' '

16 de abr de 2013

Primeira publicação da L&PM, RANGO está de volta

É algo deprimente constatar que as tiras de Rango poderiam passar por inéditas, apesar de terem sido produzidas no início dos anos 1970 — inicialmente para a revista Grilus, do diretório acadêmico da Faculdade de Arquitetura da UFRGS, onde estudava seu autor, Edgar Vasques. Compiladas em livro, foi a primeira publicação da L&PM, em ago/74, e com prefácio do ilustre Érico Veríssimo. Pois a editora gaúcha agora relançará seus 7 volumes em formato digital, após muito tempo fora de catálogo. Os 4 primeiros estarão à venda neste mês, por R$ 10,00 cada.






Em 1973, Rango já ganhava as páginas do Pasquim, dentre outros periódicos brasileiros


Por E. Rodrigues

5 comentários:

  1. Estão falando nos foruns de quadrinhos que a editora Salvaat vai publicar uma linha de 60 encadernados da linha Marvel, vocês estão sabendo de alguma noticia a respeito ???

    ResponderExcluir
  2. A única informação que temos, por ora, é a mesma que todos parecem ter: a Salvat lançaria no Brasil a tal coleção, que em outros países completa-se em 60 edições (via Hachette). Quando soubermos mais, faremos um post aqui.
    Abs.

    ResponderExcluir
  3. Por acaso o Planeta Gibi sabe se aqueles álbuns do Rango, também pela LP&M (Abaixo do Cruzeiro, Alô! Nova República? e Coisa Feia) são republicações das tiras constantes nesses livrinhos iniciais? Ou era material inédito?

    ResponderExcluir
  4. Não sei dizer, não tenho tais volumes. Como a tira de Rango ainda era produzida para os jornais da época (anos 1980), é possível que seja material diferente das compilações anteriores.
    Abs.
    E. Rodrigues

    ResponderExcluir
  5. Por acaso alguém coleciona as revistas, pois tenho uma edição de 1975.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.