' '

15 de set de 2009

Tex, um Gigante na Editora Globo

Por José Rivaldo Ribeiro

Em setembro de 1988, por ocasião dos 40 anos do seu mais ilustre personagem, a Sergio Bonelli Editore lançou o mítico Albo Speciale per i 40 Anni di Tex, Il Grande!

Aqui no Brasil, simultaneamente, a Editora Globo lançava a Edição Especial - 40 Anos de Tex, O Grande!, milagrosamente com o mesmo conteúdo do original. Um fato relevante, já que a editora costumava talhar as HQs do ranger para também encaixar suas propagandas nas 116 páginas da revista. Enfim, os texmaníacos tinham uma extensa matéria com informações e curiosidades sobre Águia da Noite e seus criadores, sem contar a surpreendente e fascinante HQ de Nizzi e Buzzelli, que prende o leitor do primeiro ao último quadrinho.

A edição passou a ser referida pelos colecionadores como 'o especial da Globo', já que em 1980 a Editora Vecchi também lançara o seu, o imbatível e megarraro Tex Especial - O Ídolo de Cristal, sonho de consumo de muitos colecionadores de Tex.

Na Itália, o formato de Textone é um pouco maior que o adotado no Brasil. Em cada número a SBE convidava um novo artista para ilustrar o ranger e seus pards, dando-lhes traços bem diferentes do habitual.

Em março de 1999, a Mythos relançou a série rebatizando-a de Tex Gigante, dessa vez com numeração sequencial.

Diferentemente da editora atual, a série da Globo é marcada por curiosidades que alguns colecionadores desconhecem.

Muitos afirmam que foram lançados cinco álbuns. Outros dizem que seis é a conta exata. Blogs, sites, fanzines e livros nunca mencionaram todos (até agora). Seja como for, a coleção completa é formada por sete edições.

Talvez a confusão exista por causa de duas HQs que foram reeditadas ainda naquela editora. Mas o que ajuda de fato a deixar a coleção confusa é a ausência de numeração em capa. Tex, O Grande! então foi reeditado em julho de 1998 para as comemorações dos 50 anos do ranger, com a mesma capa, texto atualizado e notáveis diferenças. Para muitos leitores essa edição é um daqueles gibis lendários, inventados por alguns aficionados. O mesmo acontece com a também misteriosa e intrigante A Marca da Serpente, reeditada em seguida.

Relação completa:

1 - Tex, O Grande - 40 Anos (set/88)
2 - A Marca da Serpente (ago/93)
3 - O Grande Roubo (jul/94)
4 - Arizona em Chamas (jul/95)
5 - O Vale do Terror (out/96)
6 - Tex, O Grande - 50 Anos (jul/98)
7 - A Marca da Serpente (set/98)


As sete capas dos especiais da Globo.





Desde 1999, quando adquiriu os direitos da Bonelli no Brasil, a Mythos Editora vem fazendo um trabalho primoroso com as publicações da revista Tex. Todas as edições mencionadas acima foram também relançadas na série Tex Gigante.

Um comentário:

  1. Caríssimo José Rivaldo Ribeiro.
    Você caiu do céu com este blogue maravilhoso e seus explicativos posts.
    Sou colecionador de Tex e pelo que vejo você é grande conhecedor do assunto, pois de fato, sou um dos que juravam que só existiam 6 edições desta coleção, e olha que coleciono Tex deste os 20 anos, já estou na casa dos 40.
    Eu não possuo: A Marca da Serpente (reedição)

    Amadeu
    Natal-RN

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.