' '

27 de dez de 2009

Retrospectiva 2009

Por E. Rodrigues & José Rivaldo Ribeiro

O que conseguimos lembrar, de cabeça, das coisas que ocorreram em 2009. Certamente estamos nos esquecendo de outras tantas...

JANEIRO
No dia 10, Tintim completa 80 anos.

FEVEREIRO
Gibiteca Disney é cancelada à véspera de seu lançamento. O gibi teria 308 páginas mensais e temáticas. A primeira edição: Futebol.

Star Wars, com HQs inéditas da Dark Horse, chega às bancas sem divulgação ou aviso prévio da Online Editora — como de praxe, a propósito.

MARÇO
Watchmen, o filme, estreia nos EUA no dia 6. O filme, esperado desde a década de 1980 pelos entusiastas de quadrinhos, fica aquém das expectativas.

Mauricio lança mais um gibi de republicações, Almanaque Piteco & Horácio. Dois meses depois, o 17º (isso mesmo) título desse gênero chegaria às bancas: o Almanaque Historinhas Sem Palavras. E não deve acabar por aí: a qualquer mês de maio ou novembro desses um 18º almanaque periódico com a Turma deverá pintar para fechar a conta. 

A Gemstone anuncia a suspensão da publicação dos gibis Disney nos EUA. Entrementes, a Boom! Studios começa a inundar o mercado americano com gibis Disney-Pixar e Disney-Muppets. Não demoraria muito até o anúncio de que sua divisão Kids assumiria também os títulos clássicos.

Na noite do dia 29, um domingo, o Planeta Gibi Blog entra no ar.

ABRIL
O gibi italiano Topolino completa 60 anos.

Tina ganha título próprio, depois de três minisséries e um especial pela Panini. A publicação, em formato americano, ganharia providencial divulgação maciça no final do ano, por conta de uma HQ com um suposto personagem gay.

A Ediouro/Pixel anuncia oficialmente o rompimento do contrato com a DC Comics. Os títulos dos selos Vertigo e WildStorm só voltariam às bancas a partir de setembro, pela Panini.


MAIO

O lançamento de Luluzinha Teen, pela Pixel, ganha ampla cobertura da mídia. A produção, brasileira, foi criticada tanto por "copiar" a Turma da Mônica Jovem como por mostrar um Bolinha magro — entre outras coisas, menos cotadas. O público alvo da revista, no entanto, parece ter ficado alheio às críticas e manteve sua tiragem na casa dos 100 mil exemplares mensais, segundo a editora.

Enquanto isso, a Dark Horse retoma a coleção Little Lulu — agora em cores.

Batman fica septuagenário. Mas, ainda assim, cinco anos mais novo que Pato Donald.

Mickey #800 aporta nas bancas. Como uma edição qualquer. Como se fosse comum um gibi, em qualquer parte do mundo, atingir essa numeração. Os fãs do camundongo só perdoariam Paulo Maffia em dezembro, pelo impecável especial As Grandes Aventuras do Mickey, recheado de HQs do sensacional Paul Murry.

JUNHO
Morre Jaime Diaz, fundador do estúdio que levava seu nome, responsável pela arte de HQs como as da série Pateta Faz História, além de animações para a Disney, Hanna-Barbera e Metro.

Via Twitter, Mauricio de Sousa divulga esboço de HQ de Paulo Back em
homenagem a Michael Jackson. Disparado, a postagem é líder de visualizações no Planeta Gibi Blog, desde sempre — apenas nesta semana do Natal é que deixou a lista das 10 mais.

Contrariando os pessimistas, as segundas edições dos especiais de férias Disney ganham as bancas. Além de Pato Donald, Zé Carioca, Tio Patinhas e Mickey, também Pateta ganha sua edição de Férias. E Disney Big #2 mantém o ótimo nível do número de estreia. Só faltava melhorar a encadernação, o que ocorreria em novembro, com a terceira leva — e com os gibis de grampos ganhando capas envernizadas.

A Turma do Arrepio, criação de Cesar Sandoval, volta a circular, pela Editora As Américas.

As tiras de Macanudo passam a ser publicadas na Folha.

JULHO
Bidu completa 50 anos (Franjinha também, mas ninguém lhe deu parabéns, coitado). No dia 18.

Por algum motivo ligado a isso, Rivaldo aparece quatro dias depois numa reportagem do Jornal da Gazeta.

O Planeta Gibi Blog anuncia que Pato Donald publicará HQs inéditas no Brasil de Don Rosa. O gibi entra numa excelente fase.

No final do mês, também é anunciado o especial DuckTales, que chegaria em setembro, em formatinho, capa cartonada e 196 páginas em papel offset.

Ben 10 em quadrinhos é lançado pela On Line, sem aviso ou divulgação. O post é um dos hits do blog.

No mês seguinte, a editora também poria Sonic X #1 nas bancas (igualmente sem avisar nem divulgar).

AGOSTO
Zagor #100 é lançado pela Mythos, numa edição especialmente colorida. (Imaginem se fosse um número 800, então!)

Clássicos do Cinema Turma da Mônica chega numa edição primorosa: Cascão Porker.

A Abril divulga que a saga A História e Glória da Dinastia Pato voltaria às bancas em duas edições e formato americano.

Um no cravo, outro na ferradura: menos de uma semana depois, a Abril comunicaria o cancelamento de Aventuras Disney.

Ao mesmo tempo, informa a criação das edições Disney Extra!: Pato Donald, Mickey, Tio Patinhas e Pateta.  Anunciadas como semestrais, em outubro já estariam nas bancas os números dois, pouco mais de um mês depois das edições de estreia.

Leitores escrevem para a Folha reclamando das tiras de Laerte, que seriam incompreensíveis ou sem graça. O cartunista responde. Com suas tiras, claro.

E Fernando Gonsales leva para casa outro troféu HQMix. Dois, na verdade: melhor tira nacional, por Níquel Náusea (Folha) e melhor publicação de tiras, por Boca Fechada Não Entra Mosca (Devir). O troféu de melhor chargista fica com Angeli, também da Folha. O Blog dos Quadrinhos, de Paulo Ramos, ganha na categoria Mídia sobre HQ, e Turma da Mônica Jovem, como melhor infantojuvenil. O massante filme O Cavaleiro das Trevas também ganharia seu prêmio, de "adaptação para outro veículo".

A L&PM anuncia o lançamento de tiras de Mauricio de Sousa dentro da série Pocket. As primeiras edições chegariam às livrarias no final do ano, aparentemente enterrando a série iniciada pela Panini em meados de 2008.

No dia 21, a Panini solta um press release sobre sua aquisição dos direitos de publicação da Vertigo e da WildStorm, selos da DC Comics, no Brasil.

No dia 31, o mundo fica sabendo que a Disney acabara de comprar a Marvel. À noite, em entrevista ao Roda Viva, da  TV Cultura, Mauricio de Sousa declararia: "Significa que os quadrinhos estão supervalorizados, que os filmes de maior bilheteria são aqueles baseados em quadrinhos. A Disney captou isso, e a Marvel deve estar querendo mudar de ares, e passou para a Disney, que vira um monstro, que entra no MEU mundo. Então a briga vai ser boa, porque a minha briga, nas histórias em quadrinhos, no mundo, é com a Disney. Vamos ver o que vem aí"

SETEMBRO


(Os sãopaulinos podem pular esta.) Com considerável atraso, a Panini lança Pernalonga #2. Como logo na primeira página alguém da produção editorial brasileira (Mythos, ok) havia desenhado o escudo do São Paulo no nariz de uma rena (ou veado, dirão alguns), o gibi seria recolhido e reimpresso, voltando às bancas só dois meses depois. [by Guia dos Quadrinhos]

Na Bienal do Livro do Rio, a Panini lança Bidu 50 Anos, com facsímile de Bidu #1, da Editora Continental (1960), MSP50 (onde 50 nomes dos quadrinhos nacionais homenageiam Mauricio), e Romeu e Julieta (numa versão recolorida e imperdível). Também saem ali as edições de estreia dos gibis em inglês e em espanhol da Turma.

Dinastia Pato chega às bancas de São Paulo no dia 24.

Morcego Vermelho fica órfão. Ivan Saidenberg morre no dia 30 de setembro de 2009.

OUTUBRO
A Devir anuncia a retomada da série Luluzinha (a clássica).

E o Planeta informa que também Gasparzinho ganharia edição similar (agora, certamente, só em 2010).

A mesma editora lança mais um álbum com tiras de Adão, pegando carona no sucesso da adaptação da Globo: Aline.

Canini é homenageado no FIQ.

Os Mortos-Vivos #4 é lançado pela HQM Editora.

No dia 21, o Planeta Gibi Blog anuncia com exclusividade todos os lançamentos de final de ano da Abril-Disney: as edições Extra! #2, as edições Férias #3, Disney Big #3, Superpato 40 Anos e As Grandes Aventuras do Mickey — 20 Anos da Morte de Paul Murry.

No final do mês, Mauricio divulga o lançamento próximo de um especial colorido de Turma da Mônica Jovem (que, diga-se, em sua edição normal vai ficando mais colorida a cada número).

A Panini lança a última edição de Marvel Action. Em dezembro, a editora anunciaria o substituto do título cancelado: Reinado Sombrio chegaria em janeiro, seguindo o padrão dos gibis Marvel.

NOVEMBRO
Asterix ganha um álbum comemorativo de seus 50 anos.

Pato Donald #2376 finalmente homenageia os 75 anos do personagem, completados em maio.

Cartoon em Ação #1 e 2 são lançados simultaneamente pela On Line (sem aviso ou divulgação). Aqui, HQs produzidas pela divisão Kids da DC, a exemplo de Scooby-Doo! e Tom & Jerry, da Panini.

A Mythos lança a série Tex Edição em Cores, com acabamento formidável.

Walt Disney Comics & Stories, o legendário título americano, chega ao #700 — ou seja: levará pelo menos oito anos para que alcance o notável #800 de nosso orgulhoso Mickey!

A Boom! Studios anuncia publicação especial com uma HQ brasileira — apenas a segunda a ser publicada, até hoje, nos EUA. O Casamento do Pato Donald, de Izomar Guilherme, Júlio de Andrade, Euclides Miyaura e Irineu Rodrigues estará em Valentine's Classics (a sair em janeiro).

DEZEMBRO
A HQM lança Necronauta e Zoo.

Antologia Chiclete com Banana #9 finalmente é lançado (Devir/Jacarandá).

A Devir lança ainda Estação Luz, Yeshuah, A Casta dos Metabarões #3, e um inédito (por aqui) de Will Eisner: Assunto de Família.

Já a Pixel vai de Luluzinha Teen Edição Extra Colorida, na onda de Crepúsculo (e do especial em cores da Turma, dirão muitos).

Lucas Lima lança o segundo álbum com Nicolau e sua turma, pela Enquadrinho.

Ex Machina, primeiro título da WildStorm pela Panini, é lançado. E a editora anuncia para fevereiro de 2010 a continuidade de publicação de Preacher, da Vertigo.

No dia 8, o Planeta Gibi Blog informa que a Abril lançará em 2010 uma coleção comemorativa do aniversário de 60 anos do gibi Pato Donald, a primeira publicação da editora, de julho de 1950 (Raio Vermelho não vale, porque a Abril então se chamava Primavera!).

7 comentários:

  1. Valeu, especialmente pelas críticas (moderadas) à Editora Abril. Eu sou de uma época em que tinha Manuais, Cinquentenário Disney e Disney Especial e outros. Acho que Abril devia investir mais nessas edições especiais (especialmente se for em formatão), mesmo perdendo dinheiro a curto prazo, pois ajudar a prender o leitor (ganhando dinheiro a longo prazo). Um abraço,

    ResponderExcluir
  2. A realidade editorial (disney) mudou. Hoje não existe mais espaço para aquele monte de publicações que tinham no passado. Ainda mais pelo fato de que as revistas de hoje se mantêm exclusivamente com material estrangeiro. Mesmo assim ainda há histórias inéditas de sobra para compor as revistas. É melhor do que ficar republicando coisa antiga só pra ocupar espaço. A não ser que seja um título específico para isso. Mas para manter o leitor basta editar as edições com seriedade, não com a mentalidade de que "gibi" é coisa de criança. Até a própria palavra "gibi", se fossemos considerar a "sociedade" é um tanto pejorativa.

    ResponderExcluir
  3. Aliás, "monte de publicações que tinha no passado". Comentário sem revisão dá nisso.

    ResponderExcluir
  4. Tinha até capa pronta para Gibiteca Disney, infelizmente pelo jeito o projeto foi definitivamente cancelado...

    ResponderExcluir
  5. Fabio, a verdadeira capa de Gibiteca nº 1 está engavetada. Aqui temos só uma brincadeira do blog, ok?

    ResponderExcluir
  6. Valeu planeta gibi.!!

    Continuem assim, nota 1000 em 2010!
    Ficou mais gostoso colecionar Disney depois do blog do planeta gibi.
    Rivaldo e E. lazaro são os caras!!
    Boas festas.

    Pedro, o cara - RJ

    ResponderExcluir
  7. Obrigado Pedro!!
    Continue sempre nos prestigiando.

    Boas festas à todos os amigos do Planeta Gibi Blog.

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.