' '

15 de mai de 2011

Patrulha do Universo é republicada na Itália, junto com História de Patópolis

Por E. Rodrigues & Rivaldo Ribeiro

O título italiano DISNEY COMIX, dedicado a republicar produções de outros países, traz na edição deste mês a graphic novel brasileira Patrulha do Universo. A saga foi produzida pela Abril para a estreia de GRAPHIC DISNEY (abr/91). DISNEY COMIX #6, a propósito, está quase todo verde-amarelo: além da Patrulha e de outras HQs daqui, traz a História de Patópolis original na íntegra, conforme adiantamos em janeiro (e atualizamos abaixo).


Em abr/91, a produção nacional Patrulha do Universo inaugurou GRAPHIC DISNEY. A ideia não foi adiante: adaptações americanas de animações, DuckTales O Filme e O Príncipe e o Mendigo, ocuparam as duas únicas edições seguintes — mais parecendo apenas o aproveitamento do título existente.

Patrulha do Universo, com 44 páginas, teve roteiro de Gérson Teixeira, desenhos de Eli Leon, cenários de Watson Portela, arte-final de Antônio de Lima e cores de Alexandre Silva. Saiu também na Itália, França e Espanha. Nunca foi republicada no Brasil.


A História de Patópolis foi escrita por Ivan Saidenberg e desenhada por artistas diversos. Seus cinco capítulos saíram no início dos anos 1980 em MICKEY, TIO PATINHAS e ALMANAQUE DISNEY. Pouco mais de quatro anos depois, ganhou republicação em TIO PATINHAS ESPECIAL #4, com o acréscimo de dois novos capítulos produzidos especialmente para aquela edição. Foi a última vez que o Brasil pode ver a saga.

Posteriormente, a História de Patópolis foi publicada em forma de textos e ilustrações nas três primeiras edições de AVENTURAS EM PATÓPOLIS (mar-abr/94 — e acreditamos que poucos saibam ou tenham notado isso).

Além de ter sido editada em Portugal e na França, também já saiu na Itália duas vezes, ambas em MEGA ALMANACCO (jan/85 e jan/89), abrindo as edições e com destaque nas capas.

Já os dois capítulos extras (prólogos) só saíram em Portugal, além daqui. E permanecerão inéditos na Itália: DISNEY COMIX #6 abre com os cinco capítulos originais, somente. O gibi não é distribuído no Brasil.


A capa italiana: destaque para o "superfumetto" brasileiro História de Patópolis

9 comentários:

  1. Que bom que a Disney Itália conhece a palavra reciprocidade. Eles volta e meia prestigiam os talentosos cartunistas brasileiros que fizeram parte dos Estúdios Disney da Abril.

    ResponderExcluir
  2. seria bom se fizesem um encardenado especial comemorando os 30 anos dessa exelente historias ,pelo menos para a alegria de quem tanto espera a republicação

    ResponderExcluir
  3. Eu ainda tenho o meu Tio Patinhas Especial com a Historia de Patopolis. Realmente inesquecível.

    ResponderExcluir
  4. Eu também tenho este TPE com a HdP, mas queria que esta saga fôsse publicada em algo caprichado como um CLD.

    ResponderExcluir
  5. Infelizmente eu ainda não tenho essa edição, procuro nos sebos, mas é um produto raro de ser encontrado. Quem sabe algum dia eu consiga essa edição tão bacana.

    ResponderExcluir
  6. Olá, Ludy! Segue link abaixo.

    http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-184597513-tio-patinhas-especial-numero-4-1987-raridade-_JM

    O preço está um "pouquinho" salgado, mas provavelmente é por conta da raridade e da importância do gibi em questão.

    ResponderExcluir
  7. Amiguinhos... o Planeta Gibi é uma loja, lembram? Colocar link pra concorrência? E olha que nem nos furtamos de falar do gibi italiano, com menção explícita a outra! Humpf!
    Rivaldo

    ResponderExcluir
  8. Amiguinho Rivaldo, o ML seria concorrência se vocês tivessem o Tio Patinhas Especial no. 4 para venda na loja Planeta Gibi, mas este não é o caso porque eu verifiquei. Aliás, a loja de vocês anda precisando ser incrementada com mais raridades.

    Fábio André

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.