' '

20 de mai de 2013

Gibis Disney em junho (parte 1)

FUTEBOL DISNEY 2013 e O RESGATE DO VAPOR WILLIE são dois especiais Disney em formato americano e 52 páginas inéditas cada que a Abril lança em junho, com distribuição nacional. Confira a seguir também o que teremos nos títulos mensais e siga o link de DISNEY BIG #21. Amanhã, aqui, índice completo de LENDAS DA ANTIGUIDADE, especial temático que sai no dia 10 trazendo a muito aguardada HQ de origem do Indiana Pateta. No final de junho, teremos ainda PIRATAS, com mais de 300 páginas inéditas no tema. Acompanhe tudo aqui.



FUTEBOL DISNEY 2013
Edição especial, formato americano (17 x 26 cm), 48+4 páginas, R$ 6,50, distribuição nacional.
Capa: Andrea Freccero (D25747).

Aproveitando o clima da Copa das Confederações e do início do Campeonato Brasileiro, a Abril lança seu especial de futebol do ano (já está se tornando uma tradição), agora em formato americano e 48 páginas inéditas. Mais detalhes em breve.

Relembre esta e outras 5 novidades Disney nesse post.


O RESGATE DO VAPOR WILLIE
Edição especial, formato americano (17 x 26 cm), 48+4 páginas, R$ 6,50, distribuição nacional.
Capa: Corrado Mastantuono (ICSPD32).

Comemorando os 85 anos de Mickey — a Disney considera tal data a estreia do curta animado Steamboat Willie (O Barco a Vapor), em 18/nov/1928 — a Abril lança em junho, com distribuição nacional, este especial em formato americano.

O recheio é Topolino e il fiume del tempo, de Francesco Artibani e Tito Faraci (roteiro) e Corrado Mastantuono (desenhos). A HQ saiu originalmente na Itália para comemorar os 70 anos do camundongo (em 1998, portanto) e acabou rodando o mundo: EUA, Índia, Grécia e vários outros países europeus já puderam se emocionar com a trama que leva Mickey e Bafo a reencontrarem o barco a vapor Willie do cartoon clássico.

Relembre esta e outras 5 novidades Disney nesse post.




PATO DONALD #2419
Revista mensal, 5/jun/13, edição #1783, formato 13,4 x 19 cm, 48+4 páginas, R$ 3,20, distribuição nacional.
Capa: Corrado Mastantuono (ICTL2964).

O gibi abre com os personagens da capa — Donald, Prof. Pardal e Bombom Sorriso — numa HQ de Corrado Mastantuono em clima de faroeste (ITL2964-1, Itália, 2012, 30 páginas).

Depois, Donald e sobrinhos enfrentam problemas numa ilha paradisíaca — problemas que vão além dos preços salgadíssimos praticados por lá. HQ de Paul Halas e do mestre Vicar (D2002-010, Dinamarca, 2003, 16 páginas).

O PATO DONALD foi lançada em julho de 1950, sendo uma das mais antigas revistas brasileiras em circulação contínua. A Editora Abril a considera oficialmente como sua primeira publicação (antes, em maio daquele ano, o editor Victor Civita lançara RAIO VERMELHO, mas como Editora Primavera). O gibi estreou em formatão, tipo magazine. A partir do #22, adotou o formato de aproximadamente 13,5 x 21 cm, que acabou instituindo o jargão "formato Pato". Em jan/61, seu título na capa passou a alternar-se semanalmente entre O PATO DONALD e O PATO DONALD APRESENTA ZÉ CARIOCA — ainda naquela década simplicado para ZÉ CARIOCA, que ficava com a numeração ímpar. Na edição #1470, outro marco: a revista ganhou uma capa em papel couché e teve seu formato reduzido em 2 cm, inaugurando o popular "formatinho", logo adotado por outras publicações de quadrinhos, inclusive de outras editoras, como a RGE (hoje Globo). Em jun/85, no #1751, finalmente a revista voltou a ter numeração independente.



ZÉ CARIOCA #2384
Revista mensal, 5/jun/13, edição # 1270, formato 13,4 x 19 cm, 48+4 páginas, R$ 3,20, distribuição nacional.
Capa de Euclides Miyaura (BCZC2039).

A Moleza Móvel é a história inédita produzida especialmente para este número. O roteiro é de Arthur Faria Jr., com arte de Luiz Podavin e cores de Fernando Ventura.

Seguem-lhe uma boa seleção de republicações, começando com Seção de Reclamações — uma HQ na redação da Patada desenhada por Tony Strobl (S72272, Estados Unidos, 1973, 6 páginas, republicada no Brasil pela última vez em 1987).

Depois, cinco brasileiras, incluindo O Morcego Voador, publicada antes apenas no 2º gibi especial do Morcego Vermelho, de 1973. Com roteiro de Ivan Saidenberg e desenhos de Carlos Edgard Herrero, a trama gira em torno da frustração do nosso herói: "qualquer herói que se preza voa..."

ZÉ CARIOCA surgiu como um mero subtítulo da revista O PATO DONALD #479 (jan/61). E assim seguiu, alternando-se semanalmente com o PATO, por todas suas edições ímpares. No final da década de 1960, a menção ao gibi do amigo desapareceria da capa e de seu expediente, mas a numeração compartilhada seguiria até jun/85, quando ZÉ CARIOCA #1752 chegou às bancas — o primeiro número par da revista. A partir daí, o gibi manteve sua circulação independente.



MICKEY #849
Revista mensal, 5/jun/13, formato 13,4 x 19 cm, 48+4 páginas, R$ 3,20, distribuição nacional.
Capa: Gerben Valkema (HCDD2008-47).

Esta edição abre com uma aventura publicada no início do ano na Itália. Os Exploradores do Amanhã tem roteiro de Francesco Artibani e desenhos de Corrado Mastantuano (ITL2979-1, Itália, 2013, 35 páginas).

Depois, fugindo de suas tarefas domésticas, Mickey acaba cruzando com um disco voador comandado por alienígenas similares a dinossauros. Roteiro de Stefan Petrucha e desenhos de José Antonio González (D2008-050, Dinamarca, 2012, 10 páginas).

MICKEY foi lançado pela Editora Abril em out/52. Com mais de 60 anos, portanto, ocupa o honrado posto de segundo gibi brasileiro mais antigo em circulação (o primeiro é O PATO DONALD). Possui uma notável legião de colecionadores, atraída sobretudo pela mítica raridade das cem primeiras edições.



TIO PATINHAS #575
Revista mensal, 5/jun/13, formato 13,4 x 19 cm, 80+4 páginas, R$ 4,95, distribuição nacional.
Capa de Arild Midthun (D25807).

Continuando a saga Escoteiros Mirins — Viajantes do Tempo, esta edição abre com o 6º capítulo da série. Aqui, os escoteiros e Tio Patinhas voltam à época onde uma ancestral de Maga Patalójika é nada menos que uma pirata. Roteiro de Tormod Løkling e desenhos de Arild Midthun (D2012-068, Dinamarca, 2012, 14 páginas).

Superpato, Urtigão, Peninha... todos juntos numa HQ de ladrões de galinha! Roteiro de Tito Faraci e desenhos de Giorgio Cavazzano (I/D2010-006, Itália & Dinamarca, 2010, 36 páginas).

Maga Patalójika exerce mais uma vez sua malvada criatividade na HQ seguinte, de Noel Van Horn (D2011-038, Dinamarca, 2012, 8 páginas). O artista também assina a história que fecha a edição (D2011-021, Dinamarca, 2012, 10 páginas), com Tio Patinhas, Donald e sobrinhos.

Antes, Tio Patinhas, Donald, Gastão, Margarida e sobrinhos vão ter a oportunidade de demonstrar seus talentos durante a filmagem de Ali Babá. Seriam os ladrões de mentirinha? Trama de Michael Rudolph, roteiro do casal McGreal e desenhos de Cèsar Ferioli Pelaez (D2012-037, Dinamarca, 2012, 10 páginas).

TIO PATINHAS foi lançada pela Editora Abril em dez/63 com o título ALMANAQUE TIO PATINHAS. Esse prenome seria abandonado em out/70, na edição #64 — não por acaso, em seguida a Editora Abril lançaria o ALMANAQUE DISNEY, que viria a herdar seções clássicas da revista do velho muquirana, como Maravilhas da Natureza e Zoo Disney. Inicialmente com periodicidade irregular, somente em mai/66, na edição 10, TIO PATINHAS se tornou mensal — cabe registrar que, exatamente como ocorrido com ZÉ CARIOCA, TIO PATINHAS também era considerada uma edição avulsa de O PATO DONALD (como registrado no prefixo de capa de seus primeiros números e, mais claramente, em seus expedientes). Outra curiosidade é um fato ainda desconhecido por muitos: a edição #9 foi publicada com duas capas diferentes — uma delas foi recolhida e hoje é mais rara que a própria #1.



PATETA #25
Revista mensal, 5/jun/13, formato 13,4 x 19 cm, 48+4 páginas, R$ 3,20, distribuição nacional.
Capa: Andrea Freccero (ICCD412).

Esta edição abre com uma aventura do Superpateta. Roteiro de Riccardo Pesce e desenhos de Lorenzo Pastrovicchio (ITL2852-4, Itália, 2010, 22 páginas).

O destaque do gibi, no entanto, fica com o impressionante visual do 4º episódio de A História da Arte — série de HQs independentes, ainda eventualmente produzidas na Itália, roteirizadas por Roberto Gagnor. Aqui, tratando de arte medieval, os desenhos ficam a cargo de Vitale Mangiatordi (ITL2925-3, Itália, 2011, 20 páginas).

Leia mais sobre A História da Arte aqui.

TODA A HISTÓRIA DA ARTE:
Roteiros: Roberto Gagnor
Desenhos: Paolo De Lorenzi, Vitale Mangiatordi*, Stefano Zanchi**

1
A Primeira HQ de Todos os Tempos
Il primo fumetto della storia
, 20 páginas, 2011
MICKEY #840, set/2012


2
(Inédita no Brasil)
Il romantico papiro di Paperinubi, 20 páginas, 2011

3
(Inédita no Brasil)
Le tre o quattro fatiche di Paperogate di Creta*, 20 páginas, 2011
4
Mestre Mickyus e o Portal Revelador
Mastro Topolinius e il portale rivelatore
*, 20 páginas, 2011
PATETA [3S] #25, jun/2013


5
Pateta Della Francesca e o Retrato da Conspiração
Pippo della Francesca e il ritratto del complotto
, 20 páginas, 2011
PATETA [3S] #16, set/2012


6
(Inédita no Brasil)
Paperin Monet e il salon De'Paperon*, 20 páginas, 2012

7
As Obras-Primas Paradoxais
Topolino e i capolavori paradossali
, 20 páginas, 2012
PATETA [3S] #16, set/2012


8
(Inédita no Brasil)
Zio Paperone e l'avventura dell'arte futura*, 20 páginas, 2012

9
(Inédita no Brasil)
Peggy Duckenheim e le tovaglie astratte, 28 páginas, 2012

10
(Inédita no Brasil)
Topolin Murat e i misteri di Pompei**, 20 páginas, 2015

11
(Inédita no Brasil)
Zio Paperone e l'enigma della sposa etrusca**, 20 páginas, 2015


PATETA teve sua terceira série lançada pela Editora Abril em jun/11. As série anteriores tiveram 56 edições (entre set/82 e out/84) e 26 edições (entre set/04 e dez/06).


MINNIE #25
Revista mensal, 5/jun/13, formato 13,4 x 19 cm, 48+4 páginas, R$ 3,20, distribuição nacional.
Capa: Corrado Mastantuono (ICM42).

Primeiro, Minnie salva uma raposa de uma caçada. HQ cheia de detalhes, desenhados pelo mestre Cavazzano (roteiro de François Corteggiani, arte-final e Sandro Zemolin). Com Clarabela e Pluto (IM61-1, 1998, Itália, 33 páginas).

Depois, Minnie dá aulas de namoro a suas sobrinhas Tiny e Lily. Roteiro de Nino Russo, desenhos de Giuseppe Zironi, arte-final de Massimiliano Calò (IM26-6, 1995, Itália, 13 páginas).

MINNIE teve esta série lançada pela Editora Abril em jun/11. A série anterior teve apenas três edições, num interessante formatinho diferenciado, chamada MINNIE POCKET LOVE.



DISNEY BIG #21
Revista bimestral, 10/jun/13, formato 13,4 x 19 cm, 304+4 páginas, capa cartonada, lombada quadrada, R$ 13,00, distribuição nacional.
Capa: Fabio Pochet (IC TD   42).

Veja o índice completo desta edição e saiba mais sobre Crocante aqui.

DISNEY BIG foi lançado pela Editora Abril em dez/08. Meio desacreditado de início (era para ser uma edição única), o gibizão surpreendeu e passou a circular semestralmente. Em seguida, diminuiu a periodicidade para trimestral e, em 2011, para bimestral. Seleção impecável de HQs Disney, sempre com grandes mestres americanos, brasileiros e europeus. Seu sucesso gerou em 2012 os "filhotões" DISNEY JUMBO (com mais de 500 páginas) e MEGA DISNEY (mais de 800 — o maior gibi Disney do mundo).


Editor: Paulo Maffia
Indexação: Inducks


Por E. Rodrigues





AMANHÃ...


Relembre esta e outras 5 novidades Disney nesse post.

9 comentários:

  1. AMEI ESSE POST!
    TUDO DE BOM!
    MUITA NOVIDADE NOTA DEZ!
    E AS CAPAS FICARAM SHOW!

    ResponderExcluir
  2. Capas lindas, uma mais linda que a outra. Do conteúdo, fico com Tio Patinhas, que é a revista que venho acompanhando ininterruptamente desde Janeiro e tem me deixado satisfeito.

    Ia comprar a do Pateta, pois faz tempo que não compro mensal dele (desde o número 11), mas após ler aqui que há uma parte de uma certa saga, acho melhor eu esperar que ela se acabe. O que eu vou fazer com uma parte de uma saga já que não tenho as outras?

    Obrigado por compartilhar todo esse conteúdo!

    Abraços.

    Fabiano Caldeira.

    ResponderExcluir
  3. Esperamos que a ausência do Al Hubbard na Tio Patinhas seja temporária... Mais um pouco e finalmente a obra completa dele estaria publicada no Brasil.

    ResponderExcluir
  4. A História da Arte é uma série com variações sobre o mesmo tema. Não há ligação entre um episódio e outro.

    E. Rodrigues

    ResponderExcluir
  5. Tudo tão bonito que dá gosto de ver. Adoro formatinho, mas considero muito importante a diversidade de formatos para as publicações Disney, estes especiais Futebol e Vapor Willie serão muito bem vindos. Lendas da Antiguidade é a mais bela capa de publicação Disney dos últimos tempos.

    ResponderExcluir
  6. Obrigado pelo esclarecimento. Como disse antes, capas muito lindas.

    ResponderExcluir
  7. Haja dinheiro! Infelizmente fico só com as mensais. :/

    ResponderExcluir
  8. voce poderia indicar aonde foram publicados os episódios anteriores da série "história da arte"?

    ResponderExcluir
  9. OK, Magnus. Tanto este post quanto o original da série (link acima) foram atualizados com a lista de episódios.
    Abs.
    E. Rodrigues

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.