' '

24 de mar de 2013

Da redação...

TOPOLINO: aviso aos colecionadores brasileiros  •••  ANGRY BIRDS ganha gibi de luxo da Editora Abril, incluindo HQ de artista Disney e colorido da excelente Cris Alencar  •••  Planeta Gibi Comic Shop com  frete grátis para compras a partir de 59 reais (até domingo 24)  •••  A LIGA EXTRAORDINÁRIA — BLACK DOSSIER será publicado pela Devir  •••  ANTES DE WATCHMEN, a controversa série de minisséries, tem início confirmado pela Panini para maio  •••  HQM lança OS MORTOS-VIVOS Vol. 11 e ESTRANHOS NO PARAÍSO: SANTUÁRIO   •••  LULUZINHA TEEN #47  •••  Nemo anuncia seus lançamentos para abril e maio


TOPOLINO: PRÓXIMA REMESSA AO BRASIL

Aviso aos colecionadores: a próxima remessa de TOPOLINO, a se iniciar da edição #2976, ainda não chegou à loja do Planeta Gibi dado o atraso de expedição na Itália. A distribuidora brasileira informou que há um entrave burocrático e que trabalha em sua solução.





ANGRY BIRDS #1 A LENDA DA PODEROSA ÁGUIA
Editora Abril, Rovio Entertainment
Edição especial, formato magazine, 36 páginas, papel couché, R$ 7,00
Capa de Pasi Pitkänen

Coração Valente (Moon Festival): roteiro e desenhos de Kari Korhonen, cores de Ferran Rodriguez, 2011
Gostosuras ou Travessuras (A Halloween Special):  roteiro e desenhos de Kari Korhonen, cores de Ferran Rodriguez, 2011
O Sumiço da Poderosa (Christmas Special), roteiro de Kari Korhonen, desenhos de César Ferioli Pelaez, cores de Cris Alencar, 2011



Clique aqui e aproveite: a promoção do frete termina na noite de domingo 24/03/13



LIGA EXTRAORDINÁRIA

A Devir anunciou a publicação de BLACK DOSSIER, o terceiro volume (em ordem cronológica original de lançamento) da série A LIGA EXTRAORDINÁRIAescrita por Alan Moore e ilustrada por Kevin O'Neill. Foi o último a ser publicado originalmente pela WildStorm, extinto selo da DC Comics.

Todos os volumes da série e suas datas de publicação no Brasil (via Devir) e nos EUA:

A LIGA EXTRAORDINÁRIA Vol. 1 — set/03 (originalmente WildStorm, EUA, de mar/99 a set/00)
A LIGA EXTRAORDINÁRIA Vol. 2 — jun/04 (originalmente WildStorm, EUA, de set/02 a nov/03)
BLACK DOSSIER — publicação anunciada pela Devir (originalmente WildStorm, EUA, nov/07)
A LIGA EXTRAORDINÁRIA Vol. 3: SÉCULO:
     1910 — ago/10, em capas dura e cartonada (originalmente Top Shelf, EUA, abr/09)
     1969 — out/11, em capas dura e cartonada (originalmente Top Shelf, EUA, jul/11)
     2009 — nov/12, em capas dura e cartonada (originalmente Top Shelf, EUA, jun/12)
NEMO: HEART OF ICE — inédito no Brasil (originalmente Top Shelf, EUA, mar/13)

A Panini republicou o volume 1 em edição de luxo, capa dura, em set/10.




ANTES DE WATCHMEN

Diz a Panini: Sim, está mesmo confirmado: a partir de maio, a Panini começa a trazer para o Brasil um dos projetos mais aguardados dos últimos anos, a série de minis Antes de Watchmen! Aqui, o material sairá em formato encadernado, trazendo em cada volume a história completa de cada personagem, mais um trecho de The Curse of the Crimson Corsair, história publicada originalmente como material backup nas páginas finais das revistas estadunidenses. Como já divulgado, o primeiro dos encadernados será Antes de Watchmen: Coruja (capa cartão, papel LWC, lombada quadrada, R$ 12,90) e fica a cargo de uma equipe criativa de respeito: ninguém menos que J. Michael Straczynski, nos roteiros, e a dupla Andy e Joe Kubert (este em seu último trabalho), cuidando da arte. A seguir, em junho, é a vez de Antes de Watchmen: Espectral, de Darwyn Cooke e Amanda Conner, dar as caras nas bancas e comic shops. [por Bernardo Santana]



OS MORTOS-VIVOS #11 E
ESTRANHOS NO PARAÍSO: SANTUÁRIO

Diz a HQM sobre OS MORTOS VIVOS: Escrito por Robert Kirkman (de Invencível e Zumbis Marvel), com arte de Charlie Adlard (Arquivo X, Juiz Dredd) e tons de cinza de Cliff Rathburn, Os Mortos-Vivos - Vol.11: Sob a Mira dos Caçadores é o mais novo capítulo da aclamada série de terror cultuada no mundo inteiro. Sucesso de público e crítica, a série é ganhadora do prestigiado Prêmio Eagle, vencedora do Eisner Award – o Oscar dos quadrinhos – e premiada em nosso país com o Troféu HQMix com Dias Passados, o primeiro volume, na categoria de Melhor Álbum de Terror. Em 2010, o título foi adaptado para a TV num seriado de enorme sucesso, supervisionado pelo próprio Kirkman. Produzido pela AMC, exibido no Brasil pelo canal Fox e já em sua terceira temporada, o programa vem conquistando ainda mais fãs, gerando ainda um spin-off na forma de websérie. Com posfácio do escritor, roteirista e editor Roberto Guedes, este volume coleciona as edições #61 a 66 da série The Walking Dead, publicadas originalmente nos Estados Unidos pela Image Comics. Os Mortos-Vivos – Vol.11: Sob a Mira dos Caçadores tem 148 páginas, formato 16,5 x 24 cm e custa R$ 34,90. [por Carlos Costa]

Diz a HQM sobre ESTRANHOS NO PARAÍSO: SANTUÁRIOJá está nas comic shops Estranhos no Paraíso - Santuário, volume inédito da aclamada e premiada série escrita e ilustrada por Terry Moore. Estranhos no Paraíso conta a história de Katchoo, uma bela artista com um passado misterioso, apaixonada por Francine, sua melhor amiga desde o colegial, sonhadora, com problemas com a balança e que procura o homem de sua vida. É então que surge David, apaixonado por Katchoo e que acaba se tornando parte da vida das duas garotas. Esse plot inicial evoluiu para uma série que, mesclada a tramas policiais e de suspense, tratou de temas como AIDS, drogas, incesto, morte e corrupção, mas que falou, sobretudo sobre o amor. Foi a primeira história em quadrinhos criada por Terry Moore, e estreou como minissérie em 1993, pela editora Antarctic Press. Com as boas críticas e relativo sucesso de público, iniciou o volume 2 da série pela sua própria editora, a Abstract Studio. Depois de 14 edições, iniciou um volume 3 pelo selo Homage da editora Image Comics, mas que durou apenas seis números; Terry então voltou a publicar o gibi pela Abstract Studio, e o fez até seu final na edição #90. Estranhos no Paraíso recebeu o prêmio Eisner de Melhor Série em 1996, bem como o National Cartoonists Society Reuben Award e o GLAAD Award por Melhor História em Quadrinhos, respectivamente em 1997 e 2001. No Brasil, a série já passou pelas editoras Abril, Via Lettera, Pandora Books e atualmente é publicada pela HQM Editora. Neste novo volume, Francine está na meia-idade, casada e infeliz. É quando, por acaso, ela reencontra Katchoo, sua amiga há muito perdida. Enquanto as duas relembram sua tumultuada relação, elas redescobrem a verdade sobre o amor e a amizade que um dia partilharam, como ela escapou e como retornou, feito um santuário na selvageria de suas vidas. Em uma indústria conhecida pelas fantasias de super-heróis, SiP (do nome original), como se referem a ela seus leais fãs, coloca-se à parte por seu retrato realístico de mulheres na montanha-russa emocional da vida cotidiana. Para o leitor novato, um mundo maravilhoso está prestes a ser descoberto. Para os fãs que retornam, o Santuário aguarda. Estranhos no Paraíso – Santuário tem 176 páginas de miolo, formato 16,5 x 24 cm, capa envernizada e sobrecapa exclusiva, ao preço de R$ 34,90. [por Carlos Costa]



LANÇAMENTOS DA NEMO

Além dos títulos abaixo, que saem em abril, a editora também anunciou o lançamento, para maio, de COLEÇÃO MOEBIUS: CRÔNICAS METÁLICAS e de SNOOPY: A FELICIDADE É UM COBERTOR QUENTINHO (veja mais sobre este título aqui)


PETER PAN VOL. 1
Nemo, Régis Loisel (Glénat Éditions)
Formato 24 x 32 cm, 112 páginas, capa dura, R$ 69,00

Diz a Nemo: Primeiro volume da extraordinária recriação da aventura de Peter Pan, traduzida para o universo adulto por um dos mais importantes quadrinistas europeus das últimas décadas. Nas ruas da suja e cruel Londres de fins do século XIX, um jovem luta para sobreviver, trilhando um perigoso caminho entre a terrível realidade e a desafiadora fantasia. Transportado para uma ilha fantástica, povoada por sátiros, centauros, serias e fadas, os perigos não irão diminuir, quer seja nos ataques de piratas, quer seja na ameaça dos medos e traumas pessoais. Uma obra imperdível para os fãs das grandes HQs! Régis Loisel mudou-se para Paris em 1972, o lugar onde tudo começou. Durante os anos seguintes, ele conhece Patrick Cothias e Serge Le Tendre, passa o tempo no teraço dos cafés, vive uma vida de boemia. Os projetos chegam com força, com sucesso, com fracasso, não importa. Em 1983, A Busca do Pássaro do Tempo (com roteiro de Le Tendre) torna-se a virada em sua carreira. Tanto do ponto de vista pessoal, quanto criativo, ele parece ter se encontrado. Aquela série é hoje considerada “a” referência do gênero, muitas vezes imitada, mas até agora jamais igualada; nenhum autor de fantasia heroica conseguiu escapar à influência desse original. A Busca do Pássaro do Tempo poderia ter sido a obra da maturidade, mas acreditar nisso é desconhecer Régis Loisel. Em 1989, ele começa a se soltar de todas as restrições técnicas e ilustra textos eróticos. Seus desenhos irradiam uma energia de tirar o fôlego, uma terrível sensualidade, seu traço se aproxima do expressionismo de Doré, Rhops ou Rackham. Ao mesmo tempo, ele deixa Paris para se estabelecer em Lannion, na Bretanha. Chegava a hora de realizar a sua interpretação do mito de Peter Pan! Desde o primeiro álbum da série Peter Pan, ele se posiciona de maneira definitiva como um autor essencial, verdadeira figura de proa de um novo estilo “baseado em sentimentos e emoções”. O sucesso é enorme…


AS AVENTURAS DO CAPITÃO NEMO: PROFUNDEZAS...
Nemo, Daniel Esteves (roteiro) e Will (desenhos)
Formato 20 x 27,3 cm, 32 páginas, R$ 19,80

Diz a Nemo: Seguindo em suas viagens pelos sete mares, o Capitão Nemo decide explorar os abismos oceânicos para desvendar os mistérios guardados por aqueles locais tão inóspitos. No início, a viagem é surpreendente e os tripulantes do Náutilus encontram seres até então desconhecidos. Mas, para o pavor dos marinheiros, Capitão Nemo quer seguir ainda mais abaixo, colocando à prova a capacidade de seu fantástico submarino. Descubra nesta aventura inédita que mistérios e perigos o Náutilus irá encontrar nas Profundezas…



LULUZINHA TEEN E SUA TURMA #47
Pixel, Classic Media
Publicação mensal, formato 17 x 24 cm, 64+4 páginas, R$ 4,90
Lançamento em 25/mar/13


Por E. Rodrigues

7 comentários:

  1. É verdade! As mais de 400 páginas do encadernado da Panini trazem, além das HQs das edições originais #1 a 6, diversos extras, inclusive os roteiros de Alan Moore para a série. Texto no blog corrigido.

    E. Rodrigues

    ResponderExcluir
  2. Interessante esse Angry Birds, bons desenhos, deverei comprar pela curiosidade! Já Estranhos no Paraíso, é um excelente material... até o momento comprei tudo o q foi publicado no Brasil, só q fiquei muito decepcionado com a HQM: Estranhos no paraíso é uma hq seriada e a última edição foi lançada há seis anos atrás (2007), portanto, esqueça, já tá mais do q morto e enterrado, decidi há alguns anos atrás q se lançassem mais algum material da série, eu não compraria mais, assim como tb desisti de Os Mortos-Vivos após ficarem aproximadamente 1,9 anos sem lançar algo novo! Editoras que não conseguem dar continuidade à HQs seriadas com eficiência, nem deveriam publicar o material; uma verdadeira frustração para o leitor! E falando em frustração, torci durante anos para que alguma editora nacional lançasse Peter Pan de Loisel e agora q vão lançar, R$ 69 só pelo primeiro volume, então esqueça, se é a elite que eles focam, então que vendam para a elite!!! Como fã de quadrinhos, editoras desses tipos me aborrecem... ou por não dar a devida atenção à série ou por não darem a devida atenção aos fãs menos afortunados!!!

    ResponderExcluir
  3. Sem contar que o primeiro volume de Os Mortos-Vivos não foi costurado, as folhas foram apenas coladas. Por esse motivo, as folhas da edição que comprei já estão soltas... paguei tão caro por uma encadernação porca que me deixou ainda mais revoltado!

    ResponderExcluir
  4. Parcela no cartão, Jefferson. Não precisa fundar o MSHQ...

    ResponderExcluir
  5. Rs, me desculpe Rupture, mas esse não é o caso, para mim, pagar à vista não é o problema! No entanto, me nego a ter os meus "olhos arrancados" por essas editoras com seus preços abusivos... O problema é que eu sou um fã de quadrinhos em geral, então imagine o tamanho da minha lista de compra! Dou prioridade às editoras q cobram preços mais "justos" (ou mais baixos). Peter Pan é um bom material? Sim, mas precisava ser em capa dura a R$ 70 por um volume de 150 pags (pelo visto, serão três)?! Não!!! Gasto cerca de R$ 1500 em quadrinhos por ano, logo, opções de leitura não me faltam... no lugar de Peter Pan, poderei comprar dois outros álbuns excelentes de outra editora (em outros padrões gráficos, é claro)!!! Só raciocinando, com R$ 1500, comprei cerca de 200 hqs em 2012, imagine se eu tivesse gasto esse valor com hqs ao preço abusivo dessa editora? Eu teria comprado apenas umas 20! Para um leitor aficcionado por quadrinhos, e num mercado com tantos bons lançamentos, essa quantidade não faria nem cócegas... Como dizem, nosso dinheiro não nasce em árvore! Acho q vc entendeu a minha revolta!!! Abç

    ResponderExcluir
  6. Entendo quando criticam, mas o buraco é mais embaixo. Livros, em geral, são caros no Brasil se pensarmos que a média de um livro novo é R$ 50,00. Em compensação, também é possível encontrar obras recentes já em sebos, por preço melhor.

    Eu também leio todo o tipo de HQ e concordo que Peter Pan não precisava ser capa dura mas a Nemo não é o tipo de editora exploradora. Eles estão lançando material europeu como Moebius e Bilal que deveria constar em catálogo nacional há muitos anos! Está certo que, às vezes, é melhor comprar o original em inglês do que a versão brasileira, mas quando o original é em francês, daí não há saída.

    Lembro da Mythos e da Brainstore que lançavam encadernados em preto e branco por preço salgadíssimo, pra época. Isso sim era querer capitalizar desesperadamente. O que é uma grande sacanagem com a classe média, que é o real público leitor. A elite não lê quadrinhos. Lê Caras, para poder se ver.

    A coleção de quadrinhos do Thor Batista é uma estante vazia.

    ResponderExcluir
  7. Rs, e na minha minha opinião, a Mythos continua careira até hoje! As vezes, preferiria ver certos materiais de algumas editoras nas mãos da Panini, no mesmo padrão gráfico da linha Vertigo: papel couche, cpa cartonada e 150 pags. por R$20. Precisa mais do q isso? A HQM, p exemplo, cobra R$35 por 150 pgs de Os Mortos-Vivos (q nem colorido é)... se fosse no mesmo padrão gráfico e preço de 100 Balas, estaria de bom tamanho e eu estaria colecionando, aliás, a melhor coisa foi 100 Balas ter passado pra Panini. Na época da Opera Graphica (isso lá em 2006), lançavam o mesmo material em capa dura e 170 pags. pelo preço exorbitante de R$64.. Dá pra entender a revolta? Pra q um preço tão alto por um "luxo" tão desnecessário, já q após lido uma vez, ficará guardado dentre outras centenas de gibis (os meus já passam de 1500). A comparação de 100 balas opera graphica x panini é uma prova de q um gibi pode ser oferecido a preço muito melhor para o leitor q não pode ser dar ao luxo de comprar produtos tão caros, mas que quer, simplesmente LER, q é o q realmente importa!!! Agradeço à Panini, q não está deixando a coleção PELA METADE e permite aos seus leitores a aquisição dessa coleção a preço camarada e ótima qualidade gráfica (papel, encadernação, impressão).. na época da Opera graphica, eu nem podia pensar em comprar 100 balas (o mesmo é válido para Fábulas Devir x Panini)!

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.