' '

12 de mar de 2010

Glauco é assassinado em São Paulo

Por E. Rodrigues

Nota: este post foi redigido por volta das 7:45h da manhã desta sexta, 12 de março, sobre notícia que acabara de ser divulgada pelo UOL. O avanço das investigações policiais desdobrou os fatos e eventualmente se chegou/se chegará a outras explicações para a maneira como o crime ocorreu. Deixaremos essas informações para as páginas policiais de sites noticiosos. Infelizmente, mesmo, de verdade, o que resta indubitável é que Glauco Villas Boas foi assassinado. Nós, do Planeta Gibi, que entramos na vida adulta lendo Los 3 Amigos — juntos ou separados — não conseguimos expressar nosso sentimento pela perda estúpida e prematura de um de nossos "ídolos" (na falta de palavra melhor). 

Ficamos chocados ao encontrar entre as notícias desta manhã o assassinato de Glauco Villas Boas, cartunista da Folha de S.Paulo, criador de diversos personagens, como Geraldão, Geraldinho, Dona Marta, Faquinha, Cacique Jaraguá, entre outros.

Glauco teve sua casa invadida nesta madrugada, em Osasco, por assaltantes armados. UOL Notícias registra que "a casa foi invadida por dois homens armados, que tentaram levar os pertences da família. Ao tentar persuadir um dos bandidos armados, Glauco foi alvejado com quatro tiros à queima roupa. O filho dele, Raoni Villas Boas, 25, também foi atingido pelos disparos e morreu a caminho do hospital. O cartunista Glauco chegou a ser socorrido e levado ao hospital Albert Sabin, no bairro da Lapa, zona oeste de São Paulo, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. As informações foram repassadas pelo advogado da família, Ricardo Handro. Segundo ele, o caso aconteceu por volta de meia-noite e os bandidos fugiram em um carro roubado. Ninguém foi preso até o momento, afirmou o advogado".

Tira de Glauco publicada na edição de hoje da Folha

Glauco, 53 anos, integrou por muito tempo o trio Los 3 Amigos, com Laerte e Angeli — e Adão Iturrusgarai, eventualmente —, todos cartunistas da Folha de S.Paulo. Teve sua própria publicação regular, a revista Geraldão, pela Circo, entre 1987 e 1991 (18 edições). Geraldão fazia companhia nas bancas às revistas similares de seus amigos cartunistas, como Chiclete com Banana (Angeli), Piratas do Tietê (Laerte) e Níquel Náusea (Fernando Gonsales).

Laerte, Angeli e Glauco

Depois disso, teve mais 12 edições de Geraldão 90, também pela Circo, além de publicações avulsas por outras editoras, incluindo três coletâneas de HQs de Los 3  Amigos.



Suas tiras também vem sendo compiladas dentro da série L&PM Pocket, com quatro volumes em catálogo.


Também entre suas compilações mais recentes, ainda à venda, estão Seis Mãos Bobas (Devir), ao lado de Laerte e Angeli, e Geraldinho (Cia. das Letras), seu personagem infantil, cujas gags eram publicadas no suplemento Folhinha de S.Paulo.


Foto: Raphael Falavigna, 5/set/02, Folha Imagem

7 comentários:

  1. Triste notícia. Era um brilhante profissional.
    Que Deus o tenha em ótimo lugar.

    ResponderExcluir
  2. Me diverti muito com "Los Tres Amigos" e demais personagens, fica ai mais uma lacuna messe universo tão rico e ao mesmo tempo tão pobre de cultura no Brasil.

    ResponderExcluir
  3. Tou triste e de luto com a morte do cartunista Glauco..(buáá)

    ResponderExcluir
  4. RÁPIDO PLANETA GIBI!MSN.COM GO!
    "Nem tentativa de assalto, nem vingança. O cartunista Glauco Villas Boas e seu filho Raoni foram mortos, de acordo com a polícia, por um conhecido da família que frequentava a Igreja Céu de Maria, fundada por Glauco e inspirada nos cultos do Santo Daime. Segundo a polícia, trata-se de um estudante universitário de 24 anos. Até agora, a polícia não confirmou a localização do jovem.


    O suspeito do crime vive no Alto de Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, e estava afastado dos cultos há cerca de seis meses. No fim da noite de ontem, ele teria ido ao encontro de Glauco e Raoni. Levava uma pistola 765. Houve uma discussão e o rapaz disse que iria se matar. Pai e filho tentaram demovê-lo da ideia, quando acabaram sendo mortos. Depois de assassinar Glauco e Raoni, o rapaz fugiu em um carro.


    Hoje, quando a morte de Glauco e Raoni veio a público, a primeira hipótese é de que se trataria de uma tentativa de assalto praticada por dois homens. Horas depois, foi divulgada a informação de que o boletim de ocorrência do crime indicava a participação de um terceiro suspeito, que estaria no veículo. Uma testemunha reconheceu o suspeito como um frequentador da igreja. A partir dessa identificação, a polícia levantou informações sobre o carro e o endereço do rapaz.


    Os corpos de Glauco e Raoni foram liberados no fim da manhã de hoje. A pedido da família, o velório acontecerá em uma cerimônia reservada e o acesso ao público só será permitido no enterro, previsto para amanhã, no Cemitério Gethsemani Anhanguera.
    "

    ResponderExcluir
  5. TOMARA QUE A FOLHA COLOQUE NO LUGAR ALGUÉM QUE SAIBA DESENHAR DE VERDADE...

    ResponderExcluir
  6. Tomara que você seja o próximo a tomar um tiro, mané.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.