' '

4 de ago de 2009

Zagor nº 100: Uma história de sucesso!

por José Rivaldo Ribeiro

Clique aqui e compre Zagor e demais lançamentos da Bonelli Comics com 20% de desconto em nossa loja virtual.

AAHHYAAKK!! Viva o Espírito da Machadinha!

Chegou às bancas Zagor número 100. Para comemorar o evento, a Mythos Editora preparou uma edição totalmente colorida e com 132 páginas, preenchidas com uma HQ há muito aguardada pelos leitores brasileiros, curiosidades e ilustrações diversas, além de uma simpática carta do editor Sergio Bonelli logo na abertura.

Gallieno Ferri é o artista de Magia Indígena. Esta HQ foi idealizada e produzida especialmente para a edição número 500 de Zagor na Itália, tendo sido muitíssimo bem recebida pelos leitores de lá. O mestre Ferri teve o cuidado de desenhá-la especialmente para ser colorida. A trama é cheia de referências a aventuras antigas de Zagor, fazendo o leitor revisitar situações há muito ocorridas. Comentários e muitos desenhos de capas memoráveis, no caderno especial Zagor 100 - homenagem a Ferri, fecham a edição.

Diferentemente do gibi de seu 'irmão' mais famoso (um certo ranger...), a revista Zagor não teve sua numeração sequenciada pelas sucessivas editoras que o lançou (55 edições na Vecchi, 38 na RGE/Globo e 64 na Record). Caso contrário, estaríamos agora no #257, percebe-se.

Por outro lado, a renumeração bem serve para ressaltar este marco editorial da Mythos. Zagor foi (re) lançado em junho de 1999 de forma um tanto trôpega. Tanto que logo no número 3 sua publicação foi suspensa e ficou quase dois anos fora das bancas. Mas a impressão de que o personagem não se firmaria novamente foi varrida do mapa quando, além de retornar com seu título principal, ainda ganhou dois outros, Zagor Especial e o também conceituado Zagor Extra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.