' '

31 de mar de 2011

LULUZINHA #1 — mar/11

Por E. Rodrigues

ATUALIZAÇÕES: O lançamento teve ampla divulgação hoje (1/abr), na mídia em geral. Na Folha de S.Paulo, por exemplo, Lulu foi parar na capa, bem abaixo do logo do jornal, além de ocupar capa e página do caderno Ilustrada [vide imagens abaixo]. Em São Paulo, amanhã (2/abr), haverá tarde de autógrafos na Livraria Cultura do Market Place, das 15 às 18h. 

Nunca as ingênuas travessuras de crianças foram tão fielmente retratadas nos quadrinhos como nas histórias de Lulu e Bolinha. Com uma excepcional seleção de histórias, LULUZINHA clássica estreia pela Pixel. Justiça seja feita ao material original: o editor Daniel Stycer não deve ter tido muito trabalho para escolher as HQs que compõem a edição, tal é a qualidade dos dois (só dois, mesmo!) gibis americanos que as forneceram. Uma edição com conteúdo impecável. E, ainda, com um belo suplemento de brinde (brinde de verdade; coisa rara, hoje). Indicado para todo mundo, sobretudo para quem queira iniciar crianças na leitura de quadrinhos. Se você não conhece, confira. Além do que, o preço é ótimo.


LULUZINHA #1
52 páginas coloridas, formatinho 13,5 x 19 cm, R$ 3,10
Descreening e letreiramento: Clene Salles, Júlio de Andrade Filho e equipe
Pixel Media, revista mensal, mar/11



O Aranha e o Caso do Retrato Desaparecido
Roteiro de John Stanley, desenhos e arte-final de Irving Tripp
LLA3-2/55-3, 6 páginas. The Case of the Missing Picture. O Aranha (o nada secreto alter-ego de Bolinha) investiga o sumiço de seu retrato. O principal suspeito, como sempre, é o pai de Lulu. Repare que a Pixel manteve a cor original do calção do menino —a Editora Abril pintava-o de azul.



O Resgate
Roteiro de John Stanley, desenhos e arte-final de Irving Tripp
LLA3-4/55-3, 10 páginas. The Ransom. A Turma da Zona Norte sequestra primeiro Bolinha, depois o resto do clube, um a um. Luluzinha tenta ajudar no resgate, parecendo solidária — no fundo, está se divertindo um bocado. 



Luluzinha [De hoje em diante, não quero mais ser chamado de Bola]
Roteiro de John Stanley, desenhos e arte-final de Irving Tripp
LLA4-4/56-3, 2 páginas. Little Lulu. Bolinha quer que passem a chamá-lo pelo nome de batismo, Tomás. Até perceber que seu apelido não é tão ruim assim.


A Coisa
Roteiro de John Stanley, desenhos e arte-final de Irving Tripp
LLA4-11/56-3, 6 páginas. The Thing. Lembra-se de que quando os pais de Bolinha decidem passear à noite eles contratam Lulu para tomar conta de Bolinha? Pois desta vez o menino decidiu aprontar mais uma. Sensacional.


Alcéia, Meméia e a Pobre Menininha
Roteiro de John Stanley, desenhos e arte-final de Irving Tripp
LLA3-3/55-3, 10 páginas. Ol' Witch Hazel and Her Niece, Little Itch. História de estreia da sobrinha da bruxa Alcéia (note-se que os editores optaram por manter a acentuação, derrubada pela recente reforma ortográfica). Alcéia estreou em LITTLE LULU #39 (set/51). Sua sobrinha, Meméia, é formalmente apresentada aqui. Porém, a HQ Ol' Witch Hazel and the Birthday Party, produzida depois desta, acabou sendo publicada um mês antes, em LITTLE LULU #80 (fev/55). Outra curiosidade: Meméia e a disneyana Bruxa Wanda, criação de Carl Barks, compartilham o mesmo nome original em inglês: Witch Hazel. Wanda, no entanto, estreou mais de um ano depois de Alcéia (em DONALD DUCK #26, nov/52).



Luluzinha [Olha o Alvinho e o canhão antiaéreo dele]
Roteiro de John Stanley, desenhos e arte-final de Irving Tripp
LLA4-7/56-3, 3 páginas. Little Lulu. Hoje, se um roteirista quiser continuar no seu emprego deve manter bem longe do papel ideias como as dessa HQ. Hilária.


O Lava-Rápido Canino
Roteiro de John Stanley, desenhos e arte-final de Irving Tripp
LLA4-2/56-3, 8 páginas. Lulu's Dog Laundry. Reparou na quantidade de cachorrinhos que surgem nas histórias anteriores a essa? Bem, aqui eles têm seu grand finale. O gibi se completa com uma página de passatempo, outra de correspondência e, finalmente, uma gag sem palavras.


Capa original: LITTLE LULU #108 (jun/57)
Indexação: Planeta Gibi (DONALD DUCK #26: Inducks)




ALMANAQUE LULUZINHA
32 páginas coloridas, formato magazine 20,5 x 27,5 cm, capa couché, miolo em offset
Grátis com LULUZINHA #1



Nas páginas do Almanaque, Luluzinha Teen e sua turma contam como surgiram a menina e seus amigos, mostrando capas, quadrinhos, curiosidades e história. São treze páginas introdutórias, passando por todos os principais personagens — até o Seu Miguel, o caça-gazeteiros que sofre o diabo nas mãos (inocentes) da garotada (o personagem seria integralmentre transposto, depois, para a Turma da Mônica, no papel de "Seu Juca")



"Não que eu me importe!", repete Bolinha enquanto bisbilhota Lulu, tentando descobrir para quem ela estaria escrevendo uma suposta cartinha de amor: simplicidade e síntese. John Stanley costumava encerrar suas HQs quando considerava que o recado estava dado (a piada esgotada, no caso). Por isso, em algumas histórias, o leitor não habituado ao autor pode ficar com a impressão de um final abrupto — mas a diversão já estava garantida desde o início



Acima e abaixo, algumas das muitas páginas de passatempos caprichadíssimos — elaborados pela editora que é, provavelmente, nossa maior autoridade no assunto. As crianças (os marmanjos também) vão adorar. A depender do sucesso do gibi, é de se imaginar que a Ediouro transforme esse caderno de passatempos em revista periódica








REPERCUSSÃO NA FOLHA:

Luluzinha ganha destaque na Primeira Página da edição de 1º/abr...



...é capa da Ilustrada...



...e ainda ocupa mais meia página do caderno de cultura e lazer do jornal

32 comentários:

  1. Nossa isso tudo é muito empolgante,lindas imagens do Planeta Gibi e realmente imperdível material clássico...vida longissima ao gibi e que um dia(e que não demore muito)saia também as HQs brasileiras dela!abçs!;)

    ResponderExcluir
  2. Ah...dúvidas;As revistas são em grampo/canoa? o gibi de N°1 da Luluzinha não tem N°1 na capa? e "Nas bancas todos os meses" esta impresso na capa mesmo em cima do logo do nome da revista?:O

    ResponderExcluir
  3. Já comprei a minha! Vamos dar uma força à Pixel e todos comprar para garantirmos uma longevidade a revista, e, pelo que li, logo logo estará tambem nas bancas a revista do Bolinha! Apenas UMA ressalva: a má qualidade do papel e da impressão. Enquanto nos EUA todas as HQ agora tem um papel maravilhoso, aqui cada vez está de pior qualidade!

    ResponderExcluir
  4. Xandro, a inscrição "Número 01" está na capa, abaixo do código de barras. A tarja "Nas bancas todos os meses" está impressa na capa. A revista tem a estrutura de um PATO DONALD (lombada canoa).

    Marcelo, de fato, o papel poderia ser um pouco melhor.

    Abraço.
    E.Rodrigues

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Eu ia comprar... se tivese vindo pra MG! Não entendi essa da Pixel excluir Minas do Sudeste na distribuição. Esse tipo de gibi era para ter distribuição NACIONAL, pois não é encadernado, nem nada do tipo.

    ResponderExcluir
  7. Pena ser no formatinho!Poderia ser maior; se nào me engano quando publicada pela Cruzeiro era maior...ou nào?
    Abraços
    Zerramos

    ResponderExcluir
  8. Zerramos, na Cruzeiro era um formato entre americano e magazine. Há um post aqui no Planeta Gibi que mostra inclusive a capa do #1, de 1955. Vamos recuperá-lo em breve.
    Abração.
    E.Rodrigues

    ResponderExcluir
  9. Grato por responder,amigo,E.Rodrigues!;)

    ResponderExcluir
  10. As histórias estão sendo republicadas seguindo alguma ordem cronológica? Da original americana ou a da Ed. Abril, por exemplo?

    ResponderExcluir
  11. 'além de ocupar capa e página do caderno Ilustrada'

    ...poxá se possivel,tem como mostrar isso por aqui para todos nós fãs deste blog poderes ver?!abrçs!:)

    ResponderExcluir
  12. andfelbr,
    Este #1 utiliza HQs de dois anuais (que a Dark Hoirse só reeditará - pela primeira vez nos EUA, em maio).
    Abraço.

    Xandro, à noite, ok?

    ResponderExcluir
  13. Fiquei surpreso de ter encontrado nas bancas aqui da minha cidade. Parabéns para a Pixel pelo lançamento. Por outro lado merece uma pedrada pela qualidade horrível do papel miolo e da capa molengona.

    ResponderExcluir
  14. Mas por que está indexada no Donald Duck #26?

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. O papel é ruim e a impressão está péssima. Preço não é tudo gente, qualidade sim! De repente podiam cobrar um pouquinho mais caro e oferecer um produto de melhor qualidade, tendo em vista que grande parte dos compradores serão os antigos leitores.

    ResponderExcluir
  17. Tudo muito bacana, menos o fato de MG ficar a ver navios.

    ResponderExcluir
  18. Adorei Luluzinha, o conteudo.
    Vou colecionar todas.

    O pessoal daqui tá de parabensd
    Rodrigo tenho uma dúvidas sobre Lulu, vc responde por aqui ou pergunto direto ao Rivaldlo.

    ao pessoal da editora, eu digo.
    Que papelzinho vagabundo é esse gente boa, colocasse a 3,90 ou 4,50, mas colocasse algo dessente, se vo der um grito já estraga a capa.

    ResponderExcluir
  19. Vinicius, pode perguntar à vontade.

    ResponderExcluir
  20. Ok,me convenceu há comprar a revista com seus resumos e imagens!

    ResponderExcluir
  21. Contando todas as edições de Luluzinha lançadas pelas editoras O Cruzeiro, Abril e agora pela Pixel, em qual número estaria a revista agora se a numeração fosse continuada daquela edição inicial de 1955 até hoje?

    ResponderExcluir
  22. Legal as imagens do jornal...grato por postar/mostrar a todos!;)

    ResponderExcluir
  23. Planeta Gibi você podia cobrar 5 reais por entrega a abril cobra 5 reais e tem mais gente do que seu site de 12 reais

    ResponderExcluir
  24. Porque excluiram:
    DISNEY GIGANTE e outras novidades em quadrinhos Disney
    ?

    ResponderExcluir
  25. Eu acho o frete do planetagibi o mais barato da net, mais que da abril inclusive, compro 4 revistinhas na abril dá 10,12 reais de frete e as revistas ainda chegam amassadas.

    ResponderExcluir
  26. Pablo, mande um email para
    atendimento@planeetagibi.com

    (Quando ao post sumido: estávamos apenas testando; o texto definitivo, como você deve ter visto, está no ar.)

    Abraço.
    E.Rodrigues

    ResponderExcluir
  27. Comprei meu exemplar e adorei. Ri muito com as historinhas.E não vi nada de errado com o papel e a impressão.Não é o mesmo papel dos gibis da Disney? Olha, recomendo a todos. Vou esperar o nº 2,3,4...

    ResponderExcluir
  28. Ao que eu saiba, o Planeta Gibi é o site mais confiável para venda dos quadrinhos aqui anunciados.
    O frete é justo e a seguraça com a qual eles entregam a revista no correio é algo simplesmente fenomenal.
    Eu sempre recomendo o site para compras e estou sempre postando ele no meu Blog, mesmo ninguém pedindo, porque é simplesmente o melhor no ramo, na minha opinião.

    Podem comprar de olhos fechados e com a mão no fogo. O trabalho é 100% confiável.

    FabianoCaldeira.

    ResponderExcluir
  29. Ahahahah

    Muito boas as histórias.

    ResponderExcluir
  30. Comprei o nº 1 e vou colecionar. O papel podia ser um pouco melhor...

    ResponderExcluir
  31. Valeu, estava procurando onde comprar o exemplar 1 e conseguir achar através de seu blog.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.