' '

7 de mai de 2012

Gibi especial Disney apresenta nova turma

Por E. Rodrigues & Rivaldo Ribeiro

No especial Disney deste mês, os leitores serão apresentados à mais nova turma de Patópolis, o Street Soccer Squad. Trata-se de um time de futebol de rua encabeçado por Huguinho, Zezinho e Luisinho, com os personagens estreantes Escurim, Franklin, Pepê e Cátia, que têm pela frente a missão de impedir um vilão misterioso de manipular os resultados da Eurocopa. A trupe é uma criação da Disney Global. DISNEY FUTEBOL 2012 traz ainda uma HQ inédita de Vicar e muito mais. Confira capa e conteúdo a seguir.



DISNEY FUTEBOL 2012
APRESENTANDO STREET SOCCER SQUAD
Editora Abril — mai/12
edição especial, 164 páginas cor, formato 13,4 x 19 cm
capa cartonada, lombada quadrada, R$ 10,95
Lançamento em 28 de maio
Distribuição setorizada

O Mistério do Campeonato
Roteiro de Alessandro Ferrari, desenhos de Fabio Pochet, arte-final de Roberta Zanotta e cores de Dario Calabria
Aventura inédita

A Lenda do Time Perdedor
Roteiro de Gianfranco Cordara, desenhos de Lorenzo Pastrovicchio

Espírito Esportivo
Desenhos de Eli Leon

Até o Último Comercial
Roteiro de Rudy Salvagnini, desenhos de Giuseppe Dalla Santa

Parem as Prensas! [Parte 1]
O Silêncio Vale Ouro [Parte 2]
Os Espiões que Entraram numa Fria [Parte 3]
Fãs e Fanáticos [Parte 4]
Na Marca do Pênalti [Parte 5]
A Grande Final [Parte 6]
Roteiro de Paul Halas, desenhos de Vicar
Saga inédita


Texto de apresentação:

Bem-vindo ao especial de futebol Disney 2012.

Este ano temos uma surpresa: a estreia mundial das aventuras do Street Soccer Squad, uma superequipe de futebol de rua formada por Huguinho, Zezinho, Luisinho e seus novos amigos, Escurim, Franklin, Pepê e Cátia.

Juntos, eles tentarão impedir que um misterioso vilão manipule a decisão da Eurocopa.

E, por falar nisso, preparamos um Euromapa bacana que mostra os países que já sediaram a competição.

E, claro, temos neste especial as melhores HQs de futebol da Disney, incluindo uma saga inédita do mestre desenhista Vicar.

Bom jogo e boa leitura!



96 comentários:

  1. Legal a novidade!:p

    Não quero desanimar ninguém,mas...não gosto muito do tema!:(

    ResponderExcluir
  2. Eu ADORO o tema futebol. Quem n gostar n compra, pronto. É sério, toda publicação de futebol da Disney vem um monte de gente falar: "ai, que tema ruim". Então n comprem...

    Eu n conheço esse novo time ae não, gostei desse lançamento, repleto de inéditas e com infomações da eurocopa. Antes que reclamem pq fala de eurocopa, esse é o evento futebolístico do ano, com certeza.

    ResponderExcluir
  3. Sinceramente eu não sei o que achar desse especial. Primeiro porque não iriamos ter um especial em 4 edições sobre as Olímpiadas lá pra Junho/Julho?

    Qual a necessidade de ser fazer um especial de Futebol sendo que há 4 especiais esportivos a serem lançados já no próximo mês?

    É essa falta de bom senso da Editora que me chateia. OK, é material parcialmente inédito, achei muito bom isso e me animou muito mais do que as reeeeepublicações do mês passado. Mesmo assim ainda há muito material melhor que deveria ter uma prioridade.

    Inclusive é isso que comenta a minha matéria lá no Portallos sobre quadrinhos disney. A falta de diversidade frente a tudo que existe lá fora. Aos interessados:

    http://www.portallos.com.br/2012/05/07/a-diversidade-que-nao-se-ve-no-brasil/

    Novamente, bom que é material inédito, bom que há uma iniciativa, porém péssima e manjada escolha, mostrando novamente que a Editora não sai de sua zona de conforto. Especiais esportivos saem com grande regularidade, ano passado rolou Disney Gol e teve todas as mensais com o tema de esportes. Teve mais espaço do que o próprio Donald Duplo, que é um material muito mais expressivo.

    Enfim é isso... mais uma tema óbvio, mais uma oportunidade perdida para se trazer algo realmente inusitado.

    Por sinal, se não for pedir demais, o Planeta Gibi poderia auxiliar a identificar essa série Street Soccer Squad lá no Inducks? Procurei de tudo quanto é jeito e não encontrei. Agradeço se puderem.

    ResponderExcluir
  4. Eu acho que especial de futebol é bemmmmmmmmmmm diferente de especial de olimpiadas. Eu simplesmente devorava aquelas edições de disney especial de olimpiadas, edições com pateta olimpico. Eram muito legais mesmo.

    ResponderExcluir
  5. Sergio, o tema não é ruim. Só é manjado. Claro que não desqualifica a edição só por ser "de futebol", apenas demonstram que a Editora realmente só faz mais do mesmo.

    Que bom que para o público que curte futebol a revista é bem vinda claro. Só lamento pelo pessoal, como eu, que anda tomando chá de cadeira esperando os materias diferentes e criativos que está sendo produzido lá fora e que não saem no Brasil de forma alguma.

    ResponderExcluir
  6. Uma dúvida/crítica... poxa, 2 reais a mais que disney gol e o mesmo número de páginas... por que??? Por causa de mais inéditas? Capa cartonada? Vendeu bem e querem explorar a gente? Enfim, alguém sabe porque?

    História de patópolis tb, 9 pau. Esses 2 a mais seriam pelo custo das inéditas?

    Em tempo: talvez seja loucura, mas eu acho que uma revista de até 10 reais é beeeeeem diferente de uma de 10 e pouco, pelo aspecto psicológico, de uma nota de 10 poder comprar... n sei explicar, mas acho que por exemplo um aumento de 4,95 pra 5,95 é mais prejudicial que de 5,95 para 6,95... psicológico talvez, a mesma nota q antes compraria n compra mais.

    A propósito, essa matéria consta como posta no ar 16:20. Foi isso mesmo? N lembro de ter visto até as 18.

    ResponderExcluir
  7. Positivo: 1) gibi híbrido (hqs inéditas e republicações). Melhor do que se fossem apenas rebulicações; 2) gosto do tema futebol, e por estar baseado no núcleo dos patos será um sucesso certeiro; 3) qualidade na encadernação e capa (aparentemente)
    Negativo: a setorização. A setorização vai acabar um dia, com certeza, porque as vendas não vão parar de subir, temos mercado sedento por publicações Disney. Mas até a setorização acabar, vamos ter muito o que lamentar...
    Que venha mesmo muitos especiais como este. Acho que aos poucos as hqs inéditas estão começando a aparecer... Dá-lhe Maffia...

    ResponderExcluir
  8. Quanto as republicações, que bom que são apenas 3. São elas:

    A Lenda Do Time Perdedor: http://coa.inducks.org/story.php?c=I+TL+2465-6 - Saiu aqui em 2005

    Espírito Esportivo: http://coa.inducks.org/story.php?c=B+920297 - Saiu pela última vez em 2003

    Até O Último Comercial: http://coa.inducks.org/story.php?c=I+TL+2340-2 - Saiu em 2006 no especial da Copa.

    * eu odeio quando chupam um especial de futebol e usam em outra edição de futebol. Nada contra as outras duas, mas essa do Tio Patinhas podia sair numa BIG, mas não replicar em outro especial com o mesmo tema. é só a minha opinião.

    ResponderExcluir
  9. Sergio, o post foi ao ar na hora indicada.

    Thiago: o especial da Eurocopa estava programado desde o ano passado, sim. Street Soccer Squad possivelmente não está cadastrado no Inducks ainda.

    ResponderExcluir
  10. Adorei a notícia. Como grande fã de futebol e Disney que sou acho que a combinação do dois é perfeita, mas... setorizada? Ah, é sacanagem! A Eurocopa na Polônia/Ucrânia chega, vai se embora e não chega no Nordeste. Que merda. Só falhou nisso. Que setorizem, mas os especiais assim deixem sair na data. Por acaso vou ler Natal de Ouro Disney 3 no São João? Aff.

    ResponderExcluir
  11. Essa série então ainda n saiu em canto nenhum? Será simultâneo. Será baseada na eurocopa 2012 mesmo, n em outros torneios antigos, como aconteceu com disney gol? LEGAL

    ResponderExcluir
  12. Aqui o post também apareceu por volta das 18h, tanto que escrevi às 17h30min em outra página do Planeta Gibi (do checklist), não havia ainda surgido esta. Enfim.

    Acho bem ruim que a Abril não avisa com certa antecedência (um ou dois meses) sobre os lançamentos, já foi quase um terço de maio e surge de repente sem aviso nenhum Mega Disney e este especial de futebol: 30 reais que querem que a gente tire da cartola...

    ResponderExcluir
  13. Os 2 posts entraram no ar ao mesmo tempo. Mas em se tratando de Blogger, tudo é possível...

    Ora, Filipe: nós sabemos, desde que a ideia do WDA foi deixada de lado, que os especiais seriam mensais (e até quinzenais, se tudo der certo, num dado momento).

    Quanto ao MEGA, foi uma questão de estratégia da editora, como já dito em outro lugar.

    Abs.

    ResponderExcluir
  14. Também gosto muito do tema Futebol. Se eles sempre trazem é por que vende. E por mim, se vende bem, façam sempre. O que importa é que alavanque um pouco mais os gibis disney. A palavra futebol, com uma bela capa assim... chama muita a atenção. O problema é o que Paulo Gibi falou acima: a Setorização. Tantos gibis foram lançados nos últimos meses, e a gente aqui no nordeste babando, sem saber quando poderemos colocar as mãos nessas HQs (esperando o "resto" das regiões não setorizadas...) :P

    ResponderExcluir
  15. Bem, estratégia é uma coisa da Abril "enquanto editores", eu sou consumidor e público-alvo das revistas e posso me sentir lesado por essas estratégias, rs.

    Mas o caso é que o WDA tinha outro "cardápio", esse sim já definido. E parece que a mudança de selo foi simplesmente prejudicial aos leitores, porque se WDA 1 (A história de Patópolis) foi 8,95, o segundo (este de futebol) deveria ser o mesmo preço. Já saímos um pouco prejudicados. Se o problema são as inéditas, por que não balancear 10 reais por edição? Uma por 9 e uma por 11 parece ser mais um pequeno problema que as revistas de inéditas enfrentarão, a "rejeição pelo preço". Se as inéditas custam tão caro, a meu ver poderiam balancear de alguma maneira o custo delas com as republicações (ou mais do que já fazem, se isso é feito). Mas enfim, isso é só uma divagação. Gostei de ter mais histórias inéditas chegando, mas achei bem ruim que foi um título que atropelou os que já estavam "definidos" ou que já eram aguardados (ainda mais considerando que já haverá gibis de Olimpíadas e esportes este ano).

    ResponderExcluir
  16. "Então n comprem..."

    ^Nossa essa sua resposta foi tão pobre não?:p

    A questão não é essa comprar ou não só pq não gosta..gosto é gosto..falo muito além disso!!:o

    A questão é que é um tema totalmente batido(2010 nas mensais e 2011 na Disney GOL) e um espaço totalmente despediçado(eu acho) TEM tantos temas/series/milhões de vezes mais interessantes/ricas e atraentes no universo Disney e é gasto com esse!!:(

    Veja a matéria do Thiago e entenderam do que estou falando;

    http://www.portallos.com.br/2012/05/07/a-diversidade-que-nao-se-ve-no-brasil/

    ResponderExcluir
  17. Bem, eu não gosto do tema futebol, e aliás, nem gosto de futebol, portanto, deverei passar essa, q pena!

    ResponderExcluir
  18. se lançam rerererepublicação: reclamam!!!

    se lançam material inédito: reclamam!!!

    se o gibi custa caro: reclamam!!!

    se a distribuição é setorizada: reclamam!!!

    se a capa é feia: reclamam!!!

    se o tema é manjado: reclamam!!!

    se não tem numeração na lombada: reclamam!!!

    se é material do Barks: reclamam!!!


    Difícil agradar leitor da Disney no Brasil....

    ResponderExcluir
  19. Ah sim, e parabéns para a Abril, já que a maioria das histórias são inéditas, quem sabe depois de uma folheada, eu não mude de ideia!

    ResponderExcluir
  20. Parabéns à editora pela iniciativa.

    Normalmente gosto de HQs infantis com futebol, mas este especial não comprarei. Não gostei da capa e conteúdo de Eurocopa não me interessa. Se fosse futebol só por futebol até valeria a pena pra mim.

    Mas este sou só eu. Não se influenciem por mim.

    ResponderExcluir
  21. É o mercado consumidor Leo, cada vez mais exigente, em todos os setores!!! Quanto à indústria do entretenimento, hoje são muitas as opções para nos ocupar, por isso o consumidor se torna cada vez mais seletivo, o tempo para o lazer é curto, e deve ser aproveitado ao máximo só com o q realmente vale a pena! No meu caso, ocupo o meu tempo "livre" com internet, seriados, videogame, cinema e quadrinhos, não só da Disney, mas em geral, por isso, citando o meu caso, sou bastante exigente e seletivo, pq infelizmente, não posso acompanhar (e nem comprar) tudo o q desejo! No demais, o consumidor em geral, não apenas brasileiro, mas a nível mundial, está se tornando sim, cada vez mais dificil de agradar, hehe! E um único detalhe pode ser fundamental para influenciar a decisão de compra! Abç!

    ResponderExcluir
  22. So complementando - e fugindo do especial de futebol - o problema da Abril é que o consumidor reclama, reclama e pelo q tenho visto, as reclamações continuam as mesmas. A Abril não faz uma pesquisa de mercado, a Abril não dá "braço à torcer" para os seus leitores reclamões. Ela se satifez com o aumento nas vendas e se acomodou a fazer do jeito dela como bem entende, sem se importar se o consumidor está feliz ou não... o problema, é q chega uma hora q o consumidor cansa e deixa de lado. Eu sou esse tipo de consumidor, e a exemplo dos consumidores exigentes, creio q não sou o único! A Abril continua supervalorizando as republicações, p exemplo, e não dando a devida importância às inéditas q tanto vejo pedirem! Personagens de sucesso lá fora e q os leitores pedem aqui dentro, simplesmente continuam no limbo! Quatro histórias de Barks em A História de Patópolis??? Sou superfã do Barks, tenho até a coleção, mas totalmente desnecessárias no especial de Patópolis! Os fãs pedem Donald Duplo e lançam Futebol, os fãs pedem Inéditas e lançam Jumbo + Mega, ou seja, mais 1.300 páginas de republicações. Sei q o meu tempo só me permite as inéditas mensais ou especiais que valham a pena, que à exemplo de outros leitores desejo ver! A questão é: até quando a Abril vai continuar sendo "do contra"? Talvez quando ela começar a perder mercado novamente, então já será tarde para tentar recuperar o q finalmente reconquistou!!!

    ResponderExcluir
  23. 'Talvez quando ela começar a perder mercado novamente'

    ^Principalmente com essa distribuição setorizada...vejo gente chegando na banca atrás de gibis Disney ATUAL e nada!:o

    ResponderExcluir
  24. "É o mercado consumidor Leo, cada vez mais exigente, em todos os setores!!!"


    pelas reclamações q vemos aqui todos os meses.... é fato q o leitor Disney, tem sido o + difícil de agradar entre todos os gêneros (e olha q eu acompanho praticamente TUDO do mercado de hqs)!!!

    Marvel, DC, Vertigo, Tex, MAD... reclamam tbm, mas são + fáceis agradar q os leitores Disney!!!

    toda essa LISTA de reclamações q eu apontei acima... tem sido recorrentes aqui todo mês a cada novo anúncio de novos gibis ou coleções Disney!!!

    enfim...

    só acho q sofre e se martiriza quem quer... aprender italiano é + fácil do q inglês (eu estudei e aprendi ambos os idiomas sozinho - sem cursos nem nada): e se o mercado brasileiro tá ruim, importar é a solução definitiva!!!

    Abs!!

    ResponderExcluir
  25. Bem... como eu dificilmente reclamo das mesmas coisas todos os meses, não me considerarei enquadrado nas considerações que o amigo fez acima.

    Normalmente eu adoro as revistas Disney, só que essa, em particular, não me atraiu nenhum pouco e não sei ao certo se foi o fato de haver algo sobre a Eurocopa ou se foi a capa ou o preço, só sei que esses patinhos estão parecendo pré-adolescentes e eu não gostei - acabou me repelindo. É assim, eu sou meio estranho pra essas coisas.

    Mas reconheço o empenho da Abril, novamente parabenizo a editora pela novidade e espero que muitos que gostem do tema comprem, sim, a revista. Farei divulgação no meu blog um dia desses porque acredito que não haverá nada de mal nisso e não me custará nada demais.

    A única coisa que me irrita são pessoas que idolatram o material italiano de tal forma que parece que só eles estão prestando no mercado... e fica essa sensação de que só estaremos realmente levando material genuinamente ótimo da Disney se largarmos as revistas da Abril e partirmos para o mercado exterior europeu.

    Adoro as histórias italianas, mas detesto essa masturbação que está havendo. É sempre a mesma coisa, o mesmo ponto, a mesma história e os mesmos exemplos de como a editora Abril deveria fazer suas publicações ficarem excelentes se tudo fosse feito como são naquelas italianas.

    Já não deu pra sacar que esse argumento não convence a editora? Por que não usam outros? Será que o poder de persuasão dessas pessoas anda tão limitado assim ultimamente?

    Essa é a única coia que me irrita. No mais, parabéns pela iniciativa, editora.

    ResponderExcluir
  26. Falou tudo que eu tambem penso sobre a babação de ovo de material italiano, Fabiano, concordo em reclamar quando nao acha legal, mas sempre bater na mesma tecla de que só as revistas italianas são boas, que a gente deveria ter uma "topolino" ou algo do tipo, e porra, tudo quando é revista que é lançada nunca agrada, sempre tem uma reclamação para fazer, se é de republicações reclamam, se tem inéditas, como essa tem, reclamam, se lançam uma coleção reclamam, ai fica impossível agradar né, não to falando que não se pode reclamar, pode sim e deve, mas reclamar coisas novas, e não bater sempre na mesma tecla né, pois como o fabiano já disse, acho que todo mundo já percebeu que não adianta nem um pouquinho.

    ResponderExcluir
  27. Eu acho isso tão feio de fica rotulando as pessoas..tem gente que nunca aprende mesmo...mas acho melhor ficar queito para não acaba rotulando outras também por indevido comentário!!:P

    Adoro diversidades nos quadrinhos Disney...quando lançariam a coleção Essencial Disney e falaram que eram só HQs italianas...achei tão sem graça,mais depois quando saiu e vi que tinha HQs de outros paises mim empolguei de novo!;)

    Também acho que a editora não é para copiar as revistas italianas...mas não tem como negar que eles lançam coisas mais divertidas e atraentes é concerteza..a maior em tudo,produção em HQs Disney principalmente então não a porque não acabar citando mais!:)

    Tudo é questão de tempo em melhorar e acabar agradando a todos...mais acabar todo ano sempre com a mesma coisa e nada do melhor e o que realmente os que os fãs quer aí é força mesmo e parecer que tamos batendo sempre na mesma tecla!:O

    ResponderExcluir
  28. Se querem histórias inéditas se preparem pra pagar um pouco mais caro. A média das revistas que vimos atualmente, especiais e com HQs inéditas (coleções semanais, etc) é de R$10,00. Essa revista sai por - praticamente - 1 real a mais. Vocês vão ficar enchendo o saco por causa de um real? Ao menos espera-se que o material seja interessante! Pode ser futebol tradicional, futebol americano, futsal ou pólo aquático. O tema é batido sim, mas mostra que a Abril tem muitos lançamentos na manga, que nós não esperávamos, e isso é o começo das novidades que muitos anseiam.

    Essencial Disney está bem servida de inéditas italianas (com a já conhecida qualidade variável, claro) e se o futuro promete inéditas NOVAS, obviamente vai ter Itália pra dedéu, já que é o maior centro produtor, como todos vocês sabem. E sabem também que quantidade não significa qualidade. Falar que a Editora Abril menospreza as INÉDITAS ITALIANAS NOVAS é a mais pura balela. Daí não haveria revistas! A Abril lançaria folders! Tio Patinhas e Mickey mensal não tem sempre italianas? Não exclusivamente (ainda bem) mas há sim uma tentativa de balancear as histórias publicadas.

    Eu (a quem interessar possa) sinto falta de INÉDITAS ANTIGAS. Mas isso é só pra fazer justiça aos velhos leitores e velhos autores. Modestamente falando, acho que merecemos que essa dívida seja devidamente quitada, assim como as recentes republicações na Essencial Disney, resgatadas e publicadas na íntegra, finalmente.

    De HQ ITALIANA INÉDITA NOVA ninguém pode reclamar nada. O que não tem é HQ ITALIANA INÉDITA QUE O THIAGO QUER. Nesse caso, eu sugiro que o Maffia ressuscite aquela antiga revista "Melhores histórias Disney escolhidas por" e convide o Thiago pra fazer o primeiro número. Ele vai ficar na ótima companhia de Gugu, Fábio Jr. e Grupo Polegar.

    ResponderExcluir
  29. Ainda me surpreende como alguns leitores se fazem de desentendidos quanto as insatisfações de alguns leitores, como eu. O cúmulo disso tudo é insinuar que o leitor deve aprender outra lingua e importar os gibis de outros países. É quase como mandar a pessoa embora do país. Aff...

    Não se pede material por material. Dentro da produção mundial, em grande parte da Itália (não porque ela é a melhor, mas porque é uma das maiores) existem generos e tipos de quadrinhos Disney. Existe diversificação. Não é tudo farinha do mesmo saco.

    Até mesmo Marvel e DC possuem sagas, séries, especiais anuais onde tira os personagens de uma rotina tradicional e habitual para promover algo diferente. Esse tipo de evento, de diversidade existe no mercado Disney e simplesmente não é colocado em prática no Brasil.

    Praticamente todos os países do mundo que publicam Disney trabalham com esse segmento, e o Brasil é um dos poucos que ou não trabalha com esse material ou trabalha porcamente.

    Não é pedir por pedir. Não é pedir por uma Topolino. Não é pedir mais material italiano em detrimento dos demais. O que se pede é um segmento de inventividade Disney que o Brasil não apoia e não dá suporte.

    Em grande parte por comodismo da editora, que não sabe como trabalhar com esse material, e por comodismo dos leitores, que continua com seus pré-conceitos causados pela lavagem cerebral que a editora faz há décadas ao ignorar um material tão bacana.

    Enfim é uma pena que quem se sente confortável com o jeito que as coisas são por aqui, precise desdenhar quem está insatisfeito. Ninguem está pedindo por cancelamento de revistas, ninguem esta pedindo para tirar material dinamarques das revistas.

    Geralmente quem está insatisfeito pede por mais revistas, por mais páginas, por mais material. Não se pede por menas páginas, menas revistas.

    Infelizmente certos leitores preferem, como o Xandro disse, rotular os insatisfeitos, do que apoiar a expansão e a diversidade da linha, agrandando assim um pedaço maior do mercado...

    ResponderExcluir
  30. Diversidade da linha... história de patópolis, especial escoteiros, natal de ouro, especial de futebol, donald duplo, jumbos e megas, inclusão de minnie e pateta nas mensais, tudo isso ajuda a diversifica.

    Falta nossa tão pedida revista de inéditas, contemplando "parte da parte boa" do material italiano.

    Poxa, pra q reclamar toda hora tb... é coisa nova, boa, inédita, e vcs reclamam com o argumento de "tema batido"... então pq n falam em tema batido quando sai NATAL DISNEY DE OURO??? Ora, porque revistas de natal e de futebol vendem, e, em minha opinião (aí é gosto mesmo!) são OS MELHORES TEMAS.

    N gostam de futebol? mudem o argumento então. Não sai tanta coisa de futebol assim não, sinto muito. Disney gol na verdade era pra ter saido na copa, e na copa o Brasil respira futebol. Na olimpiada, o brasil e o mundo respiram olimpiadas, então que venham especiais olimpicos. Ou querem especial do oscar? Da páscoa? Eu odeio o tema páscoa e todo ano tem todas as inéditas com HQ de páscoa... e ae? reclamo? Não

    ResponderExcluir
  31. Alguns dados da nova turma:

    Escurim - pratica Parkour, mora com o avô e era de um time adversário.

    Franklin - Sabe bem da teoria, mas a prática... Mora com a tia e construiu seu próprio computador - Tesla

    Pepê - Gordo e comilão, é o goleiro do time. É bastante criativo e gosta de adotar novas regras e utilizar novas jogadas.

    Cátia - Gosta de coisas que outras mulheres n gostam e é bastante competitiva. É bastante impaciente e esconde dos pais a prática do futebol.

    Querem saber mais??? COMPREM FUTEBOL 2012, em algum campinho mágico perto da sua casa. Ops, falei demais...

    ResponderExcluir
  32. Analisando melhor Futebol 2012, estaremos pagando R$ 10,95 por 164 pags no total, sendo: 10 hqs totalizando 144 pags efetivas de quadrinhos. São 7 hqs inéditas que somam 73 pags nunca publicadas. Outras 3 hqs republicadas que representam 71 pags. Ta meio a meio inéditas x republicações considerando nº de pags. A característica deste mix é que tem mais histórias inéditas que republicações (em nº de hqs), porém as hqs inéditas são mais curtas (exceção da primeira hq com 32 pags). Vou comprar pelas inéditas, as republicações tenho quase todas...

    ResponderExcluir
  33. "Ou querem especial do oscar?"

    - Um especial assim seria diferente e muito bem vindo. Podiam ter HQs parodiando filmes do cinema, assim como aquelas que brincam com o evento ou hollywood.

    Como a própria HQ do Cavazzano de Casablanca que continua inacreditavelmente inédita no Brasil até hoje. Absurdo!!

    ResponderExcluir
  34. O que o Paulo Gibi acabou de comentar também é verdade. Não me agrada muito pagar R$ 11 numa revista com apenas 70 e poucas páginas de inéditas.

    Tem menos páginas que Tio Patinhas de material novo e custa mais do que o dobro.

    Tem que parar com esse negocio de usar republicação pra "encher" especial.

    164 de paginas ineditas fica caro? Então faz com 100 páginas inéditas, faz com 80 páginas inéditas e vende no preço de uma Tio Patinhas.

    Porque pesando assim, é realmente frustante pagar o preço da revista onde apenas metade é material novo e o resto é arquivo digital.

    ResponderExcluir
  35. Casablanca não foi publicada ainda pq a Disney sofreu um processo por conta de direitos autorais da Universal. A Topolino que a publicou originalmente teve que ser recolhida na ocasião.
    Mas parece que essa questão finalmente teria sido superada, portanto...

    ResponderExcluir
  36. Mas isso (o processo) foi quando publicaram originalmente a HQ, não? Em 1987!

    Tanto que essa HQ já saiu em várias partes do mundo, inclusive na Finlandia ano passado e na Itália esse ano novamente (e em 2009 tb).

    http://coa.inducks.org/story.php?c=I+TL+1657-A

    E se não me encano ela tb está presente pra compra na Disney Digi Comics, o acervo online da Disney EUA, ao menos estava ano passado quando brinquei um pouco com o aplicativo.

    Talvez no passado tenham mesmo barrado ela, tanto que ela só saiu da Itália a partir de 2003, mas atualmente fica dificil de acreditar que haja qualquer empecilho a não ser nossas revistas que não cabem quase nada. :(

    ResponderExcluir
  37. Vamos falar do especial futebol galera!!!

    A primeira história tem roteiro de Alessandro Ferrari, desenhos de Fabio Pochet, arte-final de Roberta Zanotta e cores de Dario Calabria, e realmente não está ainda no Inducks.

    ResponderExcluir
  38. Thiago, as questões de direitos autorais não são automaticamente universais. Não quer dizer que se determinado material está disponível na Finlândia estará automaticamente liberado no Brasil, ou vice-versa.

    Existem ebooks que vc pode comprar na Amazon - teoricamente universal - mas não pode comprar no Brasil (ou pelo menos com endereço do Brasil) pq os direitos do ebook não estão liberados para o Brasil. Mesmo estando em inglês...

    O que eu quero dizer com isso é que possivelmente os direitos autorais não estavam liberados para publicação no Brasil - mesmo tendo sido negociados e liberados em outras partes do mundo. Não teria sido o primeiro caso.

    Mas, como disse antes e repito, essa questão já teria sido superada, então...

    ResponderExcluir
  39. gostei dessa edição de futebol, pra mim são todas inéditas, vou comprar, e espero que façam alguns especiais de classicos, como esse CasaBlanca comentado aqui e o vento levou, titanic, entre outros.

    ResponderExcluir
  40. Poxa, todo tópico do PG muda pro mesmo assunto... se torna chato pra caramba isso.

    ResponderExcluir
  41. Sergio que tal vc passar o link de onde vc está pegando as informações dessa série que não tem no Inducks... certamente já ajudaria o pessoal a olhar o material...

    ResponderExcluir
  42. Ihhhh, calaram minha fonte... e mais rápido que eu pensava.

    ResponderExcluir
  43. Post atualizado com os autores das HQs.

    ResponderExcluir
  44. Baseado no que Paulo falou e no que o PG postou, haverão apenas 2 "histórias completas" inéditas. A primeira e a "saga" de 48 pgs em 6 partes de Vicar e Halas...

    Tem gente monitorando nossos comentários aqui bem mais do que eu imaginava, hehehehe. Acho que sem querer "forcei" a abril ou o PG a revelar os autores, rsrsrs

    ResponderExcluir
  45. A Saga da dupla Paul Halas / Vicar (vale a pena ver as imagens):
    http://coa.inducks.org/story.php?c=D+2005-180

    http://coa.inducks.org/story.php?c=D+2005-181

    http://coa.inducks.org/story.php?c=D+2005-182

    http://coa.inducks.org/story.php?c=D+2005-183

    http://coa.inducks.org/story.php?c=D+2005-184

    http://coa.inducks.org/story.php?c=D+2005-185

    Bons tempos estes de internet e Inducks...

    ResponderExcluir
  46. Eu não ligo se são 7 ou 2 HQs inéditas, afinal a quantidade de páginas acaba sendo o mesmo. O que eu não curto mesmo é essa coisa de nos fazer pensar uma coisa e na verdade ser outra.

    Entretanto deixa ver se entendi direito. Essa HQ dos sobrinhos do Donald é realmente nova? Produzida para a Eurocopa deste ano? Não é aquela coisa de HQ retirada de outras eurocopas que está chegando por aqui agora? Se for realmente nova, a ponto de ainda não ter sido publicada lá fora, eu tiro o chapéu para essa iniciativa da Abril para com a HQ em específico.

    Minhas criticas quanto ao tema, ao preço, ao comodismo desse tipo de publicação continuam iguais, mas eu elogio a prática de ser mais ágil no que diz respeito a esse material que vem saindo lá fora.

    Muito melhor do que pegar HQs de Copas de 10 anos atrás e colocar numa edição atual como se fosse algo recém produzido.

    ResponderExcluir
  47. Como ela n tá cadastrada ainda eu creio que seja dessa euro mesmo, e que ainda n saiu.

    ResponderExcluir
  48. Leo: se lançam histórias do casal McGreal, reclama! Se lançam Big sem Barks e Rosa, reclama! Se lançam almanaque do Mickey sem Murry, reclama! etc.

    Não entendi, a gente deve elogiar o que não gosta?! Ora, você acha que setorização, falta de número na lombada e capa feia são boas coisas??? Você vive reclamando de vários desses itens.

    Jefferson Leite disse tudo: a Abril não faz pesquisa de mercado para entender como funciona a cabeça dos consumidores.

    ResponderExcluir
  49. E fiquei BEM chateado com METADE da revista ser de republicações... Acreditava que seria uns 70% inédito. Acho que dá pra ver por que se reclama tanto, né? 11 reais por 70 páginas novas? Complicado demais!

    ResponderExcluir
  50. 'e espero que façam alguns especiais de classicos, como esse CasaBlanca comentado aqui e o vento levou, titanic, entre outros.' [2]

    ^Nossa também torço muito para isso...uma revista é pedir muito,então pq não um especial...adoro CINEMA e a combinação com os Quadrinhos Disney ficaria realmente show!!:D

    Nos gibis do Mauricio tem uma revista assim que adoro e coleciono(atual é a N°31) e todos sabem qual é; Clássicos do Cinema Turma da Mônica...séria dez um 'Disney Clássicos do Cinema' ou 'Clássicos do Cinema Disney'!;)

    ResponderExcluir
  51. Não deveríamos partir da premissa de que pouquíssimos leitores têm coleções completas? Porque aqui está se dando como certo que todos os leitores alvo desta edição já possuem as revistas onde as tais 70 páginas originalmente saíram.

    ResponderExcluir
  52. PG, discordo. Acho que os que reclamam se referem mais ao custo da publicação, 2 reais mais caro que história de patópolis. Por esse preço se esperaria totalidade de inéditas, a meu ver.

    ResponderExcluir
  53. Eu digo isso baseado no preço de disney gol tb, que deve ter a mesma proporção de inéditas e custava 8,95, contra 10,95 dessa edição, a meu ver semelhante.

    ResponderExcluir
  54. "Não deveríamos partir da premissa de que pouquíssimos leitores têm coleções completas"

    - Essa premissa é perigosíssima!!! Eu não tenho o que vcs chamam de "coleções completas", não precisa ter tudo, basta ter algumas revistas entre 2000 até hoje que você frequentemente esbarra em repetecos.

    Já estão republicando material de 2006 e 2007 até!!

    Sobre esse pretexto, daqui a 4 anos já se começa a republicar o que está saindo por aqui agora. Azar de quem compra disney há mais de 4 anos.

    Esse é o problema com a falta de visão da editora. Ela não consegue prender seus leitores a longo prazo, aí fica achando que a cada 4/5 anos pode publicar e republicar qualquer coisa porque quem comprava a 4 anos atrás já parou de comprar mesmo!!!

    E se param pode ter certeza que é por causa do péssimo trabalho em trabalhar com material diferente, original, diversificado e novo.

    Hoje em dia as pessoas param de comprar Disney pela mesmisse, é sempre igual, as republicações massacram os leitores. Se para de comprar justamente por causas deses pretextos infundados.

    Por isso não se consegue manter o público das revistas... ganha se alguns, perdem-se outros.

    Não existe uma real tentativa de manter velhos leitores e novos leitores. A linha e as revistas possuem visões editoriais limitadas, politicas de editora estacionada no tempo.

    Se incentiva novos leitores, mas não cuidam deles a longo prazo...

    ResponderExcluir
  55. Eu estou com o Sergio, Disney Gol ano passadou foi agradavelmente uma boa surpresa. Um bom preço, uma seleção bacana (na maior parte, com algumas escorregadas feias, como o re-uso da Disney Copa 2006).

    Mas o melhor do Disney GOL foi a quantidade de edições: 4. Esse Futebol 2012 não vai dar nem pra servir de aperitivo...

    ResponderExcluir
  56. Vai entender o Thiago... primeiro ele reclama que o tema é batido; depois ele reclama que uma só edição é pouco.

    Quanto às republicações etc. não tem nada de "perigosíssimo" na minha colocação. E olha que me abstive de lembrar (ou informar) que quando os gibis tinham mais páginas, nem sempre elas traziam apenas material inédito...

    ResponderExcluir
  57. Essa do thiago eu tb n entendi PG

    Assim como n entendo quando vcs ficam em cima do muro em algumas coisas. Por exemplo, curto e claro: Vcs sabem pq disney gol e futebol 2012 tem a mesma proposta, temática, aparentemente o mesmo tipo de material físico e uma é 2 reais mais cara que o outro, se a inflação aumentou bem menos que 22,2% do meio de 2011 para agora?

    ResponderExcluir
  58. Não tem muito o que não entender. O fato do tema ser batido não impede que fosse como o Disney gol, que foi algo mais encorpado e completo. E mais barato.

    ResponderExcluir
  59. Ainda assim, teve metade da revista com republicações também.

    Tá na hora de a Abril lançar uma revista mais encorpada só com inéditas. Um novo Almanaque Disney, 150 páginas mensais inéditas, não mataria ninguém.

    Ou encorpar as sucateadas mensais.

    ResponderExcluir
  60. 96 págs. de inéditas por 5,95 semanalmente. Qualidade igual a pato Donald.

    ResponderExcluir
  61. Ou encorpar as sucateadas mensais.[2]

    '96 págs. de inéditas por 5,95 semanalmente. Qualidade igual a pato Donald.'

    ^Aaah...não custa sonhar!! *-* haha xD

    ResponderExcluir
  62. Sergio, não tenho a menor ideia do que leva uma revista a custar x e outra y. Por isso é que nem dou palpite. Se for seguir essa lógica, como que DISNEY BIG tem 308 páginas e custa 12,95 e MEGA DISNEY tem 804 por $ 19,95? BIG deveria custar R$ 7,65? MEGA, R$ 33,81?

    Qual será a influência da tiragem nos custos? E do papel de capa? E como DISNEY BIG agora tem 1/3 de arquivos recuperados e não aumentou de preço? Será que agora vende mais?

    E os custos de impressão e de distribuição? Será que subiram só igual ao INPC dos últimos 12 meses? (Os salários dos empregados, tenho certeza, subiram mais.)

    Estaríamos aqui debatendo coisas sobre as quais não temos a menor ideia, portanto.

    E se fôssemos brincar de editores? Por exemplo: Thiago fala sempre de uma revista de inéditas. Quantas páginas teria essa revista, a que custo, com qual distribuição e estrutura, para que fosse bem sucedida? Ela teria que ser incluída no pacote de assinaturas? (Que pode dar prejuízo à editora, faça aí umas contas...) Ela teria que trazer sagas longas? (Nunca falamos aqui que a revista mais parecida com o que Thiago pede era AVENTURAS DISNEY, justamente a que teve que ser cancelada por baixas vendas.) Ela deveria ter distribuição nacional (ou seja, com tiragem maior? e, daí, qual seria seu preço de capa? Seria acessível?)

    Aí alguém vai falar nas respostas que uma pesquisa de mercado poderia dar. É mesmo? A que custo? Qual será o orçamento de uma área de quadrinhos?

    Poderia me estender ad infinitum, mas acho que a quantidade de variáveis aqui lançada já dá bastante assunto.

    Abs.

    E.Rodrigues

    ResponderExcluir
  63. Blz edenilson, só 2 coisas:

    1 - aventuras disney n era monitorada pelo IVC, então n sei como a abril diz que ela n vendia.

    2 - Meu salário aumentou R$ 0,00 nos últimos 12 meses, rsrsr.

    ResponderExcluir
  64. A editora (qualquer uma) sabe que uma revista não está vendendo quando a Dinap encosta o caminhão e pergunta onde descarrega o encalhe!

    Além disso, há uma matemática do tipo "tem que vender pelo menos 40% da tiragem"; menos que isso é prejuízo certo.

    ResponderExcluir
  65. Ok.

    O problema é que às vezes a editora que não sabe vender seu produto, e depois fica toda revoltadinha ou tristinha falando que seus gibis não vendem.

    ResponderExcluir
  66. Sei lá. Olha o caso da Boom!: supstamente Disney não vendia na Gemstone porque 1) os gibis tinham formato Prestige (americano, capa encorpada, lombada quadrada etc.) e, consequentemente, custavam mais; 2) publicava-se material clássico (Barks e Rosa, por exemplo) e dinamarquês (seguindo obviamente a linha barksiana).

    Veio o fiasco e entrou a Boom! com 1) formato modesto (22 páginas de HQs or edição) e 2) "aquele" material italiano, como Ultraheroes e Mágicos de Mickey. Fiasco #2, e tudo cancelado.

    Aí pode-se argumentar: ah, mas é claro que o público não iria esperar meses para ver uma saga completa (DonaldDuplo levou uns 10 meses). É mesmo? E porque os encadernados (tudo reimpresso em papel de qualidade) tampouco venderam? Ah, mas o pessoal queria coisa MELHOR AINDA. Sério? A primeira coisa que cortaram foram os encadernados com capa dura e sobrecapa...

    Ou seja: claro que todo mundo tenta acertar e fazer o melhor. Não é só "o emprego" que está em jogo, é a satisfação pessoal de estar envolvido num projeto de sucesso. Mas alguém aí sabe a fórmula mágica? Se se soubesse, todo mundo venderia bem e igual.

    Nem precisa sair desse espaço: se formos levar em conta a opinião de cada um aqui, por exemplo... quem tem razão? Quem boaria a mão no fogo, aqui, por alguma ideia? (Porque sempre oderia ser dito: minha ideia era ótima, mas a editora estragou tudo quando restringiu a distribuição / aumentou o preço / não colocou (ou colocou) no pacote de assinaturas / lançou em formatinho / lançou em formato americano / a lombada tinha que ser quadrada... e por aí vai.

    (Divertido, isso).

    Ah, sim, quanto a sua falta de reajuste salarial nos últimos 12 meses, temos aqui pelo menos 2 advogados que podem te orientar melhor a procurar seus direitos. kkk

    ResponderExcluir
  67. Primeiro ponto: erros básicos como o aeroporto da capital federal que movimenta dezenas ou centenas de milhares de pessoas por dia n receber 1 gibi disney são inconcebíveis.

    Vc põe sua mão no fogo dizendo que em nenhum momento a abril errou ao ajustar seu produto em um preço que n era o ideal, q fosse legal para as 2 partes (leitor e empresa)? DUVIDO. Em algum momento algum preço colocado n foi bom, e às vezes se visou um lucro maior, e poderia ter um lucro bem maior do que houve se colocasse um preço um pouco mais baixo. Enfim, a famosa curva de oferta e demanda da economia básica, incrementada com a realidade.

    Segundo ponto, já que tocamos nisso: sou servidor público, n acho que reajuste a cada 12 meses seja "direito que um advogado possa resolver". Quem sabe esse ano n tenha negociações que resolvam isso... pode pesquisar quem quiser: as agências reguladoras n tiveram aumento desde 2010 ou 2009.

    ResponderExcluir
  68. Vejam bem. Minha opinião: TM vende muito mais que disney e sempre venderá, com essa geração de hoje. Podemos ter disney com 100 pgs a 1 real e TM com 50 a 5. TM venderá mais. A geração de hj prefere coisas ruins.

    Isso é um pt.

    Um outro ponto q levantei é que MUITO de um eventual nicho de mercado dos quadrinhos Disney é perdido com a) distribuição porca e falha; b) decisões setoriais erradas; c) distribuição porca e falha; d) falta de empenho da própria empresa em fazer pelo menos um site decente; e) distribuição porca e falha.

    Alguns exemplos:
    1 - http://jovem.abril.com.br/essencialdisney/compra_online.html - NADA DE COMPRA ONLINE

    2 - O SITE OFICIAL ESTÁ ERRADO FAZ MAIS DE MÊS (ESSECIAL no lugar de essencial nas abas, já avisamos em fóruns e comunidades, mas n se ligam) - http://jovem.abril.com.br/essencialdisney/

    ResponderExcluir
  69. Opa peralá! Isso aqui é altamente erroneo:

    "Ela teria que trazer sagas longas? (Nunca falamos aqui que a revista mais parecida com o que Thiago pede era AVENTURAS DISNEY, justamente a que teve que ser cancelada por baixas vendas.) "


    - AVENTURAS DISNEY era tudo que representa UM ERRO EDITORIAL GIGANTESCO da Abril. É a prova cabível de que a Editora não sabe trabalhar com um dos melhores materiais estrangeiros que existe.

    1 - Revista híbrida onde 50% do seu conteúdo ou era republicação. HQs realmente velhas que tinham um PÉSSIMO contraste com todo o material comtenporaneo que abria a revista.

    2 - Série e sagas divididas em váááááárias edições. Horrivel. Sabe quando isso é concebível? Quando a periodicidade da revista é curta. Se ela é semanal, beleza dividir uma história de duas partes em duas semanas. Mas pegar uma HQ como mágicos disney e dividir em 5 meses??? Donald Duplo em 3 meses??? É pedir pra matar a publicação.

    Aventuras Disney não é o que eu quero no Brasil. Essa revista nada mais era do que uma edição enxuta da falecida Almanaque Disney, uma versão pobre. Ela não foi concebida da mesma forma que revistas internacionais de sucesso são. Ela tinha todos os erros possíveis. Aí não há material 5 estrelas que salvem a pobre coitada.

    Aventuras Disney seria uma outra coisa se fosse quinzenal ou semanal, se tivesse 100 páginas (20 páginas fazem a diferença), se 50% não fosse de material mofado que nada tinha a ver com a revista.

    É como o Sergio disse acima, os erros editoriais nessas horas NINGUEM vê. Vigora aquela regra que mais serve como desculpa esfarrapada "não vendeu e cancelamento, culpa dos leitores".

    Culpa dos leitores não! Aventuras MORREU por ESTÚPIDAS decisões editoriais que estragaram a revista.

    Leitor não é obrigado a comprar revistas ruins.

    --------------

    Alias essa comparação de mercado com a Boom e a falência da Disney lá é outra falha grotesca de argumento. O mercado americano é TOTALMENTE diferente do nosso. Tanto em formato físico, como forma de venda, como tratamento do material. A Boom errou em tratar o material italiano como se fosse americano, errou em tratar as revistas disney como se fossem marvel/dc. Ela errou em muita coisa, mas nada dos erros deles cabe em nosso mercado nacional.

    ResponderExcluir
  70. "a) distribuição porca e falha; b) decisões setoriais erradas; c) distribuição porca e falha; d) falta de empenho da própria empresa em fazer pelo menos um site decente; e) distribuição porca e falha.

    Alguns exemplos:
    1 - http://jovem.abril.com.br/essencialdisney/compra_online.html - NADA DE COMPRA ONLINE

    2 - O SITE OFICIAL ESTÁ ERRADO FAZ MAIS DE MÊS (ESSECIAL no lugar de essencial nas abas, já avisamos em fóruns e comunidades, mas n se ligam) - http://jovem.abril.com.br/essencialdisney/"




    - Concordo 100% com o Sergio. Parece puro amadorismo. Uma empresa de 60 anos, uma das maiores editoras do país e não há qualquer esforço por um ambiente virtual disney decente. E olha que qualquer criança de 12 anos cria um blog razoavelmente bonito de graça no wordpress em menos de 10 minutos.

    O erro na página da coleção essencial é GROTESCO, NOJENTO, RIDÍCULO. E como o sergio disse, nós avisamos, comentamos, alertamos e passado todo esse tempo desde o seu lançamento... CONTINUA ERRADO.

    A empresa deve estar em falta com webdesigners e programadores.

    ---------

    Vou ainda mais longe, neste ultimo mês passei a acompanhar páginas e comunidades no Facebook das publicações oficiais e estrangeiros Disney... é ridículo a forma como a Abril Jovem no Facebook funciona.. é ridículo que oficialmente a Abril não tenha uma página para os quadrinhos disney na maior rede social desta geração. Ela se caba tanto que uma nova geração de leitores está lendo disney, mas não dá a mínima para a forma como esse leitores se comunicam socialmente?

    Anders And & Co (Dinamarca)
    https://www.facebook.com/AndebyNews?ref=pb

    Topolino (Itália)
    https://www.facebook.com/Topolino?ref=pb

    Lustiges Taschenbuch (Alemanha)
    https://www.facebook.com/LustigesTaschenbuch?ref=pb

    Komiksy GIGANT (Polonia)
    https://www.facebook.com/KomiksyGIGANT?ref=pb

    Donald Duck & Co (Holanda)
    https://www.facebook.com/donald.no?ref=pb


    Páginas que fazem enquetes, trazem previas, anunciam revistas, mostram HQs, mostram ilustrações... que trazem os quadrinhos disney para a era digital.

    Tá tudo errado aqui.

    ResponderExcluir
  71. "Outra falha grotesca de argumento" blablabla...

    Não estou comparando mercado nenhum. Apenas dei exemplo de que um editor eventualmente apenas ACHA que está fazendo a coisa certa. A Boom! achou que estava, rompendo com o modelo anterior. E no começo vendeu bem. E se hoje conseguimos apontar exatamente os pontos onde erraram, naquele momento ninguém sabia ao certo (fácil analisar em retrospectiva; engenheiro de obra pronta).

    E AVENTURAS DISNEY não era nada parecida com ALMANAQUE DISNEY. Eu gostava muito dela, a propósito.

    ResponderExcluir
  72. "E AVENTURAS DISNEY não era nada parecida com ALMANAQUE DISNEY. Eu gostava muito dela, a propósito."

    - depende de qual fase vc se lembra do que era um "Almanaque Disney"...

    http://calisota.forumeiros.com/t380-as-fases-do-almanaque-disney-e-quando-foi-que-a-publicacao-desandou

    Ela começou a desandar em 1999, quando mudou sua linha editorial. As duas ultimas fases da revista (2003-2005) é Aventuras Disney, porém com mais páginas.

    Logo depois arrancaram as páginas dessa última fase da AD e pra não ficar feio, ela se tornou AVD.

    Eu tb costava muito da Aventuras, mas ela começou a encher o saco quando: sagas demoravam meses pra ser concluidas e a distribuição dela era porca, mais do que a setorização de hoja. a primeira edição de Magicos do Mickey nunca foi vendida na minha cidade e o segundo capitulo de ultra-herois eu tive que comprar no mercado livre porque tb nunca chegou por aqui. Era um sofrimento encontrar ela.

    A gente tenta comprar, mas a editora não quer vender... é exatamente o que acontecer com essa merda de setorização hoje em dia.

    ResponderExcluir
  73. Ué, mas vc mora em São Paulo... O que a setorização tem a ver com isso?

    ResponderExcluir
  74. Estamos falando do passado ou do presente?

    Presente: Não é porque eu moro em São Paulo que não me incomoda a porcaria da setorização. Vivemos num país conectado pela internet. Tenho vários colegas que não conseguem as revistas porque estão fora do eixo. É um empecilho a qualquer comunidade, restrige conversas, troca de opiniões e debates sobre as HQs.

    Passado: Boa pergunta! Ainda assim há alguns anos atrás Jacareí era uma porcaria pra receber revistas.

    E ainda hoje é! Pois várias bancas não recebem Disney. Eu mesmo só estou conseguindo comprar Essencial porque conversei com o jornaleiro e ele está separando uma edição toda semana pra mim. Ele só recebe duas, e a outra tb está reservado. Ou seja, basicamente ele não vende Essencial, não expoe as revistas ao publico. E outras bancas tb não andam recebendo.

    E isso porque teoricamente aqui não é setorizado. Maravilha, não?

    - Não é porque eu consigo as revistas que outros da minha cidade consegue. Eu já passei por grandes apertos aqui em 2010 e 2011 caçando revista que não chega em banca alguma. Em duas ocasiões tive que me deslocar para a cidade vizinha.

    É por isso que odeio esse quadro limitado dos pacotes de assinaturas. Por mim, tanto as 6 mensais quanto os almanaques deveria ter pacotes de assinaturas. E estas coleções semanais, deveria chegar com assinatura fechada pra coleção inteira, assim as revistas vão para as bancas atrair novos leitores e os colecionadores não precisam "roubar" desse publico, pois assinariam e receberiam na comodidade do lar.

    ResponderExcluir
  75. É lamentável isso: uma postagem que foi feita para mostrar as revistas novas de repente se tornou o recinto das maiores críticas infundadas de um trabalho editorial. Infundadas porque essas críticas são feitas sem essas pessoas sequer conhecerem um conselho editorial. Nada mais escrevem do que achismos em cima de um mundo totalmente desconhecido.

    Às vezes fico pensando se está sendo tão benéfico assim esse contato que a editora abriu para comunicação com os consumidores porque vejo reclamações boas, interessantes, no entanto, vejo também outros pontos apresentados que não tem nada a ver com o assunto em questão. E nem tem nada a ver com o papel de quem critica que é o papel de consumidor e nada além disso. No geral, vejo apontamentos fúteis. Fúteis porque a vida de nenhum leitor aqui vai ficar diferente após a publicação de todas as suas teorias de como melhorar as revistas Disney. E não vai mudar porque volto a dizer que são apontamentos a respeito de fatos desconhecidos sobre o funcionamento de um expediente editorial. Porque são assuntos que não tem nada a ver com o papel do consumidor.

    Não me lembro da editora ter dado liberdade ou permissão ou sequer ter pedido para que nós, consumidores, pudéssemos lhes oferecer tanta consultoria assim de como tocar sua empresa e suas publicações. Sinceramente, não me lembro mesmo.

    Pra mim, entrar aqui e ler tudo o que li é o mesmo que aguentar uma mulherzinha besta ficar falando na minha orelha duas horas a respeito dos sapatos que ela não comprou na loja tal de um certo shopping porque eles não lhe agradaram por "N" motivos. Se ao menos o Planeta Gibi tivesse publicado uma postagem sobre a maneira como está funcionando as publicações das revistas da Abril, poderia se dizer que tudo o que foi dito faz lógica. Mas não vejo ser este o caso.

    Na minha opinião, isso tudo que li foi um monte de delírios que a editora certamente vai apertar o botão "delete" e simplesmente desconsiderar porque nenhum profissional de lá perguntou nada a nós sobre funcionalidade, lucros e dividendos de suas marcas, de seus produtos.

    É impressionante o que as pessoas, em geral, fazem para serem ouvidas. é impressionante ler tanta coisa absurda em um só dia, tanta presunção e prepotência sobre algo que, em geral, as pessoas sequer estão realmente a par de como funciona. Quanta masturbação mental!

    Nenhuma dessas pessoas pseudo-experts em empresas de publicações de quadrinhos irá receber um comunicado pedindo para que vá pessoalmente dar seu expediente de consultoria lá na prédio da Abril. Desistam, e parem com essa masturbação mental, pelo amor de Deus!! Vocês não parecem leitores de quadrinhos, parecem loucos que pensam que são os melhores executivos do ramo!! Ah, ah, ah!!!!

    O Planeta Gibi deveria ganhar um prêmio por ler e dar atenção a tantas coisas tolas que foram publicadas aqui. Sinceramente!!

    Fabiano Caldeira.

    ResponderExcluir
  76. eu não sou e não me faço de desentendido, mto pelo contrtário: entendo perfeitamente o q tá acontecendo aqui!!!

    tbm não mandei ninguém embora do país... até pq, eu tbm compro gibis importados (e não pretendo me mudar pra europa só pra ler gibis).

    Só acho q vcs são mto dependentes das editoras nacionais. Se tá ruim aqui, se o Brasil não dá conta do material inédito q sai no resto do mundo... então importem, ora!!! é simples. É o q EU faço com certos gibis q eu sei q nenhuma editora vai publicar aqui!!!

    mas vcs querem gibis inéditos... só q qdo sai um assim continuam reclamando até por conta de uma diferença de menos de 2 reais (troco do pão na padaria da esquina)!!!

    é só isso q eu acho sem propósito.... pois qq colecionador sabe q pra ter aquilo q realmente quer, vai ter q gastar, vai ter q importar (em certos casos) e vai ter q fazer SACRIFÍCIOS!!!

    enfim,

    se quiserem continuar reclamando, fiquem à vontade, eu tô bem satisfeito com minhas rererererepublicações de Barks!!!

    ResponderExcluir
  77. Só peço uma coisa à Abril, caso esteja acompanhando a discussão aqui, que não pare de oferecer somente inéditas nas mensais. Voltei a ler Disney mensalmente agora, depois de quase 20 anos, justamente por causa de Casty e demais inéditas. Não sou contra republicações, desde que elas continuem nos almanaques! Ah sim, e Minnie e Pateta foram muito bem vindas (espero q as vendas estejam refletindo isso), portanto, se estiverem planejando mais algum título mensal somente com inéditas, que venha!!!

    ResponderExcluir
  78. Algumas das novas HQs italianas citadas aqui e ali fatalmente serão vistas na série que antes tinha o nome de Walt Disney Apresenta. Isso não é novidade pois foi anunciado pela Abril e divulgado no Planeta Gibi. E, ao que tudo indica, a editora vai adiante com essa idéia.

    Ou seja, uma revista semanal claramente não está nos planos. As coleções eram semanais por se tratar de algo temporário (embora esse "temporário" tenha se estendido para três coleções consecutivas) portanto, as propostas editorais que apareceram aqui são meramente suposições. É de se levar em conta questões de distribuição, já que não é a linha editorial o único fator responsável pelo sucesso de uma nova revista. Mas o problema da setorização não está ao alcançe da equipe que edita quadrinhos.

    Essa nova setorização apareceu agora, no meio do caminho, justamente quando falávamos da (vamos chamar de) Retomada Disney. Então a nova revista deve estar sendo pensada levando em conta a realidade do momento atual, por mais "nefasto" que este pareça ser. Novas sagas italianas provavelmente serão publicadas nessa nova série de almanaques mensais, em substituição das coleções semanais, pelo fato de permitirem mais tempo de exposição em banca. Tem gente que poderia considerar justamente o contrário: se há setorização, então a revista seria semanal. Tudo o que não vendeu no Sudeste/Sul, depois de uma semana, já seria distribuído em outras praças. Mas se isso fosse verdade, Essencial Disney não estaria como está.

    As revistas semanais que tivemos se tratavam de séries já existentes, bastava editar uma outra história (CLD e Essencial) ou compilar tudo (PFH). Tanto que as duas posteriores vieram a partir do sucesso inesperado de CLD. Uma revista semanal, assim de repente, não me parece a característica da Abril, que ainda está estudando seu público. Mas esse "estudo" eles fazem experimentando na prática, que nem foi com a Disney Gigante. Se a Abril desanda a publicar um monte de inéditas em semanais, vai chegar uma hora que não conseguirão fazer a filtragem necessária. Não é só pegar todas as histórias longas italianas e sair publicando.

    Agora, uma coisa que eu já tinha dito, é que a Abril ainda precisa se adequar quanto às vendas on line, porque a setorização - independentemente de toda a choradeira - não acabará tão cedo. Pra competir com a Turma da Mônica não basta entuxar as bancas com quadrinhos Disney.

    Que haverá continuidade de revistas que prezam inéditas, só não vê quem não quiser. Se a Abril conseguirá consolidá-las na nova situação setorizada é o que esperamos que se esforçem para conseguir.

    ResponderExcluir
  79. Lucrecio fez um bom comentário:

    "Uma revista semanal, assim de repente, não me parece a característica da Abril, que ainda está estudando seu público. Mas esse "estudo" eles fazem experimentando na prática, que nem foi com a Disney Gigante. Se a Abril desanda a publicar um monte de inéditas em semanais, vai chegar uma hora que não conseguirão fazer a filtragem necessária. Não é só pegar todas as histórias longas italianas e sair publicando."



    - Acho que se não fosse por CLD, PFH ou até mesmo Essencial eu também jamais cogitaria dizer que deveria ter uma revista em formatinho e economica semanal, mas as coleções semanais provaram que o leitor nacional, se quiser, pode pagar semanalmente por uma revista.

    Não vejo complicações na seleção de histórias. Existem centenas de boas ineditas que nunca vão sair por aqui se não houver um maior espaço para tais. E não acho que uma revista semanal precise ser totalmente italiana. Pode muito bem mesclar HQs dinamarquesas, como até mesmo aquelas holandesas ineditas com Lobão, Havita e toda a tuma dos esquecidos (são hqs curtas, de 6 a 8 páginas).

    Os temas semanais poderiam seguir e até mesmo espelhar a Miki Maoys (lá da grécia) que faz um trabalho fenomenal mudando a cada 4 edições o tema de destaque da revista. Por falta de boas ideias não serve como desculpa, pois teriamos para onde olhar de vez em quando.

    Sem mencionar que já tivemos no Brasil revistas tanto semanais quanto quinzenais. E como você disse, a Abril testar lançando, ela ainda não sabe direito como é o publico e mercado por aqui. Poderia lançar, testar e se não der certo... simplesmente cancela.

    O que não poderia é fazer besteira, do tipo misturar republicações e velharias mofadas junto ao material contemporaneo, dar esse problema de contraste, não criar destaque e revitalizar a revista mensalmente com destaques especiais.

    Fazendo bonitinho, não vejo o que poderia dar errado.

    ResponderExcluir
  80. Não reclamei de nenhuma edição deste ano, achei todas muito boas (ao contrárioda distribuição)... Então agora tenho direito de dizer: futebol de novo, que sacooooo!! Essa eu não comprarei,assim como não comprei aquelas verdinhas da copa não-sei-o-quê do ano passado...

    ResponderExcluir
  81. complementando: mas se vende bem pra quem curte o tema, então beleza, pois aí alavanca as vendas das outras com temas interessantes...hehehe... ;)

    ResponderExcluir
  82. Realmente, Luciano, nem todo mundo curte certos temas em HQs.

    Esportes nunca foi meu forte. Sou daqueles nerds gordinhos que repudiam esportes. Não assisto na Tv, não pratico, não jogo games esportivos, nem leio mangás de esportes. Com a Disney as vezes abro exceções, como foi com Disney Gol ano passado onde gostei em particular da HQ da P.A.I. e da Máquina do Tempo que veio nestes especiais.

    Geralmente acho sagas olimpianas mais legais. Lembro que Aventuras Disney teve os Anéis Olímpicos em duas edições e achei bem massa! Acho que o especial olímpiadas, se existir, deve ser mais bacana.

    Ah, enquanto isso, em outra parte do mundo, lá na Polônia, está saindo um especial de 512 páginas (ineditas e republicações) só com HQs culinárias. Esse é um tipo de tema que eu iria curtir hehehehe.

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=340817135985722&set=a.321560051244764.76167.303549099712526&type=1

    ResponderExcluir
  83. Verdade Thiago, as HQs Disney sobre Olimpíadas eu também curto, lembro ainda das mais antigas, tipo Pateta nas Olimpíadas, que eram muito boas.
    Talvez futebol seria uma coisa interessante se não fosse um vício nesse país, onde todo mundo sabe tudo de futebol e não tá nem aí para as coisas importantes que determinam o rumo do país. Mas, como eu disse, isso é opinião pessoal. Fortalecendo as vendas das HQs Disney é o que importa pra nos garantir mais e mais novidades!!!

    ResponderExcluir
  84. Poxa, 512 pgs com HQs culinárias eu acho que me suicidaria, huahauhua.

    Eu simplesmente adorava aquelas HQs do pateta olímpico.

    Eu lembro que uma das primeiras revistas Disney q li foi aquela GOL, sobre a copa de 90. Eu, como fanático por esportes (anoto até hj os resultados esportivos, do atletismo ao esqui), adorava as curiosidades mostradas ali.

    Pena q n está nos planos livros assim...

    ResponderExcluir
  85. A choradeira e ladainha de leitores insatisfeitos tem se espalhado tbm em fóruns e comunidades da DC... (em decorrência do reboot q a editora vai sofrer):

    todo leitor q olha apenas pro próprio umbigo (sem pensar nos demais e no q os demais querem ler) sempre sonha em ser editor - achando (erronemanete) q faria melhor se estivesse no cargo de editor!!!

    agora os leitores da DC tbm estão formando seus próprios mixes de como ficariam as revistas (na imaginação deles)... e é claro, estão apedrejando os editores tbm (afinal, todo HATER q se preza tem q impor a sua vontade e opinião acima de todos os demais - inclusive dos próprios editores)!!!

    O Maffia devia dar graças a Deus de não estar na pele dos editores da DC/Panini... pois esses sim, estão sendo esfolados vivos pelos leitores, rs!!

    ResponderExcluir
  86. Leo, uma dúvida. Vc adora republicações, e isso é notório.

    O que vc acha do gottfredson? Queria ter acesso às HQs dele, já que parece que a política de republicações n vale para ele...

    ResponderExcluir
  87. Não vou entrar no mimimi generalizado que se forma qualquer post sobre lançamentos.
    Sobre o especial,assim que olhei pensei "Não vou comprar esse troço" por achar que seria coisa do Donald Menino que eu odeio. mas olhando a seleção e vendo que é mais pela Eurocopa que se aproxima,Vou comprar sim.

    ResponderExcluir
  88. "O que vc acha do gottfredson? Queria ter acesso às HQs dele, já que parece que a política de republicações n vale para ele..."


    Sergio,

    eu tenho várias histórias e tiras do Gottfredson em formato digital, mas compraria tudo dele sim se saísse impresso aqui (seja no formato ou preço q for)!!!

    é um material de excepcional qualidade (até melhor q os desenhos animados clássicos da época - q eu tbm adoro e tenho em DVD na coleção Tresures)!!!

    tbm não sei pq não republicam Gottfredson... "talvez" (quem sabe) por estarem planejando lançar encadernados pras livrarias futuramente!!!

    vou esperar mais um pouco pra ver os planos da Abril... mas se demorar mto, sou capaz de importar os 2 encadernados capa-dura q saíram com as tiras dele (e q eu já vi à venda em livrarias - são edições magníficas)!!!

    Até+

    ResponderExcluir
  89. MagGaren, eu tb n gosto de donald menino. Posso mudar de opinião mas gostei pouco do pouco que li.

    Leo, essas edições são sensacionais mesmo. Tive a oportunidade de comprá-las e vale a pena.

    ResponderExcluir
  90. A primeira história tem roteiro de Alessandro Ferrari, desenhos de Fabio Pochet, arte-final de Roberta Zanotta e cores de Dario Calabria, e realmente não está ainda no Inducks.

    Confere PG? Segundo o inducks...

    Esse roteirista trabalhou tb em carros 2, Witch e numa HQ pra topolino em 2011.

    Pochet esse ano fez uma HQ com o Peninha para Paperino (n sabia q paperino trazia inéditas). Em 2011 fez HQs para Paperinik Cult e antes HQs de carros. Faz ainda comumente capas e tiras.

    ResponderExcluir
  91. ...e também aquelas capas fantásticas de Clássicos da Literatura Disney.

    ResponderExcluir
  92. Nossa!
    Perdi o bonde!

    Quanto assunto interesasante e quanta balela!

    Pessoal, temos um gênio desperdiçado aqui.

    Ele precisa ser descoberto o mais rápido possivel e ir para os Estados Unidos, Argentina ou Portugal levantar ou ressuscitar ou levantar a venda de quadrinhos por lá.

    Eu voto no Thiago para novo Editor, não, Chefe de Redação da Abril.

    Só assim podemos ter navamente a saudosos gibis dos anos 70, e 80.

    Acorda Abril, contrata logo esse businessman e começa logo a a ganhar rios de dinheiro...

    Onde estão o botes?

    ResponderExcluir
  93. Se meus cálculos n tiverem errado, a Abril, com esse lançamento e a manutenção dos títulos regulares (almanaques, férias, extras, mensais e big), a Abril já tem a garantia de ter publicado mais revistas dos "personagens convencionais" em 2012 que em 2011: 155 x 148 (já considerando Jumbo 2 e Mega tb).

    ResponderExcluir
  94. Comprei e não gostei. E olha que eu gosto muito de futebol. Se não fosse pela saga desenhada pelo Vicar o gibi seria totalmente dispensável. Péssima seleção de histórias, e não faz jus ao preço. É feita para enganar que gosta do tema.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.