' '

2 de mai de 2010

Zé Carioca #2347 — mai/10

Por José Rivaldo Ribeiro & E. Rodrigues

Quem não se lembra do vampiro que chegou à Vila Xurupita na calada da noite e entrou no guardarroupa do Zé Carioca? Revimos essa HQ aqui no ano passado, na edição #2339. Pois bem. Depois disso, outro vampiro apareceu na Vila. Dessa vez, porém, tratava-se de mais um dos incontáveis primos do nosso papagaio, Zé Pamonha, retratado na belíssima capa inédita de Aparecido Norberto.

No mais, repete-se o atraente mix de HQs do gibi, que traz uma raríssima história brasileira do Superpateta e uma aventura com o velho Urtigão Urtiga, além da excelente A Copa do Morro é Nossa!

Zé Carioca #2347
52 páginas — formatinho 13,4 X 19 cm — R$ 2,95


Tem Noiva pra Vampiro?
Roteiro de Kaled Kalil Kanbour e arte de Luiz Podavin.


A Falência do Tio Patinhas
Roteiro e arte de Waldyr Igayara de Souza.

Superpateta está entediado com sua costumeira ronda de super-herói. Resolve então trabalhar de guarda-costas de Tio Patinhas. Será seguro para o quaquilionário? Uma daquelas HQs brasileiras da década de 1960 que só agora ganham reedição, merecida.


À Italiana
Roteiro de Raimundo Guimarães de Cerqueira Jr. e arte de Eli Marcos M. Leon.

Com Zé Carioca, Rosinha, Nestor e Pedrão.


Uivando de Saudade
Roteiro atribuído a Carlos Rangel, arte de Fernando Bonini e cores Antônio de Lima.

Urtigão e Cão às voltas com alienígenas.


A Copa do Morro é Nossa!
Roteiro de Ivan Saidenberg e arte de Luiz Podavin.

Zé Carioca, Nestor, Pedrão e Afonsinho jogam futebol contra um time de macacos!

Histórias:
B 960018, 12 páginas, publicada primeiro em Zé Carioca #2057, ago/96.

BZC 829-B, 10 páginas, publicada primeiro em Zé Carioca #829, 23/set/69.

B 960059, 7 páginas, publicada primeiro em Zé Carioca #2059, set/96.

B 890098, 7 páginas, publicada primeiro em Urtigão #76, abr/90.

B 780194, 10 páginas, publicada primeiro em Zé Carioca #1599, 25/jun/82.

Capa:
Ideia de Paulo Maffia, arte de Aparecido Norberto, cores de Cris Alencar.

Fonte de indexação das HQs: Inducks.


Clique aqui para comprar Zé Carioca em nossa loja virtual, o Planeta Gibi Comic Shop.

9 comentários:

  1. POR QUE NENHUMA HQ FOI COLORIDA PELO VENTURA?

    ASS: BRUNO

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Como sempre, a revista do Zé Carioca não traz nda de novo... o Thiago do site Portallos acertou em cheio na história do vampiro.
    Abraços. FabianoCaldeira.

    ResponderExcluir
  3. Pena pensei que fosse uma história inédita baseada no Crepúsculo...

    Será que NUNCA MAIS a Disney brasileira produzirá histórias do Zé Carioca??

    Não sou um grande fã do personagem, mas para quê manter a revista só por tradição? Não deve vender nada...

    ResponderExcluir
  4. Esta estória do jogo contra os macacos, foi uma das melhores que eu já li do Zé Carioca. São estas que mostram como os quadrinhos marcam a infância. Desde que eu a li pela primeira vez, nunca mais tirei da cabeça a frase do macaco "primeiro tempo vocês jogam no lado de baixo e no segundo nós no de cima" ou "o jogo só acaba quando os macacos marcarem gol".

    Gustavo Bourscheid

    ResponderExcluir
  5. Boa pergunta a do Fábio. Com todo o respeito à revista do Zé (que já gostei e comprei muito), mas a revista dele é mantida só por tradição ou ela vende alguma coisa?

    ResponderExcluir
  6. Ventura colorista do Zé Carioca já!!! [2]

    ResponderExcluir
  7. VENTURA COLORISTA DO ZÉ CARIOCA JÁ!!!(3)
    ELE COLORI BEM MELHOR DO QUE OS OUTROS.
    JÁ VIRAM TAMBÉM AS CORES DA SUSAN DAIGLE LECH?
    SÃO SUBLIMES!!!

    ResponderExcluir
  8. VENTURA COLORISTA DO ZÉ CARIOCA JÁ!!!(3)
    ELE COLORI BEM MELHOR DO QUE OS OUTROS.
    JÁ VIRAM TAMBÉM AS CORES DA SUSAN DAIGLE LECH?
    SÃO SUBLIMES!!!

    ResponderExcluir
  9. O Fábio tem razão: Zé Carioca já teve dias melhores... e o gibi do Mickey então? Horrível com aquelas calças curtas!!!!

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.