' '

3 de set de 2011

OS JOVENS TITÃS #1 — set/11

Por Maurício Muniz (especial para o Planeta Gibi)

Uma das equipes mais importantes e tradicionais da DC Comics, os Jovens Titãs surgiram com a união dos parceiros-mirins dos heróis mais famosos da editora. Com o tempo, o grupo mudou e o título dos heróis adolescentes veio a se tornar uma das revistas mais bem-sucedidas da década de 1980. Essa elogiada fase inspirou uma série animada que chega agora ao Brasil em divertidas histórias em quadrinhos.


OS JOVENS TITÃS #1
108 páginas cor, formatinho 13,4 x 19 cm, capa cartonada, lombada quadrada, R$ 7,95


A equipe dos Jovens Titãs surgiu em 1964, uma época em que os jovens norte-americanos começaram a se rebelar contra as convenções da sociedade e a exigir que suas vozes fossem ouvidas e levadas em consideração. A primeira aventura dos personagens surgiu na edição 54 da revista THE BRAVE AND THE BOLD, quando Robin, Kid Flash e Aqualad uniram-se contra um inimigo em comum. A história foi bem aceita e logo surgiram outras histórias com os Titãs, nas quais outros heróis, como Ricardito (parceiro do Arqueiro Verde) e Moça-Maravilha, uniram-se à equipe. Finalmente, o grupo ganhou seu título próprio em fevereiro de 1964. O título duraria até 1978, mas com várias pausas em sua publicação ao longo do caminho.

Em novembro de 1980, a revista DC COMICS PRESENTS #26 trouxe de volta os Titãs em uma nova formação, na qual aos antigos membros Robin, Kid Flash e Moça-Maravilha uniram-se alguns heróis nunca vistos antes: Estelar, uma princesa alienígena; Zatanna, uma feiticeira cujo pai é um demônio; e Ciborgue, dono de um corpo metálico cheio de recursos. A equipe também era integrada por Mutano, um jovem de pele esverdeada e capaz de se transformar em qualquer animal que fora, no passado, membro da Patrulha do Destino, outro grupo de heróis da década de 1960. Essa nova equipe, que logo ganhou título próprio, teve aventuras brilhantes criadas pelo roteirista Marv Wolfman e o desenhista George Pérez. A revista se transformou em um grande sucesso e foi, durante muito tempo, a mais vendida da editora.

Foi nessa versão dos anos 1980 que o produtor Glen Murakami se baseou para criar o desenho animado Jovens Titãs, em 2003. Kid Flash e Moça-Maravilha não faziam parte da equipe, mas Robin e os outros membros foram mantidos e viveram várias aventuras contra vilões saídos tanto dos quadrinhos como criados especialmente para o desenho. Com um dinâmico tema de abertura cantado pela dupla japonesa Puffy AmiYumi, a série durou três anos e apresentou estes heróis e o universo da DC a toda uma nova geração de crianças e adolescentes.

No mesmo ano em que o desenho estreou, surgiu também a revista em quadrinhos TEEN TITANS GO!, que apresentava novas histórias inspiradas pelo universo da série da TV. Escritas por J. Torres, autor indicado ao prêmio Eisner por seu trabalho nos quadrinhos, as histórias colocavam os heróis contra os mais variados inimigos. Algumas das melhores histórias criadas para a revista estão no especial OS JOVENS TITÃS, lançado pela Abril Jovem. Em uma delas, os Titãs enfrentam um inimigo sobrenatural que comanda uma invasão de zumbis. Em outra, são levados ao mundo virtual dos vídeogames para lutar contra perigos muito reais. Os Titãs também são obrigados a enfrentar o amigo Mutano, quando ele se transforma num monstro gigante descontrolado ao melhor estilo “Godzilla”. X, um vilão surgido no desenho animado, também dá as caras em uma aventura cheia de ação e mistério. Mas, apesar da variedade de histórias, a maior constante da edição é o humor, seja nos diálogos divertidos e cheios de referências à cultura pop, seja nas charadas e piadas que são apresentas de forma muito criativa em paralelo às narrativas.
Os desenhos desta edição imperdível para os fãs ficam à cargo de Todd Nauck (HOMEM-ARANHA, YOUNGBLOOD), Mike Norton (FUGITIVOS, ARQUEIRO VERDE) e Sean Galloway (X-MEN).


Maurício Muniz é editor da Gal Editora e do blog  Antigravidade: Cultura Pop e Bom Humor.




Leia também sobre os outros títulos:
BATMAN — OS BRAVOS E DESTEMIDOS #1
AS AVENTURAS DO SUPERMAN #1
LIGA DA JUSTIÇA SEM LIMITES #1


18 comentários:

  1. E agora, já tem alguma data de lançamento ou apenas o mes de setembro? Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Segundo o site da Dinap, esta semana teremos as revistas DC COmics/Abril e Pixar. Vamos fazer um abaixo assinado para termos uma revista comemorativa dos 70 anos do Capitao Marvel da DC, neste mesmo formato, com aquela coletanea de BILLY BATSON AND THE MAGIC OF SHAZAM! vol 1

    ResponderExcluir
  3. Marcelo, como as edições já estão impressas, a distribuição deve iniciar mesmo na próxima semana (como também diz o Celso). A Abril, contudo, confirma a data para dia 26.
    Abraço.
    E.Rodrigues

    ResponderExcluir
  4. Caro E. ROdrigues,
    Os senhores do Planeta Gibi que tem acesso a Editora Abril e seus editores, poderia verificar se caso uma campanha para publicação do encadernadinho de BILLY BATSON AND THE MAGIC OF SHAZAM! vol 1 nos moldes nesta edições da DC/Abril,

    ResponderExcluir
  5. Celso, encaminhamos sua mensagem para a Abril, ok?

    ResponderExcluir
  6. Tem o meu total apoio. Se não me engano sairam 20 edições do Billy Batson. Dariam 5 edições trimestrais, o que seria ótimo! Abraços a todos!

    ResponderExcluir
  7. Confirmei tudo no site da Dinap. Agora é certo, sai essa semana! OBA!!! hehehe

    ResponderExcluir
  8. Celso, a resposta é: "A Abril tem licença para lançar somente os títulos já divulgados."
    Portanto, teremos que solicitar isso à Panini...

    ResponderExcluir
  9. Que pena!!! Para Panini, desculpa-me, mas eu não peço mais nada para Panini. Por falar nisso, aquelas antigas historias do Zorro publicada no Almanaque Disney, sabe se Abril tem planos em relança-las? Curiosidade quem desenhava aquelas historias?

    ResponderExcluir
  10. A licença de HQs do Zorro não pertence mais à Disney. Editoras diferentes nos EUA e Europa vêm relançando o material desenhado por Alex Toth (há um álbum brasileiro, também, porém fora de catálogo). No Brasil, Primaggio também fez bastante coisa.

    ResponderExcluir
  11. Valeu! Obrigado pelas informações! Quer dizer a Abril só vai lançar somente mais quatro destes encadernadinhos... que chato!

    ResponderExcluir
  12. Não acredito que todo esse movimento para apenas duas edições desses títulos. Acho que, dependendo das vendas, eles venham a pegar os outros títulos da Johnny DC, como Young Justice, Scooby Doo, sem contar tambem com a nova série do Green Lantern. Já notaram que os títulos do Scooby Doo não sairam mais pela Panini? Pois é...

    ResponderExcluir
  13. Comprei as revistas e cabe a análise: enquanto o papel das americanas que era péssimo hoje em dia é maravilhoso o das brasileiras que antigamente era ótimo hoje é péssimo!!! Quanto ao encadernado ,é horroroso, difícil de abrir a revista por completo para poder ler satisfatoriamente sem desmontar a revista. Uma pena. A impressão é de bom padrão, mas o papel não ajuda. Para a nossa combalida economia, cabia um papel de melhor qualidade ao cobrar R$7,95 em cada revistinha. Sonhar não custa... Continuo recebendo minhas assinaturas das americanas mesmo.

    ResponderExcluir
  14. Divertidissimas as historias.

    ResponderExcluir
  15. Alguém sabe onde comprar as edições 1 2 e 3 ?

    ResponderExcluir
  16. boa tarde gostaria de comprar os jovens titãs e a liga da justiça sem limites ambas as edições nº01 ao 05. vc sabe onde encontrar? ou ainda existe vendendo? nuninho_@hotmail.com

    ResponderExcluir
  17. Números atrasados pode-se TENTAR obter diretamente com seu jornaleiro (informa a Abril).

    Como as primeiras edições circularam há 3 anos, particularmente acredito ser bem difícil conseguir isso com a própria editora.

    Abs.

    E. Rodrigues

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.