' '

29 de dez de 2011

AS AVENTURAS DO SUPERMAN #2 — dez/11

Por Maurício Muniz (especial para o Planeta Gibi)

O último filho de Krypton está de volta em aventuras de tirar o fôlego, baseadas no desenho animado de sucesso e escritas por Mark Millar, um dos maiores astros dos quadrinhos na atualidade. Desta vez, Superman viaja para o futuro, visita a capital do planeta Krypton, descobre que um inimigo conhece sua identidade secreta e enfrenta um demônio capaz de dominar corpos alheios.



AS AVENTURAS DO SUPERMAN #2
revista trimestral, 116 páginas cor, formatinho 13,4 x 19 cm, capa cartonada, lombada quadrada, R$ 7,95 (data de expediente: jan/12)

Mais rápido do que uma bala e mais poderoso do que uma locomotiva, Superman foi o primeiro super-herói dos quadrinhos. Seus poderes incríveis e aventuras fantásticas conquistaram sucessivas gerações de leitores desde que surgiu em 1938. Um desses fãs é o roteirista Mark Millar (de OS SUPREMOS e O PROCURADO), que tem no homem de aço seu personagem favorito. São de Millar quatro das cinco histórias publicadas nesta edição.

Reunião de Família, desenhada pelo brasileiro Aluir Amâncio, é uma saga em duas partes que traz uma série de eventos chocantes para Superman. Após impedir a explosão de um reator de antimatéria dos Laboratórios S.T.A.R., o herói é lançado um ano no futuro. Nesse tempo em que ficou fora, a humanidade amadureceu e aprendeu como seguir em frente sem a presença de um super-herói para salvá-la o tempo todo. Não bastasse sentir-se inútil e perdido, as coisas ainda pioram para Superman quando sua mãe kryptoniana, Lara, surge um dia dizendo que a capital de Krypton foi salva da destruição do planeta e ela o procura há anos. Poderia ser apenas um sonho ou alucinação, mas logo fica claro que tudo que acontece ao redor do herói é real. O final dramático envolverá Supergirl, Lex Luthor, Lois Lane, vários supervilões de Metrópolis e até Jor-El, o pai biológico de Superman.

Já na história Clark Kent É Superman e Eu Posso Provar, o herói recebe mensagens ameaçadoras de alguém que afirma saber seu segredo. Com muito suspense e surpresas aos montes, a história faz referências à serie cinematográfica de Superman, estrelada por Christopher Reeve, com a presença de um personagem que apareceu apenas no cinema. Os desenhos são de Neil Vokes (de ROBOTECH e AS AVENTURAS DO MÁSKARA).

Outra história escrita por Millar é Refúgio, desenhada pelo veterano Mike Manley (de CAPITÃO MARVEL e CAPITÃO AMÉRICA), na qual Superman enfrenta um novo e poderoso inimigo: um antigo demônio fugido do Egito, capaz de migrar de um corpo humano para outro e fazer com que este obedeça à sua vontade. Não demora para que o demônio deixe claro que sua intenção é dominar o corpo de Superman, o ser mais poderoso do mundo. Com a ajuda do Sr. Destino, um ás dos conhecimentos sobrenaturais, Superman tentará escapar de uma terrível sina. Mas será que tudo é mesmo o que parece? Um conto genial, com final surpreendente.

A edição é complementada por Lois Lane, a Namorada de Sullivan. O roteirista é David Michelinie, um dos nomes mais importantes da Marvel nas décadas de 1980 e 1990, quando escreveu as aventuras do Homem-Aranha e criou, com Todd McFarlane, o vilão Venom. Em sua história, desenhada por Neil Vokes, um vilão com poderes hipnóticos ataca o jornal Planeta Diário. Em meio a um confronto com Superman, os poderes do vilão afetam Lois Lane, que passa a corresponder ao amor secreto de Ben Sullivan, o zelador do jornal, causando uma série de confusões.

Grandes aventuras para o maior super-herói dos quadrinhos, com tramas que irão agradar a todos os fãs do personagem. .

Maurício Muniz é editor da Gal Editora e do blog  Antigravidade: Cultura Pop e Bom Humor.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.