' '

25 de mar de 2010

Apache, criação de Tony Fernandes, finalmente chega às bancas

Por José Rivaldo Ribeiro

A Editora As Américas está lançando Apache, nova investida em quadrinhos do veterano Tony Fernandes, também editor e publicitário.


Tony tem entre suas criações o Guerreiro Ninja, Fantasma Negro e FantasticMan. E teve seu hit com O Pequeno Ninja (com arte de Wanderley Felipe). Também consta que produziu HQs eróticas, sob o pseudônimo Zanzibar.

Apache era um projeto que Tony já havia citado em entrevista ao site Fanboy, há quase dois anos. E seu lançamento pela As Américas estava previsto desde o ano passado, pelo menos, quando tivemos oportunidade de conversar com o responsável pela editora na última Fest Comix — o que só demonstra o quão difícil e demorado é o nascimento de uma revista em quadrinhos por aqui.


A última incursão da Editora As Américas nos quadrinhos foi com a reedição de A Turma do Arrepio, de Cesar Sandoval, atualmente na edição #5.

Leia aqui a entrevista de Tony no Fanboy. E compareça ao lançamento da revista, neste sábado, dia 27/mar/10, das 15 às 18h, na Alameda Jaú, 1998, São Paulo, Capital, na Comix.

6 comentários:

  1. o Claudio Seto tinha uma personagem na Grafipar chamada Katy Apache http://www.guiadosquadrinhos.com/thumbper.aspx?cod_per=10588

    o Fantastic Man do Tony Fernandes vai sair no Almanaque Meteoro (lançada no mesmo dia)
    http://guedes-manifesto.blogspot.com/2010/03/almanaque-meteoro-o-primeiro-lancamento.html

    ResponderExcluir
  2. a última tentativa de western nacional nas bancas foi o Cavaleiro do Oeste do Paulo Hamasaki em 2005 pela Noblet.

    ResponderExcluir
  3. AAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. É verdade, Quiof. É uma HQ de 4 páginas. Acabamos nos esquecendo de citar esse fato no post.

    ResponderExcluir
  5. O problema do Tony Fernandes é que ele faz quadrinhos de baixo nível estético e artístico.
    Ele e o Wilson Fernandes, conhecidíssimo plagiador, que inclusive copiou descaradamente o Tex em duas revistas de faroeste para a PRESS Editora e também O Fantasma, quando criou O Escorpião, para a editora Taika, nunca produziram nada que valesse 1% do valor de capa.

    Na minha opinião são caras como esses que contribuíram para que durante muito tempo os quadrinhos nacionais ficassem com fama porcaria.

    Posso estar enganado, mas essa história tão "singela" será pano de fundo para várias páginas com cenas gratuitas de sexo explicito, sem o menor sentido, como ele já fez numa outra revista chamada Ninja.

    Abraços

    Alvarez

    ResponderExcluir
  6. Concordo com o colega Alvarez.
    Tony Fernandes já teve sua época.
    Ele vivia de fazer versões "alternativas" de sucessos dos anos 70/80.
    Reviver esse tipo de publicação é a certeza do fracasso.

    E ele começa plagiando o personagem Rin-Tin-Tin em sua história, o que já mostra que a cabeça dele não evoluiu absolutamente nada.

    Depois ele é processado por plágio, tem sua revista apreendida e vai queimar sua aposentadoria pagando advogado!

    Lamentável!

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.