' '

21 de ago de 2009

Vertigo e WildStorm voltam pela Panini

Por José Rivaldo Ribeiro

A Panini Brasil acaba de divulgar press release que muito alegrará os leitores de Sandman, Hellblazer, Monstro do Pântano, dentre outros, no Brasil. Leia a íntegra:
A EDITORA PANINI publicará a partir de outubro os selos Vertigo e WildStorm, que revolucionaram o mundo dos quadrinhos no fim dos anos 80, seguindo a onda de quadrinhos mais adultos de alguns anos antes e trazendo desenhos diferentes de tudo que os leitores já tinham visto, design arrojado e roteiros vanguardista. Quando surgiram, eles ajudaram a moldar o mercado de quadrinhos dando oportunidade para que autores desconhecidos até o momento mostrassem o seu trabalho e dessem uma nova cara para os quadrinhos até se consolidar como um selo próprio, aí sim o surgimento definitivo do selo Vertigo, em 1993. Com a publicação dos títulos da Vertigo e da WildStorm, a PANINI consolida-se como a editora de todos os selos da DC Comics no Brasil.

O pré-lançamento das novas chancelas vai acontecer durante a XIV Bienal do Livro, que vai de 10 a 20 de setembro no Riocentro, no Rio de Janeiro. No evento, os visitantes poderão conhecer os novos títulos, que estarão nas bancas de jornais e revistas e livrarias de todo o País em outubro.

Vertigo é um dos selos da editora DC Comics que publica histórias para leitores mais maduros, que buscam nas HQ´s uma forma de expressão e arte arrojada. Com uma proposta diferente dos quadrinhos de Heróis, o conceito das publicações é transportar situações da vida real para um universo mágico e enigmático, sem usar de artifícios de super poderes e uniformes coloridos, mas ainda assim desvendando crimes, desafiando demônios e principalmente, transitando por aspectos inusitados da nossa realidade.

Alguns dos autores que expressam muito bem esse conceito são Alan Moore, que escreveu entre outros títulos Watchmen e o Monstro do Pântano; Neil Gaiman, autor do sucesso Sandman; Grant Morrison, autor do revolucionário Homem-Animal; Garth Ennis, de Preacher, entre muitos outros.

A Vertigo tem leitores fieis, que começaram a acompanhando as publicações de Heróis da DC quando jovens, e posteriormente buscaram o formato “grafic novel” adulto.



Confira os lançamentos Vertigo na XIV Bienal do Livro, no Rio de Janeiro:

Y – O Último Homem - Vol. 1
Em 2002, o mundo mudou para sempre. Todas as criaturas da Terra com um cromossomo Y morreram. Com a perda de mais da metade da população, nossa sociedade entrou em colapso e coube às mulheres o fardo de juntar os pedaços e tentar manter nossa civilização. Mas esse “generocídio” não foi tão completo assim. Por alguma misteriosa razão, um jovem homem e seu macaco de estimação foram poupados do massivo extermínio. Do dia para a noite esse desconhecido de vinte e poucos anos virou a pessoa mais importante do planeta: a chave para decifrar o mistério que varreu os homens do mapa. De Brian K. Vaughan e Pia Guerra.

Vertigo 1
Nova revista da Panini Comics. Trazendo alguns dos melhores lançamentos do selo Vertigo nos EUA, este novo título mensal trará o melhor dos quadrinhos fora do mundo dos super-heróis. A revista é composta por Sandman Presents: Thessaliad - série ambientada no universo do personagem Sandman; Lugar Nenhum - baseada no livro de Neil Gaiman, criador de Sandman; Hellblazer - trazendo as aventuras de John Constantine ; e as novidades Scalped - que mostra a rotina de uma reserva indígena e alguns dos seus maiores problemas nos dias de hoje e Northlanders - série que retrata os dias de domínio viking sobre a Inglaterra.

Livro ZDM: Terra de Ninguém – Vol.1

Bem-vindo à segunda Guerra Civil dos Estados Unidos. Travando diversas batalhas em outros lugares, o governo dos Estados Unidos negligenciou a verdadeira ameaça à sua integridade: milhares de milícias espalhadas pelos 50 estados. Como um gigante adormecido, essa parte esquecida da nação despertou e dividiu o país ao meio mais uma vez. E entre os dois fronts de uma sangrenta guerra fica um ligar, a ZD, Zona Desmilitarizada, uma Terra de Ninguém exatamente no local que em diversos momentos chegou a ser considerado o centro do planeta: Manhattan. É nesse cenário que surge Matty Roth, um fotojornalista que cai no coração dessa batalha sem fazer ideia de que há muito mais nessa guerra do que o governo conta para seus cidadãos. De Brian Wood e Riccardo Burchielli."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.