianos Teresa Radice e Stefano Turconi.

E olha que DISNEY TEMÁTICO nem se trata propriamente de um título, porque a Abril continua a tratá-lo como edições independentes.

Já é hora da editora dar a essa coleção o status de título e numerá-lo, ainda que somente nas páginas internas, fazendo reconhecer a importância da contribuição de suas edições à história da publicação dos quadrinhos Disney no Brasil. EDIÇÃO EXTRA levou seis anos e quase 40 edições para ser organizada pela Abril em coleção única e sequencialmente numerada. DISNEY TEMÁTICO já provou que não precisaria esperar tanto.

(Aproveite e visite o blog dos autores italianos.) 


DISNEY TEMÁTICO #24
PATETA REPÓRTER
Editora Abril, Walt Disney.
Edição especial, formato 13,4 x 19 cm, 304+4 páginas cor, lombada quadrada, capa cartonada especial, R$ 16,00, distribuição setorizada.
Lançamento dia 26.
Capa: Stefano Turconi.
Editor: Paulo Maffia.
Todas as HQs: roteiro de Teresa Radice, desenhos de Stefano Turconi.

Página 6
Parem as prensas!
Um guia com as citações e referências desta fantástica série!

Página 9
Cronista por Acaso
Cronista per caso, I TL 2807-1, 2009

Página 41
O Pote Suspeito
Vasetto sospetto, I TL 2808-3, 2009

Página 69
Cruzeiro Gelado
Crociera con ghiaccio, I TL 2809-1, 2009

Página 97
Final de Campeonato
Finale di campionato, I TL 2834-2, 2010

Página 128
A Pérola do Rio
La perla del fiume, I TL 2835-2, 2010

Página 158
O Guarda-Chuva, o Chapéu e o Garoto
Un ombrello, un cappello, un monello, I TL 2836-2, 2010

Página 185
Escola de Voo
Scuola di volo, I TL 2883-2, 2011

Página 212
O Caso dos Dez Jacarezinhos
Dieci piccoli caimani, I TL 2885-2, 2011

Página 241
O Pianista Intocado
Il pianista suonato, I TL 2887-2, 2011

Página 270
Coisa de Outro Mundo
Cose dell'altro mondo, I TL 2947-1, 2012

Página 300
Os Cronistas da Diversão
Uma entrevista exclusiva com os autores italianos de Pateta, Repórter!








DISNEY TEMÁTICO são volumes independentes lançados pela Editora Abril com regularidade desde abr/12, com A HISTÓRIA DE PATÓPOLIS, e, antes disso, desde set/09, com DUCKTALES: A ODISSEIA DO OURO. Confira a lista completa:

1: DUCKTALES — A ODISSEIA DO OURO — set/09 (leia mais aqui)

2: AS GRANDES AVENTURAS DO MICKEY — dez/09 (leia mais aqui)
3: SUPERPATO 40 ANOS — dez/09 (leia mais aqui)
4: ESCOTEIROS MIRINS SEMPRE ALERTA — out/11 (leia mais aqui)
5: A HISTÓRIA DE PATÓPOLIS — abr/12 (leia mais aqui)
6: FUTEBOL 2012 — mai/12 (leia mais aqui)
7: DISNEY OLÍMPICO — jun/12 (leia mais aqui)
8: VELHO OESTE — jul/12 (leia mais aqui)
9: HORROR — ago/12 (leia mais aqui)
10: AGENTE SECRETO — set/12 (leia mais aqui)
11: ZÉ CARIOCA 70 ANOS VOLUME 1 — out/12
12: ZÉ CARIOCA 70 ANOS VOLUME 2 — nov/12 (leia sobre estas edições aqui e aqui)
13: AS NOVAS AVENTURAS DO SUPERPATO: A ORIGEM — jan/13 (leia mais aqui)
14: EPIC MICKEY 2 — jan/13
15: O PAÍS DOS METRALHAS — fev/13 (leia mais aqui)
16: NO FUNDO DO MAR — 25/mar/13 (leia mais aqui)
17: SUPER-HERÓIS — 10/abr/13 (
leia mais aqui)
18: VIAGENS FANTÁSTICAS — 25/abr/13 (leia mais aqui)
19: VELOZES E DESASTROSOS — 10/mai/13 (leia mais aqui)
20: VIKINGS — 24/mai/13 (leia mais aqui)
21: LENDAS DA ANTIGUIDADE — 10/jun/13 (leia mais aqui)
22: PIRATAS — 25/jun/13 (leia mais aqui)
23: NA TERRA DOS FARAÓS — 25/jul/13 (leia mais aqui)
24: PATETA REPÓRTER — 23/ago/13 (leia mais aqui e aqui)
25: SUPERPATO: O LEGADO — 25/set/13 (leia mais aqui)
26: MONSTROS — 25/out/13
27: TIO PATINHAS 50 ANOS DA REVISTA VOLUME 1 — 25/nov/13
28: TIO PATINHAS 50 ANOS DA REVISTA VOLUME 2 — 23/dez/13


Por E. Rodrigues

JÁ NO AR:
PLANETA GIBI COMIC SHOP com novo visual e novos recursos.
Comprar seus gibis ficou muito mais gostoso!
Clique aqui e confira.

17 comentários:

  1. Apenas um pensamento, não é uma crítica, onde diz:

    "Já é hora da editora dar a essa coleção o status de título e numerá-lo, ainda que somente nas páginas internas"


    A mania do homem de sempre rotular. Pra que? Por que a humanidade é tão viciada em rótulos?

    Que venha a edição, pois não tenho comprados os temáticos. O último que comprei foi aquele "A história de Patópolis", mas isso se deve ao fato de que já venho comprando mensais, almanaques, BIGs. Mas essa daí eu quero comprar sim. Algo que me diz que vou gostar.

    Abraços.

    Fabiano Caldeira.


    ResponderExcluir
  2. Esta capa ficou mesmo muito bacana. As histórias são todas legais. Mais um belo exemplar de Disney Temático. A Abril deveria aproveitar a sugestão da postagem, e fazer os ajustes necessários.

    ResponderExcluir
  3. Sem criar conflito algum, também sou simpático a ideia dos temáticos sem numeração.
    Não compro todos, mas este do Pateta, do SuperPato e Tio Patinhas estão na minha lista de compras.
    Acho que o Morcego Vermelho também merecia um especial só dele.
    Achei a capa bonita do Disney Big 22, mas não gostei, pareceu uma forçação colocá-lo ali. Apenas uma opinião.

    ResponderExcluir
  4. Eu também prefiro sem vínculo com numeração. Até porque não são todos os volumes que compro.

    Eu prefiro assim do jeito que está, uma coleção em aberto, onde qualquer volume pode ser o primeiro.

    A pessoa compra aqueles que mais agrada, e deixa passar aqueles que não curtiu tanto assim.

    E quanto a esse do Pateta, com certeza comprarei!

    ResponderExcluir
  5. Para o leitor eventual a numeração é irrelevante. Para o colecionador, é essencial. Trata-se de uma questão de organização, de referência. Tanto é assim que a numeração sugerida pelo Planeta Gibi passou a ser utilizada até pelo Inducks. Não precisa de um número ostensivo na capa. Bastaria uma referência numérica na codificação das HQs.
    E. Rodrigues

    ResponderExcluir
  6. Hello! We are really honoured to be published in Brasil and hope you will enjoy the book and keep following our stories! Come visit us in our blog!
    Teresa and Stefano, writer and artist of "Pateta Reporter"

    stefanoturconi.blogspot.it

    ResponderExcluir
  7. Ciao, Teresa.

    Pippo Reporter è molto atteso dai lettori e collezionisti di fumetti Disney e meritava un edizione speciale.
    A nome di tutti, grazie per averci fornito tali fumetti di alta qualità e molti dettagli storici.

    Ho appena mandato un email a te.

    Grazie!

    Cordiali saluti.

    Rivaldo Ribeiro

    ResponderExcluir
  8. Eu tb sou a favor de uma numeração, porém sou contra numerar os especiais de xx anos dos personagens. Sim, apenas um gosto pessoal... acho legal sim que todos façam parte de uma mesma "coleção", fica mais fácil até de referenciar as revistas e tudo o mais, e no exterior tb elas são parte da mesma coleção. Sei que comercialmente isso não pode, pq atrapalharia a distribuição, tendo q recolher a anterior qdo a edição do outro mês fosse às bancas, mas agora me pintou uma dúvida...

    Há muito tempo, o Júlio, se n me engano, disse que UM NOVO NOME de publicação tinha um custo mais elevado e coisas do tipo, então a abril aproveitavar um nome já existente para lançar um novo título com aquele nome seria mais barato. Na parte de expediente dessas edições, vejo que todas tem seu próprio nome. Isso seria muito mais caro, não?

    ResponderExcluir
  9. Eu sou colecionadora, mas não de tudo que sai. Por isso que prefiro sem numeração. Se tivesse numeração, e pulando números, a coleção ficaria feia na estante. E pelo menos comigo, me afastaria a vontade de comprar. Mas eu entendo também o lado daqueles que preferem com numeração. São colecionadores também, mas com outro ponto de vista.

    ResponderExcluir
  10. Um novo nome, na verdade é uma marca. E registrar uma marca, além das taxas e outros custos, leva tempo. Vc precisa primeiro levantar se já não existe uma similar para depois entrar com o pedido de registro. Se houver similaridade ou anterioridade, o pedido será rejeitado no ato. Depois de feito o pedido, leva uns dois anos para ele ser deferido ou não. Porque como o processo burocrático é lento, sua pesquisa certamente usou uma base de dados defasada. Durante esses dois anos, pode surgir uma impugnação de alguém que registrou sua marca antes e não apareceu na pesquisa que vc fez. Em sendo o pedido deferido, a marca é sua e vc deve renovar a cada 10 anos. Por isso muitas vezes optávamos por usar uma marca já existente, tipo Edição Extra de Pato Donald. Para evitar toda essa burocracia e alguns custos numa publicação que não seria periódica e sim eventual.

    ResponderExcluir
  11. Júlio, valeu pela resposta. Então, assim, pra publicar cada especial desse é necessário alguma nova "marca" ou vão sob uma já existente?

    ResponderExcluir
  12. Tb prefiro sem numeração, como especiais, afinal, não compro todos os "temáticos", embora tenha comprado todos os últimos lançados! Enfim, Pateta Repórter será um dos que irei comprar após muito tempo de espera!!

    ResponderExcluir
  13. Sérgio, sem querer entrar em explicações técnicas demais, vc pode optar por qualquer das opções. Como essa série de especiais é uma série sem uma periodicidade fechada, tipo semanal ou mensal, e sem um compromisso de ser uma publicação regular que dure 50 anos (daí o "especial")pode ser registrada num ISBN/EAN da vida como publicação, mas sem se preocupar em colocá-la debaixo de algum "guarda-chuva" como antigamente.

    Quando não havia ISSN ou ISBN/código de barras para identificar sua publicação, era importante registrar a marca ou colocá-la sob outra marca sua. Hoje isso não é mais preciso, basta o registro do código de barras.

    A menos, claro, que vá lançar uma publicação nova, sua (não licenciada) e que pretenda que seja lançada periodicamente e que seja seriada.Aí, precisa ter uma marca registrada - além do barcode!

    Espero que, embora de forma sucinta, eu tenha me feito entender! :)

    ResponderExcluir
  14. Sim, o ponto principal, que me fez entender tudo, foi quando vc falou que "Quando não havia ISSN ou ISBN/código de barras para identificar sua publicação, era importante registrar a marca ou colocá-la sob outra marca sua. Hoje isso não é mais preciso, basta o registro do código de barras."

    Acho que isso responde tudo q perguntei, brigado.

    ResponderExcluir
  15. Garanti o meu hoje e já li a primeira história. Ri bastante, achei muito divertido e inteligente o roteiro, além da bela arte e cores meio noir, que ficaram excelentes.

    Congratulations Teresa and Stefano for the great work, the series here had been highly appreciated.
    Youre working on these series creating new stories?

    ResponderExcluir
  16. Comprei ontem, mas ainda não lí. Mas gostei das cores e da diagramação do material.

    ResponderExcluir
  17. só eu que achei que muitas páginas estão com uma impressão muito porca, dando a impressão de estarem borradas? eu consigo perceber quando a página está ok, é perfeito, maravilhoso e de encher os olhos. mas muitas delas estão ruins. eu não voltei à banca para conferir se o problema é só comigo, mas deixo aqui um exemplo de páginas lado a lado de o que quero dizer: páginas 152 e 153. a primeira está ruim, a segunda está perfeita. é só comigo?

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.