' '

28 de dez de 2011

LIGA DA JUSTIÇA SEM LIMITES #2 — dez/11

Por Maurício Muniz (especial para o Planeta Gibi)

Os heróis da Liga da Justiça estão de volta, em aventuras que exploram variadas facetas do universo da DC Comics em uma revista inspirada pelo desenho de grande sucesso na TV. Mesmo se têm presença garantida nesta edição especial, ícones como Batman, Superman, Mulher-Maravilha e Flash dão espaço para que personagens menos conhecidos brilhem em tramas inteligentes e divertidas, capazes de surpreender leitores novos e antigos.


LIGA DA JUSTIÇA SEM LIMITES #2
revista trimestral, 108 páginas cor, formatinho 13,4 x 19 cm, capa cartonada, lombada quadrada, R$ 7,95 (data de expediente: jan/12)


Considerada como a melhor série em desenhos animados da DC Comics, Liga da Justiça sem Limites agradou os fãs do universo de super-heróis da editora ao colocar sob os holofotes alguns personagens pouco conhecidos, mas de grande potencial.

A segunda edição das aventuras em quadrinhos inspiradas no desenho, lançada pela Abril, segue essa tendência de maneira primorosa. Escritas por Adam Beechen (de ROBIN e BATMAN DO FUTURO, entre outros títulos), as histórias apresentam visões e versões um tanto inusitadas dos personagens, longe do padrão das histórias convencionais.

A edição abre com uma aventura da Liga na Atlântida, onde a equipe é convidada de honra de Aquaman para o Dia Anual da Coroação. O ponto de vista mostrado é o da heroína adolescente Sideral (nos quadrinhos da linha normal, membro da Sociedade da Justiça), que considera Aquaman um idiota afetado e sem muita utilidade para a Liga. Já o rei dos mares, por sua vez, acha que Sideral ainda é uma heroína sem experiência e de segunda categoria. Mas a animosidade inicial dos dois precisa ser deixada de lado quando um antigo e poderoso demônio, capaz até mesmo de vencer Superman, volta à vida e planeja destruir toda a raça humana.

Outra história mostra Jay Garrick, o primeiro Flash (conhecido no Brasil como “Joel Ciclone”) frente a duas difíceis missões: salvar toda a Liga da Justica, aprisionada pelo Mestre dos Espelhos, e provar que é o Flash original a um garotinho desconfiado.

O Tornado Vermelho é tanto o astro quanto o oponente dos heróis na terceira história da edição. Quanto o andróide com poderes ciclônicos é controlado por um misterioso inimigo da Liga, inicia uma onda de destruição que coloca em risco não apenas o mundo, mas também sua amizade com os membros da Liga. Vale menção também a participação um tanto assustadora de Batman na trama, quando deixa claro que não se deve tentar prejudicar a Liga da Justiça.

Vibro, herói hispânico que teve pouco destaque até mesmo na linha de quadrinhos convencionais, estrela uma aventura onde a crítica social tem lugar. O rapaz tenta fazer com que seu irmão caçula abandone Los Lobos, uma gangue de marginais de rua que está prestes a se meter com um perigoso cientista maluco, o Dr. Silvana.

O destaque da edição fica para a história Rumo ao Limbo, que traz todos os grandes personagens místicos da editora unindo-se para uma viagem perigosa em outro plano astral. Zatanna, Desafiador, Sr. Destino, Zauriel, Etrigan e outros deverão enfrentar três poderosos demônios que dominaram o Reino do Limbo e impedem que inúmeras almas possam alcançar o descanso final. A missão não parece das mais difíceis, mas a equipe descobrirá que pode haver um traidor em seu meio.

Com seus roteiros inteligentes e divertidos, esta edição — desenhada pelo mexicano Carlo Barbieri (de DEADPOOL e IMPULSO) — é uma boa pedida para todos os fãs dos personagens da DC e dos bons quadrinhos.

Maurício Muniz é editor da Gal Editora e do blog  Antigravidade: Cultura Pop e Bom Humor.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.