' '

8 de mai de 2013

Checklist maio 2013 — Variados & Mangás

A JBC lança THE INNOCENT e retoma CDZ NEXT DIMENSION e HUNTER X HUNTER, parados desde meados do ano passado. A Mythos estreia JUIZ DREDD MEGAZINE (veja detalhes, press release, capa e prévia das HQs abaixo). Nas livrarias, a Nemo põe o penúltimo volume da COLEÇÃO MOEBIUS: CRÔNICAS METÁLICAS (veja todos os detalhes e prévia abaixo) e o álbum inédito de SNOOPY — A FELICIDADE É UM COBERTOR QUENTINHO!. ATUALIZADO: os mangás da Panini (com estreias, pausa e despedida).
.........................................................................
Mangás:

:: JBC ::
ANOTHER #4
Revista mensal, 190 páginas p&b + 4 páginas cor, formato 13,5 x 20,5 cm, R$ 13,90, distribuição setorizada.

CARD CAPTOR SAKURA #12
Revista mensal, 184 páginas p&b + 16 páginas cor, formato 13,5 x 20,5 cm, R$ 14,90, distribuição setorizada.

OS CAVALEIROS DO ZODÍACO: NEXT DIMENSION #6
Revista mensal, 150 páginas cor, formato 13,5 x 20,5 cm, R$ 14,90, distribuição setorizada.

CAVALEIROS DO ZODÍACO: SAINT SEIYA #16
Revista mensal, 184 páginas p&b, formato 13,5 x 20,5 cm, R$ 11,90, distribuição setorizada.

DIÁRIO DO FUTURO #4
Revista mensal, 205 páginas p&b + 4 páginas cor, formato 13,5 x 20,5 cm, R$ 13,90, distribuição setorizada.

FAIRY TAIL #30
Revista mensal, 200 páginas p&b, formato 13,5 x 20,5 cm, R$ 11,90, distribuição setorizada.

HUNTER X HUNTER #31
Revista mensal, 190 páginas p&b, formato 13,5 x 20,5 cm, R$ 11,90, distribuição setorizada.

LEVEL E #3
Revista mensal, 190 páginas p&b, formato 13,5 x 20,5 cm, R$ 11,90, distribuição setorizada.

LOVE HINA #2
Revista mensal, cerca de 200 páginas p&b e cor, formato 15 x 21 cm, R$ 14,50, distribuição setorizada.

NURA: A ASCENSÃO DO CLÃ DAS SOMBRAS #8
Revista mensal, 190 páginas p&b, formato 13,5 x 20,5 cm, R$ 11,90, distribuição setorizada.

RANMA ½ #38
Revista mensal, 200 páginas p&b, formato 13,5 x 20,5 cm, R$ 10,90, distribuição setorizada. Último número. Lançamento reprogramado.

RG VEDA #7
Revista mensal, 192 páginas p&b + 8 páginas cor, formato 12 x 18 cm, R$ 11,90, distribuição setorizada.

RUROUNI KENSHIN #7
Revista mensal, 200 páginas p&b, formato 13,5 x 20,5 cm, R$ 13,90, distribuição setorizada.

SOUL EATER #10
Revista mensal, 200 páginas p&b, formato 12 x 18 cm, R$ 10,90, distribuição setorizada.

THE INNOCENT
Edição especial, 200 páginas p&b, formato e preço não divulgados, distribuição setorizada.

FREEZING #11
Revista bimestral, 200 páginas p&b + 8 páginas cor, formato 13,5 x 20,5 cm, R$ 12,90, distribuição setorizada. Desaconselhável para menores de 18 anos.


:: PANINI ::

BEELZEBUB #5
de Ryuei Tamura
Série mensal ainda em andamento. Última edição no Japão é a #21. Formato 13,7 x 20 cm, 192 páginas, R$ 10,90.
A dupla Beel e Oga está de volta e pronta pra encarar o Toujou! Com Hilda e Furuichi na plateia, começa o duelo entre os dois caras mais terríveis de Ishiyama! Não tem como uma parada dessas acabar bem!

BLACK BIRD #17
de Kanoko Sakurakouji
Revista bimestral em 18 volumes. Formato 13,7 x 20 cm, 192 páginas, R$ 10,90.
Misao é a Senka, o sacrifício que traz prosperidade às ayakashis. Kyo, o líder dos tengus, conseguiu tê-la para si. O grande amor dos dois a acalenta e, ao mesmo tempo, a ameaça, mas Kyo deseja salvá-la a qualquer custo. O destino traz um fio de esperança, mas o preço pode ser mais alto do que os dois podem pagar...

BLOOD C #1
de Ryou Haduki, Production I.G, CLAMP
Série bimestral ainda em andamento. Última edição no Japão é a #4. Formato 13 x 18 cm, 176 páginas, R$ 10,90.
Saya Kisaragi é a sacerdotisa do templo de uma pacata cidadezinha e passa seus dias entre seu ofício e a escola. Mas a cidade e seus amigos se tornam alvo de criaturas monstruosas, os “antigos”, e cabe a ela empunhar a espada para enfrentá-los!

BLOOD LAD #7
de Yuuki Kodama
Série bimestral ainda em andamento. Última edição no Japão é a #8. Formato 13 x 18 cm, 184 páginas, R$ 10,90.
Deixando a casa da Bell pra trás, Staz e Fuyumi enfrentam o impressionante trabalho em equipe do Team Fearless e suas armas de prata, mas a urgência em resolver a instabilidade da existência da Fuyumi dificulta as coisas! No mundo dos humanos, Bell encontra Wolf em uma caça ao tesouro bem diferente...

DEADMAN WONDERLAND #11
de Jinsei Kataoka e Kazuma Kondou
Série bimestral ainda em andamento. Última edição no Japão é a #11. Formato 13 x 18 cm, 200 páginas, R$ 10,90. Atenção, este mangá está entrando em hiato tanto no Japão quanto no Brasil.
A incursão do grupo de Makina na Deadman Wonderland, que está sob o controle de Toto Sakigami e da Wretched Egg, encontra um obstáculo fortíssimo e a vida de Ganta e Senji corre grande perigo. Enquanto isso, no submarino Walfisch, o diário de Sorae Igarashi revela a todos o terrível passado de Shiro e as atrocidades de Rinichiro Hagire.

DRAGON BALL #13
de Akira Toriyama
Série mensal em 42 volumes. Formato 13,7 x 20 cm, 192 páginas, R$ 10,90.
O Grande Rei Piccolo está muito próximo do seu objetivo de reunir as Esferas do Dragão! Em meio ao desespero, Mestre Kame toma uma medida drástica. E Goku parte em busca de um novo treinamento que amplie ainda mais sua força e habilidades!

GANTZ #34
de Hiroya Oku
Revista bimestral ainda em andamento. Última edição no Japão é a #36. Formato 13,7 x 20 cm, 216 páginas, R$ 11,90.
Os guerreiros das esferas negras continuam sua luta contra adversários cada vez mais monstruosos, ou em busca de seus entes queridos. Em meio à guerra, surge uma nova frente de batalha para combater os invasores extraterrestres!

HIGHSCHOOL OF THE DEAD — FULLCOLOR #1
de Daisuke Sato e Shouji Sato
Série bimestral ainda em andamento. Última edição no Japão é a #7. Formato 18,2 x 25,7 cm, 176 páginas, R$ 24,90.
Agora, com as cores dos mortos! Para alguns, levar um fora da pessoa amada já é praticamente o fim do mundo. Para Takashi Komuro, levar um fora de Rei Miyamoto foi difícil, mas pareceu fichinha perto do início do fim do mundo... literalmente. Uma estranha doença se espalha rapidamente pela escola e pelo mundo! Tirar notas boas não é mais prioridade: agora, eles precisam sobreviver!

KEKKAISHI #19
de Yellow Tanabe
Série bimestral em 35 volumes. Formato 13,7 x 20 cm, 192 páginas, R$ 10,90.
Os sucessores legítimos de Karasumori recebem uma misteriosa mensagem e uma nova profecia anuncia uma catástrofe iminente. Preocupado com o futuro do local, Yoshimori recorre aos tengus, e enviados da Urakai surgem com suspeitas sobre a sua família...

KIMI NI TODOKE #13
de Karuho Shiina
Revista bimestral ainda em andamento. Última edição no Japão é a #18. Formato 13,7 x 20 cm, 176 páginas, R$ 10,90.
Um passeio à praia promete deixar Sawako um pouco menos tímida, enquanto Ryu decide tomar a iniciativa para conquistar a Yoshida! As férias terminam, e Sawako decide conhecer a família de Kazehaya! Além disso, uma excursão escolar promete formar novos casais! Quem serão os felizardos?

MAD LOVE CHASE #5
de Kazusa Takashima
Série bimestral completa em 5 volumes. Formato 13 x 18 cm, 176 páginas, R$ 10,90.
Mesmo em lados opostos, a amizade entre Yamato e Taiki continua inabalável. Touma e Souya, em respeito, decidem auxiliar Yamato contra os novos perseguidores. No entanto, uma intervenção do próprio Rei dos Demônios, em resposta a exigências da Princesa Vita, dá um fim dramático à vida pacífica do príncipe e dos três emissários no mundo dos humanos! A louca busca por amor chega ao seu emocionante final!

NARUTO #60
de Masashi Kishimoto
Série mensal ainda em andamento. Última edição no Japão é a #64. Formato 11,4 x 17,7 cm, 192 páginas, R$ 10,90.
Apesar de os outros campos de batalha já terem sido dominados pela Aliança Shinobi, Naruto e Killer Bee continuam lutando contra o homem mascarado, os jinchuurikis e suas respectivas bijuus. E os cinco kages enfrentam, a muito custo, o Madara Uchiha trazido de volta pelo Edotensei de Kabuto...

NARUTO EDIÇÃO POCKET #36
de Masashi Kishimoto
Série mensal ainda em andamento. Última edição no Japão é a #64. Formato 11,4 x 17,7 cm, 192 páginas, R$ 9,50.
Asuma e Shikamaru saem em busca do paradeiro do corpo de Chiriku, o que os leva ao encontro de Kakuzu e Hidan. Porém, encontrar e encurralar essa dupla da Akatsuki traz complicações trágicas e irreversíveis aos valentes ninjas da Vila da Folha...

MITO DE ARATA #11
de Yuu Watase
Série bimestral ainda em andamento. Última edição no Japão é a #18. Formato 13,7 x 20 cm, 192 páginas, R$ 10,90.
Mais do que um ícone do amor, a árvore dos casais simboliza o quanto a relação entre duas pessoas que se amam pode ser complexa... O ódio do shou Yataka pela Hime-ou não conhece fronteiras... Apenas no mais profundo abismo, em uma dimensão de onde nada consegue escapar, a verdade por trás da relação entre os dois será descoberta! Mas o ódio só existe porque ocupa o espaço deixado pelo amor... Caberá a Arata trazer razão a um coração despedaçado!

ONE PIECE #16
de Eiichiro Oda
Série mensal ainda em andamento. Última edição no Japão é a #7. Formato 13,7 x 20 cm, 192 páginas, R$ 10,90.
No Reino de Drum, Luffy e Sanji enfrentam uma perigosa escalada ao Castelo de Drum para levar Nami a uma famosa médica e seu peculiar assistente. Mas Wapol, o antigo rei do local, pretende retomar o poder e passar por cima de quem estiver em seu caminho!

PSYCHIC DETECTIVE YAKUMO #2
de Suzuka Oda e Manabu Kaminaga
Série ainda em andamento. Última edição no Japão é a #8. Formato 13 x 18 cm, 176 páginas, R$ 10,90.
Yakumo e Haruka novamente têm seus destinos cruzados ao se depararem com um novo caso de possessão por espírito, sequestro, assombrações e assassinatos. Na corrida contra o tempo para salvar a filha do superintendente da polícia e uma vítima de sequestro por um serial killer, será desencavado o lado mais sombrio de uma poderosa família...

RESIDENT EVIL — BIOHAZARD: MARHAWA DESIRE #3
de CAPCOM e Naoki Serizawa
Série ainda em andamento. Edição mais recente no Japão é a #4. Formato 13 x 18 cm, 176 páginas, R$ 10,90.
O Colégio Marhawa está tomado por uma contaminação biológica, mas a instituição não está preparada para enfrentar um incidente dessas proporções! Isolados, Ricky e o Dr. Doug sabem que precisam lutar sozinhos pela própria sobrevivência e, se possível, impeder que a contaminação se alastre! No entanto, tudo leva a crer que a contaminação não foi um acidente! Quem estará por trás dessa terrível tragédia?

VAMPIRE KNIGHT #16
de Matsuri Hino
Série bimestral ainda em andamento. Última edição no Japão é a #18. Formato 11,4 x 17,7 cm, 192 páginas, R$10,50.
Essa nova Turma Noturna está dando o que falar! Assim como a nova pastilha de sangue de Sara Shirabuki… Será que Yuuki vai conseguir firmar sua liderança? E o que Kaname pretende? 


.........................................................................
Nas bancas:
• EC Publications / Warner Bros.
MAD #58
Panini
Revista mensal, formato 20,5 x 27,5 cm, 40+4 páginas cor, R$ 7,20, distribuição nacional.

• Hanna-Barbera / Warner Bros.
SCOOBY-DOO — MISTÉRIO S/A #4
Panini
Revista trimestral, formato 14,7 x 24,5 cm, 64+4 páginas cor, R$ 5,30, distribuição nacional.

• DreamWorks Classics
LULUZINHA #27
Pixel
Revista mensal, formato 13,5 x 19 cm, R$ 3,1048+4 páginas cor, distribuição nacional.

BOLINHA #25
Pixel
Revista mensal, formato 13,5 x 19 cm, 48+4 páginas cor, R$ 3,10, distribuição nacional.

LULUZINHA TEEN E SUA TURMA #49
Pixel
Revista mensalformato 17 x 24 cm, R$ 4,9064+4 páginas p&b, distribuição nacional.

• Harvey / DreamWorks Classics
GASPARZINHO #10
Pixel
Revista mensalformato 13,5 x 19 cm, 48+4 páginas cor, R$ 3,10, distribuição nacional.

RIQUINHO #10
Pixel
Revista mensalformato 13,5 x 19 cm, 48+4 páginas cor, R$ 3,10, distribuição nacional.

BRASINHA #5
Pixel
Revista mensal, formato 13,5 x 19 cm, 48+4 páginas cor, R$ 3,10, distribuição nacional.

• King Features Syndicate
RECRUTA ZERO #8
Pixel
Revista bimestral, 64+4 páginas cor, formato 13,5 x 19 cm, R$ 4,50, distribuição nacional.

• Walter Lantz / Universal
PICA-PAU E SEUS AMIGOS #67
Deomar
Revista mensal, 32+4 páginas cor, formato 13,5 x 21 cm, R$ 3,90, distribuição nacional.

• Skybound / Image
THE WALKING DEAD #8
HQM Editora
Revista mensal, 32+4 páginas, formato americano, R$ 3,90, distribuição nacional.


• Viacom
TARTARUGAS NINJA #8
Panini
Revista mensal, 24+4 páginas, formato americano, R$ 4,90, distribuição setorizada.

• Rebellion
JUIZ DREDD MEGAZINE #1
Mythos
Revista mensal, formato 20,5 x 27,5 cm, 64+4 páginas, miolo couché, R$ 10,90.
Vide capa e prévia no final deste post.
Imagine uma publicação que reúna mensalmente autores do calibre de Alan Moore, Dave Gibbons, Brian Bolland, Pat Mills, Dan Abnett, John Wagner, Carlos Ezquerra e outros expoentes das HQs, trazendo o melhor da produção em quadrinhos inglesa nos últimos 20 anos. Essa é a proposta de Juiz Dredd Megazine, nova revista mensal da Mythos Editora, que chega às bancas no início de maio. Encabeçada pelo truculento e implacável Juiz Dredd — ausente das bancas nacionais desde 2004 —, a publicação reúne histórias lançadas nas tradicionais revistas britânicas 2000 AD e Judge Dredd Megazine, e mescla personagens já conhecidos do público brasileiro, como o guerreiro bárbaro Sláine, a séries inéditas, como Área Cinzenta, Nikolai Dante, Áquila, Distorções Temporais e outras. Com 68 páginas em papel couchê e formato magazineJuiz Dredd Megazine surge como uma opção aos tradicionais quadrinhos de super-heróis americanos, enveredando pela ficção científica e pela fantasia, com enredos criativos, muita ação e pitadas do sutil humor britânico. A publicação já tem pelo menos seis edições garantidas, e sua continuidade depende apenas da receptividade dos leitores brasileiros. 
Conheça um pouco mais sobre as séries de Juiz Dredd Megazine:
Juiz Dredd: No futuro não muito distante, uma guerra nuclear destruiu a maior parte do planeta. Restaram apenas algumas megalópoles protegidas por redes de defesa antimíssil — as megacidades. A maior delas é Mega-City Um, aglomerado urbano que ocupa a antiga costa leste dos Estados Unidos. A superpopulação é brutal e a maior parte dos habitantes não tem outra opção além de viver em enormes condomínios verticais, cuja elevada concentração populacional não ajuda a reduzir as tensões, agravadas pelo desemprego elevadíssimo de quase 90% (a grande maioria dos trabalhos em Mega-City é feita por robôs). Depois da guerra, Mega-City abandonou de vez o sistema democrático e passou a ser governada pelo Departamento de Justiça, formado por juízes que acumulam a função de juiz, júri e executor — um sistema de justiça imediata criado para combater a criminalidade fora de controle das megacidades. O mais famoso juiz de Mega-City Um é Joseph Dredd, um clone do antigo juiz-chefe do Departamento de Justiça, Eustace Fargo, criador do conceito de justiça imediata. Treinado desde o nascimento para ser o magistrado perfeito, há décadas Dredd protege Mega-City Um de criminosos como o demônio extradimensional Juiz Morte, o ciborgue psicopata Máquina Malvada e até seu próprio “irmão” clone, Rico Dredd. São quase cinquenta anos de carreira nas ruas de Mega-City. Dredd tem conseguido superar as limitações da idade com a ajuda de sua incomparável determinação (e da tecnologia médica avançada de Mega-City, claro). Cronologicamente, estamos no ano 2126 e, apesar de todos os percalços, a lei dos juízes ainda governa Mega-City Um. E DREDD É A LEI!
Sláine: Séculos antes da conquista romana e do surgimento do cristianismo, a região que constitui hoje a Europa ocidental era habitada pelos celtas, uma sociedade tribal que dominou a maior parte do continente até a chegada dos romanos. De uma dessas tribos, a Sessair, surgiu Sláine, guerreiro do Ramo Vermelho destinado a se tornar o primeiro grande rei da Irlanda. Expulso de sua tribo por ter ousado dormir com a mulher do líder, Sláine vaga por Tir Nan Og (a Terra dos Jovens, lar dos celtas) na companhia de Ukko, um anão de moralidade duvidosa. Juntos, os dois armam uma infinidade de esquemas para ganhar dinheiro enquanto Sláine planeja o retorno à sua tribo.
Área Cinzenta: No futuro não muito distante, o primeiro contato da humanidade com uma espécie alienígena acabou em tragédia quando um nanovírus utilizado pelos extraterrestres para se comunicar com outras espécies revelou-se inesperadamente letal para a raça humana. Muitos morreram, enquanto outros sofreram mutações genéticas. Esse incidente ficou conhecido como “A Saudação” (porque a intenção dos alienígenas era simplesmente saudar a humanidade e recebê-la entre as outras civilizações da galáxia) e os mutantes gerados por ele são chamados de “saudados”. A Saudação motivou a humanidade a proteger melhor suas fronteiras. Uma rede de satélites de defesa foi colocada no espaço para impedir incursões alienígenas ilegais, e os visitantes legais (oficialmente chamados de “exoterrestres” ou simplesmente “exos”) são submetidos a diversos exames antes de pisar no planeta e deixados de quarentena em um local conhecido como Zona Global de Exossegregação, popularmente chamado de Área Cinzenta. O lugar rapidamente se tornou um gueto alienígena, onde a ordem precisa ser mantida pelas forças de elite da Divisão de Exotransferência Controlada, ou ETC. A série acompanha uma das equipes da ETC comandada pelo autoritário capitão Janzen.
Nikolai Dante: No distante século 27, a Rússia é novamente um império, governada com mão de ferro pelo czar Vladimir, o Conquistador, que estendeu seu domínio sobre a maior parte do planeta — e até mesmo sobre outros planetas! Essa dominação, porém, não tornou mais fácil a vida dos cidadãos, ainda empobrecidos e assolados pelo crime. Um dos criminosos russos de maior destaque é o ladrão e trambiqueiro Nikolai Dante, filho da temível pirata Katarina Dante, que o abandonou na infância. Seu pai é desconhecido. Obrigado a sobreviver nas ruas, Dante desenvolveu grandes habilidades de ladrão, lutador e sedutor. Mas um encontro com a filha e herdeira do czar, Eugenia Vladimirovna Makarova (ou Jena Makarov, para os amigos, o que Dante certamente não é…), mudará para sempre a sua vida!
Histórias curtas: Ao contrário das HQs americanas, que geralmente trazem apenas uma história por edição, a 2000 AD costuma trazer várias (por norma, capítulos de histórias) em cada número. Com sua periodicidade semanal, é comum haver necessidade de cobrir espaços na revista por atrasos na entrega de alguma série. Também é preciso publicar novos autores, já que há um risco muito grande em se contratar um novato para fazer uma série longa sem saber se ele será capaz de manter a qualidade — e periodicidade — em seu trabalho. Para unir o útil ao agradável, a 2000 AD publica um grande número de histórias curtas trazendo as mais diversas temáticas (choques futuristas, distorções temporais, contos robóticos, etc.). Um dos autores que fez muitas dessas histórias foi Alan Moore, então em início de carreira nos quadrinhos. Esse material é completamente inédito em português e merece ser visto pelo público brasileiro. Além de Moore, há várias outras histórias curtas de grandes autores britânicos no acervo da 2000 AD, que poderemos publicar no futuro. 
.........................................................................
Nas livrarias:
• Moebius
COLEÇÃO MOEBIUS: CRÔNICAS METÁLICAS
Nemo
Formato 24 x 32 cm, 88+4 páginas, capa dura, R$ 59,00.
Novo álbum da Coleção Moebius reúne HQs, cartuns e ilustrações fantásticas. Após os seis primeiros álbuns com HQs do francês Moebius, o penúltimo volume da 'Coleção Moebius' chega às livrarias para a alegria dos fãs desse genial quadrinista. Com as mesmas características dos volumes anteriores lançados pela editora Nemo, 'Crônicas Metálicas' também vem com capa dura, miolo em papel de alta qualidade e ótima apresentação gráfica. Uma diferença em relação aos primeiros álbuns é que, nesta nova edição, o leitor não encontra apenas uma narrativa ou HQs maiores com um personagem ou tema principal. Crônicas Metálicas é uma compilação de ilustrações, cartuns e HQs curtas, produzidos ao longo das duas décadas em que Moebius colaborou para a revista francesa Métal Hurlant. Refletindo a passagem do autor pelas páginas da revista, o álbum é bastante diverso visualmente, concentrando-se na temática da ficção científica. Com desenhos realizados em diversas técnicas e estilos, desde ilustrações milimetricamente detalhadas, tanto coloridas quanto em preto e branco, até cartuns produzidos a partir de um traço mais simplificado, Crônicas Metálicas documenta toda a diversidade gráfica desse renomado artista, que definitivamente mudou a história dos quadrinhos e das artes visuais na segunda metade do século XX. Por tudo isso, pode-se dizer que este álbum é um item indispensável para os fãs de Moebius. Além de Crônicas Metálicas, a Coleção Moebius da editora Nemo já conta com os seguintes títulos: Arzach, Absoluten Calfeutrail & Outras Histórias,O homem é bom?, A Garagem Hermética, As Férias do Major e O Homem do Ciguri. Ainda neste ano, a coleção se completa com o álbum Caos. Sobre o autor – Jean Giraud nasceu em Nogent-sur-Marne, na França, em 1938. Começou sua carreira como artista de história em quadrinhos aos 18 anos, publicando sua primeira história, “Frank et Jeremie”, para a revista Far West. Torna-se conhecido ao desenhar a série de faroeste Blueberry, publicada pela revista Pilote. Em 1963, Jean Giraud dá vida ao seu pseudônimo Moebius na revista Hara Kiri, onde publica diversas histórias. Em 1974 ajuda a criar a revista de fantasia e ficção científica Métal Hurlant, com as primeiras histórias de Arzach. Como Moebius, o artista francês também contribuiu para a criação de diversos filmes de ficção científica como Alien (1979), Tron (1982) e O Quinto Elemento (1997). Acometido por um câncer, Jean Giraud - Moebius morreu em 10 de março de 2012 em Paris, França.

• Peanuts Worldwide
SNOOPY — A FELICIDADE É UM COBERTOR QUENTINHO!
Nemo
Formato 17 x 26 cm, 88+4 páginas, R$ 28,00.
Pela primeira vez, a tira de quadrinhos mundialmente conhecida, criada por Charles Schulz, ganha a forma de uma edição com história única. Adaptada de um novo especial de animação e também das tiras originais da série, esta versão em 80 páginas de HQ nos leva de volta à querida vizinhança em que encontramos Linus e suas inseguranças, as desventuras de Charlie Brown na tentativa de empinar uma pipa, o amor não correspondido de Lucy por Schroeder, além do cão beagle mais amado do mundo: Snoopy. Tudo isso, num vivo e colorido passeio pela imaginação de Charles Schulz.

• Guido Crepax / Pauline Réage
A HISTÓRIA DE "O"
L&PM
Formato 16 x 23 cm, 184+4 páginas, preço não informado.
Tradução de Lino Agra. Um clássico do erotismo. Em A história de “O” de Guido Crepax – baseada no livro homônimo de Pauline Réage – a personagem título, chamada simplesmente de “O”, é levada a um castelo por seu amante René. Lá, ela é submetida a uma série de práticas de dominação, incluindo as mais criativas e bizarras fantasias de seu “senhor”. A partir daí, “O” descobre que prazer e submissão são dois lados da mesma moeda e que carrasco e vítima não passam de cúmplices em um pacto sinistro que pode satisfazer a todos. Meu primeiro contato com A história de “O” foi a adaptação para quadrinhos feita pelo genial Guido Crepax. Comprei a graphic novel – minha porta de entrada no mundo da literatura erótica – nos anos 90, numa época em que as HQs de luxo viraram febre e que me transformei em uma fiel colecionadora do gênero. Publicada pela primeira vez no Brasil nos anos 80, na Coleção Quadrinhos L&PM, A história de “O” volta repaginada para reacender a chama que fez dela uma das HQs eróticas mais famosas (e polêmicas) de todos os tempos. Através do traço do mestre Crepax, o leitor vai encontrar obscenidade mesclada à elegância e perversão temperada com arte. Tudo isso em desenhos que falam. Ou melhor, gemem — Paula Taitelbaum. Guido Crepax (1933-2003) nasceu em Milão. Começou a trabalhar como artista gráfico e ilustrador publicitário ainda na faculdade de arquitetura. Fez campanhas premiadas para empresas como Shell, Campari e Honda. Em 1965, criou a personagem Valentina Rosselli, que apareceu pela primeira vez na revista Linus e iria se tornar um ícone dos quadrinhos eróticos. O artista também se notabilizou pela adaptação de clássicos como Frankenstein, de Mary Shelley, e O processo, de Franz Kafka, com destaque para a literatura erótica – Justine, do Marquês de Sade, e este A história de “O” são alguns dos mais conhecidos. Seus livros são publicados no mundo inteiro, em mais de duzentas edições.

• Emilio Fraia / DW Ribatski
CAMPO EM BRANCO
Quadrinhos na Cia.
Formato 19,7 x 27 cm, 176+4 páginas, R$ 55,00.
Dois irmãos, separados pelo tempo e pelo espaço, se reencontram numa cidade estrangeira. Não sabemos ao certo onde estão, tampouco conhecemos os caminhos que os fizeram chegar ali. Lucio, o mais novo, tenta entender o que o mais velho, Mirko, quer com ele. A ideia, parece, é refazer uma viagem da infância de ambos, quando visitaram com um tio uma cidade nas montanhas. Ao chegar ao topo de uma trilha, teriam encontrado os Gigantes de Pedra, uma formação rochosa que Mirko agora insiste em rever. Narrado por Lucio, o episódio se mescla a lembranças - um enunciado de física, a piscina do clube, um robô de brinquedo - e, principalmente, a tudo aquilo que ele não consegue lembrar, ver ou compreender. Sempre que Lucio fixa alguma imagem do passado invocado pelo irmão, ela parece escapar, como a dor fantasma de um braço amputado. Numa trama sobre família e memória, o escritor Emilio Fraia e o quadrinista DW Ribatski tratam com suspense e humor, doçura e medo, a jornada desses dois irmãos. A arte vibrante de Ribatski e os temas enigmáticos de Fraia combinam-se num road movie às avessas, onde a viagem só começa quando podemos reconstruí-la, desmontá-la, inventá-la.


Por E. Rodrigues
Publicado originalmente em 6/mai/13














































JUIZ DREDD MEGAZINE #1: prévia:









COLEÇÃO MOEBIUS: CRÔNICAS METÁLICAS: prévia:






11 comentários:

  1. Meus parabêns Planeta gibi por estas execelentes informações,adorei o lançamento do livro do Snoop e também vou comprar o lançamento do Juiz Dredd, uma pena que a mythos não faça muita divulgação de seus lançamentos,só vocês é que fazem esta divulgação,mesmo assim e graças a vocês eu compraei as edições.

    ResponderExcluir
  2. Está anunciando Scooby-Doo #14, mas o que está nas bancas no Rio de Janeiro até dia 6 de maio é a edição #12 ainda. Os tres lançamentos de início de mes da Pixel já estão nas bancas mas faltam alguns dos títulos em algumas bancas. Péssimo serviço de distribuição. As edições de abril não ficaram 13 dias nas bancas! Abraços a todos.

    ResponderExcluir
  3. Ooooo... o planeta gibi bloqueou as imagens para salvar... que pena; aki é o único lugar que eu conseguia encontras as capas dos mangás da JBC em boa resolução.

    ResponderExcluir
  4. ?

    O Planeta Gibi Blog está funcionando como sempre, pelo menos aqui na minha máquina.

    E, por falar nisso, eu ficaria imensamente agradecido se um site, ao copiar o trabalho que levo horas de meus domingos e noites para levantar e compilar, ao menos citasse a fonte e colocasse o link da postagem original.

    É impressionante como alguns sites pretensamente sérios apropriam-se gostosamente do meu trabalho como se isso fosse questão ética de menor importância.

    E. Rodrigues

    ResponderExcluir
  5. "É impressionante como alguns sites pretensamente sérios apropriam-se gostosamente do meu trabalho como se isso fosse questão ética de menor importância."


    Ainda bem que não sou desses. Cada postagem minha possui as fontes das imagens (em alguns casos, peço autorização e até me estranham) e quando não possui créditos (o que é difícil, mas acontece de esquecer) é porque fiz do meu próprio exemplar. Os textos sou eu mesmo quem faço, não fico copiando e colando e muito menos "maquiando".

    Prefiro não publicar algo do que ficar ROUBANDO de outras pessoas.

    Aliás, muito me surpreende saber que ainda há esse tipo de ação acontecendo. Achei que isso fosse algo de momento, que já tinha saído de moda.

    Aliás, um conselho que dou. Ninguém perguntou, mas eu dou: quando eu vejo que já há um blogue tocando num assunto (principalmente sobre quadrinhos) em determinado dia, e de repente parece que um e outro também publica algo com o mesmo assunto, por mais que eu tenha essa mesma pauta pronta do meu jeito, com meu estilo, eu acabo não publicando ela no mesmo dia. Deixo passar pelo menos uns dias para fazer isso. Fica a dica.

    E fica a dica também a outros irmãos blogueiros para que não façam propagandas de revista alguma mostrando sua casa bonita e quem vive nela e que pode ser vulnerável a pessoas malignas, sejam pessoas idosas ou criancinhas indefesas. Parece bobagem isso, mas o perigo está aonde a gente menos espera e o que tenho visto por aí, apesar de não ser da minha conta, é um absurdo! Uma tremenda exposição de pessoas vulneráveis a todo tipo de má sorte apenas para divulgar revistas em quadrinhos. Não façam isso em nome de um pouco de bom senso e responsabilidade. Se querem fazer vídeos e propagandas, façam mesmo, mas apenas com vocês próprios em exposição. Não coloquem pessoas indefesas no vídeo. Internet é sim lugar de qualquer um, desde pessoas decentes e responsáveis até mesmo de delinquentes, sequestradores e assassinos que, sem saber, podem descobrir que moram perto de quem está exposto.

    Fabiano Caldeira.

    ResponderExcluir
  6. Obrigado PLANETA GIBI, hoje consegui salvar... Mas pode ficar tranquilo, salvo as imagens no PC apenas por hobby, não publico nada na net não. Abraço e PARABÉNS pelo blog.

    ResponderExcluir
  7. Pessoal boa noite. A edição 8 do Recruta Zero é a melhor até agora. A Pixel aumentou o número de histórias do Zero. Parabéns Pixel. Agora só falta fazer isto no PoPeye

    ResponderExcluir
  8. As capas da JBC são sempre distribuídas por press-release. E na própria página da editora, existe a opção do download das capas em alta resolução. Fica a dica pra quem não sabe.

    ResponderExcluir
  9. O Liza... obrigado pela dica.

    ResponderExcluir
  10. Huummm... Liza, não achei nada na página da JBC não viu. Depois me diz onde fica essa opção de download lá.

    ResponderExcluir
  11. Scooby Doo continua no #12 aqui no Rio de Janeiro. Quanto ao Recruta Zero #8 aumentaram o tamanho dos quadrinhos, colocando menos conteúdo por página. Abraços a todos.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.