' '

22 de out de 2011

PATETA FAZ HISTÓRIA: as coleções

Por E. Rodrigues & Rivaldo Ribeiro

O embrião da série Pateta Faz História surgiu na revista-brinde americana DISNEY MAGAZINE, em meados da década de 1970. Ali, sátiras históricas protagonizadas também por Mickey e Clarabela eram intercaladas com HQs no mesmo estilo anárquico, porém estreladas por Sir Lock Holmes. A ideia ganhou fôlego e a arte foi transferida para Jaime Díaz Studio. Surgiram dali as 38 HQs de 44 páginas cada que, finalmente, são agora compiladas em coleção produzida pela Editora Abril. A seguir, histórico, capas e mais.


O INÍCIO: HISTÓRIAS DE 12 PÁGINAS
Em jun/75, a americana DISNEY MAGAZINE publicou a HQ O Grande Motim, criada por Cal Howard e Carson Van Osten. A revista tinha sido especialmente criada para ser distribuída como brinde na compra de produtos de uma grande indústria do ramo de higiene e limpeza.

Em seus dois anos de duração, DISNEY MAGAZINE trouxe artigos e intercalou sátiras históricas protagonizadas por Pateta, Mickey e Clarabela com HQs de Sir Lock Holmes (que, curiosamente, seguiam o mesmo estilo anárquico que é característico de Pateta Faz História).  Nos meses seguintes, vieram Leonardo da Vinci (Howard e Al Hubbard, ago/75), Mickey Shakespeare (Howard e Van Osten, out/75), Clarapatra (Howard e Tony Strobl, jan/76), Pateta Gutenberg (Howard e Hubbard, mar/76) e Isaac Newton (ago/76). Todas com 12 páginas cada.

No mesmo formato ainda houve Cristóvão Colombo (jul/76) e Robert Fulton (Howard e Hector Adolfo de Urtiága, 1977). Boa parte dessas sátiras históricas chegou a sair no Brasil (veja cronologia de publicação, abaixo).

A SÉRIE GANHA MUITO MAIS PÁGINAS
Logo se notou que a ideia tinha fôlego — e assunto — para muito mais do que curtas 12 páginas. Assim, os Studios começaram a produzir em série HQs de 44 páginas, incluindo remakes estendidos daquelas já publicadas (com exceção de Robert Fulton).

A primeira aventura publicada dessa nova série também foi Pateta Leonardo da Vinci, que inaugurou uma coleção sueca em 1976. A HQ também foi a primeira a sair por aqui, em ALMANAQUE DISNEY #83 (abr/78). O roteiro ficou a cargo do mesmo Cal Howard; os desenhos, com Hector Adolfo de Urtiága e Larry Mayer. A arte-final de toda a coleção ficou com Rubén Torreiro.

COLEÇÕES NO BRASIL
E depois de ter mais algumas histórias publicadas nos gibis de linha, a série ganhou uma coleção fechada em cinco números, em 1981, que acabou ganhando volume extra no ano seguinte, dado seu sucesso. Outras coleções a sucederam, em formatos e propostas diversas, incluindo versões em inglês com folhetos traduzidos.

Essas HQs com código S, produzidas preferencialmente para o mercado internacional, teve como grande fornecedor o Jayme Diaz Studios, situado na Argentina. Dentre a produção de Diaz (1937-2009) e equipe não só se destacam os quadrinhos de Pateta Faz História, mas também HQs baseadas nas séries animadas do Disney Afternoon, como DuckTales, Darkwing Duck e Rescue Rangers (Conexão Salva-Ação).

TEATRO DISNEY
A ideia de colocar os personagens Disney na pele de personagens históricos, fictícios ou não, de forma seriada, remonta a meados da década de 1960, quando Vic Lockman,  Tony Strobl e Paul Murry desenvolveram diversas HQs assim, e que será compilada pela primeira vez no Brasil no último volume desta coleção. Teatro Disney coloca Tio Patinhas e Metralhas nos lugares de Ali Babá e os 40 Ladrões, por exemplo, e Minnie, Mickey e sobrinhos no papel da Família Robinson Suíço, num outro caso.

O único lugar do mundo que já publicou Pateta Faz História completo foi a Alemanha, que compilou todos os episódios na coleção GOOFY EINE KOMISHE HISTORIE, oito volumes em capa dura, formato 17,5 x 24 cm e 244 páginas coloridas cada (exceto o último, com 148), lançados entre 2006 e 2010.



PATETA FAZ HISTÓRIA
em ordem cronológica de publicação no Brasil

EPISÓDIOS DA PRIMEIRA SÉRIE, COM HQs DE 12 PÁGINAS
MICKEY #302 (dez/77) O Grande Motim
MICKEY #307 (mai/78) Clarapatra (1ª versão)
ZÉ CARIOCA #1471 (jan/80) Robert Fulton
MICKEY #378 (mar/84) Isaac Newton (1ª versão)

MICKEY #387 (dez/84) Mickey Shakespeare

 

1ª LEVA: ALMANAQUE DISNEY
revista mensal, formato Pato 13,4 x 21 cm, 132 páginas coloridas e lombada quadrada.
#83 (abr/78) Leonardo Da Vinci (republicada nas 2ª e 3ª levas)
#85 (jun/78) Galileu Galilei (republicada nas 2ª, 3ª e 7ª levas, e em DISNEY ESPECIAL #165)
#87 (ago/78) Colombo (republicada nas 2ª, 3ª e 7ª levas, e em DISNEY ESPECIAL #165)

  


2ª LEVA: PATETA FAZ HISTÓRIA COMO...
coleção fechada em 5 edições, acrescida de mais um número ao final, em formato Pato 13,4 x 21 cm, 100 páginas coloridas, capa cartonada e lombada quadrada. Além de vir com dois episódios da série, cada edição trouxe mais seis páginas de quadrinhos com Pateta e Mickey (introdução, interlúdio e epílogo), produzidas especialmente pelos Estúdios Abril.
#1 (out/81) Beethoven (republicada na 3ª leva) e Tutancâmon
#2 (dez/81) Gutenberg e Marco Polo (ambas republicadas na 3ª leva)
#3 (jan/82) Rei Midas
#4 (fev/82) Rei Arthur (republicada em DISNEY ESPECIAL #165)
#5 (mar/82) Frankenstein (republicada em DISNEY ESPECIAL #165)
#6 (nov/82) Homem Invisível e Ulisses




3ª LEVA: PATETA FAZ HISTÓRIA INTERPRETANDO
coleção fechada em 6 edições em formato magazine 21 x 27,5 cm, 52 páginas coloridas, capa cartonada e lombada quadrada. Lançado entre jun/85 e out/85. Nenhum dos episódios era inédito no Brasil.



4ª LEVA: ALMANAQUE DISNEY
revista mensal, formatinho 13,4 x 19 cm, 132 páginas coloridas e lombada quadrada.
#179 (abr/86) Volta ao Mundo em 80 Dias (republicada em DISNEY ESPECIAL #151)
#181 (jun/86) Hércules (republicada em DISNEY ESPECIAL #151)

#185 (out/86) Aladdin (republicada em DISNEY ESPECIAL #130)
#190 (mar/87) 20.000 Léguas Submarinas (republicada em DISNEY ESPECIAL #135)
#199 (dez/87) Genghis Khan


    


5ª LEVA: PATETA É... EM INGLÊS
coleção fechada em 4 edições em formato magazine 21 x 27,5 cm, 52 páginas coloridas, capa cartonada e lombada canoa (grampos). Os quatro episódios inéditos vinham em inglês. Junto, um encarte destacável com a versão em português, porém monocromática e impressa em quatro pranchas por folha.
#1 (nov/89) Guilherme Tell (republicada em PATETA É... EM PORTUGUÊS)
#2 (dez/89) Gustave Eiffel
#3 (fev/90) Dr. Jekyll
#4 (abr/90) Benjamin Franklin

   


6ª LEVA: PATETA É... [EM PORTUGUÊS]
O oposto da coleção anterior teve apenas uma edição, exatamente no mesmo formato e também incluindo encarte monocromático, dessa vez em inglês.
#1 (jun/91) Guilherme Tell



7ª LEVA: ALMANAQUE DISNEY
revista bimestral/mensal, formatinho 13,4 x 19 cm, 132 páginas coloridas e lombada quadrada.
#341 (jul/01) Pasteur
#344 (jan/02) Império Romano
#372 (jul/05) Arquimedes


  


COLEÇÃO DEFINITIVA: PATETA FAZ HISTÓRIA
coleção em 20 volumes semanais, formato 14,7 x 20,7 cm, 100 páginas coloridas e lombada quadrada.
#1 (12/ago/11) Leonardo Da Vinci e Isaac Newton (inédita)
#2 (12/ago/11) Cristóvão Colombo e Johann Strauss (inédita)
#3 (19/ago/11) Galileu Galilei e Vasco da Gama (inédita)
#4 (26/ago/11) Beethoven e Daniel Boone (inédita)
#5 (2/set/11) Benjamin Franklin e Gustave Eiffel (inédita em português em cores)
#6 (9/set/11) Dr. Frankenstein e Cleópatra (inédita)
#7 (16/set/11) Louis Pasteur e Dom Quixote (inédita)
#8 (23/set/11) Gutenberg e Casanova (inédita)
#9 (30/set/11) Marco Polo e Goethe (inédita)
#10 (7/out/11) Ulisses e Aníbal (inédita)
#11 (14/out/11) 20.000 Léguas Submarinas e P.T. Barnum (inédita)
#12 (21/out/11) O Homem Invisível e Ascensão e Queda do Império Romano
#13 (28/ou/11) Arquimedes e Hércules
#14 (4/nov/11) Rei Arthur e Ali Babá (inédita)
#15 (11/nov/11) Tutancâmon e Rip Van Winkle (inédita)
#16 (18/nov/11) Genghis Khan e Stradivari (inédita)
#17 (25/nov/11) Guilherme Tell e Robinson Crusoé (inédita)
#18 (2/dez/11) Rei Midas e O Médico e o Monstro (inédita em português em cores)
#19 (9/dez/11) Volta ao Mundo em 80 Dias e Aladim
#20 (16/dez/11) Teatro Disney: Nos Tempos de Robin Hood, Os Dois Mosqueteiros + Um, O Cão de Basketville, 20.000 Algas Submarinas, Ali Patinhas e os Quarenta Metralhas, O Tesouro da Ilha, Nos Tempos do Rei Artur, Dudu Patetus, A Família de Robinson Mickey, O Mágico de Bahs, A Lâmpada de Aladim Mickey, Um Tiro pela Culatra, Guliver Mickey, O Pé de Feijão (148 páginas)


4 comentários:

  1. Aquelas da segunda leva me enfeitiçavam nas bancas.

    ResponderExcluir
  2. LEGAL VER ESSAS CAPAS ARRUMADINHAS!;)

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho a penúltima, mas a melhor e a inesquecível foi a da segunda leve que infelizmente não tenho mais. As capas eram formidáveis e deveriam ter sido copiadas pela nova coleção, pelo menos no estilo!

    ResponderExcluir
  4. Realmente a da 2a leva foi a melhor. Tenho apenas a revista do Homem Invisivel.
    O Planeta Gibi continua matando a pau. Parabens.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.