' '

4 de abr de 2010

Zé Carioca #2346 — abr/10

Por José Rivaldo Ribeiro & E. Rodrigues

Só HQs brasileiras nesta edição de Zé Carioca, com destaque para a aguardada republicação do capítulo da História e Glória da Dinastia Pato produzido especialmente por aqui para a edição #100 de Disney Especial, de mai/87 — A Quinta Mosqueteira nunca havia ganhado reedição por aqui, a propósito. Destaque também para mais uma capa inédita — de Aparecido Norberto, com cores de Cris Alencar.

Zé Carioca #2346
52 páginas — formatinho 13,4 X 19 cm — R$ 2,95

Babá de Pinguim
Roteiro de autor não conhecido, arte de Eli Marcos M. Leon, arte-final de João Anselmo.

A divertida HQ faz referência aos pinguins levados pela corrente do Atlântico, todos os anos, até o litoral do Rio de Janeiro. No caso, Zé Carioca se depara — e ajuda — um bebê-pinguim.

História e Glória da Dinastia Pato Capítulo 5.5 — A Quinta Mosqueteira
Roteiro de autor não conhecido, arte de Euclides K. Miyaura, cores de Fernando Ventura.

Sobre o capítulo brasileiro da Dinastia Pato, falamos em nosso post dedicado à série, no ano passado: quando a Abril escolheu a saga para comemorar a centésima edição de Disney Especial, em 1987, havia um pequeno detalhe: a revista tinha 228 páginas e a HQ, tal qual já havia sido remontada e publicada em Tio Patinhas de Ouro #1, menos de 200. A solução foi algo polêmica: um capítulo "5.5" foi criado por aqui mesmo para ocupar as páginas que sobravam. A HQ, desenhada por Euclides Miyaura, em muito destoava do traço italiano. Trazia Margarida como A Quinta Mosqueteira. A namorada do Donald tinha acabado de ganhar título próprio, que fazia estrondoso sucesso na época. Este capítulo extra só pode ser lido em Disney Especial #100. Isso mesmo: ele não aparece em Disney Especial Reedição #100, porque a revista já havia diminuído de páginas e a aventura foi deixada de lado.

Soluços & Soluções
Roteiro e arte de Waldyr Igayara de Souza. Cores de Fernando Ventura.

Alta Espionagem
Roteiro e arte de Waldyr Igayara de Souza.

Nesse Time Não Dá Pra Ficar!
Roteiro de autor não conhecido, arte de Euclides K. Miyaura.

Soluços & Soluções
Roteiro e arte de Waldyr Igayara de Souza. Cores de Fernando Ventura.

Sim, as duas HQs têm o mesmo nome — tratam-se daquelas raras gags de uma página que nunca haviam ganhado republicação.

Histórias:
B 960040, 10 páginas, publicada primeiro em Zé Carioca #2055, jul/96.
B 860211, 21 páginas, publicada primeiro em Disney Especial #100, mai/87.
B 69006P, 1 página, publicada primeiro em Zé Carioca #903, 25/fev/69.
B 69004, 4 páginas, publicada primeiro em Zé Carioca #915, 20/mai/69.
B 860048, 8 páginas, publicada primeiro em Zé Carioca #1786, 25/set/86.
B 69007P, 1 página, publicada primeiro em Zé Carioca #903, 25/fev/69.
Fonte de indexação das HQs: Inducks.

Capa:
Arte de Aparecido Norberto, cores de Cris Alencar. Inédita.

E em maio...
Mais uma bela capa inédita...

Clique aqui para comprar Zé Carioca em nossa loja virtual, o Planeta Gibi Comic Shop.

7 comentários:

  1. História inédita do Zé em Maio ou mais um truque de marketing para atrair leitores?

    ResponderExcluir
  2. Pelo menos as capas são inéditas, o que vem desde 2009 - ano retrasado, nem isso tinha. Resta torcer para que, desta vez, também haja histórias inéditas. Acho que isso não está demorando muito para acontecer.

    Sabem se a Abril, além dos 60 anos de Pato Donald, está programando alguma coisa para os 50 anos da revista Zé Carioca, que serão comemorados em janeiro próximo?

    ResponderExcluir
  3. Tomara que seja uma HQ inédita. Concordo com o Daniel que isso não está longe de acontecer.

    Mas convenhamos que a Abril tem, sim, cara-de-pau pra fazer uma capa dessas pra chamar a atenção, e publicar uma história genérica sobre vampiros.

    ResponderExcluir
  4. Amigos, na verdade "Babá de Pingüim" foi arte-finalizada, e não colorida, pelo João Anselmo.

    ResponderExcluir
  5. Obrigado, Fernando. Mancada corrigida.

    ResponderExcluir
  6. Se foi o Fernando quem coloriu o capítulo da Margarida então a revista já vale o preço!!! Parabéns ao Maffia por passar essa história clássica ao melhor colorista da Editora Abril!

    ResponderExcluir
  7. Valeu, Ventura! Trazendo um real colorido ao mundo Abril!

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.