' '

10 de jun de 2009

Turma do Arrepio volta às bancas

Por E. Rodrigues

A Editora As Américas acaba de por nas bancas a edição #1 de A Turma do Arrepio. A criação de César Sandoval já tinha ganhado título próprio pela Editora Globo, entre 1989 e 1993, em mais de 40 edições, além de um almanaque e algumas edições do Gibizinho (sim, aquele mesmo em que personagens diversos se revezavam com a Turma da Mônica, numa daquelas famosas coleções-confusão que levam os colecionadores ao desespero!).

Para quem não sabe, Sandoval também foi o responsável pelas bensucedidas e premiadas séries de HQs dos Trapalhões pela Editora Abril, no final dos anos 1980 e início dos 1990, e que tiveram mais de 140 edições, entre duas séries periódicas e especiais.

A Turma do Arrepio #1 tem 36 páginas coloridas e um formato um pouco maior do que o usual: 15 x 21cm.

3 comentários:

  1. Vale lembrar que no caso dos Trapalhões o César "apenas" criou os model-sheets. Todas as histórias foram feitas sob a supervisão do Primaggio Mantovi que exigiu créditos para todos os artistas. Muitos destes artistas depois se tornaram autores Disney de sucessos. Ainda sobre créditos, é uma pena que nesta nova revista, e em pleno Século XXI, o César tenha optado por "nomes no expediente".

    ResponderExcluir
  2. Fernando, enviamos email para o César para saber mais sobre as HQs desta revista. Quando ele responder, postaremos aqui. Sinceramente, não sei dizer se as HQs são inéditas ou meras republicações da fase Globo.

    ResponderExcluir
  3. Fez parte da minha infância...

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.