' '

27 de jun de 2009

Bidu nº 1 será republicado

Por E. Rodrigues e José Rivaldo Ribeiro

O raríssimo gibi número um de Bidu, publicado em 1960 pela Editora Continental, ganhará um fac-símile. O livro Bidu 50 Anos trará a edição, para deleite absoluto dos colecionadores. O lançamento está previsto para setembro, na Bienal do Livro do Rio.

Bidu foi a segunda revista a trazer quadrinhos de Mauricio. Durou 8 edições, sendo que nas últimas eram publicadas também HQs de outros autores.
Antes deste título, o adorável cãozinho azul já havia estampado as capas de outro gibi da mesma editora, o Zaz Traz, que durou 7 edições e um Almanaque, que também tinha Bidu na capa, acompanhado de Franjinha e do Cebolinha.
Curiosidade: pelo menos algumas dessas capas foram assinadas pelo mestre Waldir Igayara de Souza, que a partir de 1961 iria para a Abril desenhar (e roteirizar, às vezes) as HQs de Zé Carioca. E assim foi até meados da década de 1970.
Recapitulando e revisando outros eventos em homenagem aos 50 anos, que devem durar um ano a partir deste 18 julho, data em que foi publicada a primeira tira de Bidu, na Folha de S. Paulo (então Folha da Manhã), há meio século:


  • Livro MSP50 — Mauricio de Sousa Por 50 Artistas, onde profissionais de diferentes estilos farão, cada um a seu modo, HQs com os personagens da Turma. Destaque para o fabuloso Fernando Gonsales, o criador do Níquel Náusea, a quem caberá desenhar o ilustre aniversariante Bidu. O título do livro faz trocadilho com o MSP de Mauricio de Sousa Produções. A organização do volume está a cargo de Sidney Gusman, do site Universo HQ, autor do livro Mauricio Quadrinho a Quadrinho e profícuo colaborador da MSP. A ser lançado na Bienal do Rio, em setembro.

  • Documentário sobre Mauricio no Biography Channel. Exibição em 18 de julho, para toda a América Latina.

  • Exposição no MuBE — Museu Brasileiro da Escultura, em São Paulo. A partir de 18 de julho.

  • Livro (ainda sem título) contendo informações das obras expostas no MuBE, com adicionais inéditos. Lançamento previsto para dezembro.

  • Site Máquina de Quadrinhos, com disponibilização de imagens dos personagens, cenários e demais elementos gráficos que possibilitem os visitantes a criar suas próprias HQs da Turma. Lançamento em agosto.

  • CD Mauricio 50 Anos de Música, com canções de shows, desenhos animados e filmes.
E, para além das homenagens, os estúdios não param: vem aí os gibis Chico Bento Jovem e Pelezinho, gibis em inglês e em espanhol para as bancas brasileiras, e os filmes em 3D de Astronauta, Turma do Penadinho, Chico Bento e Horácio.

3 comentários:

  1. Meu Deus! Haja dinheiro!!!

    OBS: A revista do Pelezinho vai trazer republicações ou novas histórias? Fica a dúvida.

    ResponderExcluir
  2. 1) O criador do Níquel Náusea se chama Fernando González.

    2) A personagem é palavra feminina; como falei no "post" do Zeca Pato.

    3) Eu achei bem interessante vocês usarem a palavra "profícuo" (variante de "proeficiente") pois quase ninguém sabe o significado; mas dá para ter uma idéia pelo contexto todo da frase: quer dizer algo útil ou vantajoso.

    ResponderExcluir
  3. Sávio, escrevemos o nome do criador de Níquel Náusea da maneira como ele assina seus quadrinhos (e da forma como vem impressa em seus livros e gibis).

    Personagem é substantivo de dois gêneros.

    Não seria proficiente?

    ResponderExcluir

ANTES DE COMENTAR, POR FAVOR, LEIA:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de quem os escreve e não refletem necessariamente a opinião do Planeta Gibi.

Não publicamos comentários que:
• Incluam quaisquer e-mails ou links;
• Mencionem outro estabelecimento que comercialize quadrinhos;
• Incluam ofensas e palavrões; fujam do tema em questão.

Atenção:
Os comentários aqui postados podem ser encaminhados para os editores que, eventualmente, poderão publicá-los nas revistas; caso não concorde com isso, explicite sua negativa no próprio comentário. Obrigado.